Festival Eurovisão da Canção 1986

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Festival Eurovisão da Canção 1986
 Noruega
Grieghallen.JPG
Logo do Festival Eurovisão da Canção 1986
Edição
31.ª edição
Datas
Final 3 de maio de 1986
Anfitrião
Local Grieghallen, Bergen,Noruega
Apresentador(es) Noruega Åse Kleveland
Diretor Noruega John Andreassen
Maestro Noruega Egil Monn-Iversen
Supervisor executivo Suíça Frank Naef
Estação anfitriã Norsk-rikskringkasting-Logo.svg Norsk rikskringkasting
Atuações
Atuações de abertura Åse Kleveland cantando "Welcome to Music"
Atuações nos intervalos Sissel Kyrkjebø e Steinar Ofsdal
Participantes
Número de entradas 20 países
Países estreantes  Islândia
Países de regresso  Iugoslávia
 Países Baixos
Países de saída  Grécia
 Itália
Mapa dos países participantes
Portugal no Festival Eurovisão da CançãoEspanha no Festival Eurovisão da CançãoSan Marino no Festival Eurovisão da CançãoFrança no Festival Eurovisão da CançãoReino Unido no Festival Eurovisão da CançãoIrlanda no Festival Eurovisão da CançãoIslândia no Festival Eurovisão da CançãoBélgica no Festival Eurovisão da CançãoPaíses Baixos no Festival Eurovisão da CançãoSuíça no Festival Eurovisão da CançãoAlemanha no Festival Eurovisão da CançãoDinamarca no Festival Eurovisão da CançãoMalta no Festival Eurovisão da CançãoItália no Festival Eurovisão da CançãoNoruega no Festival Eurovisão da CançãoSuécia no Festival Eurovisão da CançãoFinlândia no Festival Eurovisão da CançãoEstónia no Festival Eurovisão da CançãoLetónia no Festival Eurovisão da CançãoLituânia no Festival Eurovisão da CançãoEslováquia no Festival Eurovisão da CançãoÁustria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoHungria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoAlbânia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoGrécia no Festival Eurovisão da CançãoBulgária no Festival Eurovisão da CançãoRoménia no Festival Eurovisão da CançãoMoldávia no Festival Eurovisão da CançãoUcrânia no Festival Eurovisão da CançãoBielorrússia no Festival Eurovisão da CançãoRússia no Festival Eurovisão da CançãoGeórgia no Festival Eurovisão da CançãoAzerbaijão no Festival Eurovisão da CançãoTurquia no Festival Eurovisão da CançãoChipre no Festival Eurovisão da CançãoIsrael no Festival Eurovisão da CançãoArménia no Festival Eurovisão da CançãoMarrocos no Festival Eurovisão da CançãoLiechtenstein no Festival Eurovisão da CançãoAndorra no Festival Eurovisão da CançãoMónaco no Festival Eurovisão da CançãoPolónia no Festival Eurovisão da CançãoRepública Checa no Festival Eurovisão da CançãoLuxemburgo no Festival Eurovisão da CançãoLíbano no Festival Eurovisão da CançãoTunísia no Festival Eurovisão da CançãoArgélia no Festival Eurovisão da CançãoUm mapa colorido dos países da Europa
Sobre esta imagem

     Países confirmados que já escolheram o seu artista e/ou canção     Países que não se classificaram para a final     Países que participaram no passado mas não em 1986

Votação
Sistema de
voto
A votação baseou-se num júri por país que atribuiu 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto às suas 10 canções favoritas, por ordem de preferência.
Vencedor(a)  Bélgica
Sandra Kim
"J'aime la vie"
Website Sítio oficial
Cronologia
Fleche-defaut-gauche-gris-32.png   1985     Wiki Eurovision Heart (Infobox).svg     1987   Fleche-defaut-droite-gris-32.png

O Festival Eurovisão da Canção 1986 (em inglês: Eurovision Song Contest 1986, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1986 e em norueguês: Europeiske Melodi Grand Prix 1986) foi o 31º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 3 de maio de 1986 na cidade de Bergen, na Noruega. A apresentadora foi Åse Kleveland. A jovem belga Sandra Kim foi a vencedora desse ano, interpretando a canção "J'aime la vie". Com apenas 13 anos, Sandra foi até ao momento a mais jovem vencedora da competição. As regras atuais exigem que os concorrentes têm de ter pelo menos 15 anos, portanto a não ser que as regras sejam alteradas, o seu recorde nunca será batido. A irreverente representante portuguesa, Dora, apresentou-se em palco com uma espalhafatosa saia verde-alface aos folhos e umas botas de tropa, o que lhe valeu enumeras fotos nas páginas de vários jornais por toda Europa.

