Fifty Shades of Grey (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fifty Shades of Gray
As Cinquenta Sombras de Gray (PRT)
Cinquenta Tons de Cinza (BRA)
 Estados Unidos
2015 •  cor •  128[1] min 
Direção Sam Taylor-Johnson
Produção Michael De Luca
Dana Brunetti
E. L. James
Roteiro Kelly Marcel
Baseado em Fifty Shades of Grey
de E. L. James
Elenco Dakota Johnson
Jamie Dornan
Eloise Mumford
Luke Grimes
Rita Ora
Victor Rasuk
Max Martini
Dylan Neal
Callum Keith Rennie
Jennifer Ehle
Marcia Gay Harden
Gênero drama
erótico
romance
Música Danny Elfman
Cinematografia Seamus McGarvey
Edição Debra Neil-Fisher
Anne V. Coates
Lisa Gunning
Companhia(s) produtora(s) Focus Features[2]
Michael De Luca Productions[2]
Trigger Street Productions[2]
Distribuição Universal Pictures[2]
Lançamento Alemanha 11 de fevereiro de 2015 (Festival de Berlim)
BrasilPortugal 12 de fevereiro de 2015
Estados Unidos 13 de fevereiro de 2015
Idioma inglês
Orçamento US$ 40 milhões[3]
Receita US$ 571 006 128[3]
Cronologia
Fifty Shades Darker (2017)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Fifty Shades of Grey (Cinquenta Tons de Cinza BRA ou As Cinquenta Sombras de Grey PRT) é um filme erótico americano baseado no best-seller e livro homônimo da autora britânica E. L. James, com a direção de Sam Taylor-Johnson e roteiro de Kelly Marcel. O filme é estrelado por Dakota Johnson como Anastasia Steele, uma estudante universitária que começa um relacionamento sadomasoquista com o jovem magnata Christian Grey (Jamie Dornan). O filme estreou no 65.ª Festival Internacional de Berlim em 11 de fevereiro de 2015 e teve um grande lançamento nos cinemas estadunidenses em 13 de fevereiro de 2015 pela Universal Pictures.[4][5]

O filme foi um grande sucesso de bilheteria, arrecadando mais de 571 milhões de dólares.[3] Apesar do sucesso, recebeu críticas em sua maioria negativas, vencendo cinco categorias no Framboesa de Ouro, entre elas a de pior filme; Em contraste, o single de Ellie Goulding "Love Me Like You Do" foi indicado ao Globo de Ouro de Melhor Canção Original, enquanto o single "Earned It" do The Weeknd foi indicado ao Oscar de Melhor Canção Original. A adaptação do segundo livro da trilogia, Cinquenta Tons Mais Escuros, estreou em fevereiro de 2017,[6] e a do terceiro livro, Cinquenta Tons de Liberdade que foi lançado em 9 de fevereiro de 2018.[7]

Vários críticos notaram as semelhanças entre Fifty Shades of Grey e o filme de Adrian Lyne 9½ Weeks (1986).[8][9][10] Ambos os filmes são adaptações literárias, centrando-se em um caso sadomasoquista.[11][12] 9½ Weeks, Last Tango in Paris e Blue Is the Warmest Color foram todos citados por Taylor-Johnson como inspirações para o filme.[13] Em uma entrevista em junho de 2017, Taylor-Johnson mais tarde admitiu se arrepender de dirigir o filme, alegando que suas diferenças com E. L. James a levaram a se afastar da série de filmes.[14][15]

Foi exibido na televisão brasileira pela Rede Telecine e pela primeira vez na televisão aberta em 28 de agosto de 2019 na sessão Cine Clube da Rede Bandeirantes.[16] As concorrentes Rede Globo e RecordTV rejeitaram a compra dos direitos de exibição.[17][18][19]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Anastasia "Ana" Steele, é uma estudante de literatura do campus da Universidade Estadual de Washington. Quando sua companheira de quarto, Kate Kavanagh, fica doente e não consegue ir a Seattle entrevistar para o jornal da faculdade o rico empresário de 27 anos de idade, Christian Grey, Ana concorda em ir no lugar dela. Christian fica interessado nela, e logo depois visita a loja de ferragens onde Ana trabalha. Ele concorda com o pedido de Ana para uma sessão de fotos para acompanhar o artigo. Após a sessão de fotos, Christian convida Ana para tomar um café, mas deixa-a abruptamente, confundindo-a.

Ana termina as provas na faculdade, e é levada por Kate até um bar para comemorar. Enquanto se arrumam para sair, Ana recebe um presente de Christian. Trata-se das primeiras edições do romance Tess of the d'Urbervilles, de Thomas Hardy. Ana comemora com os amigos e depois de beber muito, liga espontaneamente para Christian. Preocupado, ele vai até o bar para encontrar Ana e chega no exato momento que ela está sendo assediada pelo amigo dela, José. Ele a defende do assédio, e a leva para casa, cuidando dela. Ela acorda na manhã seguinte, no quarto de hotel de Christian e fica aliviada quando ele diz que não fizeram sexo.

