Festival RTP da Canção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2011)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Festival RTP da Canção
Festival Eurovisão da Canção
EuroPortugal.svg
Produção
Transmissão RTP
Local  Portugal
Criação Festival RTP da Canção 1964
Edições
196419651966196719681969197019711972197319741975197619771979197919801981198219831984198519861987198819891990199119921993199419951996199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017

}}O Festival RTP da Canção é um concurso anual promovido pela Rádio e Televisão de Portugal, desde 1964, com o objectivo de seleccionar uma canção para o Festival da Eurovisão.

História[editar | editar código-fonte]

O "Grande Prémio TV da Canção Portuguesa" teve a sua estreia, no estúdio do Lumiar, na noite de 2 de Fevereiro de 1964. O objectivo era escolher, pela primeira vez, a canção candidata de Portugal ao Concurso Eurovisão da Canção criado em 1956.

A final contou com 12 canções, das 127 canções que se submeteram, defendidas por António Calvário, Artur Garcia, Madalena Iglésias, Simone de Oliveira, Gina Maria e Guilherme Kjolner.

A designação inicial manteve-se até 1975. Em 1976 chamou-se "Uma Canção Para A Europa" e em 1977 foi o ano de "As Sete Canções". Em 1978 foi adoptado o nome "Uma Canção Portuguesa".

A partir de 1979, o nome do certame fixou-se em "Festival RTP da Canção".

1980 foi o ano que marcou o arranque das emissões regulares a cores da RTP. A primeira emissão foi precisamente com o Festival da Canção a 7 de Março transmitido, desde o Teatro São Luiz, ganho por José Cid.

Ao longos dos anos foram sendo introduzidas mudanças na organização do festival e nos critérios de selecção. Em 1986 designou-se "Uma Canção para A Noruega", em 1988 criou-se um pré-festival denominado "Prémio Nacional de Música" e "Gostamos de Estar Consigo" foi a designação adoptada em 1990.

Durante alguns anos, a RTP seleccionou uma canção para a Eurovisão sem organizar um festival a nível interno. Foi o caso de 2003, 2004 e 2005. Em 2003, a RTP seleccionou a cantora Rita Guerra e o público, através de televoto, escolheu uma entre três canções a concurso. A apresentação das mesmas foi efetuada no talent show Operação Triunfo. Em 2004, os três primeiros vencedores da Operação Triunfo apresentaram uma canção cada um e os telespectadores, por televoto, escolheram aquela que achavam melhor, tendo sido selcionado o tem interpretado por Sofia Vitória. Em 2005, a RTP seleccionou uma equipa de produtores/compositores, chefiada por José da Ponte, que escolheu dois cantores (Luciana Abreu e Rui Drummond, que se apresentaram juntos com o nome "2B") para interpretarem a canção da sua autoria. Na última década, houve canções portuguesas consideradas fortes no concurso eurovisivo, sendo de realçar a prestação de Vânia Fernandes (2008), uma das revelações da Operação Triunfo, que era uma das favoritas, mas que acabou por ficar na 13ª posição na final.

