Farol de Regufe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Farol de Regufe
Farol de regufe 2.jpg
Farol de Regufe
Número nacional ex(47)
Informação geral
Coordenadas 41° 22′ 27,9″ N, 8° 45′ 17,12″ O
Localização Póvoa de Varzim, Portugal Portugal
País Portugal
Altitude 30 m
Corpo de água oceano Atlântico
Luz característica Iso W 6s
Alcance 15 milhas náuticas
Altura 22
Altura focal 30 metros
Entrada em serviço 24 de Março de 1892
Automatização 1976 (semi-automatizado)
Desativação Dezembro de 2001
Construção 1885/1886
Equipamento
Ótica 5ª Ordem 187,5mm
Lâmpada 500 W
Códigos internacionais
internacional ex(D-2020)
№ da NGA ex(113-3156)
№ da ARLHS POR-060

O Farol de Regufe, por vezes denominado Farol de São Brás, localiza-se na Póvoa de Varzim, em Portugal.

Sabe-se que a construção do farol data de 1885-1886, mas não é conhecida a sua origem nem a autoria do projecto. Foi inaugurado, anos depois, em 24 de Março de 1892. É um dos faróis representantes da arte do ferro no Norte do país. A sua torre cilíndrica, pintada a vermelho, ergue-se a vinte e dois metros de altura, apoiada em três escoras de ferro. O desenho do farol é único, mas existem dois tripódes de ferro na Argentina no Cabo San Antonio e Punta Médanos.[1]

O Farol de Regufe servia, com o Farol da Lapa, o enfiamento do varadouro da enseada da Póvoa de Varzim. Em 1917 foi construída uma moradia junto ao farol, onde, em 1929, nasceria o historiador de arte portuguesa Flávio Gonçalves, filho do encarregado do farol. Em 1951 foi eletrificado.

O farol foi restaurado em 1995. Em Dezembro de 2001 foi desactivado conforme o Aviso aos Navegantes nº 25 de 7 de Dezembro de 2001. Tinha-se tornado no símbolo do Bairro de Regufe nas Rusgas de São Pedro, festas da cidade, assim a população opôs-se a uma intenção superior para o transferir para outro local, por ali já não ser necessário. Já visto como um monumento pela cidade, foi pintado de novo e a luz do farol foi reacendida na noite de 23 de Abril de 2015.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Lighthouses of Northern Portugal» (em inglês). The Lighthouse Directory. 17 de Dezembro de 2005. Consultado em 25 de Junho de 2009. 
  • «Farol do Regufe». Revista da Armada. Marinha de Guerra Portuguesa. Julho de 2006. Consultado em 26 de Fevereiro de 2009. 
  • «Lista de Faróis (Continente)». Faróis de Portugal. A.N.C.- Associação Nacional de Cruzeiros. 2 de Outubro de 1997. Consultado em 18 de Dezembro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um farol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.