Ana e Christian começam a se ver com frequência. Depois que ela assina um acordo de não-divulgação que a impede de revelar qualquer coisa sobre o relacionamento deles, Christian diz a ela que ele só tem relações ao estilo Bondage, em que ele é o dominador e as mulheres com a qual se relaciona são submissas. Ana lhe revela que ainda é virgem, deixando-o estupefato e indeciso. Enquanto ela ainda está considerando o acordo e negociando seus termos, Ana e Christian começam um relacionamento que inclui algumas das práticas com as quais Christian está acostumado.

Christian a presenteia com um carro novo na noite da formatura dela, e logo depois com um laptop. Após se mudar para Seattle com Kate, Ana fica mais perto de Christian e se encontram sempre. Uma noite, ela o acompanha numa visita a casa dos pais dele. Durante o jantar, Ana menciona que viajará no dia seguinte para visitar sua mãe na Geórgia. Christian fica enfurecido com Ana, por ela não ter lhe contado sobre a viagem e por querer um romance comum, enquanto ele quer uma relação unilateral. Ela fica chocada quando Christian chega inesperadamente na Geórgia, enquanto ela está visitando sua mãe. No entanto, ele logo some para atender uma emergência em Seattle.

Depois de voltar para casa, Ana continua a ver Christian, mas este continua interessado apenas em um relacionamento baseado em sexo. Ana inicialmente consente e participa de bom grado. Christian no entanto, mantém Ana emocionalmente distante, e isso a perturba. Ela ainda está analisando o contrato, e em um esforço para compreendê-lo psicologicamente, Ana pede para Christian demonstrar como ele gostaria de "puni-la" por uma violação de regras. Christian bate seis vezes em Ana com um cinto, fazendo-a contar cada vez que ele bate nela. Ela fica extremamente chocada e decepcionada, e começa a achar que a relação deles está longe de atender suas expectativas românticas. Ana conclui que Christian é errado para ela, e desiste de tentar compreendê-lo. Ela vai embora, deixando-o sozinho com seus pensamentos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

No início de 2012, vários estúdios de Hollywood apresentaram ou estavam se preparando propostas para a autora e seu agente para obter os direitos para filme para uma trilogia Fifty Shades.[30] Warner Bros., Sony, Paramount e Universal, bem como a produtora de Mark Wahlberg, colocaram propostas para os direitos do filme,[31][32] com a Universal Pictures e Focus Features, eventualmente, garantindo os direitos da trilogia em março de 2012.[5] Autora James procurou manter algum controle durante o processo criativo do filme.[33] Produtores de The Social Network Michael De Luca e Dana Brunetti assinaram contrato para produzir o filme, tendo sido escolhidos a dedo por E. L. James.[4][34] Embora o escritor de American Psycho Bret Easton Ellis expressou publicamente seu desejo de escrever o roteiro para o filme,[35] Kelly Marcel, roteirista de Saving Mr. Banks, foi contratada para o trabalho.[36] Patrick Marber foi trazido por Taylor-Wood para polir o roteiro, especificamente para fazer algum "trabalho de personagem".[37] Universal contratou Mark Bomback para medicar o script.[38] Mark Bridges serve como figurinista.[39] Entertainment Weekly estimou o orçamento do filme como "40 milhões de dólares ou mais".[40] A produção escolheu a Menina Design para decorar o apartamento de Christian Grey, uma empresa portguesa que contém várias marcas de mobiliário. Os quartos da personagem principal são decorados com peças da marca Boca do Lobo.

Diretor[editar | editar código-fonte]

Em 9 de maio de 2013, o estúdio estava considerando Joe Wright para dirigir,[41] mas este provou impraticável devido à agenda de Wright.[42] Outros diretores que estavam sendo considerados incluem Patty Jenkins, Bill Condon, Bennett Miller, e Steven Soderbergh.[43] Em junho de 2013, E. L. James anunciou que Sam Taylor-Johnson iria dirigir a adaptação cinematográfica.[44] Johnson recebeu mais de US$2 milhões para dirigir o filme.[45]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Embora os personagens Christian Grey e Anastasia Steele tenha sido inicialmente baseados em Edward Cullen e Bella Swan, da série de livros Twilight. E. L. James disse que ter no elenco Robert Pattinson e Kristen Stewart seria "estranho" e "bizarro".[46] Bret Easton Ellis afirmou que Pattinson tinha sido a primeira escolha de James para o papel de Christian Grey.[47] Ian Somerhalder e Chace Crawford tinham expressado interesse em atuar no filme como Christian.[48][49] Somerhalder admitiu mais tarde se ele tivesse sido considerado, o processo de filmagem acabaria por ter conflito com sua agenda de filmagens para a série da The CW The Vampire Diaries.[50] Em 2 de setembro de 2013 a autora E. L. James revelou que Charlie Hunnam e Dakota Johnson haviam sido escalados como Christian Grey e Anastasia Steele.[51] A pequena lista de outras atrizes consideradas para o papel de Anastasia incluem a estrela Elisha Cuthbert, que já havia atuado em grandes filmes de sucesso como House of Wax, Alicia Vikander, Imogen Poots, Elizabeth Olsen, Shailene Woodley, e Felicity Jones.[52] Keeley Hazell fez o teste para um papel não especificado.[53] Lucy Hale também fez o teste para o filme.[54] Emilia Clarke também foi oferecido o papel de Anastasia, mas recusou a parte por causa da nudez necessária.[55] Taylor-Johnson daria cada atriz que fez o teste para o papel de Anastasia quatro páginas para ler de um monólogo do filme Persona de Ingmar Bergman.[13]

