Fernando Luiz Roza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fernandinho
Fernandinho
Fernandinho em 2014.
Informações pessoais
Nome completo Fernando Luiz Roza
Data de nasc. 4 de maio de 1985 (36 anos)
Local de nasc. Londrina (PR), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,76 m[1]
destro
Apelido Fernandinho
Informações profissionais
Clube atual Manchester City
Número 25
Posição volante e zagueiro
Clubes de juventude
1999–2000
2000–2001
PSTC
Atlético Paranaense
Clubes profissionais
Anos Clubes
2001–2005
2005–2013
2013–
Atlético Paranaense
Shakhtar Donetsk
Manchester City
Seleção nacional
2003–2005
2010–2019
Brasil Sub-20
Brasil

Fernando Luiz Roza, mais conhecido como Fernandinho (Londrina, 4 de maio de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como volante e zagueiro. Atualmente, defende o Manchester City[2].

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Fernandinho deu os primeiros passos no futebol em 1999, aos 13 anos, no PSTC (centro de treinamento especializado em categorias de base e formação de atletas profissionais de Londrina). Nesta época, o clube ainda não possuía instalações próprias e treinava suas equipes na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Jogou por três anos nas categorias de base do clube londrinense, conquistando o Campeonato Paranaense Juvenil, em 2001, e a Taça Londrina Juvenil, no mesmo ano. Na conquista do primeiro, Fernandinho foi o artilheiro da competição, mesmo atuando na lateral-direita.

Atlético Paranaense[editar | editar código-fonte]

Do PSTC, o atleta foi para a base do Atlético Paranaense, em setembro de 2001. Somente em 2003, foi promovido ao elenco profissional pelo então técnico Oswaldo Alvarez. Sua estreia foi no dia 8 de abril de 2003, contra o Paraná Clube.[3]. Ele fez 83 partidas pelo clube, marcando 14 gols, antes de passar para ucraniano lado Shakhtar Donetsk para uma taxa de cerca de £ 7 milhões.

Shakhtar Donetsk[editar | editar código-fonte]

Fernandinho em 2011 pelo Shakhtar.

Em sua primeira temporada como jogador do Shakhtar, ele disputou 34 partidas, incluindo 23 jogos na liga, e marcou três gols, sendo um deles no campeonato. O Shakhtar venceu a Supercopa, porém Fernandinho não jogou na partida. Ele jogou no jogo decisivo do campeonato entre o Shakhtar e o Dínamo de Kiev, que alcançou 75 pontos após todos os 30 jogos disputados, nos quais o Shakhtar prevaleceu por 2 a 1 para conquistar o título.  Isso marcou o primeiro título de Fernandinho na liga com o Shakhtar. Ele fez 25 jogos pela liga na temporada 2006–07, quando o Shakhtar terminou em 2º no Dynamo Kyiv. Eles também terminaram como vice-campeões na Copa da Ucrânia e na Supercopa da Ucrânia.

Na temporada 2007–2008, o Shakhtar recuperou o campeonato, com Fernandinho desempenhando um papel fundamental ao marcar 11 gols, incluindo um na penalidade, em 29 jogos na liga. Ele não apareceu em apenas uma partida da liga durante a temporada. Shakhtar também venceu a Copa da Ucrânia, dando a Fernandinho o primeiro sucesso da Copa. No entanto, eles foram derrotados na Supertaça pelo Dínamo de Kiev pelo segundo ano consecutivo. Depois que o jogo terminou por 2 a 2, foi para os pênaltis e, embora Fernandinho tenha convertido um pênalti, o Shakhtar perdeu por 4 a 2.

Pela temporada 2008–09, em 9 de dezembro de 2008, ele marcou um gol na vitória fora do Shakhtar por 3 a 2 contra o Barcelona, na partida da fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA.

