Fase final da Copa Libertadores da América de 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A fase final da Copa Libertadores da América de 2016 compreendeu as disputas de oitavas de final, quartas de final, semifinal e final. As equipes se enfrentaram em jogos eliminatórios de ida e volta em cada fase, e a que somasse mais pontos se classificaria a fase seguinte.

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Se em um cruzamento as determinadas equipes igualasseem em pontos, o primeiro critério de desempate seria o saldo de gols. Caso empatassem no saldo, o gol marcado na casa do adversário entraria em consideração. Persistindo o empate, a vaga seria decidida em disputa por pênaltis.[1]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Para determinar todos os cruzamentos da fase final, foi levado em conta o desempenho das equipes na segunda fase. As equipes que finalizaram em primeiro lugar nos grupos dividiram-se de 1º a 8º e as equipes que se classificaram em segundo lugar nos grupos, de 9º a 16º. A melhor equipe enfrentou a 16ª, a 2ª contra a 15ª, e assim sucessivamente.[1]

Pos. Primeiros dos grupos Pts SG GP
1 Colômbia Atlético Nacional 16 +12 12
2 México Pumas UNAM 15 +9 17
3 Brasil Corinthians 13 +9 13
4 Brasil Atlético Mineiro 13 +8 12
5 México Toluca 13 +4 9
6 Argentina Boca Juniors 12 +7 11
7 Argentina River Plate 11 +10 17
8 Argentina Rosário Central 11 +5 13
Pos. Segundos dos grupos Pts SG GP
9 Brasil Grêmio 11 +4 10
10 Equador Independiente del Valle 11 +3 7
11 Paraguai Cerro Porteño 10 –1 6
12 Brasil São Paulo 9 +6 11
13 Argentina Racing 9 +4 11
14 Uruguai Nacional 9 0 6
15 Venezuela Deportivo Táchira 9 –5 6
16 Argentina Huracán 8 0 7

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
A Atlético Nacional Colômbia 4–2 Argentina Huracán 0–0 4–2
B Pumas UNAM México 2–1 Venezuela Deportivo Táchira 0–1 2–0
C Corinthians Brasil 2–2 (gf) Uruguai Nacional 0–0 2–2
D Atlético Mineiro Brasil 2–1 Argentina Racing 0–0 2–1
E Toluca México 3–5 Brasil São Paulo 0–4 3–1
F Boca Juniors Argentina 5–2 Paraguai Cerro Porteño 2–1 3–1
G River Plate Argentina 1–2 Equador Independiente del Valle 0–2 1–0
H Rosário Central Argentina 4–0 Brasil Grêmio 1–0 3–0

Chave A[editar | editar código-fonte]

26 de abril Huracán Argentina 0 − 0 Colômbia Atlético Nacional Estádio Tomás Adolfo Ducó, Buenos Aires
19:30 (UTC−3)
Relatório Público: 20 000
Árbitro: ChileCHI Patricio Polic

3 de maio Atlético Nacional Colômbia 4 − 2 Argentina Huracán Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Ibarbo Gol marcado aos 23 minutos de jogo 23' (pen)
Guerra Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57', Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Copete Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Relatório Espinoza Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25'
Ábila Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Público: 40 000
Árbitro: VenezuelaVEN José Argote

Chave B[editar | editar código-fonte]

26 de abril Deportivo Táchira Venezuela 1 − 0 México Pumas UNAM Estádio Polideportivo de Pueblo Nuevo, San Cristóbal
20:15 (UTC−4:30)
Mosquera Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50' Relatório Público: 25 000
Árbitro: BolíviaBOL Óscar Maldonado

3 de maio Pumas UNAM México 2 − 0 Venezuela Deportivo Táchira Estádio Olímpico Universitário, Cidade do México
21:45 (UTC−5)
Herrera Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12'
Sosa Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Relatório Público: 25 000
Árbitro: ChileCHI Patricio Polic

Chave C[editar | editar código-fonte]

27 de abril Nacional Uruguai 0 − 0 Brasil Corinthians Estádio Gran Parque Central, Montevidéu
21:45 (UTC−3)
Relatório Público: 26 000
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

4 de maio Corinthians Brasil 2 − 2 Uruguai Nacional Arena Corinthians, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Lucca Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14'
Marquinhos Gabriel Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3' (pen)
Relatório Nico López Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4'
Romero Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Público: 43 098
Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

Chave D[editar | editar código-fonte]