O estúdio originalmente queria Ryan Gosling para Christian, mas ele não estava interessado no papel.[52] Garrett Hedlund também foi considerado, mas ele não pôde se conectar com o personagem.[52] Stephen Amell disse que ele não iria querer fazer o papel de Grey dizendo “Ontem estive num avião para L. A onde não mostraram um filme, então eu peguei o livro “50 Shades of Grey” e li-o tudo. Ummm… Eu espero que façam o filme, e tenho a certeza que alguém vai ser excelente nele. Mas esse alguém não vai ser eu”.[56] Hunnam inicialmente recusou o papel de Christian, mas depois reconsiderou depois de uma reunião com os chefes de estúdio.[57] Hunnam disse sobre o processo de audição: "Eu me encontrei com a diretora Sam Taylor-Johnson várias vezes. Ela pediu para me conhecer e conversamos muito sobre o papel, o filme e qual era a sua intenção. Eu fiquei realmente intrigado e animado com tudo aquilo, então li o primeiro livro para ter uma ideia mais clara de quem era esse personagem, e me senti ainda mais animado com a possibilidade de trazê-lo à vida. Assim que entramos no quarto e eu comecei a ler com Dakota, eu sabia que eu definitivamente queria fazer isso. Há uma química palpável entre nós. Foi emocionante, divertido, estranho e atraente…".[58] O anúncio de que Charlie Hunnam e Dakota Johnson foram os escolhidos para viver Christian Grey e Anastasia Steele desagradou os fãs, além dos protestos no Twitter, eles criaram uma petição online no site Change.org pedindo Matt Bomer e Alexis Bledel nos papéis principais do filme. Um dia após ser criada, a petição já tinha mais de 17 mil assinaturas.[59] O produtor do filme, Dana Brunetti, respondeu pelo Twitter aos fãs revoltados com a escolha: “Há muita coisa que conta na escolha dos atores que não é apenas o visual. Talento, disponibilidade, desejo de fazer o filme, química entre os atores etc.”[59] Já a autora E. L. James, que foi a primeira a tuitar os nomes de Dakota e Hunnam, contemporizou: “A todos que apoiaram, amaram ou odiaram, muito obrigada por sua paixão pelo projeto”.[59]

Em outubro de 2013, a atriz Jennifer Ehle estava em negociações para o papel de mãe de Anastasia, Carla.[21] Em 12 de outubro de 2013 a Universal Pictures anunciou que Hunnam tinha saído do filme devido a conflitos com o cronograma de sua série do FX Sons of Anarchy.[60] Alexander Skarsgard, Jamie Dornan, Theo James, François Arnaud, Scott Eastwood, Luke Bracey e Billy Magnussen estavam no topo da lista para substituir Hunnam como Christian Grey.[61][62] Finalmente, em 23 de outubro de 2013, Jamie Dornan foi escalado como Christian Grey.[63][64] Em 31 de outubro de 2013, Victor Rasuk foi escalado como José Rodriguez, Jr.[28] Em 22 de novembro de 2013, Eloise Mumford foi escalada como Kate Kavanagh.[20] Em 2 de dezembro de 2013 a cantora Rita Ora foi escalado como irmã mais nova de Christian, Mia.[65] Ora originalmente quis trabalhar na trilha sonora.[66] Em 3 de dezembro de 2013, Marcia Gay Harden foi escalada como a mãe de Christian, Grace.[22]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Em setembro, a filmagem foi programada para começar em 5 de novembro de 2013 em Vancouver, Colúmbia Britânica.[67] No mês seguinte, o produtor Michael De Luca anunciou que as filmagens começariam em 13 de novembro de 2013.[68] Filmagem principal foi novamente adiada e, eventualmente, começou em 1 de dezembro de 2013.[69] Cenas foram filmadas no bairro de Gastown de Vancouver.[70] Bentall 5 foi usado como o edifício Grey Enterprises.[71][72] A Universidade da Colúmbia Britânica serve como Washington State University Vancouver, onde Ana foi graduada.[73] O Fairmont Hotel Vancouver foi usado como o Heathman Hotel.[74][75] O filme também foi gravado na North Shore Studios.[76] A produção terminou oficialmente em 21 de fevereiro de 2014.[77] Refilmagens que envolvem cenas entre Dornan e Johnson teve lugar em Vancouver durante a semana de 13 de outubro de 2014.[78]

Em um final alternativo, Ana e Christian experimentam flashbacks. Christian corre na chuva, enquanto Ana chora em seu apartamento. Christian encontra um presente que Ana lhe deu com a nota: "Isso me lembrou de um momento feliz. —Anna".[79]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