Local[editar | editar código-fonte]

Mais sobre a cidade anfitriã: Bergen

O Festival Eurovisão da Canção 1986 ocorreu em Bergen, na Noruega. Bergen é a segunda maior cidade da Noruega, com uma população de aproximadamente 250 mil habitantes. A cidade está cercada por sete montanhas, o que lhe confere uma bela paisagem, mas também o título de cidade mais chuvosa da Europa. Bergen é um centro de cultura, comércio e universitário na costa oeste da Noruega. O compositor Edvard Grieg nasceu e viveu na cidade e lá compôs várias de suas mundialmente famosas peças. É uma cidade muito popular quer para turistas norugueses, quer para turistas estrangeiros, sendo um do principais pontos de paragens dos cruzeiros dos mares do norte da Europa. É o ponto de partida do barco Hurtigruten, que viaja pelas costas norueguesas até ao Kirkenes, sendo estação final da linha ferroviária de Bergen (Bergensbanen), que a liga a Oslo, por paisagens de grande beleza natural. Bergen teve a sua própria universidade (Universidade de Bergen) em 1946. Esta tem hoje cerca de 17 000 estudantes. A montanha amarela é maior das sete montanhas que rodeiam a cidade, com 987 metros de altura. Foi fundada em 1070, por Olav Kyrre, tendo sido a capital da Noruega até 1299, quando Oslo passou a ser a capital. Ainda assim, continuou a ser a maior cidade da Noruega até à década de 1830. Entre 1350 e 1750 pertenceu à Liga Hanseática. A parte antiga da cidade ligada à baía, chamada Bryggen, circundada por casas datando do tempo da Liga Hanseática, passou a integrar a lista do património da humanidade da Unesco, em 1979.

O festival em si realizou-se no Grieghallen, sala de concertos com capacidade de 1.500 lugares. O salão tem o nome do compositor norueguês Edvard Grieg nascido em Bergen, que foi diretor musical da Orquestra Filarmónica de Bergen entre 1880 e 1882. O Grieghallen também é famosa como o estúdio de gravação e da comunidade black metal, como muitas bandas importantes como Burzum, Mayhem ou Immortal gravando lá seus primeiros registros com discografia Deathlike Silence Productions e Pytten como técnico de som.

Formato[editar | editar código-fonte]

A Islândia competiu pela primeira vez, com a emissora nacional RÚV, enquanto que a Grécia retirou-se, além de ser o 18º país a apresentar a sua canção. A razão para a retirada foi que a data desta edição da Eurovisão coincidiu com o Sábado Santo. A sua canção seria "Wagon-lit" (βάγκον λι) e seria interpretada por Polina. A emissora italiana, RAI, simplesmente decidiu não enviar uma delegação para Bergen.[1]

A organização do concurso foi uma fonte de orgulho nacional em toda a Noruega. Portanto, várias cidades norueguesas apresentaram a sua candidatura para sediar o certame.[2] No outono de 1985, a NRK decidiu escolheu Bergen para organizar a edição, derrotando Oslo, Stavanger, Sandnes e Trondheim. A televisão pública norueguesa divulgou um orçamento muito alto, a fim de apresentar a Noruega à melhor luz para o resto do mundo.[3]

O núcleo da equipa técnica foi formado por John Andreassen (direção), Per Selstrøm e Harald Tusberg (produção executiva), Per Fjeld (cenário), Asbjørn W. Hagen, Tom Sundli e Willy Bettvik (iluminação) e Egil-Monn Iversen e Terje Fjærn (direção musical).

Visual[editar | editar código-fonte]

A abertura da competição começou com um vídeo mostrando os fiordes noruegueses, com pinturas das mesmas paisagens, com a orquestra a tocar em direto "Na Gruta do Rei da Montanha", da peça Peer Gynt, de Grieg. O vídeo terminou com as vistas de Bergen e do Grieghallen.