Em 26 de fevereiro de 2009, Fernandinho marcou o gol de empate no empate fora de mão do Shakhtar por 1 a 1 contra o time inglês Tottenham Hotspur na Copa da UEFA de 2008–09. O Shakhtar venceu o empate por 3 a 1 no total.  Em 7 de março, ele marcou o único gol, uma penalidade, na vitória por 1-0 contra o Dnipro Dnipropetrovsk.  Em 15 de março, ele abriu o placar do pênalti na vitória por 3-0 contra o Metalist Kharkiv.  Em 19 de março, ele marcou um pênalti na vitória por 2 x 0 do Shakhtar sobre o time russo CSKA Moscou na Copa da UEFA. O Shakhtar venceu o empate por 2 a 1 no total.

Em 16 de abril, ele marcou um gol na vitória da Copa da UEFA por 2–1 contra o Marselha. O Shakhtar saiu vitorioso do empate com uma vitória agregada por 4-1. Ele também marcou um gol na primeira mão da semifinal da Copa da UEFA contra o Dynamo Kyiv, que terminou por 1 a 1. O Shakhtar avançou para a final em virtude de uma vitória por 3 a 2 no total, depois de garantir uma vitória por 2 a 1 na Arena Donbass na segunda mão.

O Shakhtar venceu a Copa da UEFA com uma vitória por 2 a 1 sobre o time alemão Werder Bremen na última Copa da UEFA, antes de ser rebatizado de Liga Europa da UEFA. Ele fez 42 aparições totais, incluindo 21 na liga, e marcou 11 gols, incluindo cinco na liga, na temporada 2008–09.

No final da temporada de 2011–12, com seu contrato vencendo, ele assinou um novo contrato de cinco anos com o clube até 2016. O Shakhtar manteve o título da liga pelo terceiro ano consecutivo, o quinto de Fernandinho na geral com o clube e também conquistou outro troféu da Copa, o segundo consecutivo.

Ao fim da temporada 2012–13, Fernandinho deixou o Shakhtar Donetsk rumo ao Manchester City, após 8 anos. Pelo clube ucraniano, Fernandinho disputou 284 jogos, marcando 53 gols.

Manchester City[editar | editar código-fonte]

Fernandinho em 2013 pelo City.

Em junho de 2013, após oito anos jogando no Shakhtar Donetsk e sendo ídolo da torcida, Fernandinho foi vendido ao Manchester City.[4] Ele assinou um contrato de quatro anos e acredita-se que tenha dispensado cerca de 4 milhões de libras devido a Shakhtar para concluir a transferência, pois estava desesperado para garantir uma mudança do clube ucraniano. Durante seu tempo no Shakhtar, o brasileiro usava a camisa número 7, mas devido ao meia James Milner já ocupar o número no City, Fernandinho teve que escolher outra. Em entrevista ao Manchester City, Fernandinho lembrou-se de uma conversa com o filho, na qual o filho disse: "Meu pai é o novo número 25" e, portanto, Fernandinho escolheu posteriormente 25 como seu novo número. O atleta declarou que a principal intenção de se mudar para um clube mais forte e proeminente como o City era poder retornar à seleção, de preferência durante a Copa do Mundo FIFA de 2014.[5]

Fernandinho estreou na Premier League em 19 de agosto de 2013 contra o Newcastle United em uma vitória em casa por 4-0. Ele marcou seus dois primeiros gols pelo Manchester City em 14 de dezembro de 2013 contra o Arsenal em uma vitória em casa por 6–3 e também foi nomeado homem do jogo após uma exibição clássica. Em 1 de janeiro de 2014, ele marcou seu terceiro gol da temporada em uma vitória fora por 2–3 contra o Swansea City.

Para a temporada 2016–17, o papel de Fernandinho no clube se tornou tão significativo que o técnico Pep Guardiola disse: “Se um time tem três Fernandinhos, eles serão campeões. Temos um, mas ele é rápido, ele é inteligente, ele é forte no ar, ele pode jogar várias posições. Quando ele vê o espaço, ele corre lá imediatamente. Quando você precisa fazer uma correção, você só precisa de um jogador para desafiar, e ele está lá.”