O primeiro trailer do filme apresenta um remix de "Crazy in Love", da cantora Beyoncé, e o segundo trailer é embalado pela música "Haunted", do novo álbum da Beyoncé. No dia 23 de dezembro de 2014 foi lançado um single do cantor The Weeknd para a trilha sonora do filme, chamado "Earned It". No dia 7 de janeiro foi lançado o single "Love Me like You Do" da cantora Ellie Goulding, também para o filme. O CD chegou às lojas em 10 de fevereiro de 2015. Em 9 de janeiro foi lançada a lista completa da trilha sonora:

  1. Annie Lennox - "I Put a Spell On You"
  2. Laura Welsh - "Undiscovered"
  3. The Weeknd - "Earned It"
  4. Jessie Ware - "Meet Me In the Middle"
  5. Ellie Goulding - "Love Me Like You Do"
  6. Beyoncé - "Haunted" (Michael Diamond Remix)
  7. Sia - "Salted Wound"
  8. The Rolling Stones - "Beast Of Burden"
  9. AWOLNATION - "I'm On Fire"
  10. Beyoncé - "Crazy in Love" (2014 Remix)
  11. Frank Sinatra - "Witchcraft"
  12. Vaults - "One Last Night"
  13. Skylar Grey - "I Know You"
  14. Danny Elfman - "Anna and Christian"
  15. Danny Elfman - "Did That Hurt?"

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Dakota Johnson durante a filmagem do filme em Vancouver, Canadá em 2014
Jamie Dornan na estreia mundial de Fifty Shades of Grey, Festival de Berlim 2015

Em fevereiro de 2013, o presidente da Universal Adam Fogelson disse ao The Hollywood Reporter sobre o lançamento: "poderia estar pronto para liberar … já no próximo verão".[80] A roteirista Marcel afirmou que ela esperava que o filme ter uma classificação NC-17 (sem crianças abaixo de 17 anos), embora produtor Dana Brunetti e um representante da Universal não quiseram confirmar o comunicado.[81] Produtor De Luca disse que o filme será R-rated (restrito).[82]

O estúdio anunciou inicialmente o lançamento para 1 de agosto de 2014.[83] Em meados de novembro de 2013, foi adiado para 13 de fevereiro de 2015 em tempo para Valentine's Day.[84] Fifty Shades of Grey foi exibido pela primeira vez no 65ª Festival Internacional de Berlim em 11 de fevereiro de 2015.[85] O filme foi lançado em 75 telas de cinemas IMAX nos Estados Unidos em 13 de fevereiro de 2015.[86][87]

Marketing[editar | editar código-fonte]

Em 25 de janeiro de 2014 Universal estreou os primeiros cartazes do filme que indicam '' O Sr. Grey irá recebê-la agora", em cinco locais em todo os Estados Unidos, mais de um ano antes do lançamento do filme.[88] Em 14 de fevereiro de 2014 a primeiro imagem de Johnson como Anastasia foi lançado um ano antes de sua data de lançamento.[89] Em 18 de junho de 2014, conta oficial no Twitter do filme lançou a primeira imagem de Dornan como Christian em homenagem ao aniversário de Christian.[90] Em 9 de julho de 2014, a autora do livro, E. L. James, anunciou em sua conta oficial no Twitter que o trailer do filme será lançado em 24 de julho de 2014.[91] Beyoncé estreou um teaser para o trailer em sua conta oficial no Instagram cinco dias antes do lançamento do trailer.[92] Em 24 de julho, Jamie Dornan e Dakota Johnson estavam no The Today Show para apresentar parte do trailer adequado para a televisão de manhã; o trailer completo, que contém cenas mais picantes foi lançado mais tarde no mesmo dia na internet. O trailer apresenta uma nova versão gravada de "Crazy in Love", de Beyoncé que foi marcado e arranjado por seu colaborador frequente Boots.[93][94][95] Em 24 de julho, o site The Wrap criou um trailer alternativo do filme, substituindo Jamie Dornan, que assumiu o papel de Grey, por Charlie Hunnam, que abandonou a produção em outubro de 2012. O vídeo, intitulado Fifty Shades of Hunnam (Cinquenta Tons de Hunnam, em tradução literal), mescla partes do trailer original, com a atriz Dakota Johnson como a protagonista Anastasia Steele, e cenas de Hunnam em outras produções, como na série Sons of Anarchy.[96][97][98] Ao mesmo tempo, o trailer original da produção do filme recebeu 36,4 milhões de visualizações na primeira semana desde seu lançamento em 24 de julho. Isso tornou o vídeo mais visto no YouTube em 2014,[99] até que foi superado em outubro pelo trailer de Avengers: Age of Ultron.[99] No entanto, em meados de dezembro o trailer atingiu 93 milhões de visualizações e foi novamente o mais visto de 2014.[100] O trailer acumulou mais de 100 milhões de visualizações em sua primeira semana de lançamento através de diferentes canais e sites, tornando-se o maior trailer já lançado na história.[101] Em fevereiro de 2015, o trailer foi visto mais de 193 milhões de vezes sozinho no YouTube.[102] E no final de fevereiro, o material relacionado com Fifty Shades of Grey acumulou mais de 329 milhões de visualizações, incluindo 113 milhões de visualizações para o seu trailer oficial.[98] Um segundo trailer foi lançado em 13 de novembro de 2014.[103] Um terceiro trailer foi ao ar durante o Super Bowl XLIX em 1 de fevereiro de 2015.[104]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Cinquenta Tons de Cinza arrecadou $166,2 milhões nos Estados Unidos e Canadá e $404 milhões em outros países, com bilheteria total de mais de $571 milhões,[105] em um orçamento de US$40 milhões. Atualmente é o quarto filme de maior bilheteria dirigido por uma mulher (atrás de Mamma Mia!, Kung Fu Panda 2 e Mulher-Maravilha).[106] Deadline Hollywood calculou que o lucro líquido do filme seria de US$256,55 milhões, ao considerar todas as despesas e receitas do filme.[107]

