Festival de Poesia de Struga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Prêmios da Coroa de Ouro
Apresentação Festival de Poesia de Struga
Local Struga
País  Macedônia
Primeira cerimónia 1966
Sítio oficial
O escritório do Festival de Poesia de Struga
Placa do memorial de Andrey Voznesensky no Parque da Poesia em Struga
Memorial de Yiannis Ritsos
Memorial de Rafael Alberti

O Festival de Poesia de Struga (FPS) (em macedônio: Струшки вечери на поезијата, СВП; Struški večeri na poezijata, SVP) é um festival internacional de poesia em Struga, Macedônia. Durante as várias décadas de sua existência, o festival outorgou seu prêmio de maior prestígio, a Coroa de Ouro, a alguns dos mais notáveis ​​poetas internacionais, incluindo: Mahmoud Darwish, Sachchidananda Hirananda Vatsyayan Agyey, W. H. Auden, Joseph Brodsky, Allen Ginsberg, Bulat Okudzhava, Pablo Neruda, Eugenio Montale, Léopold Sédar Senghor, Artur Lundkvist, Hans Magnus Enzensberger, Nichita Stănescu, Ted Hughes, Ko Un, Adunis, Makoto Ooka, Miroslav Krleža, Yehuda Amichai, Seamus Heaney, Tomas Gösta Tranströmer, Bei Dao, e autores macedônios como Blaže Koneski e Mateja Matevski.

História[editar | editar código-fonte]

O festival iniciou-se a 1961 em Struga, até então, a República Popular da Macedónia com apenas poetas macedônios, enquanto que em 1963 ampliou sua lista de participantes com poetas de todo a ex-República Federal Socialista da Jugoslávia.[1] O Prêmio Irmãos Miladinov foi criado para o melhor livro de poesia publicado entre dois festivais consecutivos. Em 1966, o evento se transformou em um festival cultural internacional. A Coroa de Ouro, prêmio internacional, foi criada no mesmo ano e seu primeiro destinatário foi Robert Rozhdestvensky. Em 2003, em uma estreita em cooperação com a UNESCO, o festival estabeleceu mais um prêmio internacional chamado As Pontes de Struga, para o melhor livro poético de estreia para jovens autores. Durante a sua longa existência bem-sucedida, o festival recebeu cerca de 4.000 poetas, tradutores, ensaístas e críticos literários de cerca de 95 países.

O festival premiou algumas das figuras literárias mais eminentes do mundo e que foram considerados dissidentes em seus países, incluindo vários vencedores do Prêmio Nobel de Literatura, como Joseph Brodsky, Eugenio Montale, Pablo Neruda, Seamus Heaney, o primeiro membro africano da Academia Francesa Léopold Sédar que também era presidente do Senegal, o Poeta laureado Ted Hughes, WH Auden, que é considerado por muitos como um dos maiores escritores do século 20, e dentre muitos outros.

Em memória dos laureados, no Parque da Poesia foi estabelecido perto do Centro Cultural Struga, placas memoriais dedicadas a cada um deles.

Organização[editar | editar código-fonte]

O festival tem escritórios em Struga e em Escópia (diretor de escritório, um executivo e um secretário técnico) e é organizado pelo Conselho do Festival, que é composta por profissionais experientes no campo da poesia (poetas, críticos literários, tradutores e professores em literatura e cultura).

Eventos[editar | editar código-fonte]

O festival consiste em vários eventos realizados em locais diferentes:

  • Cerimônia de abertura no planalto em frente ao Centro Cultural de Struga, incluindo uma leitura tradicional do Taga za Jug (Língua macedônia: Т’га за југ, A saudade do Sul) o poema lírico nostálgico famoso escrito pelo poeta nascido em Struga Konstantin Miladinov durante a sua vida na Rússia Imperial.
  • Meridijani (Меридијани, Meridians) uma leitura de poesia por vários poetas internacionais no Centro Cultural seguintes à cerimônia de abertura.
  • Portret na Laureatot (Портрет на Лауреатот,'Retrato do Laureado) um evento dedicado a principal ganhador do prêmio do ano tradicionalmente realizada na igreja de St. Sofia na cidade vizinha da Ácrida geralmente acompanhada por música clássica, ópera, música nacional macedônia ou estrangeira.
  • Noći bez interpukcija (Ноќи без интерпукција, Noites Sem Pontuação) manifestações artísticas multimídias que caracterizam formas experimentais de apresentações poéticas, que também podem incluir outras artes, como música e vídeo-arte.
  • Piqueniques diariamente em Sveti Naum próximo ao lago Ácrida, incluindo música de etnia macedônia e danças.
  • Mostovi (Мостови, Pontes) a cerimônia de encerramento realizada na Ponte da Poesia no rio Drim em Struga incluindo leituras de poesia e da cerimônia de premiação.

Outros eventos incluem workshops, mesas-redondas sobre vários temas sociais e sua influência na poesia, etc.

Outro evento na chamada Caravana da Poesia, que consiste em performances de poesia em todo o país. Normalmente, após o final do Festival, também organiza-se leituras poéticas na capital da república, Escópia.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Zlaten Venec na Poezijata (Златен Венец на Поезијата, Coroa de Ouro da Poesia), é o principal prêmio internacional do festival, é dado a um poeta de renome mundial pela atuação no campo da poesia. O nome do vencedor é divulgado geralmente com antecedência de vários meses.
  • Brakja Miladinovci (Браќа Миладиновци, Prêmio Irmãos Miladinov) para o melhor livro publicado entre dois festivais.
  • As Pontes de Struga, para os melhores autores de estreia.
  • Iselenička gramota, para poetas da Macedônia (diáspora).

Laureados com a Coroa de Ouro[editar | editar código-fonte]

Publicações[editar | editar código-fonte]

A organização do Festival de Poesia de Struga está envolvida em um livro publicado.

Referências

  1. History, Struga Poetry Evenings, People's Republic of Macedonia.
  2. http://www.strugapoetryevenings.com/awards/golden-wreath/?lang=en
  3. «Ko Un is the winner of the "Golden Wreath" 2014». Struga Poetry Evenings. 21 de fevereiro de 2014. Consultado em 21 de fevereiro de 2014. 
  4. «Chinese poet Bei Dao is the winner of the "Golden Wreath" 2015». Struga Poetry Evenings. 20 de março de 2015. Consultado em 24 de março de 2015. 

Links externos[editar | editar código-fonte]