Felipe Castanhari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Felipe Castanhari
Castanhari em fevereiro de 2013 no Campus Party Brasil
Nome completo Felipe Mendes Castanhari
Nascimento 20 de dezembro de 1989 (29 anos)
Osasco, SP
Nacionalidade brasileira
Religião Agnóstico
Ocupação Apresentador e youtuber
Principais trabalhos Canal Nostalgia
Servidor(es) YouTube
Género Conhecimento
Anos ativos 2011—presente
Inscritos + 12 milhões
Visualizações + 1 bilhão
Website Canal de Felipe Castanhari no YouTube
YouTube Silver Play Button 2.svg
100 mil
inscritos: 2013
YouTube Gold Play Button 2.svg
1 milhão
de inscritos: 2014
YouTube Diamond Play Button.svg
10 milhões
de inscritos: 2017

Felipe Mendes Castanhari (Osasco, 20 de dezembro de 1989[1]) é um youtuber, apresentador de TV, designer gráfico, blogueiro e ator brasileiro, conhecido por apresentar o Canal Nostalgia, no YouTube.[1] Em 2016, foi eleito pela Forbes Brasil um dos 30 jovens mais promissores do país.[1][2]

Biografia e o Canal Nostalgia

Felipe Mendes Castanhari nasceu no dia 20 de dezembro de 1989, em Osasco, São Paulo. Felipe possui ascendência portuguesa e italiana. A grafia original de seu sobrenome é "Castagnaro". O seu canal, o Canal Nostalgia, foi criado no final de 2011. Castanhari um dia resolveu buscar produções sobre referências culturais da sua infância. No início, o resultado foi frustrante. À época, Castanhari trabalhava como animador 3D, e tinha estabilidade financeira. O que foi um incentivo para ele investir no seu negócio próprio. Se as coisas não saíssem como o planejado, ele poderia facilmente voltar ao emprego antigo.[3]

O primeiro vídeo do canal foi gravado com uma câmera emprestada de uma amiga e teve o quarto de Felipe como fundo. O sucesso não veio imediatamente, os primeiros vídeos não passaram das mil visualizações. O primeiro vídeo do canal a fazer sucesso foi o que falava sobre a TV CRUJ, sucesso no início dos anos 2000, que atingiu mais de cinquenta mil visualizações.[3]

"Como ele não é historiador, posso me interessar por assistir um vídeo ou outro dele, mas não tomaria como fonte confiável de informação."[4]
— Professor Daniel Medeiros, do Curso Positivo, em Curitiba, em comentário aos vídeos de Castanhari para a Gazeta do Povo

O crescimento avançou e o Canal Nostalgia conseguiu alcançar um público maior. A partir do quinto vídeo, Castanhari aumentou sua equipe, tornando-se sócio do roteirista Fábio de Almeida, que passou a ajudar tanto na produção dos vídeos quanto na administração da marca. A partir daí, os dois organizaram um plano de negócios e foram aos poucos aumentando sua popularidade.[3]

No total, há uma equipe com 12 pessoas trabalhando no canal. Cada vídeo tem, em média, mais de um milhão de visualizações.[3]

Atualmente, existem vários quadros do Canal:

Quadros Recorrentes

  • Programa Nostalgia (programa original)
  • Nostalgia Ciência (quadro de vídeos de ciência, inspirado na série O Mundo de Beakman)
  • Nostalgia Expresso (edição mais curta, quando a frequência de vídeos é menor)
  • Nostalgia História (vídeos sobre assuntos históricos, como Guerras, História do Brasil, etc)
  • Retrospectiva Animada (Retrospectiva anual, em formato musical. Ocorre desde 2014)
  • Em Pauta (Assuntos do cotidiano)
  • O que aconteceu? (vídeos sobre famosos que não aparecem mais)
  • Musicais (Músicas e Paródias)
  • Histórias Nostálgicas (Histórias contadas por Castanhari e demonstradas em formato de animação)
  • Conexão-histórica

Em novembro de 2019, participa do Show da Black Friday. O evento foi gravado no YouTube Space, no Rio de janeiro e contou com participação de outras personalidades, sendo também transmitido simultaneamente em mais de um canal.[5] É a maior live já feita no YouTube.[6]

Controvérsias

Suposto fim do canal

Em 2014, chegou a quase perder seu canal, devido a levar 2 strikes (aviso de uso indevido de imagem do YouTube, sendo que ao levar 3, seu canal é encerrado e deletado) um da Warner Bros e dois da 20th Century Fox por usar conteúdo da mesma, em um vídeo onde ele fala sobre Os Simpsons[7], com isso, o canal iria ser deletado em janeiro de 2014, e Castanhari chegou a criar um canal reserva e alternativo que chegou em poucos dias, a 300 mil inscritos. Após movimento e apelo de vários outros canais como o Coisa de Nerd, GameplayRJ, Jovem Nerd, Cauê Moura, IzzyNobre, entre outros, e também vários abaixo-assinados a Warner e a Fox, retiraram os strikes.[8]