Os ingressos foram vendidos nos Estados Unidos a partir de 11 de janeiro de 2015.[102] De acordo com o site de venda de ingressos Fandango, Fifty Shades of Grey é o título mais vendido nos 15 anos de história do site, superando Sex and the City 2.[108] Ele também teve a maior primeira semana de vendas de ingressos do Fandango para um filme não sequencial, superando The Hunger Games.[108][109] É o quarto lugar na lista das principais vendas antecipadas da empresa Fandango, atrás apenas de The Twilight Saga: New Moon, Harry Potter and the Deathly Hallows – Part 2, e The Hunger Games.[110] A demanda levou os donos de salas de cinema dos EUA a adicionar novos horários de exibição. [108][111] Semanas antes do lançamento do filme, vários analistas de bilheteria sugeriram até US$60 milhões em abertura doméstica de quatro dias[102][112][113][114][115] enquanto o Box Office Mojo relatou que uma abertura de US$100 milhões poderia ser possível.[116]

Fora dos Estados Unidos, Fifty Shades of Grey pré-vendeu 4,5 milhões de ingressos em 39 mercados.[117] No Reino Unido, vendeu 1,3 milhões de libras (1,9 milhões de dólares) em bilhetes uma semana antes do lançamento.[118]

Estados Unidos e Canadá[editar | editar código-fonte]

Nos EUA e no Canadá, é o filme de sexo com maior bilheteria,[119] o décimo sétimo filme de maior bilheteria de 2015,[120] e o quarto filme romântico de maior bilheteria de todos os tempos.[121] O longa abriu nos Estados Unidos e Canadá em simultâneo com Kingsman: The Secret Service[122] na quinta-feira 12 de fevereiro de 2015 em 2830 cinemas[123] e foi ampliado para 3646 cinemas no dia seguinte tornando-se a abertura mais ampla para um filme restrito até ser superado por Mad Max: Fury Road.[124] e o quarto lançamento mais vasto de um filme restrito de todos os tempos.[125] O filme arrecadou 8,6 milhões de dólares para lançamento a noite de quinta-feira que é o maior lançamento da noite para um filme lançado em fevereiro, o mais alto lançamento da noite da Universal (anteriormente detido por Fast and Furious 6 com 6,5 milhões) e o segundo maior bruto de visualizações de um filme restrito atrás de The Hangover Part II (10,4 milhões).[123] O filme liderou as bilheterias no dia da abertura arrecadando 30,2 milhões de dólares (incluindo prévias de quinta-feira) a partir de 3464 cinemas estabelecendo um recorde para o maior dia de abertura de fevereiro (anteriormente detido por The Passion of the Christ) e quarta mais alta global entre os filmes restritos.[126][127] Durante sua tradicional abertura de três dias, o filme estreou em primeiro lugar nas bilheterias, arrecadando US$85,1 milhões, estabelecendo recordes para o maior fim de semana de estreia de um filme lançado em fevereiro (um recorde anteriormente ocupado por The Passion of the Christ).[128] As mulheres representaram 82% do total de audiências durante o dia de abertura,[129] e 68% no Dia dos Namorados.[130]

O filme liderou as bilheterias por dois finais de semana consecutivos antes de cair para a quarta posição em seu terceiro final de semana, enquanto Focus assumiu o primeiro lugar.[131][132]

Fora dos Estados Unidos e Canadá, os analistas de bilheteria previam abertura de até 158 milhões de dólares.[133][134][135] O filme foi lançado em quatro mercados em 11 de fevereiro, onde estreou em #1 em cada mercado e arrecadou um total de 3,7 milhões de dólares.[136] Ela se expandiu para 34 mercados no dia seguinte, onde estreou como #1 em 33 mercados e ganhou um total de 23,3 milhões de dólares.[137] O filme foi exibido em um total de 57 mercados internacionais no terceiro dia em que abriu #1 em 56 países (com exceção de Hong Kong) e ganhou 38 milhões de dólares.[135] O filme estabeleceu um recorde de dia de abertura para a Universal Pictures em França com 2,7 milhões (anteriormente detido por Fast and Furious 6),[138] na Bélgica,[139] no Brasil (2,4 milhões), na Itália (2 milhões) e na Rússia (2,3 milhões).[137] O filme também quebrou recordes para uma abertura do dia de um filme restrito de todos os tempos nas Filipinas,[139] maior dia de abertura restrita no México (2,1 milhões) e o dia de abertura mais importante de todos os tempos de fevereiro na Alemanha (2,3 milhões)[137] e na Austrália (2,5 milhões).[140]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu críticas geralmente desfavoráveis, por parte da crítica especializada, com um índice de aprovação de 46/100 no site Metacritic, baseado em 46 revisões.[141] No Rotten Tomatoes o filme conta com 25% de aprovação, com uma nota média de 4.19/10, baseada em 269 críticas. O consenso por parte dos críticos é "Enquanto criativamente melhor dotado do que o livro, Fifty Shades of Grey é um experiência insatisfatória nas telonas".[142]