27 de abril Racing Argentina 0 − 0 Brasil Atlético Mineiro Estádio El Cilindro, Avellaneda
19:30 (UTC−3)
Relatório Público: 28 000
Árbitro: ParaguaiPAR Julio Quintana

4 de maio Atlético Mineiro Brasil 2 − 1 Argentina Racing Estádio Independência, Belo Horizonte
21:45 (UTC−3)
Carlos Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15'
Pratto Gol marcado aos 71 minutos de jogo 71'
Relatório López Gol marcado aos 21 minutos de jogo 21' (pen) Público: 20 170
Árbitro: UruguaiURU Daniel Fedorczuk

Chave E[editar | editar código-fonte]

28 de abril São Paulo Brasil 4 − 0 México Toluca Estádio do Morumbi, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Michel Bastos Gol marcado aos 26 minutos de jogo 26'
Centurión Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44', Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60'
Thiago Mendes Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Relatório Público: 53 241
Árbitro: UruguaiURU Jonhatan Fuentes

4 de maio Toluca México 3 − 1 Brasil São Paulo Estádio Nemesio Díez, Toluca
17:15 (UTC−5)
Uribe Gol marcado aos 17 minutos de jogo 17', Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Triverio Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60'
Relatório Michel Bastos Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50' Público: 10 000
Árbitro: ColômbiaCOL Wilson Lamouroux

Chave F[editar | editar código-fonte]

28 de abril Cerro Porteño Paraguai 1 − 2 Argentina Boca Juniors Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:45 (UTC−4)
Domínguez Gol marcado aos 83 minutos de jogo 83' (pen) Relatório Tévez Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28'
Lodeiro Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59'
Público: 25 000
Árbitro: MéxicoMEX Francisco Chacón

5 de maio Boca Juniors Argentina 3 − 1 Paraguai Cerro Porteño Estádio La Bombonera, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Tévez Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3' (pen)
Pavón Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Pérez Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Relatório R. Rojas Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12' Público: 50 000
Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio

Chave G[editar | editar código-fonte]

28 de abril Independiente del Valle Equador 2 − 0 Argentina River Plate Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
17:30 (UTC−5)
Jo. Angulo Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63'
Sornoza Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1' (pen)
Relatório Público: 35 000
Árbitro: BrasilBRA Héber Lopes

4 de maio River Plate Argentina 1 − 0 Equador Independiente del Valle Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
19:15 (UTC−3)
Alario Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78' Relatório Público: 55 000
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Chave H[editar | editar código-fonte]

27 de abril Grêmio Brasil 0 − 1 Argentina Rosário Central Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:45 (UTC−3)
Relatório Ruben Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13' Público: 31 762
Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo

5 de maio Rosário Central Argentina 3 − 0 Brasil Grêmio Estádio Gigante de Arroyito, Rosário
19:15 (UTC−3)
Ruben Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4', Gol marcado aos 23 minutos de jogo 23' (pen)
Donatti Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Relatório Público: 35 000
Árbitro: ParaguaiPAR Enrique Cáceres

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
S1 Atlético Nacional Colômbia 3–2 Argentina Rosário Central 0–1 3–1
S2 Pumas UNAM México 3–3 (3–5 p) Equador Independiente del Valle 1–2 2–1
S3 Boca Juniors Argentina 2–2 (4–3 p) Uruguai Nacional 1–1 1–1
S4 Atlético Mineiro Brasil 2–2 (gf) Brasil São Paulo 0–1 2–1

Chave S1[editar | editar código-fonte]

12 de maio Rosário Central Argentina 1 − 0 Colômbia Atlético Nacional Estádio Gigante de Arroyito, Rosário
21:45 (UTC−3)
Montoya Gol marcado aos 5 minutos de jogo 5' Relatório Público: 39 000
Árbitro: BrasilBRA Sandro Ricci

19 de maio Atlético Nacional Colômbia 3 − 1 Argentina Rosário Central Estádio Atanasio Girardot, Medellín
20:45 (UTC−5)
Torres Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1'
Guerra Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50'
Berrío Gol marcado aos 90+4 minutos de jogo 90+4'
Relatório Ruben Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' (pen) Público: 44 591
Árbitro: UruguaiURU Daniel Fedorczuk

Chave S2[editar | editar código-fonte]

17 de maio Independiente del Valle Equador 2 − 1 México Pumas UNAM Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
19:45 (UTC−5)
Jo. Angulo Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41', Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54' Relatório Martínez Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72' Público: 35 000
Árbitro: ArgentinaARG Mauro Vigliano

