Fiónia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o antigo condado dinamarquês, veja Fiónia (condado).
Fiónia/Fiônia
Fyn
Imagem de satélite da ilha
Fiónia/Fiônia está localizado em: Dinamarca
Fiónia/Fiônia
Coordenadas: 55° 21' N 10° 21' E
Location map Funen.svg
Localização da ilha na Dinamarca
Geografia física
País Dinamarca
Localização Mar Báltico
Área 2 985  km²
Geografia humana
População 501 227 (2016)
Principal povoação Odense
Principais povoações Svendborg, Nyborg, Middelfart
Administração
Região Dinamarca do Sul
Casa tradicional da ilha

A Fiónia (português europeu) ou Fiônia (português brasileiro), também conhecida em português como Funen ou Fyn (em dinamarquês: Fyn[1]) é a terceira maior ilha da Dinamarca, após a Zelândia e a Vendsyssel-Thy. Localizada na parte central do país, tem uma população de 501 227 habitantes (2021) e uma área de 2 985 km². Constitue, juntamente com a vizinha ilha da Zelândia, a parte mais densamente povoada do país. A principal cidade da ilha é Odense.[1][2][3]

A ilha está cercada pelo estreito Grande Belt a leste, pelo estreito Pequeno Belt a oeste, pela baía de Kiel a sul e pela parte meridional do estreito de Categate a norte. [4]

Do ponto de vista administrativo, a Fiónia está desde 2007 sob a jurisdição da região da Dinamarca do Sul.[5] Entre 1970 e 2006, a ilha representava a maior parte do antigo condado da Fiónia, que também incluía ilhas menores, como Langeland, Ærø e Tåsinge.[6]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O topônimo Fyn deriva de fiun (chuvisco), em alusão a "sítio fustigado pela chuva e pelo vento". Foi mencionada como Fioni em 1050 e Fyun em 1241.[7]

Em textos em português são também usadas as formas Funen e Fyn.[8][9]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Fyn está ligada à ilha da Zelândia pela ponte do Grande Belt e à terra firme da península da Jutlândia pela ponte do Pequeno Belt. A ilha é atravessada pela E20 no percurso Nyborg-Odense-Middelfart.[4]

Referências

  1. a b Niels Ulrik Hansen. «Fyn» (em dinamarquês). Grande Enciclopédia Dinamarquesa. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  2. «Befolkningstal» (em dinamarquês). Danmarks Statistik. Consultado em 7 de janeiro de 2022 
  3. «Tættest befolkning på landet på Sjælland og Fyn» (em dinamarquês). Danmarks Statistik. Consultado em 7 de janeiro de 2022 
  4. a b Lidman Production AB (texto) e Matton (fotografia) (2011). «Danmark, Färöarna, Grönland». Libers stora junioratlas (em sueco). Estocolmo: Liber. p. 44. 144 páginas. ISBN 9789147809028 
  5. Kent Lassen e Tom Ekeroth. «Region Syddanmark» (em dinamarquês). Grande Enciclopédia Dinamarquesa. Consultado em 6 de janeiro de 2022. I regionen indgår de tidligere Ribe, Sønderjyllands og Fyns Amter samt den sydlige del af Vejle Amt. 
  6. Niels Ulrik Hansen. «Fyns Amtskommune» (em dinamarquês). Grande Enciclopédia Dinamarquesa. Consultado em 6 de janeiro de 2022. Fyns Amtskommune, forvaltningsenhed bestående af 32 kommuner på Fyn, Langeland, Ærø, Tåsinge og det omkringliggende øhav 
  7. Niels Ulrik Hansen. «Fyn» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  8. Cátia Solange L. Silva e João Pedro L. Mendonça. «Produção e Distribuição Centralizada de Energia Térmica e Cogeração» (PDF). Universidade de Coimbra. Consultado em 6 de janeiro de 2022. ... na pequena cidade de Assens, na ilha de Funen. 
  9. Gabriela Teixeira Frazão. «Permanências Pagãs e Aspectos Híbridos na Islândia do Século XIII - Uma Análise da Brennu-Njáls Saga» (PDF). Universidade Federal Fluminense. Consultado em 6 de janeiro de 2022. ... encontrada em várias runas dinamarquesas da ilha de Fyn, datadas do século IX... 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Dinamarca é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.