No site AdoroCinema o crítico Renato Hermsdorff afirmou que "Sob essa ótica, Cinquenta Tons de Cinza é (só) mais um melodrama açucarado no cardápio de Hollywood - de final surpreendente, diga-se. Enquanto não se decide se ele cede ao romantismo dela ou se ela abre mão das suas convicções para brincar no mundo dele, há um interessante jogo de perseguição – bem-humorado – entre os dois", atribuindo uma nota de 2,5/5 ao filme.[143] No Omelete o crítico Marcelo Hessel afirmou que "Cinquenta Tons de Cinza até tem seus momentos de cafonice extrema à moda Showgirls, quando Christian senta ao piano sob a luz do luar depois do sexo (ele tem problemas e se expressa pela música). Só faltou ter consciência desse potencial satírico - o que provavelmente significa que as versões paródicas XXX de Cinquenta Tons de Cinza, onde o sexo não teme o despudor nem o ridículo, têm tudo para ser imperdíveis", dando uma nota de 1/5.[144]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 24 de julho de 2014, Dawn Hawkins, diretor executivo do grupo sem fins lucrativos Morality in Media emitiu uma declaração condenando o trailer completo e afirmando que o filme "romantiza e normaliza a violência sexual".[145]

O filme foi agendado para um lançamento em 12 de fevereiro de 2015 na Malásia, mas foi negado um certificado pelo Conselho de Censura do Cinema da Malásia (Malaysian Film Censorship Board, ou LPF) por seu conteúdo "não-natural" e "sádico". O presidente do LPF, Abdul Halim Abdul Hamid, disse que Fifty Shades era "mais pornografia do que um filme".[146][147] O filme também foi proibido na Indonésia,[148] Kenya,[148] no Cáucaso do Norte na Rússia,[149] os Emirados Árabes Unidos (EAU),[150] Papua Nova Guiné,[151] Camboja, ,[152] e Índia.[153] O filme foi lançado na Nigéria por uma semana, antes de ser retirado dos cinemas pelo National Film and Video Censors Board (NFVCB).[154] Os estúdios não vão fazer um lançamento nos cinemas na China.[148]

As cenas de sexo do filme foram censuradas após protestos de vários grupos religiosos nas Filipinas e, como resultado, está em liberação limitada naquele país com uma classificação de R-18 do MTRCB.[147] Uma versão similarmente cortada foi lançada no Zimbábue.[155]

Cerca de 20 minutos foram cortados do filme para exibição no Vietnã, não deixando cenas de sexo. A cena em que Ana é espancada com um cinto é totalmente ignorada.[156]

Ação judicial da Universal Pictures[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2012, a empresa pornô Smash Pictures anunciou sua intenção de filmar uma versão adulta da trilogia Fifty Shades intitulado Fifty Shades of Grey: A XXX Adaptation.[157] A data de lançamento de 10 de janeiro de 2013 foi anunciado.[158] Em novembro de 2012, Universal, que tinha garantido os direitos do filme, entrou com uma ação contra o Smash Pictures, afirmando que o filme violava seus direitos de autor na medida em que não foi filmado como uma adaptação paródia, mas ele faz "cópias sem reserva a partir dos elementos expressivos únicas da trilogia Fifty Shades, progredindo através dos acontecimentos de Fifty Shades of Grey e no segundo livro, Fifty Shades Darker".[159]

A ação judicial solicitado uma medida cautelar, para os lucros de todas as vendas do filme, bem como danos,[160] dizendo que "uma obra pornográfica produzida de forma rápida e barata, que é susceptível de causar danos irreparáveis aos requerentes por envenenar a percepção pública da trilogia Fifty Shades e os próximos filmes da Universal".[161] Smash Pictures respondeu ao processo mediante a emissão de um pedido reconvencional e solicitando um adiamento, afirmando que "grande parte ou todo" do material de Fifty Shades fazia parte do domínio público porque foi publicado originalmente em vários locais como uma fan fiction baseada na série Crepúsculo. Um advogado de Smash Pictures ainda comentou que os registros de direitos autorais federais para os livros eram "inválida e inaplicável" e que o filme "não violar as leis de direitos autorais ou marcas".[162] O processo acabou por ser resolvido fora do tribunal por uma quantia não revelada de dinheiro e Smash Pictures concordou em parar de qualquer outra produção ou promoção do filme.[163]

Sequências[editar | editar código-fonte]

