Fatu Hiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fatu Hiva foi o local onde pesquisas de campo realizadas pelo geógrafo norueguês Thor Heyerdahl o levaram à conclusão de que a região da Polinésia foi colonizada pela civilização Inca. Para provar esta teoria, realizou a expedição Kon-Tiki.

Fatu Hiva é a ilha mais meridional do arquipélago das Marquesas, na Polinésia Francesa. Situa-se a 75 km a sul de Hiva Oa.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Polinésia Francesa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Fatu Hiva foi o local onde Thor Heyerdahl, pesquisador Norueguês, realizou uma pesquisa de campo e encontrou evidências de que os primeiros colonizadores da indonésia vieram da América do Sul (Peru), ao contrário do que a teoria dominante afirmava, de que a região havia sido colonizada a partir do oeste. A teoria parecia absurda pois preconizava que estes "colonizadores" haviam navegado mais de 6.000 Km sem a tecnologia para construir barcos aptos à navegação de longo curso. Como não encontrava outra forma de provar sua teoria, em 1947 Thor decidiu construir uma pequena jangada, com os mesmos materiais de séculos atrás, e chamou cinco tripulantes inexperientes para partir com ele em uma viagem de três meses, considerada por todos como uma aventura suicida, provando que sua teoria era viável, e registrou tudo no documentário sobre a "expedição Kon-tiki", como a denominou. Kon-Tiki (filme) mostra a história desta expedição.