O Festival RTP da Canção não se realizou em 2002, 2013 e 2016, sendo que nesses mesmos anos Portugal também não participou no Festival Eurovisão da Canção. Foi, entretanto, efectuado um estudo, com base numa linha de investigação científica (no quadro da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), que concluiu que "nunca houve enquadramento político e financeiro para potenciar a exportação da imagem de Portugal a nível internacional", numa investigação para apurar "que imagem do país a televisão do Estado tem exportado através do Festival da Canção?". Até à vitória de Salvador Sobral, no Festival Eurovisão de 2017[1], - e apesar de algumas faltas de comparência -, Portugal era o país que participava há mais anos sem nunca ter vencido, sendo que em 50 anos apenas nove canções ficaram dentro do top 10 das posições finais.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Artista Classificação na Eurovisão
1964 "Oração" António Calvário 13º
1965 "Sol de Inverno" Simone de Oliveira 13º
1966 "Ele e Ela" Madalena Iglesias 13º
1967 "O Vento Mudou" Eduardo Nascimento 12º
1968 "Verão" Carlos Mendes 11º
1969 "Desfolhada Portuguesa" Simone de Oliveira 15º
1970 "Onde Vais Rio Que Eu Canto" Sérgio Borges
1971 "Menina do Alto da Serra" Tonicha
1972 "Festa da vida" Carlos Mendes
1973 "Tourada" Fernando Tordo 10º
1974 "E Depois do Adeus" Paulo de Carvalho 14º
1975 "Madrugada" Duarte Mendes 16º
1976 "Flor de Verde Pinho" Carlos do Carmo 12º
1977 "Portugal No Coração" Os Amigos 14º
1978 "Dai-li, Dai-li Dou" Gemini 17º
1979 "Sobe, Sobe, Balão Sobe" Manuela Bravo
1980 "Um Grande, Grande Amor" José Cid
1981 "Playback" Carlos Paião 18º
1982 "Bem Bom" Doce 13º
1983 "Esta balada que te dou" Armando Gama 13º
1984 "Silêncio e Tanta Gente" Maria Guinot 11º
1985 "Penso em Ti (Eu Sei)" Adelaide Ferreira 18º
1986 "Não sejas mau para mim" Dora 14º
1987 "Neste barco à vela" Duo Nevada 18º
1988 "Voltarei" Dora 18º
1989 "Conquistador" Da Vinci 16º
1990 "Há sempre alguém" Nucha 20º
1991 "Lusitana Paixão" Dulce Pontes
1992 "Amor D'Água Fresca" Dina 17º
1993 "A cidade (até ser dia)" Anabela 10º
1994 "Chamar a música" Sara Tavares
1995 "Baunilha e Chocolate" Tó Cruz 21º
1996 "O Meu Coração Não Tem Cor" Lúcia Moniz
1997 "Antes do adeus" Célia Lawson 24º
1998 "Se Eu Te Pudesse Abraçar" Alma Lusa 12º
1999 "Como Tudo Começou" Rui Bandeira 21º
2000 "Sonhos mágicos" Liana
2001 "Só sei ser feliz assim" MTM 17º
2002
2003 "Deixa-me sonhar (só mais uma vez)" Rita Guerra 22º
2004 "Foi Magia" Sofia Vitória 29º
2005 "Amar" 2B 31º
2006 "Coisas De Nada (Gonna Make You Dance)" Nonstop 33º
2007 "Dança Comigo (Vem Ser Feliz)" Sabrina 25º
2008 "Senhora do mar (negras águas)" Vânia Fernandes 13º
2009 "Todas as Ruas do Amor" Flor-de-Lis 15º
2010 "Há dias assim" Filipa Azevedo 18º
2011 "A Luta É Alegria" Homens da Luta 40º
2012 "Vida minha" Filipa Sousa 31º
2013
2014 "Quero ser tua" Suzy 27º
2015 "Há um mar que nos separa" Leonor Andrade 36º
2016
2017 "Amar pelos dois" Salvador Sobral

O Festival da Canção foi organizado em 1970 e em 2000, mas Portugal optou por não participar do Festival Eurovisão. Já em 2005, Portugal participou da Eurovisão, mas a escolha da canção resultou de uma seleção interna ao invés de realizar o Festival da Canção. Em 2003 e 2004, a escolha foi efectuada em paralelo com o concurso "Operação Triunfo". Portugal também não participou do Festival da Eurovisão nos outros três anos em que não houve festival da canção (2002, 2013 e 2016).

Participantes[editar | editar código-fonte]

Apresentadores e locais[editar | editar código-fonte]