Ditadura Militar

Em maio de 2016, o Canal Nostalgia publicou um vídeo falando sobre a ditadura militar que governou o Brasil entre os anos de 1964 e 1985. Ele diz que o vídeo é sem inclinações políticas, seja para a esquerda ou direita, mas diz que essa foi uma das piores épocas do Brasil. O vídeo foi criticado pela extrema-direita política do Brasil. Ele comentou ao Estado de S. Paulo sobre as críticas que recebeu após a publicação do vídeo:

"É impossível agradar todo mundo, ainda mais atualmente, no meio dessa guerra política insana em que vivemos. As pessoas pararam de discutir política. Elas só brigam, não debatem (…) Tentei ser imparcial, mas depois de assistir ao vídeo inteiro, percebi que exponho alguns pontos de vista mais pessoais. Em certos momentos, dei a minha visão sobre a ditadura, o que não quer dizer que ela seja a mais apurada, ou a 'mais correta'."[9]

Crise na Venezuela

Em agosto de 2017, foi publicado um vídeo falando sobre a Crise na Venezuela que ocorria desde 1999. Mais tarde, Castanhari apagou o vídeo por conter informações erradas.[4]

Filmografia

Cinema

Ano Filme Papel Ref
2017 Internet — O Filme Mateus [10]

Televisão

Ano Programa Emissora Ref
2017 Guia Politicamente Incorreto History Channel [11]
2018 Castanhari Brasil MTV Brasil
2018 Aonde estão todos os alienígenas? NET
2019 Projeto sem título Netflix [12]

Prêmios e indicações

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2017 Meus Prêmios Nick 2017 Melhor Youtuber Indicado [13]
2017 BreakTudo Awards 2017 Melhor Youtuber Masculino Indicado [14] [15]
2017 Prêmio Jovem Brasileiro 2017 Melhor Youtuber Indicado [16] [17]
2018 Premio MTV Miaw Paródia do Ano Indicado [18]

Livro

  • 2019: "Almanaque Nostalgia"[19]

Referências

  1. a b c «Felipe Castanhari - confira a biografia, notícias e últimas fotos». Pure Break. Consultado em 9 de março de 2017 
  2. Beatrice Teizen; Cintia Esteves; Isabela Barbosa; Lucas Borges Teixeira; Marcos Sergio Silva; Rodrigo Amaral da Rocha (3 de março de 2016). «30 jovens mais promissores do Brasil abaixo dos 30 anos». Forbes. Consultado em 9 de março de 2017 
  3. a b c d Priscila Zuini; Gabriel Lellis (14 de abril de 2015). «Jovem mostra que é possível ganhar dinheiro com vídeos na internet» (html). Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Consultado em 9 de março de 2016 
  4. a b «É possível aprender História com youtubers?». Gazeta do Povo. Consultado em 22 de outubro de 2019 
  5. «Felipe Neto fará live de cinco horas com shows ao vivo em dez canais do YouTube para Black Friday». F5. Folha de S.Paulo. 28 de novembro de 2019. Consultado em 28 de novembro de 2019 
  6. «Com Felipe Neto, YouTube fará live de 5h durante a Black Friday». Metro Jornal. 24 de novembro de 2019. Consultado em 24 de novembro de 2019 
  7. «TV americana ameaça fechar canal brasileiro no YouTube». epocanegocios.globo.com 
  8. TecMundo (22 de janeiro de 2014). «Canal Nostalgia: Warner retira "strike" e página não sairá do ar». TecMundo - Descubra e aprenda tudo sobre tecnologia 
  9. André Carlos Zorzi. «Canal Nostalgia causa polêmica com vídeo sobre ditadura». Estado de S. Paulo. Consultado em 22 de outubro de 2019 
  10. Carol Prado (23 de fevereiro de 2017). «Na estreia de 'Internet - O filme', youtubers relembram primórdios da web» (ghtml). globo.com. Consultado em 9 de março de 2017 
  11. Youtubers viram aposta de canais de TV para recuperar audiência jovem
  12. Redação (15 de maio de 2019). Estadão, ed. «Felipe Castanhari, do Canal Nostalgia, anuncia série na Netflix». Consultado em 15 de maio de 2019 
  13. «BreakTudo Awards 2017 divulga lista de indicados». Portal N10. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  14. «BreakTudo Awards 2017 divulga lista de indicados». N10 ENTRETE. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  15. «SAIU!!! Confira a lista completa de indicados do BreakTudo Awards 2017». BreakTudo. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  16. «Melhores Momentos». Atrevida. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  17. «Felipe Castanhari também concorre ao Prêmio Jovem Brasileiro 2017». Purebreak. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  18. «Veja lista de indicados ao "MTV Miaw 2018"». Pop Cultura. Consultado em 15 de maio de 2019 
  19. «O almanaque do Castanhari». Época. Rede Globo. 14 de abril de 2019. Consultado em 24 de outubro de 2019 

Ligações externas