Fibra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fibras)
Fibra ótica iluminada, um tipo de fibra artificial

Fibra é uma substância natural ou artificial que é significativamente mais longa do que larga.[1] As fibras são frequentemente usadas na fabricação de outros materiais. Na engenharia, os materiais mais fortes geralmente incorporam fibras, por exemplo, fibra de carbono e polietileno de peso molecular ultra-alto.

As fibras sintéticas muitas vezes podem ser produzidas de forma muito barata e em grandes quantidades em comparação com as fibras naturais, mas para roupas as fibras naturais podem oferecer alguns benefícios, como conforto, em relação às fibras sintéticas.

Fibras naturais[editar | editar código-fonte]

As fibras naturais se desenvolvem ou ocorrem na forma de fibra e incluem aquelas produzidas por plantas, animais e processos geológicos.[1]

Fibras artificiais[editar | editar código-fonte]

Fibras artificiais ou químicas são fibras cuja composição química, estrutura e propriedades são significativamente modificadas durante o processo de fabricação. Na moda, uma fibra é um fio ongo e fino de material que pode ser tricotado ou tecido.[3]

Fibras semi-sintéticas[editar | editar código-fonte]

As fibras semissintéticas são feitas de matérias-primas com estrutura naturalmente polimérica de cadeia longa e são apenas modificadas e parcialmente degradadas por processos químicos, ao contrário das fibras completamente sintéticas, como o nylon (poliamida) ou o dacron (poliéster), que o químico sintetiza a partir de compostos de baixo peso molecular por reações de polimerização (construção de cadeias). A fibra semi-sintética mais antiga é a fibra regenerada de celulose, rayon.[4]

Fibras sintéticas[editar | editar código-fonte]

As fibras sintéticas vêm inteiramente de materiais sintéticos, como petroquímicos, ao contrário das fibras artificiais derivadas de substâncias naturais como celulose ou proteína.[5]

A classificação das fibras em plásticos reforçados se divide em duas classes: (i) fibras curtas, também conhecidas como fibras descontínuas, com uma razão de aspecto geral (definida como a razão entre o comprimento da fibra e o diâmetro) entre 20 e 60, e (ii) fibras longas, também conhecidas como fibras contínuas, a proporção geral está entre 200 e 500.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Kadolph, Sara (2002). Textiles. [S.l.]: Prentice Hall. ISBN 978-0-13-025443-6 
  2. Saad, Mohamed (outubro de 1994). Low resolution structure and packing investigations of collagen crystalline domains in tendon using Synchrotron Radiation X-rays, Structure factors determination, evaluation of Isomorphous Replacement methods and other modeling. [S.l.]: PhD Thesis, Université Joseph Fourier Grenoble I. pp. 1–221. doi:10.13140/2.1.4776.7844 
  3. «man-made fibre». Encyclopædia Britannica. Encyclopædia Britannica, Inc. 2013 
  4. Kauffman, George B. (1993). «Rayon: the first semi-synthetic fiber product». Journal of Chemical Education. 70 (11). 887 páginas. Bibcode:1993JChEd..70..887K. doi:10.1021/ed070p887 
  5. «synthetic fibre». Encyclopædia Britannica. Encyclopædia Britannica, Inc. 2013 
  6. Serope Kalpakjian, Steven R Schmid. "Manufacturing Engineering and Technology". International edition. 4th Ed. Prentice Hall, Inc. 2001. ISBN 0-13-017440-8.