Ano(s) Nome da seleção Final Semi-final(is) Semi-final online
Local Cidade Apresentador(es) Dia Local Cidade(s) organizadora(s) Apresentador(es) Dia(s) Dia(s)
1964 Grande Prémio TV da Canção Portuguesa Estúdios do Lumiar Lisboa Henrique Mendes
Maria Helena Fialho Gouveia
2 de fevereiro Sem semi-finais Sem semi-final online
1965 Henrique Mendes 6 de fevereiro
1966 Henrique Mendes
Maria Fernanda[2]
15 de janeiro
1967 Isabel Wolmar
Henrique Mendes
25 de fevereiro Estúdios do Lumiar Lisboa Isabel Wolmar
Henrique Mendes
11 de fevereiro
18 de fevereiro
1968 Henrique Mendes
Maria Fernanda
4 de março Sem semi-finais
1969 Teatro São Luiz Lourdes Norberto 24 de fevereiro
1970 Cinema Monumental Maria Fernanda
Carlos Cruz
22 de maio
1971 Cinema Tivoli Ana Maria Lucas
Henrique Mendes
11 de fevereiro
1972 Teatro São Luiz Alice Cruz
Carlos Cruz
21 de fevereiro
1973 Teatro Maria Matos Alice Cruz
Artur Agostinho
26 de fevereiro
1974 Glória de Matos
Artur Agostinho
7 de março
1975 Maria Elisa Domingues
José Nuno Martins
15 de fevereiro
1976 Uma Canção Para A Europa Estúdio 1 da RTP António Vitorino de Almeida
Eládio Clímaco
Ana Zanatti
7 de março
1977 As Sete Canções Nicolau Breyner
Herman José
26 de fevereiro
1978 Uma Canção Portuguesa Teatro Villaret Eládio Clímaco
Maria José Azevedo
18 de fevereiro
1979 Festival RTP da Canção Cinema Monumental José Fialho Gouveia
Manuela Matos
23 de fevereiro Teatro Villaret Lisboa José Fialho Gouveia
Manuela Matos
1 de fevereiro
8 de fevereiro
15 de fevereiro
1980 Teatro São Luiz Eládio Clímaco
Ana Zanatti
7 de março Teatro Villaret Eládio Clímaco
3 de fevereiro
10 de fevereiro
17 de fevereiro
1981 Teatro Maria Matos Eládio Clímaco
Rita Ribeiro
7 de março Sem semi-finais
1982 Alice Cruz
José Fialho Gouveia
Ivone Silva
Camilo de Oliveira
6 de março
1983 Coliseu do Porto Porto Eládio Clímaco e Valentina Torres 5 de março
1984 Auditório Europa Lisboa Manuela Moura Guedes
José Fialho Gouveia
7 de março Auditório Europa Lisboa Manuela Moura Guedes
José Fialho Gouveia
7 de março
1985 Coliseu dos Recreios Eládio Clímaco
Margarida Mercês de Melo
José Fialho Gouveia
7 de março Sem semi-finais
1986 Uma Canção para A Noruega Estúdios da RTP Alice Cruz
Ana Zanatti
Eládio Clímaco
Fialho Gouveia
Henrique Mendes
Maria Helena
22 de março Estúdios da RTP Açores Alice Cruz
Ana Zanatti
Eládio Clímaco
Fialho Gouveia
Henrique Mendes
Maria Helena
22 de março
Madeira
Porto
Lisboa
1987 Festival RTP da Canção Casino Park Funchal Funchal Ana Zanatti 7 de março Sem semi-finais
1988 Seleção Interna (final)
Prémio Nacional de Música (semi-final)
Estúdio da RTP Lisboa Ana Paula Reis
Valentina Torres
António Sequeira
7 de março Casino da Figueira da Foz Figueira da Foz Ana do Carmo 5 de março
1989 Festival RTP da Canção Teatro Garcia de Resende Évora Manuela Carlos
António Vitorino de Almeida
7 de março Sem semi-finais
1990 Festival RTP da Canção/Gostamos de Estar Consigo Casino Estoril Estoril Ana do Carmo
Nicolau Breyner
10 de março
1991 Festival RTP da Canção Feira Internacional de Lisboa Lisboa Júlio Isidro
Ana Paula Reis
7 de março
1992 Teatro São Luiz Eládio Clímaco
Ana Zanatti
7 de março Estúdios da Telecine Algés Júlio Isidro
12 de janeiro
19 de janeiro
26 de janeiro
2 de fevereiro
9 de fevereiro
1993 Margarida Mercês de Melo
António Sala
