Festival RTP da Canção 1976

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Festival RTP da Canção 1976
Festival Eurovisão da Canção
Edição
XIII
Datas
Final 22 de fevereiro e 7 de março de 1976
Produção
Local Portugal Estúdio 1 RTP, Lisboa, Portugal
Transmissão Portugal Televisão: RTP1
Participantes
Número de participantes 1 intérprete e 8 canções
Votação
Sistema de voto O público foi chamado a participar activamente, votando nas canções da sua preferência através de boletins publicados na imprensa. A canção mais votada iria representar a RTP na Holanda.
Canção vencedora "Uma flor de verde pinho", Carlos do Carmo
Cronologia
Fleche-defaut-gauche-gris-32.png  [[Festival RTP da Canção ◄1975|◄1975]] EuroPortugal.svg [[Festival RTP da Canção 1977►|1977►]]  Fleche-defaut-droite-gris-32.png

O XIII Grande Prémio TV da Canção 1976 foi o décimo-terceiro Festival RTP da Canção, e teve lugar no dia 22 de fevereiro e 7 de março de 1976, no Estúdio 1 da RTP, em Lisboa.

Neste festival Carlos do Carmo foi o escolhido para representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção 1976.

António Vitorino de Almeida, Ana Zanatti e Eládio Clímaco foram os apresentadores do festival que foi ganho com a canção Uma flor de verde pinho.

Festival[editar | editar código-fonte]

Em 1976 a RTP optou por fazer o Festival da Canção em moldes inéditos, até então. A estação pública de televisão convidou especialmente Carlos do Carmo para nos representar no Eurofestival e assim interpretar todos os temas.

O concurso foi aberto a todos os compositores que concorreram sob pseudónimo. O júri de seleção quando escolheu as oito canções não sabia quem as tinha composto. No dia 22 de fevereiro as oito composições foram apresentadas ao grande público, na RTP1 e no dia 23 na RTP2, ainda sem serem conhecidos os respetivos autores e compositores.

O apuramento da canção vencedora foi da inteira responsabilidade dos telespetadores que até dia 28 de fevereiro às 24h tiveram a oportunidade de se pronunciarem sobre a sua preferência, através de cupões publicados nos jornais e revistas da época. Em cada cupão o telespetador apenas teria que indicar uma canção, preenchê-lo e colá-lo num bilhete postal dos CTT e enviá-lo para os apartados anunciados. O escrutínio foi efetuado até dia 3 de março. A 7 de março e depois de escrutinados os votos dos portugueses, as oito canções voltam a ser apresentadas do 8º ao 1º lugar, onde foram revelados os autores de cada tema e a percentagem de votação obtida por cada canção. O tema mais votado e que se consagrou vencedor foi "Uma flor de verde pinho", com poema de Manuel Alegre e música de José Niza.

Final - 7 de março de 1976
# Artista Canção Compositor (c) / Música (m) Pontuação Classificação
Carlos do Carmo "Onde é que tu moras" Paulo de Carvalho (m), Joaquim Pessoa (c) 4,70%
"Estrela da tarde" Fernando Tordo (m), José Carlos Ary dos Santos (c) 9,29%
"Os lobos e ninguém" José Luís Tinoco (m & c) 9,84%
"Novo fado alegre" Fernando Tordo (m), José Carlos Ary dos Santos (c) 23,97%
"No teu poema" José Luís Tinoco (m & c) 13,24%
"Maria-criada, Maria-senhora" Tozé Brito (m & c) 3,58%
"Cantiga de Maio" Carlos Mendes (m), Joaquim Pessoa (c) 10,13%
"Uma flor de verde pinho" José Niza (m), Manuel Alegre (c) 25,25%

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]