Felipe Dylon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde janeiro de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2011). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Felipe Dylon
Informação geral
Nome completo Felipe Priolli Dylon
Nascimento 23 de julho de 1987 (30 anos)
Origem Rio de Janeiro, RJ
País Brasil
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s)
Período em atividade 2003–presente
Gravadora(s) EMI (2003–07)
Influência(s)
Página oficial Página Oficial

Felipe Priolli Dylon (Rio de Janeiro, 23 de julho de 1987), mais conhecido apenas como Felipe Dylon, é um cantor, compositor, apresentador e ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho da atriz e bailarina, Maria Lúcia Priolli, com o surfista, guitarrista e produtor, Luiz Felipe Dylon. Começou a carreira de músico muito cedo. Aos 15 anos, em 2003, assinou contrato com a Emi Music.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2003, com apenas 15 anos assinou contrato com a gravadora EMI Music para o lançamento de seu primeiro álbum, o homônimo Felipe Dylon, de onde foram retirados os singles de grande sucesso "Musa do Verão" e "Deixa Disso", vendendo ao todo 120 mil cópias do álbum. Em 2004, lançou seu segundo álbum, Amor de Verão, onde ganhou certificado de platina pelas 170 mil cópias vendidas, sendo que no mesmo ano Felipe lançou seu primeiro DVD e álbum ao vivo, intitulado Felipe Dylon - Nas Internas. Dois anos depois, em 2006 o cantor lançou seu terceiro álbum em estúdio, Em Outra Direção, trazendo uma sonoridade diferente dos dois primeiros trabalhos, onde mesclou o pop com reggae.[1] Em 2006, Felipe deu um tempo de sua carreira como cantor para se dedicar a trabalhos como apresentador e ator, sendo que participou do seriado A Diarista, na Rede Globo, com Cláudia Rodrigues. No mesmo ano passou a apresentar o programa Top Top MTV, na MTV, durante o verão de 2006. Ainda na MTV, em 2007 participou do especial Família MTV, em que uma câmera o seguia o tempo todo. Em 2008, o cantor participou do filme A Guerra dos Rocha, onde interpretou Bilinho.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Estudou no Colégio Isa Prates.

Estudou música, canto e Teatro com diversos professores no Brasil (Ernesto Piccolo, Jansen Barreto, Célio Rentroya, Alexandre Immianowsky) e na Califórnia (Matt).

Tem o surf como esporte preferido.

Filantropia[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Felipe Dylon foi padrinho do McDia Feliz, evento realizado pela empresa de fast-food McDonalds no Brasil, em que um dia do ano é reservado para que as vendas do sanduíche Big Mac seja revertido para a casa Ronald McDonald, um hospital que visa atender a crianças com câncer e ajudar em seu tratamento e recuperação.[2].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Felipe Dylon
Álbuns de estúdio

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Programa Papel Nota
2003 Siga Aquela Estrela Ele mesmo Especial de fim de ano
2004 Quebrando a Rotina Ele mesmo / Participante Temporada 2
2005 Subindo a Serra Temporada 1
Dança dos Famosos Temporada 1
A Diarista Ele Mesmo Episódio: "Marinete, a Musa do Verão" (Temporada 2, Episódio 10)
2006–07 Top Top MTV Apresentador
2008 Luz do Sol Felipe[3]
2010 Open Bar Vicente Episódio: "O Conquistador" (Temporada 1, Episódio 8)
2011 Nas Ondas de Noronha Ele mesmo / Participante Temporada 2[4]
2012 Aquele Beijo Ele mesmo Episódio: "9 de abril de 2012"
2015 Pânico na Band Repórter[5] Quadro: "Fazendo as Pazes com o Sucesso"
Filmes
Ano Programa Papel Nota
2004 Um Show de Verão Ele mesmo
2007 O Mar Não Está Para Peixe Dublagem (versão brasileira)
2008 A Guerra dos Rocha Bilinho

Teatro[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Programa Papel
2011 Paixão de Cristo[6] Anjo Gabriel
2013–14 Os Saltimbancos[7] Cachorro

Referências

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Felipe Dylon

Ligações externas[editar | editar código-fonte]