11 de março Estúdios do Lumiar Lisboa
3 de janeiro
10 de janeiro
17 de janeiro
24 de janeiro
31 de janeiro
1994 Ana Paula Reis
Nicolau Breyner
7 de março Teatro S.João
Teatro São Luiz
Porto
Lisboa
Ana do Carmo
Luís de Matos
10 de janeiro
17 de janeiro
1995 Cinema Tivoli Carlos Mendes
Sofia Morais
Herman José
7 de março Sem semi-finais
1996 Teatro Politeama Isabel Angelino
Carlos Cruz
7 de março
1997 Coliseu dos Recreios Cristina Caras Lindas
António Sala
7 de março Estúdios do Lumiar Lisboa Isabel Angelino 25 de janeiro
1 de fevereiro
8 de fevereiro
15 de fevereiro
22 de fevereiro
1998 Teatro São Luiz Lúcia Moniz
Carlos Ribeiro
7 de março Sem semi-finais
1999 Sala Tejo do Pavilhão Atlântico Manuel Luís Goucha
Alexandra Lencastre
8 de março
2000 Rita Ferro Rodrigues
Gaspar Borges
26 de março
2001 Europarque Santa Maria da Feira Sónia Araújo
Cristina Möhler
7 de março de 2001 Fórum Municipal Luísa Todi
Teatro José Lúcio da Silva
Conservatório Regional do Algarve
Auditório do Centro de Congressos da Madeira
Teatro Micaelense
Setúbal
Leiria
Faro
Funchal
Ponta Delgada
Sónia Araújo
Cristina Möhler
20 de outubro de 2000
17 de novembro de 2000
15 de dezembro de 2000
19 de janeiro de 2001
16 de fevereiro de 2001
2002 Neste ano não se realizou edição do Festival da Canção e Portugal não foi representado no Festival da Eurovisão.
2003 ​Galas para a Eurovisão 2003 na Operação Triunfo 1 Estúdios da Endemol Venda do Pinheiro Catarina Furtado 2 de março Sem semi-finais Sem semi-final online
2004 Operação Triunfo 2 - ​Galas para a Eurovisão 2004 Estúdios da Endemol Mem Martins 25 de janeiro
2005 Só Visto (apresentação)[3] Estúdios da RTP Lisboa Eládio Clímaco
Tânia Ribas de Oliveira
Abril de 2005 Seleção interna
2006 Festival RTP da Canção Centro de Congressos de Lisboa Helena Coelho
Daniel Oliveira
Isabel Angelino
Jorge Gabriel
Helena Ramos
Eládio Clímaco
10 de março Sem semi-finais
2007 Sala Tejo do Pavilhão Atlântico Isabel Angelino e Jorge Gabriel 10 de março
2008 Teatro Camões Sílvia Alberto 9 de março
2009 28 de fevereiro 19 de janeiro - 30 de janeiro
2010 Praça de Touros do Campo Pequeno 6 de março Praça de Touros do Campo Pequeno Lisboa Sílvia Alberto 2 de março 21 de janeiro - 27 de janeiro
4 de março
2011 Teatro Camões 5 de março Sem semi-finais 20 de janeiro - 27 de janeiro
2012 Estúdio 1 da RTP Sílvia Alberto
Pedro Granger
10 de março Sem semi-finail online
2013 Neste ano não se realizou edição do Festival da Canção e Portugal não foi representado no Festival da Eurovisão.
2014 Festival RTP da Canção Convento do Beato Lisboa José Carlos Malato
Sílvia Alberto
15 de março Convento do Beato Lisboa José Carlos Malato
Sílvia Alberto
8 de março Sem semi-final online
2015 Estúdio 2 da RTP Júlio Isidro
Catarina Furtado
7 de março Estúdio 2 da RTP Jorge Gabriel
Joana Teles
(1º semifinal)
José Carlos Malato
Sílvia Alberto (2º semifinal)
3 de março
5 de março
2016 Neste ano não se realizou edição do Festival da Canção e Portugal não foi representado no Festival da Eurovisão.
2017 Festival RTP da Canção Coliseu dos Recreios Lisboa Catarina Furtado
Sílvia Alberto
5 de março Estúdios da RTP Lisboa José Carlos Malato
Sónia Araújo
(1º semifinal)
Jorge Gabriel
Tânia Ribas de Oliveira (2º semifinal)
19 de fevereiro Sem semi-final online
26 de fevereiro

