Ferrari F2004

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferrari F2004/F2004M
Michael Schumacher Ferrari 2004.jpg
Visão Geral
Produção 2004-2005
Fabricante Scuderia Ferrari
Modelo
Carroceria Monoposto de corrida
Designer Rory Byrne
Ficha técnica
Motor Ferrari 055/B/C 3.0L V10
Transmissão 7 velocidades semi-automáticas seqüênciais
Modelos relacionados McLaren MP4/4
Williams FW14
Ferrari F2002
Dimensões
Comprimento 4545 mm
Entre-eixos 3050 mm
Largura 1796 mm
Altura 959 mm
Peso 605 kg
Cronologia
Último
Ferrari F2003GA
Ferrari F2005
Próximo

O F2004/F2004M é o modelo da Ferrari da temporada de 2004 e da primeira e segunda prova de 2005 da F-1. Condutores: Michael Schumacher e Rubens Barrichello. Com o chassi F2004, a equipe conquistou os campeonatos: Mundial de Pilotos com Schumacher e o de Construtores em 2004. O F2004M foi utilizado pelos dois pilotos em 2005 nos GPs: Austrália e Malásia.

Resumo da temporada[editar | editar código-fonte]

2004[editar | editar código-fonte]

Assim como nos anos anteriores, a Ferrari inicia o campeonato como a equipe a ser batida. A temporada de 2003 havia sido equilibrada, com Schumacher ganhando o título no último GP diferentemente dos anos anteriores. Porém o F2004, se mostra bastante superior aos demais carros da temporada, e vence 15 dos 18 GPs do ano.

A superioridade começou a ser mostrada após Schumacher vencer as cinco primeiras corridas e na sexta, perdeu a corrida após colidir em Montoya na volta onde o Safety Car estava na pista, em Mônaco. Após esse GP, foram sete corridas de vitórias só de Schumacher, e lembrava-se muito da campanha de 2002, onde Schumacher venceu o campeonato com extrema facilidade e com o seu companheiro Barrichello no segundo lugar. Na Hungria, a equipe conquista matemáticamente o título de construtores, com cinco corridas de antecedência. Na Bélgica, depois desses sete GPs vencidos, Schumacher precisava apenas chegar à frente de Barrichello, para definir o campeonato. Schumacher chega em segundo e Barrichello em terceiro, assim, definindo o título.

Com o campeonato de pilotos e construtores definidos, bastava a Ferrari confirmar o vice-campeonato de Barrichello, que veio no GP da China, faltando ainda dois GPs para o fim do certame. No GP do Japão, Schumacher vence a sua 13ª corrida no ano e no Brasil as forças vão para que Barrichello vença, e quebre o jejum de onze anos sem um brasileiro vencer o GP do Brasil. Ele conquista a pole, porém quem vence é Montoya e em segundo fica Räikkönen. Barrichello termina em terceiro lugar, assim encerrando a grande temporada da Ferrari, que terminou com 262 pontos, 143 de diferença para a vice-campeã, a BAR.

2005[editar | editar código-fonte]

Depois da ótima temporada de 2004, a Ferrari decide usar o F2004, versão M, para disputar as duas primeiras corridas, enquanto preparavam o Ferrari F2005. Com as mudanças no regulamento, o carro não foi um dos mais velozes, tendo conseguido um segundo lugar no GP da Austrália, com Barrichello, e apenas um sétimo lugar no GP da Malásia, com Schumacher. Depois desses GPs, a equipe utilizou o F2005 para o restante da temporada.

Resultados[1] [2][editar | editar código-fonte]

Ano Chassis Motor Pneus Pilotos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Pontos Posição
AUS MAL BHR SMR ESP MON EUR CAN USA FRA GBR GER HUN BEL ITA CHN JPN BRA
2004 F2004 Ferrari 053 V10 B 1 Alemanha Michael Schumacher* 1 1 1 1 1 Ret 1 1 1 1 1 1 1 2* 2 12 1 7 262*
2 Brasil Rubens Barrichello 2 4 2 6 2 3 2 2 2 3 3 12 2 3 1 1 Ret 3
AUS MAL BHR SMR ESP MON EUR CAN USA FRA GBR GER HUN TUR ITA BEL BRA JPN CHN
2005 F2004M Ferrari 053 V10 B 1 Alemanha Michael Schumacher Ret 7 10*1
(100)
2 Brasil Rubens Barrichello 2 Ret

* Campeão da temporada.

↑1 O restante do campeonato utilizou o chassi F2005 marcando 90 pontos.

Referências

  1. «Ferrari F2004» (em inglês). STATS F1. 
  2. «Ferrari F2004M» (em inglês). STATS F1.