Fausto Barreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde março de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Fausto Barreto
Nascimento 19 de dezembro de 1852
Tauá
Morte 2 de outubro de 1908 (55 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal do Rio de Janeiro
Ocupação político, professor universitário, linguista

Fausto Carlos Barreto (São João dos Inhamuns, 19 de dezembro de 1852Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1915) foi um filólogo, jornalista, professor e político brasileiro.

Iniciou seus estudos no Seminário de Fortaleza, transferindo-se, antes de terminá-los, para o Rio de Janeiro, onde matriculou-se, em 1874, na Escola de Medicina. Abandou-a pouco antes de se graduar, a fim de exercer o magistério. Em 1883, foi aprovado em concurso para professor de língua portuguesa do Colégio Pedro II.

Como político, foi presidente da província do Rio Grande do Norte, de 12 de julho a 23 de outubro de 1889. Foi também deputado geral pelo Ceará na última legislatura do Império.

Seus trabalhos, em sua maioria relacionados à gramática, tornaram-no um dos dos maiores especialistas da área em seu tempo. Foi sócio correspondente do Instituto do Ceará.

Referência[editar | editar código-fonte]

  • Mensario do "Jornal do commercio" (Brasil) de 1838 artigo da página 415.
  • 1001 cearenses notáveis de F. Silva Nobre publicado no Ceará (Brasil) em 1996, com 395 páginas, citado na paginá 66.
  • Antologia nacional, ou, Coleção de excertos dos principais escritores de Fausto Carlos Barreto, Carlos Maximiniano Pimenta de Laet de 1936 com 557 páginas.


Precedido por
Antônio Basílio Ribeiro Dantas
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1889
Sucedido por
Antônio Basílio Ribeiro Dantas