Fernando Freire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Freire
Governador do  Rio Grande do Norte
Período 5 de abril de 2002
até 31 de dezembro de 2002
Antecessor(a) Garibaldi Alves Filho
Sucessor(a) Wilma de Faria
Vice-governador do  Rio Grande do Norte
Período 1 de janeiro de 1995
até 5 de abril de 2002
Antecessor(a) Vivaldo Costa
Sucessor(a) Antônio Jácome
Deputado federal pelo  Rio Grande do Norte
Período 1 de fevereiro de 1991
até 31 de dezembro de 1994
Dados pessoais
Nome completo Fernando Antônio da Câmara Freire
Nascimento 22 de março de 1954 (63 anos)
Recife, PE
Partido Sem partido
Profissão Empresário

Fernando Antônio da Câmara Freire (Recife, 22 de março de 1954) é um administrador, empresário e político brasileiro. Foi governador do Rio Grande do Norte (2002-2003).

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

Filho de Jessé Pinto Freire e Ivanise Câmara Freire. Estudou em Londres e Amsterdã entre 1972 e 1976 onde se graduou em Administração e obteve noções de comércio exterior de modo que pudesse desempenhar melhor suas funções como assessor da Câmara de Comércio Internacional do Rio de Janeiro, do Conselho Nacional das Representações Comerciais e da Confederação Nacional do Comércio, presidida por seu genitor por dezesseis anos.

Diretor financeiro da Companhia Nacional de Alcalis e presidente da Jessé Freire Agroindustrial S/A acompanhou a carreira do pai senador e de seu irmão o deputado federal Jessé Freire Filho, porém o falecimento destes no curso de suas carreiras políticas levou Fernando Freire a assumir o legado público da família sendo eleito deputado federal (PFL) em 1990 e vice-governador do Rio Grande do Norte em 1994 e 1998 na chapa de Garibaldi Alves Filho a quem sucedeu no governo do estado em 2002.

Prisão por corrupção[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2014, Fernando Freire foi condenado, na 4ª Vara Criminal de Natal, a seis anos de prisão e a pagamento de multa por apropriação indevida de dinheiro público, mas não foi encontrado pela Justiça. Outros mandados de prisão foram expedidos nos meses de julho e outubro, igualmente sem sucesso, e ele continuou foragido.[1][2]

Na manhã de 25 de julho de 2015, Fernando Freire foi localizado por policiais na orla de Copacabana, onde foi preso e conduzido para a 12ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro.[3]

Referências

  1. «Câmara Criminal mantém condenação do ex-governador Fernando Freire». TJRN. 27 de maio de 2014. Consultado em 25 de julho de 2015 
  2. «Condenado e foragido, ex-governador do RN já foi procurado no DF e RJ». G1. 16 de outubro de 2014. Consultado em 25 de julho de 2015 
  3. «Ex-governador Fernando Freire é preso no Rio de Janeiro». Nominuto. 25 de julho de 2015. Consultado em 25 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]