Federação Brasileira de Bancos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Febraban)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) é a principal entidade representativa dos bancos brasileiros.[1] A sua sede está localizada na cidade de São Paulo, e seu atual presidente é Murilo Portugal Filho.[2] Seu quadro associativo conta com 121 dos 172 bancos registrados no Banco Central do Brasil (em dezembro de 2010).

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O objetivo da Febraban, conforme declarado no site da entidade, é representar seus associados em todas as instâncias do Poder público – Executivo, Legislativo e Judiciário – e entidades representativas da sociedade, visando o aperfeiçoamento do sistema normativo, a continuada melhoria da produção e a redução dos níveis de risco. Também visa favorecer o crescente acesso da população a produtos e serviços financeiros.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A entidade foi fundada em 9 de novembro de 1967. Desde então, o Brasil atravessou um período de profundas mudanças sociais, econômicas e políticas, marcado, por um lado, pela consolidação da industrialização do país, por transformações político-institucionais e pelo fortalecimento da economia; por outro lado, houve também grandes dificuldades, como a crise da dívida externa, as sete mudanças de padrão monetário e a dura passagem da hiperinflação para a estabilização da moeda. Desde a sua fundação, a Febraban tem representado ativamente os interesses dos bancos, em todas as diferentes conjunturas.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre associações é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.