Fernanda Seno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernanda Seno
Nascimento 23 de fevereiro de 1942
Canha
Morte 19 de maio de 1996 (54 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação jornalista, escritora, poetisa

Fernanda Seno Cardeira Alves Valente (Canha (Montijo), 23 de fevereiro de 1942Lisboa, 19 de maio de 1996) foi uma poetisa, escritora, jornalista e professora portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fernanda Seno concluiu o ensino secundário em Évora e licenciou-se em Filologia Germânica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Abraçou a carreira do ensino com estações em escolas de Almada, Reguengos de Monsaraz e Évora.

Como jornalista Fernanda Seno foi colaboradora da imprensa regional e local, contribuindo para os jornais "Mouranense", "Palavra", e "A Defesa". Foi chefe de redação no "Jornal de S. Brás" e redatora principal do Boletim "Igreja Eborense". Colaborou ainda - entre outros - na revista "Ao Largo" (Lisboa).

Em 1998 a Câmara Municipal de Évora homenageou-a atribuindo o nome da poetisa Fernanda Seno a uma rua do Bairro da Horta das Figueiras - a Rua Fernanda Seno.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • As Palavras Às Vezes (1984)
  • Trilho de Pó (1991)
  • Cântico Vertical (1992)
  • Na Fronteira da Luz (1997 - póstumo)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fernanda Seno no (coração) dos amigos, ed. lit.: Centro Social e Cultural de S. Brás (Évora), 1996, ISBN 9 72 964022 X

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.