Federação de Wushu Kung Fu do Estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Federação de Wushu Kung Fu do Estado de São Paulo (FWKFESP) é uma entidade presidida pelo Mestre Homerontino Eduardo da Cruz e apoiada pelo Grão-Mestre Oswaldo José Gola (criador e patriarca do Li Tchuó Pa Kung Fu), e que possui sede em São Joaquim da Barra, em São Paulo.

Sua função é organizar e fiscalizar a prática do Estilo Gola Técnica Li Tchuó Pa Kung Fu e outros estilos filiados, além de trabalhar para o crescimento e fortalcimento do Li Tchuó Pa Kung Fu, no Estado de São Paulo, e contribuir para a difusão da filosofia do estilo por todo o Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Após o desligamento de diversas Associações de Kung Fu, com a Federação Paulista de Kung Fu, por isto, estes ficaram sem proteção juridica e também eram impedidos de participar de eventos e competições oficiais.

A partir deste momento as Associações que praticavam o Li Tchuó Pa Kung Fu se uniram para fundar a Federação de Wushu Kung Fu do Estado de São Paulo.

Hoje estão filiadas mais de quarenta associações e estão divididas em onze delegacias regionais.

Estilo Gola Técnica Li Tchuó Pa Kung Fu[editar | editar código-fonte]

Foi reconhecido como Arte Marcial Brasileira no ano de 1984, pelo então departamento de Kung-Fu da Federação Paulista de Pugilismo, na época seu diretor o senhor Sérgio Batarelli.

Em 06 de Dezembro de 1988, através da resolução 21 do Conselho Nacional de Desportos (CND), o Grão Mestre Gola conseguiu um feito que marcou a história da arte marcial chinesa no Brasil, que foi a regulamentação e reconhecimento do Kung Fu como prática esportiva, tirando esta nobre arte da marginalidade.

O Grão Mestre Gola, durante a gestão do mestre Léo Imamura à frente da Federação Paulista de Kung Fu, foi o Delegado Geral da entidade, assumindo a responsabilidade de organizar o Kung Fu em todo o Estado. Ele foi o Vice-Presidente da Federação Sul-Americana de Kung Fu Wushu, nos anos 90.

Em 1995, nos Estados Unidos, através da ação do renomado Mestre Pan Qing Fu, que hoje reside no Canadá, a Federação Americana de Wushu reconheceu o Li Tchuó Pa como a maior organização de arte marcial chinesa das Américas. Na época, a respectiva organização tinha 92 escolas e mais de 6000 alunos no Brasil.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Mestre Homerontino Eduardo da Cruz - Presidente da FWKFESP (em entrevista)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

(em português) https://web.archive.org/web/20110208033346/http://fwkfesp.com/

(em português) https://web.archive.org/web/20120307191057/http://www.anlkf.com.br/