Feira do Açaí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Feira do Açai é uma feira pública ao céu aberto, situado na cidade brasileira de Belém, no estado do Pará, localizado no bairro da Cidade Velha, atrás do Forte do Castelo às margens da baía do Guajará.

A feira faz parte do Complexo do Ver-o-Peso, O mercado abastece a cidade com o fruto in natura debulhadas do açaizeiro, o açai fruto símbolo do Pará, proveniente das plantações nas ilhas de Belém e ao longo dos rios amazônicos, fornecidos principalmente por via fluvial.[1]

A Feira do Açaí proporciona um turismo de contemplação, ao observar o vai e vem dos carregadores e vendedores, a pintura naïf formada pelas embarcações ancoradas, a história repassada de geração em geração, a formação da economia popular e a preservação da identidade. É a memória de uma região, onde o consumo de açaí em litros chega a ser o dobro do consumo de leite.[2]

Funcionamento[editar | editar código-fonte]

O funcionamento da feira é sempre nas madrugadas, com desembarque de toneladas de açaí em grandes cestas de palha retiradas das dezenas de embarcações que ali ancoram.[3] De onde segue para ser processado nos bairros da capital e, próximo ao amanhecer parte em viagem para o restante do Brasil. Nos bairros o fruto passará por uma despolpadeira até se transformar em caldo grosso chamado "vinho do açaí”.[3]

Estatística[editar | editar código-fonte]

O estado do Pará produz cerca de 820 mil toneladas de açaí ao ano, corresponde a 85% da produção nacional,[2] tornando-se o maior produtor do país. A maior parte do fruto permanece no estado: 60% é consumido na região, 30% é transportado para outros estados brasileiros e, 10% exportado rumo ao exterior.[3]

Referências

  1. «Ver-o-Peso da cidade: O mercado, a carne e a cidade no final do século XIX» (PDF). Universidade Federal do Pará. Consultado em 13 de dezembro de 2012 
  2. a b Silvia Oliveira (13 de outubro de 2014). «Feira do Açaí, Belém: a essência da identidade paraense». Portal Matraqueando. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  3. a b c Rafael Sette Câmara (31 de dezembro de 2015). «A feira do açaí, em Belém: vida noturna no Pará». Dicas de Viagem. 360 Meridianos. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]