Åse Kleveland entrou e cumprimentou os espectadores cantando "Welcome to Music", em inglês, francês e alemão. A orquestra tocou um trecho de Te Deum de Marc-Antoine Charpentier. Depois, fez as apresentações habituais, começando por sublinhar que os Jogos Olímpicos e o Festival Eurovisão da Canção têm pelo menos uma coisa em comum: o importante não é ganhar, mas participar.

A orquestra, dirigida por Egil Monn-Iversen, ficava à esquerda do palco, num pódio separado. A mesa do supervisor foi instalada na plateia, ao pé de uma tela gigante, do mesmo lado da orquestra. O quadro de votação estava à direita do palco. Este último consistia numa grande plataforma elevada de forma irregular, delimitada por néons luminosos, criando um gradiente de azul a rosa. O acesso ao palco era feito por uma escada de nove degraus, forrada de luzes azuis e cor-de-rosa. Esta escadaria foi encimada por um arco móvel. O arco e outros elementos decorativos reproduziam cristais de rocha gigantes, translúcidos e iluminados por dentro. Toda a cena assumiu cores azul, rosa e laranja, dependendo das atuações. O cenário do palco foi inspirado num icebergue.

A apresentadora foi Lill Lindfors[4], que falou aos espectadores em inglês e francês. A primeira roupa que ela usava era um vestido incrustado de diamantes, feito especialmente para a ocasião e pesando nada menos que 6,8 kg.

Os cartões postais consistiam em vídeos turísticos da Noruega, terminando com a bandeira do país participante. Em seguida, apareceu um verdadeiro cartão postal, em que foi escrito na língua nacional do país: "Saudações para Noruega de [nome do país]". Os nomes dos autores e compositores, assim como o título da música, foram escritos no mapa. Finalmente, os intérpretes apareceram na tela, com, no fundo, uma imagem turística. Åse Kleveland então apresentou os intérpretes e maestros, dando algumas explicações adicionais sobre eles e segurando na sua mão uma reprodução em miniatura da bandeira dos países participantes.

O intervalo foi ocupado pela apresentação ao público internacional da cantora de Bergen Sissel Kyrkjebø, que interpretou, junto com o músico Steinar Ofsdal e um coro infantil, um vídeo filmado na cidade durante toda a mesma semana e em o que interpretou uma seleção de canções entre a população local. O intervalo terminou com a jovem no palco tocando, rodeada pela orquestra, um fragmento de "Udsigter fra Ulriken", o hino regional de Bergen popularmente conhecido com nomes como "Nystemten" e "Bergensiana".

A família real norueguesa esteve presente no recinto, representador pelo príncipe Haroldo, princesa Sónia, o príncipe Haquino Magno e a princesa Marta Luísa.

A edição foi marcada por três eventos: pela homenagem feita a Ossi Runne, maestro finlandês, que recebeu uma ovação especial porque estava a comemorar a sua vigésima participação no concurso; pelo facto da atuação norueguesa ter um grupo de drag queens, vestidos com roupas estilizadas com reminiscências do século XVIII; e também pela vencedora. Sandra Kim que afirmava ter 15 anos para poder participar, tinha apenas 13 quando se sagrou vencedora, tornando-se assim na mais jovem vencedora do Festival Eurovisão da Canção. Após se ter descoberto esta mentira, a Suíça (2º lugar) exigiu de imediato e, sem êxito, a desclassificação da Bélgica.

Votação[editar | editar código-fonte]

Cada país tinha um júri composto por 11 elementos, que atribuiu 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1 pontos às dez canções mais votadas.

O supervisor executivo da EBU foi Frank Naef.

Durante a votação, a câmera fez vários close-ups dos artistas. Em particular, Sandra Kim, Daniela Simmons e Ingrid Peters apareceram.

O porta-voz do júri holandês foi o único a fazer um comentário durante o processo. Depois de outorgar um ponto para a Finlândia, dois para a Noruega, três para a Suécia, quatro para a Dinamarca e cinco para a Islândia, acrescentou: "Isso deve ser suficiente para a Escandinávia, eu acho".[5]

Participações individuais[editar | editar código-fonte]


Participantes[editar | editar código-fonte]