Fernandinho continuou a desempenhar um papel vital para o Manchester City na temporada 2017–18, ajudando-os a conquistar seu terceiro título da Premier League e o segundo. Ele marcou três gols e deu três assistências em 30 jogos pelos vencedores do título. Fernandinho também apareceu na final da Copa da Liga de 2018 para o City quando derrotou o Arsenal por 3-0, no entanto, ele foi substituído após 52 minutos por causa de uma lesão.

Para a temporada 2019–20, com a contratação de Rodri, e a saída de Vincent Kompany, Fernandinho passou a atuar como zagueiro[6] recebendo elogios de Pep Guardiola[7]. No dia 28 de janeiro de 2020, Fernandinho renovou com o Manchester City até 2021, pois seu vínculo encerraria ao fim da temporada 2019–20.[8]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-20[editar | editar código-fonte]

Em 2003, atuando pela Seleção Brasileira Sub-20, no Mundial Sub-20, foi o responsável por fazer o gol que deu o título ao Brasil, o da vitória por 1–0 diante da Espanha, na final.[9]

Principal[editar | editar código-fonte]

Fernandinho comemorando seu gol contra Camarões na Copa de 2014.

Estreou pela Seleção Brasileira principal em 10 de agosto de 2011 em partida amistosa contra a Alemanha.

Em 5 de março de 2014, após 2 anos sem ser convocado, retornou à Seleção nas vésperas da Copa do Mundo FIFA de 2014 e marcou seu primeiro gol pela Seleção, na vitória por 5-0 sobre a África do Sul. Em 7 de maio de 2014, foi convocado para compor a Seleção Brasileira para a Copa do Mundo FIFA de 2014 que foi realizada no Brasil.[10] Ele estreou no torneio como substituto no intervalo de Paulinho no terceiro jogo da fase de grupos, marcando o último gol na vitória por 4 a 1 sobre os Camarões.

Em 14 de maio de 2018, foi convocado para compor a Seleção Brasileira para a Copa do Mundo FIFA de 2018, realizada na Rússia.[11] Em 6 de julho, o Brasil foi eliminado da Copa do Mundo de 2018 pela Bélgica nas quartas de final, perdendo por 2 a 1, com Fernandinho marcando um gol contra para a Bélgica.

Em 17 de maio de 2019, Fernandinho foi convocado para a Copa América de 2019.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético Paranaense
Shakhtar Donetsk
Manchester City
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. https://www.fifa.com/worldcup/players/player/208016/profile/
  2. otempo.com, Otempo; Superesportes (5 de fevereiro de 2021). «www.otempo.com.br/superfc/atletico/rodrigo-caetano-diz-que-galo-nao-esta-em-negociacao-com-fernandinho-1.2443999». otempo. www.otempo.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  3. Em 2002 chegou ao Atlético Paranaense e em 2003 foi promovido ao elenco profissional pelo então técnico Oswaldo Alvarez. Sua estreia foi no dia 08 de abril de 2003, contra o Paraná Clube. Torecedores - acessado em 24 de maio de 2021
  4. «Manchester City anuncia contratação do volante Fernandinho» 
  5. 'A receita é saber como me adaptar ao que o técnico pede', diz Fernandinho, Folha de S. Paulo
  6. «Fernandinho diz que deve jogar mais vezes na zaga do City e elogia estreia do "concorrente" Rodri». Globoesporte. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  7. «Improvisado na zaga, Fernandinho recebe elogios de Guardiola». Lance!. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  8. «Ao lado da esposa e filhos, Fernandinho renova com o Manchester City até 2021». Globoesporte. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  9. Autor do gol do título da seleção no Mundial Sub-20 em 2003, Fernandinho sonha repetir o feito na principal
  10. «Felipão anuncia convocados da Seleção para a Copa do Mundo». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2014. Consultado em 7 de maio de 2014 
  11. Lozetti; Maciel de Sá; Costa, Alexandre; Edgard; Felippe (14 de maio de 2018). «Convocados Seleção Brasileira - Copa do Mundo 2018.». Globo Esporte. Consultado em 7 de julho de 2018 
  12. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Fernando Luiz Roza