Farol da Fortaleza de Santa Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Farol da Fortaleza de Santa Cruz
Farol da Fortaleza de Santa Cruz.jpg
Número nacional
2432
Localização
Coordenadas
Banhado por
Endereço
Localização
Altitude
26 m
História
Período de construção
c.1765 (1º acendimento)
Inauguração
1839 (180 anos)
Estatuto patrimonial
Património histórico do Brasil (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Arquitetura
Altura
6
Altura focal
26 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Equipamento
Alcance luz
Luz característica
Luz: Iso R 2s
Identificadores
internacional
G-0367
№ da ARLHS
BRA-094
№ da NGA
110-18380[1]

Farol da Fortaleza de Santa Cruz é um farol brasileiro, localizado na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, no bairro de Jurujuba, município de Niterói, no estado do Rio de Janeiro. O farol guarda o lado oriental da Baía de Guanabara, na entrada do porto do Rio de Janeiro.

Torre quadrangular em alvenaria, pintada de branco, com lanterna hexagonal. A luz atual encontra-se montada num pequeno poste, no cimo da lanterna.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Fortaleza de Santa Cruz da Barra
No plano incluído na consulta do Conselho Ultramarino de 17 de Março de 1766, na qual o vice-rei do Estado do Brasil, D. António Álvares da Cunha, 1° conde da Cunha, expôs sobre as obras das fortalezas do porto da cidade do Rio de Janeiro, está já assinalada a existência de um farol.
A = portão
B = rampas que vão ao porto
C = quartéis do comandante e guarnição
D = mirante por cima do portão
E = escada para a casa do governador
F = reduto que defende a furna
G = ponte levadiça
g = sarilho para a suspender
H = furna pela natureza
J = guarda fora da praça
L = capela
M = casa do governador
N = cisterna
O = casa da pólvora e da
parlamenta por cima
P = casa da abóboda
Q = farol
R = pau da bandeira
S = telheiros
T = comuas
Plano da Fortaleza de Santa Cruz (c.1765).jpg
No plano incluído na consulta do Conselho Ultramarino de 17 de Março de 1766, na qual o vice-rei do Estado do Brasil, D. António Álvares da Cunha, 1° conde da Cunha, expôs sobre as obras das fortalezas do porto da cidade do Rio de Janeiro, está já assinalada a existência de um farol.

Referências

  1. «Fort Santa Cruz». NGA List of Lights - Pub. 110 - Aid No. 18380 (em inglês). NGA - National Geospatial-Intelligence Agency. 24 de janeiro de 2009. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  2. ROWLETT, Russ (12 de fevereiro de 2009). «Lighthouses of Southeastern Brazil». The Lighthouse Directory (em inglês). University of North Carolina at Chapel Hill. Consultado em 5 de janeiro de 2010