  Países participantes
País Título original da Canção Artista Processo Data da Selecção
Tradução em Português Idiomas de Interpretação
 Alemanha "Über die Brücke geh'n" Ingrid Peters Ein lied für Bergen 1986 27 de março de 1986
Atravessar a ponte Alemão
 Áustria "Die Zeit ist einsam" Timna Brauer Seleção interna -
O tempo sente-se sozinho Alemão
 Bélgica "J'aime la vie" Sandra Kim Finale Nationale - Eurovision 1986 2 de março de 1986
Amo a vida Francês
 Chipre "Tora Zo" (Τώρα ζω) Elpida Seleção interna -
Agora eu vivo Grego
 Dinamarca "Du er fuld af løgn" Lise Haavik Dansk Melodi Grand-Prix 1986 22 de fevereiro de 1986
Tu estás cheio de mentiras Dinamarquês
 Espanha "Valentino" Cadillac Selecção Interna -
Valentino Castelhano
 Finlândia "Never the end" Kari Kuivalainen Euroviisut 1986 22 de fevereiro de 1986
Nunca o final Finlandês
 França "Européennes" Cocktail Chic Sélection Française - Eurovision 1986 22 de março de 1986
Europeias Francês
 Irlanda "You Can Count on Me" Luv Bug National Song Contest 1986 30 de março de 1986
Podes contar comigo Inglês
 Islândia "Gleðibankinn" ICY Íslenska Söngvakeppni Sjónvarpsins 1986 15 de março de 1986
O Banco da Alegria Islandês
 Israel "Yavo Yom" (יבוא יום) Moti Giladi & Sarai Tzuriel Kdam Eurovision 1986 -
Um dia virá Hebraico
 Iugoslávia "Željo moja" Doris Dragović Pjesma Eurovizije 1986 7 de março de 1986
Meu desejo Servo-Croata
 Luxemburgo "L'amour de ma vie" Sherisse Laurence Selecção Interna -
O amor da minha vida Francês
 Noruega "Romeo" Ketil Stokkan Melodi Grand-Prix 1986 22 de março de 1986
Romeu Norueguês
 Países Baixos "Alles heeft ritme" Frizzle Sizzle Nationaal Songfestival 1986 1 de abril de 1986
Tudo tem ritmo Holandês
 Portugal "Não sejas mau para mim" Dora Festival RTP da Canção - Uma Canção Para A Noruega 1986 22 de março de 1986
Não sejas mau para mim Português
 Reino Unido "Runner in the Night" Ryder A song for Europe 1986 2 de abril de 1986
Corredor à noite Inglês
 Suécia "E' de' det här du kallar kärlek?" Lasse Holm & Monica Törnell Melodifestivalen 1986 22 de março de 1986
Isto é aquilo a que tu chamas amor?' Sueco
 Suíça "Pas pour moi" Daniela Simmons Schweizer Ausscheindung 1986 25 de janeiro de 1986
Não para mim Francês
 Turquia "Halley" Klips ve Onlar Eurovision Şarkı Yarışması Türkiye Finali 1986 15 de março de 1986
Halley Turco

Festival[editar | editar código-fonte]

# País Idioma[6] Artista Canção Tradução para Português Lugar Pontuação
 Luxemburgo Francês Sherisse Laurence "L'amour de ma vie" O amor da minha vida 117
 Iugoslávia Servo-Croata Doris Dragović "Željo moja" Meu desejo 11º 49
 França Francês Cocktail Chic "Européennes" Europeias 17º 13
 Noruega Norueguês Ketil Stokkan "Romeo" Romeu 12º 44
 Reino Unido Inglês Ryder "Runner in the Night" Corredor à noite 72
 Islândia Islandês ICY "Gleðibankinn" O Banco da Alegria 16º 19
 Países Baixos Holandês Frizzle Sizzle "Alles heeft ritme" Tudo tem ritmo 13º 40
 Turquia Turco Klips ve Onlar "Halley" Halley 53
 Espanha Castelhano Cadillac "Valentino" Valentino 10º 51
10º  Suíça Francês Daniela Simmons "Pas pour moi" Não para mim 140
11º  Israel Hebraico Moti Giladi & Sarai Tzuriel "Yavo Yom" (יבוא יום) Um dia virá 19º 7
12º  Irlanda Inglês Luv Bug "You Can Count on Me" Podes contar comigo 96
13º  Bélgica Francês Sandra Kim "J'aime la vie" Amo a vida 176
14º  Alemanha Alemão Ingrid Peters "Über die Brücke geh'n" Atravessar a ponte 62
15º  Chipre Grego Elpida "Tora Zo" (Τώρα ζω) Agora eu vivo 20º 4
16º  Áustria Alemão Timna Brauer "Die Zeit ist einsam" O tempo sente-se sozinho 18º 12
17º  Suécia Sueco Lasse Holm & Monica Törnell "E' de' det här du kallar kärlek?" Isto é aquilo a que tu chamas amor?' 78
18º  Dinamarca Dinamarquês Lise Haavik "Du er fuld af løgn" Tu estás cheio de mentiras 77
19º  Finlândia Finlandês Kari Kuivalainen "Never the end" Nunca o final 15º 22
20º  Portugal Português Dora "Não sejas mau para mim" Não sejas mau para mim 14º 28

