Farnesil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura químcia do farnesil, destacando as unidades de isopreno que compõem a molécula.

O farnesil é um lipídeo de 15 carbonos formado a partir de unidades de isopreno[1]. É formado pela enzima prenil transferase durante a via de síntese de colesterol[2]. O farnesil pode ser encontrado ligado a covalentemente a proteínas, sendo, um tipo de modificação pós-traducional que permite que proteínas sejam ancoradas a membrana plasmática. Essa modificação é catalisada pela enzima farnesiltransferase, que une o farnesil a um resíduo de cisteína em proteínas contendo a sequência de aminoácidos CaaX, no qual, C é a cisteína, a é um aminoácido alifático e X é um aminoácido da região carboxi-terminal. Uma das proteínas mais conhecidas ligada a farnesil é Ras, que está envolvida em processos de crescimento e diferenciação celular, sendo muito estudada em câncer, inclusive como alvo terapêutico[3].

Referências

  1. «Farnesyl Lipid». Berlin, Heidelberg: Springer Berlin Heidelberg (em inglês). 2011: 1379–1379. ISBN 9783642164828. doi:10.1007/978-3-642-16483-5_2118 
  2. Donald., Voet, (2013). Bioquímica 4. ed. Porto Alegre: Artmed. ISBN 9788582710043. OCLC 940090828 
  3. Basso, Andrea D.; Kirschmeier, Paul; Bishop, W. Robert (1 de janeiro de 2006). «Thematic review series: Lipid Posttranslational Modifications. Farnesyl transferase inhibitors». Journal of Lipid Research (em inglês). 47 (1): 15–31. ISSN 0022-2275. PMID 16278491. doi:10.1194/jlr.R500012-JLR200 
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.