Favipiravir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Favipiravir
Alerta sobre risco à saúde
Favipiravir.svg
Nome IUPAC 6-Fluoro-3-hydroxypyrazine-2-carboxamide
Identificadores
Número CAS 259793-96-9
PubChem 492405
ChemSpider 431002
Propriedades
Fórmula química C5H4FN3O2
Massa molar 157.09 g mol-1
Farmacologia
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Favipiravir, também conhecido como T-705, Avigan ou favilavir, é uma substância química empregada experimentalmente como medicamento antiviral contra diferentes tipos de vírus ARN. O medicamento foi desenvolvido no Japão, conhecido genericamente como favipiravir, desenvolvido nos anos 1990 por uma empresa japonesa e é registrado em todo o mundo. Em fevereiro de 2020 o favipiravir foi submetido a experimentos na China para o tratamento do COVID-19.[1][2] É um derivado da pirazinamida que se tem mostrado ativo contra o vírus da gripe, o vírus da febre amarela, o vírus do Nilo Ocidental e outros flavivírus, arenavírus, bunyavirus e alphavirus.[3] Tem sido usado experimentalmente para tratar a infecção pelo vírus Ebola em humanos, após mostrar ser eficaz em um estudo com ratos de laboratório.[4][5][6]

Em maio de 2020, o governo da Rússia anunciou o registro do Avifavir, um genérico (ou derivado) do Favipiravir, para tratamento de COVID-19.

Mecanismo de ação[editar | editar código-fonte]

O favipiravir atua inibindo a ação da enzima ARN-polimerase, essencial para a replicação do vírus.[7] O Favipiravir é convertido em ribofuranosil trifosfato por enzimas celulares, esta substância inibe seletivamente a RNA polimerase dos vírus de RNA, sem aparentemente produzir toxicidade para as células de mamíferos ou inibir a síntese de DNA ou RNA celular. No entanto, sua segurança e eficácia em humanos são desconhecidas em detalhes, pois ainda está em fase experimental.[8] A China concluiu uma investigação clínica do medicamento antiviral Favipiravir, que demonstrou sua eficácia contra o coronavírus COVID-19, conforme confirmado pelo governo do país e relatado pela agência de notícias Xinhua.[9] Este medicamento foi aprovado para uso clínico no Japão em 2014.

Avifavir[editar | editar código-fonte]

Em 31 de maio de 2020, o Governo da Rússia anunciou o registro do primeiro genérico Avifavir.[10][11][12][13] O Ministério da Saúde da Rússia informou que o Avifavir demonstrou grande eficácia em afetar os mecanismos de reprodução do SARS-CoV-2 e que será utilizado somente em hospitais, sob orientação e controle médico.[13]

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

O Avifavir não deve ser usado por mulheres grávidas e por pessoas que estejam planejando ter filhos.[13]

Referências

  1. Li G, De Clercq E. Therapeutic options for the 2019 novel coronavirus (2019-nCoV). Nature Reviews Drug Discovery 2020 Feb doi:10.1038/d41573-020-00016-0
  2. BRIEF-Corrected-Zhejiang Hisun Pharma gets approval for clinical trial to test flu drug Favipiravir for pneumonia caused by new coronavirus. Reuters Healthcare, 16 de fevereiro de 2020.
  3. Furuta, Y.; Gowen, B. B.; Takahashi, K.; Shiraki, K.; Smee, D. F.; Barnard, D. L. (2013). "Favipiravir (T-705), a novel viral RNA polymerase inhibitor". Antiviral Research 100 (2): 446. doi:10.1016/j.antiviral.2013.09.015. PMID 24084488
  4. Gatherer D (2014). «The 2014 Ebola virus disease outbreak in West Africa». J. Gen. Virol. 95 (Pt 8): 1619–1624. PMID 24795448. doi:10.1099/vir.0.067199-0 
  5. Pubchem: Favipiravir. Consultado em 18 de março de 2020
  6. Successful treatment of advanced Ebola virus infection with T-705 (favipiravir) in a small animal model. DOI: 10.1016/j.antiviral.2014.02.014
  7. «Favipiravir, an anti-influenza drug against life-threatening RNA virus infections» 
  8. Estrategias antivirales para la prevención y tratamiento de infecciones con arenavirus: actividad inhibitoria contra virus Junín de disulfuros y acridonas. Claudia Soledad Sepulveda, 2012. Tese de doutorado.
  9. «Coronavirus tratamiento: China anuncia resultados del antiviral favipiravir». China. p. Redacción Médica. Consultado em 17 de março de 2020 
  10. «Rússia aprova antiviral que diz ser o 'mais promissor contra a covid-19'». UOL Notícias. 31 de maio de 2020. Consultado em 1 de junho de 2020 
  11. «Antiviral é anunciado pelo governo russo como promissor no combate à Covid-19». CNN Brasil. 1 de junho de 2020. Consultado em 1 de junho de 2020 
  12. «Rússia anuncia registro do primeiro antiviral eficaz contra covid-19». R7.com. 31 de maio de 2020. Consultado em 31 de maio de 2020 
  13. a b c «Rússia anuncia registro do primeiro antiviral eficaz contra covid-19 – Porto Alegre 24 Horas». www.poa24horas.com.br. Consultado em 31 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • «Favipiravir». U.S. National Library of Medicine  [Drug Information Portal]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias