Fernando Gomes (político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o político português. Para outros significados, veja Fernando Gomes (desambiguação).
Fernando Gomes
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período IX Governo Constitucional
  • Secretário de Estado da Habitação e Urbanismo

XIV Governo Constitucional

  • Ministro Adjunto
  • Ministro da Administração Interna
Dados pessoais
Nascimento 13 de abril de 1946 (72 anos)
Vila do Conde, Vila do Conde
Partido Partido Socialista
Profissão Economista

Fernando Manuel dos Santos Gomes GCIHGCM, conhecido como Fernando Gomes (Vila do Conde, Vila do Conde, 13 de abril de 1946), é um político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto, foi eleito deputado à Assembleia da República em todas as eleições realizadas a partir de 1979 nas listas do Partido Socialista do círculo eleitoral do Porto.

Entre 1974 e 1981 foi presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde e foi secretário de Estado da Habitação e Urbanismo no IX Governo Constitucional (1983-1985). Foi eleito deputado ao Parlamento Europeu em 1986, sendo vice-presidente do grupo socialista e presidente da Comissão dos Assuntos Sociais e do Emprego.[1]

Em 1989 foi eleito para a presidência da Câmara Municipal do Porto, cargo para o qual foi reeleito em 1993 e 1997. De entre as iniciativas desenvolvidas durante os seus mandatos, destacam-se a inauguração do Parque da Cidade (1993), a classificação do Centro Histórico do Porto como Património Cultural da Humanidade (1996) e a adjudicação da construção do Metro do Porto (1998).

Ainda no seu mandato na Câmara Municipal do Porto, foram desenvolvidos estudos sobre a reabilitação de mercados e feiras e respectivas evoluções recentes e previstas, dos 21 mercados e feiras da cidade do Porto, na valorização cultural, económica e social deste sector. Na sequência do projecto do Metro do Porto (designado por Metro Ligeiro do Porto), adjudica em 1996, o projecto de execução para a reabilitação do Mercado do Bolhão, concluído em 1998, mantendo as características de Mercado Aberto, a alma comercial da venda de produtos frescos, bem como a manutenção do comércio tradicional que nele existe, virado às ruas que o circunscrevem.

Interrompeu o último mandato na câmara, em 25 de Outubro de 1999, quando foi nomeado Ministro Adjunto (MA) e Ministro da Administração Interna (MAI) do XIV Governo Constitucional,[2] cargo que manteve menos de um ano, até 14 de Setembro de 2000, altura em que foi exonerado[3] e substituído por António José Seguro (MA) e Nuno Severiano Teixeira (MAI). Tentou regressar à presidência da Câmara do Porto, mas perdeu para Rui Rio, candidato do Partido Social Democrata, nas eleições autárquicas de 16 de Dezembro de 2001.

Manteve o seu lugar de deputado na Assembleia da República até Maio de 2005, quando foi nomeado administrador executivo da Galp,[4] com os pelouros da Galp Power, empresa responsável pelos projectos das centrais de cogeração, e da Galp Exploração, empresa que gere a actividade de extracção de petróleo e que gere as concessões de poços em Angola e no Brasil. Foi-lhe também atribuída a empresa Sóturis que gere todo o património imobiliário da Galp.[5]

Fernando Gomes é, também, professor catedrático convidado na Universidade Lusíada do Porto.

Entre outras distinções, Fernando Gomes foi condecorado[6][7]:

Referências

  1. «Ficha pessoal no Parlamento Europeu». Europarl.europa.eu 
  2. «Decreto do Presidente da República n.º 199/99 de 25 de Outubro» (PDF). Diário da República 
  3. «Decreto do Presidente da República n.º 39-A/2000 de 14 de Setembro» (PDF). Diário da República 
  4. «Informação na página da Galp». Galpenergia.com 
  5. «Gomes responsável pela exploração». Correio da manhã 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Fernando Manuel dos Santos Gomes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 18 de novembro de 2014. 
  7. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Fernando Manuel dos Santos Gomes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 18 de novembro de 2014. 
Precedido por
Fernando Cabral
Presidente da Câmara Municipal do Porto
1989 – 1999
Sucedido por
Nuno Cardoso
Precedido por
José Sócrates
(como Ministro Adjunto do Primeiro-ministro)
Ministro adjunto
(juntamente com Armando Vara, como ministro adjunto do primeiro-ministro)
XIV Governo Constitucional
1999 – 2000
Sucedido por
Cargo vago
Próximo incumbente:
António José Seguro
(como Ministro Adjunto do Primeiro-ministro)
(2001–02)
Precedido por
Jorge Coelho
Ministro da Administração Interna
XIV Governo Constitucional
1999 – 2000
Sucedido por
Nuno Severiano Teixeira
Ícone de esboço Este artigo sobre Personalidades, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.