Fator abiótico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A chuva é um exemplo de fator abiótico.

Em ecologia, denominam-se fatores abióticos (AO 1945: factores abióticos) todas as influências que os seres vivos possam receber em um ecossistema, derivadas de aspectos físicos, químicos ou físico-químicos do meio ambiente, tais como a luz e a radiação solar, a temperatura, o vento, a água, a composição do solo, a pressão e outros .[1]

Cada ecótopo, ou seja, cada tipo de paisagem sofre os efeitos de fatores abióticos particulares. Por exemplo, no ambiente marinho, o fator persistente é a salinidade, enquanto que junto à costa, são as marés. Num ambiente terrestre, como uma floresta, as características físico-químicas do solo e o clima podem ser os fatores mais importantes.

Os fatores bióticos (ou seja, os efeitos da atividade dos seres vivos no ecossistema e as relações que estabelecem entre eles) e abióticos estão em permanente ligação sistémica.

Fatores abióticos[editar | editar código-fonte]

Temperatura[editar | editar código-fonte]

Este é um factor de grande importância e está directamente relacionado com variações do factor luz, uma vez que a redução ou aumento do fotoperíodo têm influência na temperatura. A temperatura é muito relevante na distribuição das espécies pelo planeta, uma vez que cada espécie têm um intervalo de tolerância à temperatura diferente e quando a temperatura atinge valores superiores ou inferiores a esse intervalo o indivíduo morre. Influência da temperatura nos seres vivos:[2]

  • Divide as espécies em relação à capacidade de regulação da temperatura corporal
  • Divide os seres vivos quanto ao seu intervalo de tolerância à temperatura
    • Espécies estenotérmicas - são aqueles que não suportam grande variação de temperatura.
    • Espécies euritérmicas - são aqueles que suportam grandes variação de temperatura.
  • hibernação - é a diminuição da atividade vital de um indivíduo devido ao frio. Ex.: urso, morcego.
  • estivação - é a diminuição da atividade vital de um indivíduo devido ao calor. Ex.: quelônios.
  • Migrações anuais de aves e outros animais para regiões mais quentes.
  • Vida latente - é a morte aparente observada em determinadas estruturas dos seres vivos. Ex.: esporos e sementes.
  • Lei de Bergman - "indivíduos que se desenvolvem em áreas frias são maiores, mas apresentam crescimento lento, enquanto que indivídos que se desenvolvem em áreas quentes são menores, mas apresentam crescimento rápido."

Pressão[editar | editar código-fonte]

A pressão divide os seres vivos em:

  • Seres euribáricos - são aqueles que suportam grande variações de pressão.
  • Seres estenobáricos - são aqueles que não suportam grandes variações de pressão.

Salinidade[editar | editar código-fonte]

Influência da salinidade nos seres vivos:

  • Seres eurialinos - são aqueles que suportam grandes variações de salinidade.
  • Seres estenoalinos - são aqueles que não suportam grandes variações de salinidade.
  • halófitas - vegetais que vivem em áreas com muito sal.
  • piracema - migração de peixes com finalidade reprodutora.

rio → mar - catádromo
mar → rio - anádromo

humidade[editar | editar código-fonte]

A humidade divide os seres vivos em:

  • xerófilos - seres vivos que vivem em áreas secas.
  • mesófiloss - seres vivos que vivem em áreas mais ou menos húmidas.
  • hidrófilos - seres vivos que vivem na água.

Luz[editar | editar código-fonte]

  • Divide os seres vivos em relação à sua tolerância em relação à variação de luz
    • seres eurifóticos - são aqueles que suportam grandes variações de luz.
    • seres estenofóticos - são aqueles que não suportam grandes variações de luz.
  • Divide as plantas em relação à sua necessidade de luz
    • Plantas umbrófilas - Plantas que necessitam de pouca luz
    • Plantas Heliófilas - Plantas que necessitam de muita luz

Solo[editar | editar código-fonte]

Nele pode-se encontrar o húmus, matéria orgânica em decomposição, que faz o solo ser fértil.

Chuva[editar | editar código-fonte]

Promove a lixiviação (lavagem do solo pelas águas da chuva).

Vento[editar | editar código-fonte]

Importante na dispersão de esporos e sementes.

pH[editar | editar código-fonte]

Conforme o pH, pode haver condições ou não de sobrevivência dos seres vivos.

Clima[editar | editar código-fonte]

É um conjunto de fatores abióticos, sendo constiuído basciamente pela temperatura, pressão, umidade e chuvas.

Divide os seres vivos em relação à sua tolerância em relação às variações climáticas

  • Seres euribiontes - suportam grandes variações de climáticas.
  • Seres estenobiontes - não suportam grandes variações climáticas.

Substâncias inorgânicas[editar | editar código-fonte]

Ciclos dos materiais

Compostos orgânicos[editar | editar código-fonte]

Ligam o biótico-abiótico.

Oxigénio e outros gases.[editar | editar código-fonte]

Referências