Apresentadores da green room[editar | editar código-fonte]

Ano Apresentadores
2010 Sérgio Mateus
2011 Joana Teles
2012
2013 Não se realizou.
2014 Joana Teles
2015 Jorge Gabriel
Joana Teles
(1º semifinal)
José Carlos Malato
Sílvia Alberto (2º semifinal) Júlio Isidro
Catarina Furtado
(Final)
2016 Não se realizou
2017 Filomena Cautela

Apresentadores dos votos[editar | editar código-fonte]

  • 2013- ------------------
  • 2014- Joana Teles
  • 2015- Suzy
  • 2016- ------------------

Versões[editar | editar código-fonte]

Os temas que ganharam este Festival tem sido recuperadas, ao longo do tempo, em novas leituras dessas canções.

  • -- -- *1964[5] "Oração" interpretada originalmente por António Calvário teve as seguintes versões:
  • 1964—Tony de Matos - Oração
  • 1979—Bric-a-Brac - Oração
  • 2003—Divinus - Oração
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - Oração
  • * -- -- *1965[7] "Sol de Inverno" de Simone de Oliveira teve as seguintes versões:
  • 1965 -- Madalena Iglesias - Sol de Inverno
  • 1968—Shegundo Galarza - Sol de Inverno
  • 1979—Bric-a-Brac - Sol de Inverno
  • 1987—Lara Li - Sol de Inverno
  • 1995—Selecção Nacional - Sol de Inverno
  • 200* -- Tuna Feminina do ISEP - Sol de Inverno * ***.tufe.isep.ipp.com E.Toste
  • 200* -- Filipe Neves - Sol de Inverno
  • 200* -- Mafalda Sacchetti - Sol de Inverno
  • -- -- *1966[5] "Ele e Ela" de Madalena Iglesias foi recriado por:
  • 1966—Conjunto Académico João Paulo - Ele e Ela
  • 1986—Mler Ife Dada - Ele e Ela e Eu
  • 1997—Entre Aspas - Ele e Ela
  • 2001—Orquestra Nova Harmonia - Ele e Ela
  • 2006—Rádio Clube Nora - Ele E Ela
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - Ele e Ela
  • -- -- *1967[7] "O Vento Mudou" interpretado por Eduardo Nascimento foi igualmente interpretado por:
  • 1967—Maria de Lourdes Resende - O Vento Mudou
  • 1967—Nicolau Breyner - O Vento Mudou
  • 1967—Grande Orquestra de Luis Gomes - O Vento Mudou
  • 1984—Delfins - O Vento Mudou
  • 1995 -- Da Vinci - O Vento Mudou
  • 2000 -- Adelaide Ferreira - O Vento Mudou
  • 2006—Rádio Clube Nora - O Vento Mudou
  • 2010—UHF - O Vento Mudou
  • -- -- *1968[3] "Verão" de Carlos Mendes foi também gravado por:
  • 1968 -- António Calvário - Verão
  • 1968—Mara Abrantes - Verão
  • 1968—Thilo's Combo - Verão
  • -- -- *1969[7] "Desfolhada" de Simone de Oliveira foi recriada por:
  • 1969 -- Madalena Iglesias - Desfolhada Portuguesa
  • 1969—Thilo's Combo - Desfolhada Portuguesa
  • 1969—Daniel - Desfolhada
  • 1969—Nuno Fernandes - Desfolhada
  • 1969—Maria da Nazaré - Desfolhada Portuguesa
  • 2006—Rádio Clube Nora - Desfolhada
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - Desfolhada Portuguesa
  • 2007—Arranjo para a banda da Sociedade Filarmónica União Seixalense de Mário Barradas - Desfolhada Portuguesa
  • -- -- *1970[1] A canção "Onde Vais Rio que eu Canto" de Sérgio Borges foi recriada por:
  • 2000—Música Portuguesa - Onde Vais Rio Que Eu Canto [Instrumental]
  • -- -- *1971[7] "Menina do Alto da Serra" defendida originalmente por Tonicha foi igualmente interpretada por:
  • 1971—Maria da Fé - Menina do Alto da Serra
  • 1971—Therese Steinmetz - Aan De Hand Van T*ee Geliefden [holandês]
  • 1979—Bric-a-Brac - Menina do Alto da Serra
  • 2001—Carla Ribeiro - Menino do alto da serra
  • -- -- *1972[1] "Festa da Vida" de Carlos Mendes foi recriada por:
  • 1972—Shegundo Galarza - Festa da Vida
  • -- -- *1973[2] "Tourada" de Fernando Tordo foi igualmente interpretada por:
  • 2001—Pedro Mimoso - Tourada
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - Tourada
  • -- -- *1974[8] "E Depois do Adeus" de Paulo de Carvalho foi também cantada por:
  • 1997—Vozes da Rádio - E Depois do Adeus
  • 199* -- Miguel Angelo - E Depois do Adeus
  • 2001 -- Célia Lawson - E Depois do Adeus
  • 2003—Divinus - E Depois do Adeus
  • 2005—Paula Oliveira/Bernardo Moreira - E Depois do Adeus
  • 200* -- APMAS - E Depois do Adeus
  • 2006—Rádio Clube Nora - E Depois do Adeus
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - E Depois do Adeus
  • 2006—Nostalgia - E Depois do Adeus
  • -- -- *1976[3] "Flor de Verde de Pinho" de Carlos do Carmo foi recriada por:
  • 1976—Fernando Girão - Flor de Verde Pinho
  • 1994—José Calvário - Flor de Verde Pinho
  • 2005—Paula Oliveira/Bernardo Moreira - Flor de Verde Pinho
  • -- -- *1977[2] "Portugal no Coração" de Os Amigos foi interpretada, no mesmo ano, por:
  • 1977 -- Gemini - Portugal no coração
  • 1977—Bric-a-Brac - Portugal No Coração
  • -- -- *1979[3] "Sobe, Sobre, Balão Sobe" de Manuela Bravo foi cantada por:
  • 1979—Alice Amaro - Sobe, Sobe, Balão Sobe
  • 1996—Irmãos Catitas - Sobe, Sobe, Balão Sobe
  • 2005—Teenagers—Sobe, Sobe, Balão Sobe
  • -- -- *1981[4] "Playback" com autoria e interpretação de Carlos Paião foi recriada por:
  • 199* -- Ministars - Play-back
  • 2004—Nonstop - Play-Back
  • 2005—Teenagers - Playback
  • 2005—Mytie - Play-Back
  • 2008—4Taste- Play-Back
  • -- -- *1982[2] "Bem Bom" das Doce foi interpretado por:
  • 2000—Suzana e as Top Girls - Bem Bom
  • 2006—Doce Mania - Bem Bom
  • -- -- *1984[1] "Silêncio e Tanta Gente" de Maria Guinot foi gravado em finlandês por:
  • 1984—Anneli Saaristo - Jos Joskus [finlandês]
  • -- -- *1986[2] "Não Sejas Mau para Mim" de Dora foi recriado por:
  • 199* -- Ministars - Não Sejas Mau Para Mim
  • 200* -- Magui - Não Sejas Mau Para Mim
  • -- -- *1989[1] - "Conquistador" dos Da Vinci foi gravado por:
  • 1993* -- Ministars - Conquistador
  • -- -- *1991[1/2] "Lusitânia Paixão" de Dulce Pontes teve as seguintes versões:
  • 200* -- Lusitana Paixão - Lusitana Paixão
  • 2006—A Canção da Nossa Vida - Lusitana Paixão
  • -- -- *199*[1] "Chmar a Música" de Sara Tavares foi recriado por:
  • 2002—Rita [Academia de Estrelas] - Chamar A Música
  • -- -- *2002[1] "Se Eu Te Pudesse Abraçar" dos Alma Lusa foi interpretado por:
  • 2002 -- José Cid - Se Eu Te Pudesse Abraçar