Resultados[editar | editar código-fonte]

A ordem de votação no Festival Eurovisão da Canção 1986, foi a seguinte:[7]

  Vencedor
  2º classificado
  3º classificado
Países Votantes Países Pontuados
Luxemburgo República Socialista Federativa da Iugoslávia França Noruega Reino Unido Islândia Países Baixos Turquia Espanha Suíça Israel República da Irlanda Bélgica Alemanha Chipre Áustria Suécia Dinamarca Finlândia Portugal
 Luxemburgo 2 4 1 6 7 12 3 10 8 5
 Iugoslávia 5 2 12 4 6 8 10 1 3 7
 França 8 4 10 6 7 1 3 12 2 5
 Noruega 12 3 6 5 1 2 8 7 10 4
 Reino Unido 8 7 2 1 5 10 12 3 6 4
 Islândia 1 5 4 2 3 8 10 12 7 6
 Países Baixos 8 7 2 5 6 12 10 3 4 1
 Turquia 3 6 2 7 8 10 5 12 1 4
 Espanha 3 2 6 1 4 12 10 7 5 8
 Suíça 2 7 6 4 8 1 5 10 12 3
 Israel 4 1 2 8 3 12 6 5 10 7
 Irlanda 7 3 6 5 10 12 8 1 2 4
 Bélgica 10 4 5 6 3 12 2 7 1 8
 Alemanha 12 6 5 10 8 1 2 4 7 3
 Chipre 8 12 6 2 4 1 5 10 7 3
 Áustria 10 1 3 2 7 4 12 6 8 5
 Suécia 10 1 3 8 2 12 7 6 5 4
 Dinamarca 2 5 8 3 4 12 10 7 6 1
 Finlândia 4 10 3 1 7 8 12 2 6 5
 Portugal 6 2 7 3 10 8 12 4 1 5
Total 117 49 13 44 72 19 40 53 51 140 7 96 176 62 4 12 78 77 22 28
Lugar 11º 17º 12º 16º 13º 10º 19º 20º 18º 15º 14º
Países Votantes Luxemburgo República Socialista Federativa da Iugoslávia França Noruega Reino Unido Islândia Países Baixos Turquia Espanha Suíça Israel República da Irlanda Bélgica Alemanha Chipre Áustria Suécia Dinamarca Finlândia Portugal
Países Pontuados
Resultados acumulados
Países Votantes Países Pontuados
Luxemburgo República Socialista Federativa da Iugoslávia França Noruega Reino Unido Islândia Países Baixos Turquia Espanha Suíça Israel República da Irlanda Bélgica Alemanha Chipre Áustria Suécia Dinamarca Finlândia Portugal
 Luxemburgo 0 2 0 0 4 0 1 6 7 12 1 3 10 8 0 0 5 0 0 0
 Iugoslávia 5 2 0 0 4 0 3 18 11 18 1 11 20 9 3 0 12 0 0 0
 França 13 2 0 4 14 0 3 18 17 25 1 14 32 9 3 0 14 5 0 0
 Noruega 25 2 3 4 20 0 3 18 17 30 2 16 40 9 3 0 21 15 0 4
 Reino Unido 33 9 3 4 20 0 3 20 18 35 2 16 50 21 3 0 24 21 0 8
 Islândia 34 14 3 8 20 0 3 20 20 38 2 24 60 21 3 0 36 28 6 8
 Países Baixos 42 21 3 10 20 5 3 26 20 50 2 24 70 21 3 0 39 32 7 8
 Turquia 42 24 3 10 26 7 10 26 28 60 2 29 82 21 3 0 39 32 8 12
 Espanha 42 27 3 10 28 13 11 26 28 64 2 41 90 21 3 0 46 37 8 20
 Suíça 44 27 10 16 32 13 11 34 29 64 7 41 102 21 3 0 58 40 8 20
 Israel 48 28 10 16 34 13 19 37 29 76 7 47 107 21 3 0 58 50 8 27
 Irlanda 55 31 10 22 34 13 19 37 34 86 7 47 119 29 4 2 58 54 8 27
 Bélgica 65 35 10 27 34 13 19 43 37 98 7 49 119 36 4 3 58 54 16 27
 Alemanha 77 35 10 33 39 13 29 51 37 98 7 49 120 36 4 5 62 61 19 27
 Chipre 85 47 10 39 41 17 30 51 37 103 7 49 130 36 4 5 62 68 22 27
 Áustria 95 48 10 39 44 17 30 53 44 107 7 61 136 44 4 5 67 68 22 27
 Suécia 105 49 13 39 52 19 30 53 44 119 7 68 142 49 4 5 67 72 22 27
 Dinamarca 107 49 13 44 60 19 30 53 47 123 7 80 152 56 4 5 73 72 22 28
 Finlândia 111 49 13 44 70 19 33 53 48 130 7 88 164 58 4 11 78 72 22 28
 Portugal 117 49 13 44 72 19 40 53 51 140 7 96 176 62 4 12 78 77 22 28
Lugar 11º 17º 12º 16º 13º 10º 19º 20º 18º 15º 14º
Países Votantes Luxemburgo República Socialista Federativa da Iugoslávia França Noruega Reino Unido Islândia Países Baixos Turquia Espanha Suíça Israel República da Irlanda Bélgica Alemanha Chipre Áustria Suécia Dinamarca Finlândia Portugal
Países Pontuados

