Ferdinand Christian Gustav Arnold

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ferdinand Christian Gustav Arnold (1829, Ansbach, Baviera - 1901, Munique) foi um advogado, botânico e liquenólogo alemão.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou jurisprudência em Munique e em Heidelberg, trabalhando como advogado, de 1857 a 1877 em Eichstätt; e de 1877 a 1896 em Munique.

Foi um devoto em seus tempos livres da florística e da taxonomia vegetal e dos fungos.

Foi estudante de F.P. von Martius e de O. Sendtner, com especial dedicação ao estudo das vasculares, focalizando-se mais tarde nas briofitas é nos líquens. Sua monografia sobre os liquens do Tirol, Lichenologische Ausflüge in Tirol, é ainda a maior fonte de informação da flora alpina liquenológica.

Em 1878, F. Arnold é honrado com um doutorado honorífico da Universidade de Munique, sendo um dos membros fundadores da Bayerische Botanische Gesellschaft.

Publicou 140 trabalhos.

Arnold foi um prolífico editor de exsicatas de líquens; em cinco séries publicou três mil unidades de exsiccatas. Mais tarde, concede muitas de suas preciosas coleções a outras exsicatas: briofitas para Rabenhorst, Bryoth. Eur. e Winter, Rabenhorstii Bryoth. Eur., fungos para Rehm; Ascomyc. e plantas vasculares para Schultz, Herb. Norm. & Schultz, Herb. Norm. Nov. Ser.

Em 1901, falece em Munique. Seu herbário de 120.000 espécimens de líquens e 30.000 de vasculares e de grupos de fungos encontram-se na Botanische Staatssammlung München. Mais de 1.000 espécimens de fungos liquenícolos coletados por F. Arnold estão disponíveis na internet.

Principais publicações[editar | editar código-fonte]

  • (1869). Lichenologische Ausflüge in Tirol. IV. Der Schlern. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 19: 605–610.
  • (1870). Lichenologische Fragmente. X. Flora 53: 465–469.
  • (1871). Lichenologische Fragmente. XI. Flora 54: 49–50.
  • (1876). Lichenologische Ausflüge in Tirol. XV. Gurgl. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 26: 353–371.
  • (1879). Lichenologische Ausflüge in Tirol: XX. Predazzo. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 29: 351–356.
  • (1880). Lichenologische Ausflüge in Tirol. XXI. Berichtigungen und Nachträge. B. Verzeichnis der Tiroler Lichenen. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 30: 95–117.
  • (1881). Lichenes Britannici exsiccati, herausgegeben von Leighton. Flora 44: 435–661.
  • (1881). Lichenologische Fragmente. XXIV [concl.]. Flora 64: 193–196.
  • (1884). Die Lichenen des Fränkischen Jura [cont.]. Flora 67: 403–416.
  • (1885). Die Lichenen des Fränkischen Jura [cont.]. Flora 68: 49–55.
  • (1885). Die Lichenen des Fränkischen Jura [cont.]. Flora 68: 143–158.
  • (1885). Die Lichenen des Fränkischen Jura [cont.]. Flora 68: 211–246.
  • (1887). Lichenologische Ausflüge in Tirol. XXIII. Predazzo und Paneveggio. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 37: 81–98.
  • (1896). Lichenologische Ausflüge in Tirol. XXVII. Galtür. Verhandlungen der Zoologisch-Botanischen Gesellschaft zu Wien 46: 105–107.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

O pequeno periódico Arnoldia, iniciado em novembro de 1991, foi nomeado em sua honra.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Brummitt RK; Powell CE. (1992). Authors of Plant Names. Royal Botanic Gardens, Kew. ISBN 1-84246-085-4.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Botânicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.