ligação externa: http://galanoff.fromru.com/por.html

Outras canções[editar | editar código-fonte]

Algumas das canções que não venceram o Festival tornaram-se tanto ou mais conhecidas do que as que venceram.

Alguns nomes que participaram no Festival da Canção[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • (a) Henrique Feist participa em conjunto com Vanessa Silva em 2007, e a solo em 2011. Nuno Feist é compositor de músicas para o Festival em 2007, 2008, 2010, 2011, 2012.

Participações portuguesas no Eurofestival[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Festival Eurovisão da Canção

Portugal venceu o Festival da Eurovisão uma vez em 2017, com a música Amar pelos dois interpretada por Salvador Sobral. Curiosamente, em 1977, o certame foi ganho pela canção francesa "L'Oiseau et L' Enfant" interpretada pela luso-francesa Marie Myriam, filha de pais portugueses e nascida no antigo Congo Belga.

Portugal obteve em 1996, o sexto lugar, com a canção "O Meu Coração Não Tem Cor", interpretada por Lúcia Moniz

Carlos Mendes (1972) e José Cid (1980) conquistaram a 7ª posição. Em 1991, "Lusitana Paixão" de Dulce Pontes ficou em 8º lugar. O mesmo lugar foi obtido por Sara Tavares, em 1994.

Tonicha (1971) e Manuela Bravo (1979) alcançaram o 9º lugar, enquanto que Fernando Tordo (1973) e Anabela (1993) conseguiram o 10º lugar.

Em 2008, Vânia Fernandes com "Senhora do Mar" alcançou a final com um excelente 2º lugar na semi-final com 120 pontos, a melhor pontuação de Portugal desde que foi imposto a semi-final (só atrás da Ucrânia que pontuou 152 pontos). Na final, Vânia ficou 13º lugar com 69 pontos entre 25 países.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências