Federico Franco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Federico Franco
53Presidente do Paraguai
Período 22 de junho de 2012
a 15 de agosto de 2013
Vice-presidente Óscar Denis
Antecessor Fernando Lugo
Sucessor Horacio Cartes
Vice-presidente do Paraguai Paraguai
Período 15 de agosto de 2008
a 22 de junho de 2012
Antecessor Francisco Oviedo
Sucessor Óscar Denis
Governador de Central Flag of Central Department, Paraguay.svg
Período 15 de janeiro de 2003
a 2 de junho de 2007
Sucessor Carlos Amarilla
Dados pessoais
Nascimento 23 de julho de 1962 (56 anos)
Assunção,  Paraguai
Alma mater Universidade Nacional de Assunção
Primeira-dama Emilia Alfaro
Partido Partido Liberal Radical Autentico.png PLRA
Religião Católico
Profissão Médico

Luis Federico Franco Gómez (Assunção, 23 de julho de 1962) é um político paraguaio e cirurgião, foi presidente do Paraguai de 2012 até 2013 e vice-presidente do Paraguai de 2008 até 2012. Em 22 de junho de 2012, com um julgamento político sumário no Congresso que culminou no impeachment do presidente Fernando Lugo, assumiu a presidência do Paraguai.

Antes de assumir a vice-presidência, serviu como governador do Departamento Central pelo período de 2003 a 2008, mas renunciou no final de 2007 para fazer sua campanha para chegar ao poder, juntamente com seu companheiro de chapa Fernando Lugo, que então aspirava à presidência.

Franco pertence ao Partido Liberal Radical Autêntico, o segundo maior partido político no Paraguai. Ele chegou ao poder através de uma coalizão de vários partidos políticos, movimentos e setores sociais, chamado de Aliança Patriótica para a Mudança, que é mais aliado ao seu partido.

Franco assumiu a presidência do Paraguai no dia 22 de junho de 2012[1], após processo de impeachment do presidente Fernando Lugo por “mau desempenho de suas funções”.

Apesar de sua brevidade e da boa situação econômica inicial do Paraguai, a gestão presidencial de Federico Franco foi caracterizada por um aumento significativo do déficit financeiro do país. Após sua saída do poder, a nova equipe do governo o criticou por saquear os recursos estatais através de um vasto sistema de corrupção e clientelismo organizado em torno do Partido Liberal. O antigo presidente foi posteriormente denunciado por vários dos seus colaboradores políticos (incluindo um próprio condenado a 6 anos de prisão por corrupção) por desvio de fundos públicos realizado por sua iniciativa. A partir de 2008, ano em que tomou posse no governo, até sua aposentadoria em 2012, a sua fortuna teria aumentado quase 750 %.[2][3]

Referências

  1. AFP (22 de junho de 2012). «Franco assume presidência do Paraguai». Fonte verificada em 24 de junho de 2012. Band.com.br 
  2. «Federico Franco incrementó 7 veces su patrimonio en los últimos 4 años». ultimahora.com (em espanhol). Consultado em 17 de junho de 2019 
  3. «Federico Franco, denunciado por desfalco en Paraguay». web.archive.org. 2 de abril de 2014. Consultado em 17 de junho de 2019 


Precedido por
Francisco Oviedo
Coat of arms of Paraguay.svg
Vice-presidente do Paraguai

2008 — 2012
Sucedido por
Óscar Denis
Precedido por
Fernando Lugo
Coat of arms of Paraguay.svg
Presidente do Paraguai

2012 — 2013
Sucedido por
Horacio Cartes


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.