Farofa de içá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Farofa de içá é uma iguaria feita com a a parte inferior do abdome da tanajura (a fêmea da formiga saúva) que possui cerca de 30% de gordura e 15% de proteína. Como "rainha do sauveiro" ela pode viver mais de 14 anos.

Origem[editar | editar código-fonte]

O consumo de içá vem da cultura indígena e nos dias atuais é um hábito da região do Vale do Paraíba, típico da comida caipira do interior de São Paulo.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

O escritor Monteiro Lobato, foi um grande apreciador da iguaria, chamando-a de "caviar da gente taubateana".[1]

O quadrinista Mauricio de Sousa também foi um apreciador de içá, quando ainda pequeno.[2] A tradicional caça e sua respectiva culinária são retratadas na revista em quadrinhos da "Turma do Chico Bento".

Referências

  1. Farofa de Içá Torrado AgoraVale.com.br
  2. "Você já comeu iça?" Turma da Mônica

Ligações externas[editar | editar código-fonte]