Federação Internacional de Críticos de Cinema

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Federação Internacional de Críticos de Cinema (em francês, Fédération Internationale de la Presse Cinématographique, conhecida pela sigla Fipresci) é uma organização que reúne críticos de cinema de todo o mundo[1][2].

Seus fundamentos foram lançados em Paris e Bruxelas, em 1925, quando jornalistas especializados em crítica cinematográfica criaram a Associação Profissional da Imprensa Cinematográfica. No ano seguinte, durante o Congresso de Cinema patrocinado pela Fundação Rotschild, um manifesto defendia a criação de uma entidade internacional. Mas a Fipresci só se estabeleceu de fato em 1930, em Bruxelas, por iniciativa de críticos belgas, franceses e italianos, reunidos no Congresso Internacional de Cinema.

Os esforços para constituir a entidade ao longo da década de 1930 foram interrompidos pela Segunda Guerra Mundial. Após o armistício, França e Bélgica retomaram a iniciativa, e a Fipresci voltou a se reunir durante o primeiro Festival de Cannes, em 1946, premiando como melhores filmes do evento Brief Encounter, de David Lean, e Farrabiques, de Georges Rouquier[3].

Atualmente a Fipresci participa de diversos festivais de cinema ao redor do mundo, premiando os melhores filmes de acordo com a crítica. Desde 2006 oferece o prêmio de melhor filme latino-americano no Festival do Rio.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]