Fiadeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os fiadeiros ou fiadouros, são fogueiras que se acendiam de noite num terreno e em que o povo se reunia à volta com as mulheres e moças casadouras a fiar o linho ou a lã, a cardar, a cantar ou rezar e em que também se contavam histórias, adivinhações, e faziam travessuras. Estas fogueiras realizavam depois das colheitas nos finais de Setembro e princípios de Outubro.

Nas aldeias da região da Alta Lombada (situada a poente da cidade de Bragança) intervinha uma "mula", um grupo de dois ou três rapazes, que no meio de muita diversão e animação tentava acabar com o fiadeiro.

Em Argozelo o fiadeiro realiza-se no dia de Todos-os-Santos. A população reune-se à volta da fogueira para rezar pelos defuntos da terra, confraternizar e comer figos, vinho, aguardente, pão, e também sardinhas assadas. No passado, as autoridades eclesiásticas,por vária vezes, tentaram proibir os fiadeiros nas aldeias transmontanas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.