Em uma triagem de fãs, em Nova York, no dia 6 de fevereiro de 2015, Taylor-Johnson anunciou que os livros Fifty Shades Darker e Fifty Shades Freed também seriam adaptados, com o primeiro a ser lançado em 2017.[164] A filmagem principal da primeira sequência terá início em fevereiro de 2016 e vai voltar a Vancouver.[165] Em abril de 2015, o The Hollywood Reporter informou que o marido de E. L. James, Niall Leonard, foi convocado para escrever o roteiro da sequência do filme.[166] No mesmo mês, no Universal CinemaCon 2015 em Las Vegas, a Universal anunciou as datas de lançamento das seqüências, com Fifty Shades Darker sendo lançado em 10 de fevereiro de 2017, e Fifty Shades Freed foi lançado em 9 de fevereiro de 2018.[167] No entanto, as seqüências não viram Sam Taylor-Johnson retornando como diretora.[168] Em 20 de agosto de 2015, o diretor de House of Cards, James Foley foi escolhido para dirigir as sequências.[169] Em novembro de 2015, a Universal Studios anunciou que ambos os filmes serão rodados ao mesmo tempo.[170]

Paródia[editar | editar código-fonte]

Uma versão paródia do filme, Fifty Shades of Black, foi lançada em 29 de janeiro de 2016, na América do Norte. Marlon Wayans e Rick Alvarez escreveram o roteiro, no qual Wayans estrela como Christian Black. O filme foi distribuído pela SquareOne Entertainment, na Alemanha, e pela Open Road Films, nos Estados Unidos;[171] A IM Global produz e financia, além de lidar com lançamentos internacionais. Kali Hawk parodiou o papel de Anastasia Steele, com o elenco de apoio, incluindo Affion Crockett, Mike Epps, Jane Seymour e Fred Willard.[172] Foi lançado nos cinemas em 29 de janeiro de 2016 e descrito pelo Rotten Tomatoes como menos engraçado "do que o filme não intencionalmente engraçado que está tentando satirizar".[173]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Lista de prêmios e nomeações
Prêmios
Prêmio Categoria Nomeados Resultado Ref
Oscar 2016 Melhor canção original Belly, Stephan Moccio, Jason Quenneville e The Weeknd por "Earned It" Indicado [174]
Brit Awards Single britânico do ano Ellie Goulding por "Love Me like You Do" Indicado
Critics' Choice Awards Melhor canção "Love Me like You Do" Indicado [175]
Globo de Ouro Melhor canção original Savan Kotecha, Max Martin, Tove Lo, Ali Payami e Ilya Salmanzadeh por "Love Me like You Do" Indicado [176]
Framboesa de Ouro Pior filme da História Michael De Luca, Dana Brunetti, E. L. James Venceu [177]
Pior ator Jamie Dornan Venceu
Pior atriz Dakota Johnson Venceu
Pior roteiro Sam Taylor-Johnson Indicado
Pior roteiro Kelly Marcel Venceu
Pior combo em cena Jamie Dornan e Dakota Johnson Venceu
Grammy Awards Melhor compilação de trilha sonora para uma mídia visual Fifty Shades of Grey: Original Motion Picture Soundtrack Indicado [178]
Melhor trilha sonora original para uma mídia visual Savan Kotecha, Max Martin, Tove Lo, Ali Payami e Ilya Salmanzadeh por "Love Me like You Do" Indicado
Ahmad Balshe, Stephan Moccio, Jason Queenneville e Abel Tesfaye por "Earned It" Indicado
Melhor canção R&B Indicado
Melhor performance pop solo Ellie Goulding por "Love Me like You Do" Indicado
Melhor performance R&B The Weeknd por "Earned It" Venceu
MTV Movie Awards Performance revelação Dakota Johnson Indicado [179]
Melhor beijo Jamie Dornan e Dakota Johnson Indicado
People's Choice Awards Filme dramático favorito Fifty Shades of Grey Indicado [180]
Satellite Awards Melhor canção original "Love Me like You Do" Indicado [181]

