Favaios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Favaios  
—  Freguesia  —
Vista de Favaios
Vista de Favaios
Favaios está localizado em: Portugal Continental
Favaios
Localização de Favaios em Portugal
Coordenadas 41° 16' N 7° 30' O
País  Portugal
Concelho Brasão de armas - Alijó, Portugal.png Alijó
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Vítor Manuel Morais Sequeira (PPD/PSD)
Área
 - Total 21,45 km²
População (2011)
 - Total 1 064
    • Densidade 49,6 hab./km²
Código postal 5070

Favaios é uma freguesia portuguesa do concelho de Alijó, com 21,45 km² de área e 1 064 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 49,6 hab/km².

A freguesia de Favaios está localizada na Serra do Vilarelho, no concelho de Alijó, o qual integra o distrito de Vila Real, província de Trás-os-Montes e Alto Douro, no nordeste de Portugal.

Distante do Porto c. de 150 km e de Bragança c. de 120 km., está a 3 km. de Alijó, possuindo uma área de 20,6 km², e uma população de c. de 1.500 habitantes, voltados, basicamente, para a vinicultura. Por isso, é designada por aldeia vinhateira do Douro.

História[editar | editar código-fonte]

De origem que se perde nas brumas do passado, seu nome derivaria do latino Flavius, uma antiga povoação romana, segundo alguns historiadores.

João de Barros aponta-lhe como nome antigo Flavia

Favaios - é uma vila na parte de Galiza, e agora em Portugal, na comarca de Trás os Montes, chamou-se Flavia como dizem letreiros antigos que ali vi. Parece que Ptolomeu lhe chama Flaviobriga, daqueles que edificou el Rey Brigo.[1]

Recebeu Carta de Alforria em 1211 de D. Afonso II, e seu primeiro Foral em 1270 de D. Afonso III, o qual foi confirmado em 1284 por D. Dinis, revogado por D. Manuel I em 1514, e restabelecido no mesmo ano.

Foi vila e sede de concelho até meados do século XIX (1853). Até ao liberalismo era constituído apenas pela vila, sendo posteriormente anexadas ao concelho as freguesias de Casal de Loivos, Cotas, Sanfins do Douro, Vale de Mendiz e Vilarinho de Cotas.

Actividades[editar | editar código-fonte]

A freguesia é conhecida pelos vinhos da Adega Cooperativa de Favaios, especialmente pelo moscatel.

A vinicultura é a base de sua economia, principalmente com os vinhos V.Q.P.R.D. (Vinhos de Qualidade Produzidos em Região Demarcada).

O setor secundário da economia é representado pela indústria de panificação, com o famoso trigo dos Quatro Cantos e pelo artesanato, com os tapetes de Arraiolos.

População[editar | editar código-fonte]

A tendência de evolução populacional é negativa. As causas são comuns: as pessoas deslocam-se para o litoral ou para o estrangeiro, na procura de melhores condições de vida, especialmente os casais jovens, que têm ou planeiam ter filhos.[2]

Número de habitantes [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2.006 2.164 1.933 2.065 2.006 1.667 2.108 2.190 2.265 1.946 1.495 1.669 1.497 1.312 1.064

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Distribuição da População por Grupos Etários em 2001 e 2011
Idade 0-14 15-24 25-64 > 65 0-14 15-24 25-64 > 65
2001 188 186 671 267 14,3% 14,2% 51,1% 20,4%
2011 130 90 566 278 12,2% 8,5% 53,2% 26,1%

Instituições[editar | editar código-fonte]

  • Oficina de Teatro de Favaios[4] - grupo de teatro muito activo, que costuma representar nas localidades de origem e arredores[5]
  • Enoteca da Quinta da Avessada - veio complementar a oferta de conhecimento sobre os vinhos do Douro e Porto e, especificamente, do vinho Moscatel[6]

Património[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Barros, João de (1549). Libro das antiguidades e cousas notáueis de Antre Douro e Minho, e de outras muitas de España e Portugual. [S.l.: s.n.] 
  2. Graça, Maria do Rosário Melides Coelho (2010). Aldeias vinhateiras: aldeias com vida? Estudo de caso das aldeias de Salzedas e Ucanha, Dissertação de Mestrado em Turismo, UTAD.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. «Oficina de Teatro de Favaios». 
  5. Graça, Maria do Rosário Melides Coelho (2010). Aldeias vinhateiras: aldeias com vida? Estudo de caso das aldeias de Salzedas e Ucanha, Dissertação de Mestrado em Turismo, UTAD.
  6. Graça, Maria do Rosário Melides Coelho (2010). Aldeias vinhateiras: aldeias com vida? Estudo de caso das aldeias de Salzedas e Ucanha, Dissertação de Mestrado em Turismo, UTAD.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.