12 pontos[editar | editar código-fonte]

Os países que receberam 12 pontos foram os seguintes:

# Países Pontuados Países Votantes
5  Bélgica Finlândia, França, Irlanda, Portugal, Turquia
 Suíça Bélgica, Israel, Luxemburgo, Países Baixos, Suécia
3  Irlanda Áustria, Espanha, Dinamarca
2  Luxemburgo Alemanha, Noruega
 Suécia Islândia, Suíça
1  Alemanha Reino Unido
 Turquia Jugoslávia
 Iugoslávia Chipre

Maestros[editar | editar código-fonte]

Em baixo encontra-se a lista de maestros que conduziram a orquestra, na respectiva actuação de cada país concorrente.

País Maestro
 Luxemburgo Rolf Soja
 Iugoslávia Nikica Kalogjera
 França Jean-Claude Petit
 Noruega Egil Monn-Iversen
 Reino Unido Nenhum
 Islândia Gunnar Þórdarsson
 Países Baixos Harry van Hoof
 Turquia Melih Kibar
 Espanha Eduardo Leiva
 Suíça Atilla Şereftuğ
 Israel Yoram Zadok
 Irlanda Noel Kelehan
 Bélgica Jo Carlier
 Alemanha Hans Blum
 Chipre Martyn Ford
 Áustria Richard Österreicher
 Suécia Anders Berglund
 Dinamarca Egil Monn-Iversen
 Finlândia Ossi Runne
 Portugal Colin Frechter
Maestro anfitrião Egil Monn-Iversen

Artistas repetentes[editar | editar código-fonte]

Em 1986, os repetentes foram:

País (1986) Foto Artista Ano Anterior País Representado Canção Tradução Pontuação Classificação
 Chipre Silver - replace this image female.svg Elpida ESC 1979 Grécia "Sokrati" Sócrates 69

Referências

  1. https://eurovision.tv/event/bergen-1986
  2. FEDDERSEN Jan & LYTTLE Ivor, Congratulations. 50 Years of The Eurovision Song Contest. The Official DVD. 1981-2005, Copenhague, CMC Entertainement, 2005, p.11.
  3. KENNEDY O’CONNOR John, op.cit., p.105.
  4. https://eurovision.tv/event/bergen-1986
  5. https://eurovision.tv/event/bergen-1986
  6. «Eurovision Song Contest 1986». The Diggiloo Thrush. Consultado em 26 de janeiro de 2019 
  7. A ordem de votação foi efectuada através da visualização de vídeos da edição do festival, à semelhança de outras secções deste artigo

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Os mapas presentes neste artigo, respeitam as fronteiras geográficas estabelecidas na altura em que o festival ocorreu.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Festival Eurovisão da Canção 1986