Felipe Reinaldo da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Felipe
Informações pessoais
Nome completo Felipe Reinaldo da Silva
Data de nasc. 17 de abril de 1978 (41 anos)
Local de nasc. Ernestina (RS),  Brasil
Altura 1,73 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Brasil Passo Fundo
Número 11
Posição Atacante
Clubes de juventude
1997 Brasil Passo Fundo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998-2000
2000
2001
2002
2003
2003
2003
2003
2004-2005
2005
2006
2006-2008
2009
2009-2010
2011-2012
2013
2014-
Brasil Passo Fundo
Brasil Vitória
Brasil Ituano (emp.)
Brasil Figueirense (emp.)
Brasil Caxias (emp.)
Brasil América-SP
Brasil Passo Fundo
Brasil Joinville
Brasil Passo Fundo
Brasil Canoas (ex-Ulbra)
Brasil Passo Fundo
Brasil Náutico
Itália Vicenza
Brasil Goiás
Brasil Atlético-GO
Brasil América-MG
Brasil Passo Fundo
000- 000(13)
0003 0000(1)




0010 000(15)
0003 0000(1)
0018 000(15)
0008 000(10)
000- 0000(5)
0059 000(22)
0000 0000(0)
0065 0000(22)
0070 000(23)
0008 0000(0)
00057 0000(42)
0002 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de abril de 2013.

Felipe Reinaldo da Silva (Ernestina, 17 de abril de 1978), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.

Felipe tem sua carreira profissional muito ligada ao Esporte Clube Passo Fundo, pelo qual marcou 74 gols em 84 jogos oficiais, sendo 58 gols em 62 jogos em Campeonatos Gaúchos, começou e encerrou sua carreira no tricolor, sendo um dos maiores ídolos do clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Felipe saiu de Ernestina, no interior do Rio Grande do Sul, para atuar nos juniores do Esporte Clube Passo Fundo em 1997, após ser visto em um jogo de várzea. Logo em sua primeira partida, um amistoso contra o Carazinhense, ele marcou três gols. Em 1998, já como profissional ajudou a equipe a subir para a primeira divisão do futebol gaúcho.

Em 2000 mesmo sem ter jogado os últimos dez jogos, foi o artilheiro do campeonato com 13 gols. No mesmo ano foi negociado com o Vitória, problemas emocionais e físicos atrapalharam o desempenho do atleta, quem em 2001 foi para o Ituano por empréstimo. Até o inicio de 2003, quando acabou seu vinculo com a equipe baiana, passou ainda por Figueirense e Caxias. Nesse ano foi para o América de São Paulo, mas lesionou-se logo na segunda rodada. Voltou ao Passo Fundo e em 10 jogos, fez 15 gols e ajudou o clube a se manter na Primeira Divisão. No segundo semestre de 2003, disputou a série B do Brasileiro pelo Joinville, onde atuou como meia e marcou apenas um gol.

Em 2004, totalmente recuperado das lesões, voltou ao Passo Fundo para a disputa do Gauchão. Em 18 jogos, foram novamente 15 gols. Sagrou-se vice-artilheiro e que ajudaram o clube a conseguir uma vaga para a série C do Brasileiro. No segundo semestre de 2005 foi emprestado a Ulbra, para a disputa da série C, já que o Passo Fundo havia perdido a vaga no "tapetão".

Em 2005 foi artilheiro do Gauchão com 10 gols em oito partida, metade do que a maioria dos jogadores.

No Gauchão de 2006, marcou 5 vezes e foi artilheiro da equipe, mas não conseguiu garantir a permanecia do Passo Fundo na 1ª divisão. Ainda em 2006 foi defender o Náutico na Segundona e formou uma afinada dupla de ataque com Kuki, marcando muitos gols.

No Brasileiro 2007 defendeu o Náutico na Série A, marcando vários gols e sendo titulares em diversas partidas.

No Brasileirão 2008 jogou quase todas as partidas, menos as que ficou de fora por lesão ou suspensão e marcou 13 gols ao final do campeonato, sendo um dos melhores atacantes do campeonato.

Em 2010, chegou à final da Copa Sulamericana, título que seria de fato o mais importante do Goiás. No primeiro jogo, no Serra Dourada, a equipe do Goiás venceu o Independiente por 2x0. No jogo de volta, a equipe argentina levou a decisão para os pênaltis, vencendo a partida por 3x1. Nas cobranças, Felipe foi o único jogador que desperdiçou a cobrança, dando o título sulamericano para o Independiente.

Dias depois, Felipe foi anunciado como mais novo atacante do Atlético Goianiense, clube rival do Goiás, para a temporada de 2011.

No último dia de 2012, o América-MG anunciou a contratação de Felipe para a disputa do Campeonato Mineiro e da Série B do Campeonato Brasileiro de 2013.

Voltou para Passo Fundo para se recuperar de lesão, e assinou contrato com o clube para a disputa do Gauchão aonde se aposentou.

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Passo Fundo Campeonato Gaúcho
Campeonato Gaúcho: 2000 (13 gols) : Campeonato Gaúcho: 2005 (10 gols)
Goiás

Ligações externas[editar | editar código-fonte]