Fat Man and Little Boy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fat Man and Little Boy
No Brasil O Início do Fim
Em Portugal Sombras no Futuro
 Estados Unidos
1989 •  cor •  127 min 
Direção Roland Joffé
Roteiro
Elenco
Género
Idioma inglês

Fat Man and Little Boy (bra: O Início do Fim[1]; prt: Sombras no Futuro[2]) é um filme estadunidense de 1989, um drama histórico-biográfico de guerra dirigido por Roland Joffé, com roteiro de Bruce Robinson e do próprio Joffé abordando a história do Projeto Manhattan, esforço de militares e cientistas aliados que construíram as primeiras bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial. O título original, tirado de personagens de Dashiell Hemmett, faz menção aos nomes-códigos dados às duas primeiras bombas atômicas lançadas no Japão.

O filme participou do 40º Festival de Internacional de Cinema de Berlim.[3]


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1943, o general e engenheiro americano Leslie Groves que supervisionou a construção do edifício do Pentágono é convocado para liderar o ultrassecreto Projeto Manhattan, cujo objetivo é construir bombas atômicas para serem usadas contra a Alemanha na Segunda Guerra Mundial num prazo de dezenove meses.

Groves entra em contato com o físico da Universidade da Califórnia, J. Robert Oppenheimer para que cuide do projeto sob a supervisão dele. Oppenheimer se muda com a família para as instalações no Novo México. Para o trabalho ele escolhe uma remota área localizada no Desfiladeiro de Los Alamos, noroeste de Santa Fé. As diferenças de personalidade de Groves e Oppenheimer resultarão em constantes altercações enquanto o projeto cria forma. Um dos cientistas recrutados, Michael Merriman, se relaciona com a enfermeira Kathleen Robinson enquanto trabalha com radiação usando pouca proteção. Enquanto isso os militares pressionam Groves para afastar Oppenheimer quando descobrem que ele possui uma amante simpatizante dos comunistas.

Elenco[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

A maior parte dos personagens e acontecimentos são verídicos embora em versões dramatizadas para o cinema.

O personagem Michael Merriman (John Cusack) foi composto baseado em várias pessoas que representariam o "homem comum".[4] Parte é inspirada em Louis Slotin, um jovem cientista popular. Ao contrário de Merriman, o acidente fatal de Slotin ocorreu após o bombardeio das bombas atômicas no Japão.[5] Outro acidente nuclear ocorreu duas semanas após a explosão em Nagasaki, com Harry Daghlian.

Após iniciar o trabalho no laboratório, Oppenheimer se encontrou uma única vez com a amante Tatlock, em meados de junho de 1943, quando ela disse que o amava e queria vê-lo.[6] Após passarem a noite juntos, não se viram mais. Ela se suicidou seis meses após o encontro.[7]

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens ocorreram no inverno de 1988 principalmente em Durango, México, local da recriação da fábrica de Los Alamos. Esse cenário contou com 35 prédios ao custo de 2 milhões de dolares.[8]

Referências

  1. «O Início do Fim». Brasil: CinePlayers. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  2. «Sombras no Futuro». Portugal: SapoMag. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  3. «Berlinale: 1990 Programme». berlinale.de. Consultado em 17 de março de 2011 
  4. Kunk, Deborah J. - "'Fat Man' Brings Bomb Alive". - St. Paul Pioneer Press. - 20 de outubro de 1989.
  5. The Atomic Heritage Foundation. «The Mystery of Michael Merriman». Consultado em 1 de junho de 2008 
  6. Oppenheimer, J. Robert, Alice Kimball Smith, and Charles Weiner (1995). - Robert Oppenheimer: Letters and Recollections. - p.262.
    — Chafe, William Henry. - The Achievement of American Liberalism. - p.141.
  7. Bird, Kai, and Martin J. Sherwin (2005). - American Prometheus: The Triumph and Tragedy of J. Robert Oppenheimer. - New York: Alfred A. Knopf. - ISBN 978-0-375-41202-8
    —Conant, Jennet. - 109 East Palace: Robert Oppenheimer and the Secret City of Los Alamos. - New York: Simon & Schuster. - ISBN 978-0-7432-5007-8
  8. "Films in Production". - The Record. - October 28, 1988.
    —Rohter, Larry. - "Dropping a Bomb: 'Fat Man and Little Boy' explores fact and fiction at the dawn of the nuclear age". - St. Petersburg Times. - 21 de outubro de 1989.
    —Arar, Yardena. - "Entertaining Thoughts - 'Fat Man' had Weaknesses from Day One". - Daily News of Los Angeles. - 22 de outubro de 1989.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.