Fernando Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fausto Fernando Batista Lima (14 de Maio de 1928 — 17 de Agosto de 2005), foi um bailarino e coreógrafo português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou durante três anos um curso de engenharia na Faculdade de Ciências de Lisboa, que abandonou para se dedicar à dança. Iniciou-se nesta área por brincadeira nos salões de baile da Ericeira e mais tarde, em 1947, no estúdio de Margarida de Abreu. Foi com essa professora e pioneira do ensino da dança em Portugal que se estreou nos palcos do Teatro Nacional de São Carlos em "Quadros de uma Exposição".[1]

No final da década de 40 já dançava papéis de destaque em obras de Margarida de Abreu como "Nova Chopiniana" e "Pássaro de Fogo". Estagiou depois em Paris, como bolseiro do Instituto da Alta Cultura. De regresso a Portugal, tornou-se no primeiro bailarino português a dançar papéis do reportório clássico tradicional dentro de um contexto profissionalizante.[1]

Em 1956 fundou o Ballet-Concerto, a primeira companhia independente em Portugal, para a qual criou coreografias como "Prelúdio à Sesta de um Fauno", "Piquenique", "Delphiada" e "Galaaz". Apesar do sucesso obtido com os espetáculos a companhia terminou, para renascer dois anos mais tarde com o nome de Ballets de Lisboa, o primeiro agrupamento de bailado a ser subsidiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e que se estreou no Teatro Monumental. Com os problemas financeiros a subsistirem, em 1959 criou os Bailados Portugueses de Fernando Lima, um pequeno grupo virado para a vertente folclórica e com o qual se apresentou no Casino do Estoril e na Europa.[1]

Em 1960 assumiu, ao lado de Margarida de Abreu, a direção da Companhia Portuguesa de Bailado Verde Gaio[2]. Na década de 1970 continuou a coreografar, para a Companhia Nacional de Bailado ou para programas de televisão, dedicando-se ao ensino da dança clássica no Centro Cultural de Benfica.[1]

Referências

  1. a b c d Jornal Público – Cultura. «Coreógrafo Fernando Lima homenageado pelo seu contributo para a dança». Consultado em 29 de julho de 2013 
  2. Santos, Vítor Pavão dos – Verde Gaio: Uma Companhia Portuguesa de Bailado (1940-1950). Lisboa: Museu Nacional do Teatro, 1999, p. 81. ISBN 972-776-016-3
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.