24 de maio Pumas UNAM México 2 − 1 Equador Independiente del Valle Estádio Olímpico Universitário, Cidade do México
19:45 (UTC−5)
Sosa Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15', Gol marcado aos 17 minutos de jogo 17' Relatório Sornoza Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65' Público: 45 000
Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo
    Penalidades  
Herrera Convertido
Ludueña Convertido
Sosa Erro (defesa)
Ruiz Convertido
3 – 5 Convertido Cortez
Convertido Tellechea
Convertido Jo. Angulo
Convertido Caicedo
Convertido Mina
 

Chave S3[editar | editar código-fonte]

12 de maio Nacional Uruguai 1 − 1 Argentina Boca Juniors Estádio Gran Parque Central, Montevidéu
19:30 (UTC−3)
Fernández Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75' Relatório Fabra Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69' Público: 30 000
Árbitro: ParaguaiPAR Enrique Cáceres

19 de maio Boca Juniors Argentina 1 − 1 Uruguai Nacional Estádio La Bombonera, Buenos Aires
20:15 (UTC−3)
Pavón Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72' Relatório Díaz Gol contra marcado aos 20 minutos de jogo 20' (g.c.) Público: 43 000
Árbitro: BrasilBRA Héber Lopes
    Penalidades  
Tévez Convertido
Díaz Convertido
Pérez Erro (defesa)
Insaurralde Erro (defesa)
Fabra Convertido
Carrizo Convertido
4 – 3 Convertido Polenta
Convertido Victorino
Convertido Fernández
Erro (defesa) Porras
Erro (defesa) Romero
Erro (defesa) Carballo
 

Chave S4[editar | editar código-fonte]

11 de maio São Paulo Brasil 1 − 0 Brasil Atlético Mineiro Estádio do Morumbi, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Michel Bastos Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78' Relatório Público: 61 297
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

18 de maio Atlético Mineiro Brasil 2 − 1 Brasil São Paulo Estádio Independência, Belo Horizonte
21:45 (UTC−3)
Cazares Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Carlos Gol marcado aos 11 minutos de jogo 11'
Relatório Maicon Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14' Público: 21 337
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Caso apenas dois times do mesmo país alcancem às semifinais, os confrontos serão alterados de forma a esses dois times se enfrentarem nessa fase, modificando os cruzamentos pré-determinados.[1]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
F1 Atlético Nacional Colômbia 4–1 Brasil São Paulo 2–0 2–1
F2 Boca Juniors Argentina 3–5 Equador Independiente del Valle 1–2 2–3

Chave F1[editar | editar código-fonte]

6 de julho São Paulo Brasil 0 – 2 Colômbia Atlético Nacional Estádio do Morumbi, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Relatório Borja Gol marcado aos 81 minutos de jogo 81', Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87' Público: 61 766
Árbitro: ArgentinaARG Mauro Vigliano

13 de julho Atlético Nacional Colômbia 2 – 1 Brasil São Paulo Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Borja Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15', Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77' (pen) Relatório Calleri Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' Árbitro: ChileCHI Patricio Polic

Chave F2[editar | editar código-fonte]

7 de julho Independiente del Valle Equador 2 – 1 Argentina Boca Juniors Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
19:45 (UTC−5)
Cabezas Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Jo. Angulo Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Relatório Pérez Gol marcado aos 12 minutos de jogo 12' Público: 38 000
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

14 de julho Boca Juniors Argentina 2 – 3 Equador Independiente del Valle Estádio La Bombonera, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Pavón Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3', Gol marcado aos 90 minutos de jogo 90' Relatório Caicedo Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24'
Cabezas Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Ju. Angulo Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50'
Árbitro: UruguaiURU Daniel Fedorczuk

Final[editar | editar código-fonte]

O campeão da Copa Libertadores 2016 garante o direito de participar da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2016, a exceção dos clubes mexicanos que se classificam através da Liga dos Campeões da CONCACAF.

Além do Mundial de Clubes, o campeão adquire o direito de participar da Recopa Sul-Americana de 2017 contra o campeão da Copa Sul-Americana de 2016.

Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
Atlético Nacional Colômbia 2–1 Equador Independiente del Valle 1–1 1–0
20 de julho Independiente del Valle Equador 1 – 1 Colômbia Atlético Nacional Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
19:45 (UTC−5)
Mina Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86' Relatório Berrío Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35' Público: 40 000
Árbitro: ParaguaiPAR Enrique Cáceres

27 de julho Atlético Nacional Colômbia 1 – 0 Equador Independiente del Valle Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Borja Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' Relatório Público: 46 000
Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Copa Libertadores de America - Reglamento 2016» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 14 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]