Referências

  1. «Fifty Shades of Grey (18)». British Board of Film Classification (em inglês). 2 de fevereiro de 2015. Consultado em 2 de fevereiro de 2015 
  2. a b c d «Fifty Shades of Grey (2015)». AFI Catalog of Feature Films. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. a b c «Fifty Shades of Grey (2015)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  4. a b Miller, Julie (10 de julho de 2012). «Fifty Shades of Grey Film Gets Oscar-Nominated Producers, Christian Grey–Casting Inspiration». Vanity Fair (em inglês). Vanityfair.com. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  5. a b Fleming, Mike (26 de março de 2012). «Universal Pictures and Focus Features win Fifty Shades of Grey» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 7 de maio de 2012 
  6. «'Cinquenta tons mais escuros' estreia em 1º no Brasil e quase alcança antecessor». G1 
  7. AdoroCinema, Cinquenta Tons de Liberdade, consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  8. Maltin, Leonard (13 de fevereiro de 2015). «Fifty Shades Of Grey—movie review». IndieWire. Consultado em 11 de abril de 2015 
  9. «9 ½ Weeks: the story of the original 50 Shades of Grey». The Telegraph. 13 de fevereiro de 2015. Consultado em 11 de abril de 2015 
  10. «Before 'Fifty Shades,' How '9 1/2 Weeks' Director Put S&M Onscreen». The Hollywood Reporter. 12 de fevereiro de 2015. Consultado em 11 de abril de 2015 
  11. Waxman, Sarah (novembro de 2012). «Who Was the Real Woman Behind 'Nine and a Half Weeks'?». The New Yorker 
  12. Fleming, Mike (26 de março de 2012). «Universal Pictures and Focus Features win Fifty Shades of Grey». Deadline Hollywood. Consultado em 7 de maio de 2012 
  13. a b Rebecca Ford (9 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Director: Working With EL James Was "Really, Really Frustrating" (Q&A)» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 10 de fevereiro de 2015 
  14. Dumaraog, Ana (16 de junho de 2017). «Fifty Shades Director Regrets Making The Film». Screen Rant. Consultado em 16 de junho de 2017 
  15. Vincent, Alice (11 de junho de 2017). «Sam Taylor-Johnson reveals Fifty Shades regret: 'EL James didn't like me'». The Telegraph. Consultado em 16 de junho de 2017 
  16. Um romance picante! Rede Bandeirantes
  17. Rejeitado por Globo e Record, fenômeno erótico 50 Tons de Cinza passa na Band Notícias da TV
  18. Filme 'Cinquenta Tons de Cinza' ganha primeira exibição na TV aberta nesta quarta (28) Folha de S.Paulo
  19. 'Cinquenta Tons de Cinza' chega à TV aberta pela tela da Band Metro Jornal
  20. a b Kroll, Justin (22 de novembro de 2013). «'Fifty Shades': Eloise Mumford Tapped to Play Anastasia Steele's Roommate». Variety (em inglês). Variety.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  21. a b Fleming, Mike (7 de outubro de 2013). «Jennifer Ehle Joining 'Fifty Shades Of Grey' As Anastasia Steele's Mother» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 8 de outubro de 2013 
  22. a b Kit, Borys Kit (3 de dezembro de 2013). «'Fifty Shades of Grey' Adds Marcia Gay Harden as Christian Grey's Mother». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  23. Kit, Borys (25 de outubro de 2013). «True Blood' Actor Joins 'Fifty Shades of Grey». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  24. Rita Ora [RitaOra] (2 de dezembro de 2013). «It's official! I've been cast in @FiftyShades of Grey as Christian's sister Mia. #FiftyShades» (Tweet). Consultado em 4 de dezembro de 2013 – via Twitter 
  25. Kroll, Justin (26 de novembro de 2013). «Max Martini to Play Christian Grey's Bodyguard in 'Fifty Shades of Grey'». Variety (em inglês). Variety.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  26. Yamato, Jen. «'Fifty Shades Of Grey' Movie Casts Callum Keith Rennie» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 19 de maio de 2014 
  27. Denham, Jess (5 de dezembro de 2013). «Dylan Neal to Play Anastasia's step-father in 'Fifty Shades of Grey'». The Independent (em inglês). Independent.co.uk. Consultado em 5 de dezembro de 2013 
  28. a b Sneider, Jeff (31 de outubro de 2013). «'Fifty Shades of Grey' Casts 'How to Make It in America' Star Victor Rasuk as Jose». The Wrap (em inglês). Thewrap.com. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  29. «Exclusive Feature: Rachel Skarsten Talks "Fifty Shades of Grey" and Her Big Decision» (em inglês). Daman.co.id. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  30. Sperling; Zeitchik, Steven (20 de março de 2012). «50 Shades of Grey has studios hot and bothered». Los Angeles Times (em inglês). Latimesblogs.latimes.com. Consultado em 7 de maio de 2012 
  31. «Mark Wahlberg Talks Fifty Shades of Grey» (em inglês). Yahoo! Movies. 18 de junho de 2012. Consultado em 5 de julho de 2012 
  32. Deahl, Rachel (9 de janeiro de 2012). «Publishers Weekly: British Erotica Series Catches Hollywood's Eye». Publishers Weekly (em inglês). Publishersweekly.com. Consultado em 7 de maio de 2012 
  33. «E.L. James Making Unprecedented Demands for Film Rights to Fifty Shades of Grey». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com 
  34. «Feature Film Releases». Variety Insight. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  35. «50 Shades Of Patrick Bateman: Bret Easton Ellis Wouldn't Mind Writing "Grey" Screenplay» (em inglês). Laist. Consultado em 10 de junho de 2012. Arquivado do original em 5 de novembro de 2017 
  36. Kit, Borys (8 de outubro de 2012). «'Fifty Shades of Grey' Movie Hires Writer». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 27 de maio de 2013 
  37. Siegel, Tatiana (14 de outubro de 2013). «Fifty Shades' Movie Hires Writer for Script Work». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 16 de outubro de 2013 
  38. Sneider, Jeff (29 de outubro de 2013). «'Wolverine' Writer Mark Bomback to Polish 'Fifty Shades of Grey' Screenplay». The Wrap (em inglês). Thewrap.com. Consultado em 30 de outubro de 2013 
  39. Scharf, