Fases preliminares da Copa Libertadores da América de 2021

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

As fases preliminares da Copa Libertadores da América de 2021 estão sendo disputadas no primeiro trimestre do respectivo ano. Consiste-se em três fases eliminatórias, onde ao final da terceira os vencedores classificam-se para a fase de grupos.

As equipes se enfrentam em jogos eliminatórios de ida e volta, classificando-se a que somar o maior número de pontos. Em caso de igualdade em pontos, a regra do gol marcado como visitante é utilizada para o desempate. Persistindo o empate, a vaga é definida em disputa por pênaltis.[1]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por seis equipes provenientes de Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[2]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
E1 Liverpool Uruguai 2–4 Equador Universidad Católica 2–1 0–3
E2 Universidad César Vallejo Peru 0–2 Venezuela Caracas 0–0 0–2
E3 Royal Pari Bolívia 2–5 Paraguai Guaraní 1–4 1–1

Todas as partidas estão em horário local.

Chave E1[editar | editar código-fonte]

23 de fevereiro Liverpool Uruguai 2 − 1 Equador Universidad Católica Estádio Alfredo Víctor Viera, Montevidéu
21:30 (UTC−3)
Dávila Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68'
Correa Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Relatório Tévez Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27' Árbitro: ArgentinaARG Nicolás Lamolina

2 de março Universidad Católica Equador 3 − 0 Uruguai Liverpool Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
19:30 (UTC−5)
Tévez Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37'
Chalá Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44'
De los Santos Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Relatório Árbitro: VenezuelaVEN Alexis Herrera

Universidad Católica venceu por 4–2 no placar agregado.

Chave E2[editar | editar código-fonte]

24 de fevereiro Universidad César Vallejo Peru 0 − 0 Venezuela Caracas Estádio Monumental, Lima
17:15 (UTC−5)
Relatório Árbitro: EquadorECU Marlon Vera

3 de março Caracas Venezuela 2 − 0 Peru Universidad César Vallejo Estádio Olímpico da UCV, Caracas
18:15 (UTC−4)
Echeverría Gol marcado aos 20 minutos de jogo 20' (pen)
Celis Gol marcado aos 90+5 minutos de jogo 90+5'
Relatório Árbitro: BolíviaBOL Gery Vargas

Caracas venceu por 2–0 no placar agregado.

Chave E3[editar | editar código-fonte]

24 de fevereiro Royal Pari Bolívia 1 − 4 Paraguai Guaraní Estádio Ramón Tahuichi Aguilera, Santa Cruz
20:30 (UTC−4)
Castillo Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72' Relatório Marín Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3', Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45'
Florentín Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19'
F. Fernández Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Árbitro: PeruPER Kevin Ortega

3 de março Guaraní Paraguai 1 − 1 Bolívia Royal Pari Estádio Luis Alfonso Giagni, Villa Elisa
21:30 (UTC−3)
Benítez Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58' Relatório Florentín Gol contra marcado aos 74 minutos de jogo 74' (g.c.) Árbitro: BrasilBRA Rafael Traci

Guaraní venceu por 5–2 no placar agregado.

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada por 16 equipes, sendo 13 delas provenientes de todas as dez associações sul-americanas, mais os três vencedores da fase anterior. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[2]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
C1 Universidad Católica Equador 2–3 Paraguai Libertad 0–1 2–2
C2 Grêmio Brasil 8–2 Peru Ayacucho 6–1 2–1
C3 Montevideo Wanderers Uruguai 1–5 Bolívia Bolívar 1–0 0–5
C4 Universidad de Chile Chile 1–3 Argentina San Lorenzo 1–1 0–2
C5 Santos Brasil 3–2 Venezuela Deportivo Lara 2–1 1–1
C6 Caracas Venezuela 2–5 Colômbia Junior Barranquilla 1–2 1–3
C7 Unión Española Chile 3–6 Equador Independiente del Valle 1–0 2–6
C8 Guaraní Paraguai 0–5 Colômbia Atlético Nacional 0–2 0–3

Todas as partidas estão em horário local.

Chave C1[editar | editar código-fonte]

10 de março Universidad Católica Equador 0 − 1 Paraguai Libertad Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
17:15 (UTC−5)
Relatório Bogarín Gol marcado aos 38 minutos de jogo 38' Árbitro: BrasilBRA Bruno Arleu

17 de março Libertad Paraguai 2 − 2 Equador Universidad Católica Estádio Defensores del Chaco, Assunção
19:15 (UTC−3)
Ferreira Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32', Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64' Relatório Chalá Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Tévez Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82' (pen)
Árbitro: ArgentinaARG Fernando Rapallini

Libertad venceu por 3–2 no placar agregado.

Chave C2[editar | editar código-fonte]

10 de março Grêmio Brasil 6 − 1 Peru Ayacucho Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:30 (UTC−3)
David Braz Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4'
Ferreirinha Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28'
Diego Souza Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33' (pen), Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41', Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Gui Azevedo Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Relatório Quina Gol marcado aos 73 minutos de jogo 73' Árbitro: EquadorECU Augusto Aragón

16 de março Ayacucho Peru 1 − 2 Brasil Grêmio Estádio Olímpico Atahualpa, Quito[a]
19:30 (UTC−5)
Sosa Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40' Relatório Ferreirinha Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Ricardinho Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87'
Árbitro: UruguaiURU Esteban Ostojich

Grêmio venceu por 8–2 no placar agregado.

Chave C3[editar | editar código-fonte]

9 de março Montevideo Wanderers Uruguai 1 − 0 Bolívia Bolívar Estádio Alfredo Víctor Viera, Montevidéu
19:15 (UTC−3)
Rolón Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55' Relatório Árbitro: ChileCHI Cristian Garay

16 de março Bolívar Bolívia 5 − 0 Uruguai Montevideo Wanderers Estádio Hernando Siles, La Paz
18:15 (UTC−4)
Ramos Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4', Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Miranda Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40'
Macaluso Gol contra marcado aos 57 minutos de jogo 57' (g.c.)
Ábrego Gol marcado aos 90+4 minutos de jogo 90+4'
Relatório Árbitro: EquadorECU Guillermo Guerrero

Bolívar venceu por 5–1 no placar agregado.

Chave C4[editar | editar código-fonte]

10 de março Universidad de Chile Chile 1 − 1 Argentina San Lorenzo Estádio Nacional, Santiago
21:30 (UTC−3)
Henríquez Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76' Relatório Di Santo Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78' Árbitro: BrasilBRA Raphael Claus

17 de março San Lorenzo Argentina 2 − 0 Chile Universidad de Chile Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
21:30 (UTC−3)
Di Santo Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13'
Á. Romero Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59'
Relatório Árbitro: UruguaiURU Leodán González

San Lorenzo venceu por 3–1 no placar agregado.

Chave C5[editar | editar código-fonte]

9 de março Santos Brasil 2 − 1 Venezuela Deportivo Lara Estádio Vila Belmiro, Santos
19:15 (UTC−3)
Vinicius Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50'
Kaiky Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69'
Relatório Anzola Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52' Árbitro: UruguaiURU Andrés Matonte

16 de março Deportivo Lara Venezuela 1 − 1 Brasil Santos Estádio Olímpico da UCV, Caracas
18:15 (UTC−4)
Anzola Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62' Relatório Soteldo Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37' Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo

Santos venceu por 3–2 no placar agregado.

Chave C6[editar | editar código-fonte]

10 de março Caracas Venezuela 1 − 2 Colômbia Junior Barranquilla Estádio Olímpico da UCV, Caracas
20:30 (UTC−4)
Akinyoola Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35' Relatório Borja Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69'
Ditta Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

17 de março Junior Barranquilla Colômbia 3 − 1 Venezuela Caracas Estádio Metropolitano, Barranquilla
19:30 (UTC−5)
Borja Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41'
Gutiérrez Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Pajoy Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1'
Relatório Akinyoola Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86' (pen) Árbitro: ArgentinaARG Mauro Vigliano

Junior Barranquilla venceu por 5–2 no placar agregado.

Chave C7[editar | editar código-fonte]

9 de março Unión Española Chile 1 − 0 Equador Independiente del Valle Estádio Santa Laura, Santiago
21:30 (UTC−3)
Caicedo Gol contra marcado aos 56 minutos de jogo 56' (g.c.) Relatório Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio

16 de março Independiente del Valle Equador 6 − 2 Chile Unión Española Estádio Casa Blanca, Quito
19:30 (UTC−5)
Vite Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3'
Montenegro Gol marcado aos 15 minutos de jogo 15', Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39', Gol marcado aos 90+9 minutos de jogo 90+9'
Faravelli Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' (pen), Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57'
Relatório Méndez Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Rubio Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Independiente del Valle venceu por 6–3 no placar agregado.

Chave C8[editar | editar código-fonte]

11 de março Guaraní Paraguai 0 − 2 Colômbia Atlético Nacional Estádio Defensores del Chaco, Assunção
21:30 (UTC−3)
Relatório Barrera Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22'
Rovira Gol marcado aos 90+8 minutos de jogo 90+8'
Árbitro: VenezuelaVEN Jesús Valenzuela

18 de março Atlético Nacional Colômbia 3 − 0 Paraguai Guaraní Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:30 (UTC−5)
Andrade Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24', Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Barrera Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39'
Relatório Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

Atlético Nacional venceu por 5–0 no placar agregado.

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase será disputada pelas oito equipes vencedoras da fase anterior. Os cruzamentos foram predeterminados, sendo que a equipe de melhor ranking realiza o jogo de volta em casa. Os vencedores da cada confronto se classificam à fase de grupos.[2]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Libertad Paraguai 1–0 Colômbia Atlético Nacional 1–0 -
G2 Independiente del Valle Equador Brasil Grêmio 2–1
G3 Bolívar Bolívia Colômbia Junior Barranquilla 2–1
G4 San Lorenzo Argentina Brasil Santos 1–3

Todas as partidas estão em horário local.

Chave G1[editar | editar código-fonte]

7 de abril Libertad Paraguai 1 − 0 Colômbia Atlético Nacional Estádio Defensores del Chaco, Assunção
20:30 (UTC−4)
Báez Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78' Relatório Árbitro: ArgentinaARG Facundo Tello

14 de abril Atlético Nacional Colômbia Paraguai Libertad Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:30 (UTC−5)
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

Chave G2[editar | editar código-fonte]

9 de abril[b] Independiente del Valle Equador 2 − 1 Brasil Grêmio Estádio Defensores del Chaco, Assunção[b]
18:15 (UTC−4)
Faravelli Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53', Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61' (pen) Relatório Diego Souza Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9' Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

14 de abril Grêmio Brasil Equador Independiente del Valle Arena do Grêmio, Porto Alegre
19:15 (UTC−3)
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

Chave G3[editar | editar código-fonte]

8 de abril Bolívar Bolívia 2 − 1 Colômbia Junior Barranquilla Estádio Hernando Siles, La Paz
20:30 (UTC−4)
Ramos Gol marcado aos 4 minutos de jogo 4'
Bejarano Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Relatório Mera Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10' Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio

15 de abril Junior Barranquilla Colômbia Bolívia Bolívar Estádio Metropolitano, Barranquilla
19:30 (UTC−5)
Árbitro: ParaguaiPAR Éber Aquino

Chave G4[editar | editar código-fonte]

6 de abril San Lorenzo Argentina 1 − 3 Brasil Santos Estádio Nuevo Gasómetro, Buenos Aires
21:30 (UTC−3)
Á. Romero Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72' Relatório Lucas Braga Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7'
Marinho Gol marcado aos 45+1 minutos de jogo 45+1' (pen)
Ângelo Gol marcado aos 90+4 minutos de jogo 90+4'
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

13 de abril Santos Brasil Argentina San Lorenzo Estádio Mané Garrincha, Brasília
21:30 (UTC−3)
Árbitro: UruguaiURU Esteban Ostojich

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • B. ^ A partida de ida entre Independiente del Valle e Grêmio originalmente seria disputada em 7 de abril às 17:15 (UTC−5) no Estádio Casa Blanca, em Quito, mas foi transferida para o Paraguai pela CONMEBOL após três jogadores da equipe brasileira testarem positivo para a COVID-19 e as consequentes restrições pelas autoridades do Equador.[4]

Referências

  1. «Manual de Clubes / Reglamento Libertadores» (em espanhol). CONMEBOL. 15 de fevereiro de 2021. Consultado em 23 de fevereiro de 2020 
  2. a b c «La suerte está echada en la CONMEBOL Libertadores» (em espanhol). CONMEBOL. 5 de fevereiro de 2021. Consultado em 23 de fevereiro de 2021 
  3. «Libertadores: Conmebol transfere jogo entre Ayacucho e Grêmio do Peru para o Equador». GloboEsporte.com. 8 de março de 2021. Consultado em 8 de março de 2021 
  4. «Após casos de Covid, Conmebol adia duelo entre Grêmio e Del Valle e transfere jogo para o Paraguai». GloboEsporte.com. 6 de abril de 2021. Consultado em 6 de abril de 2021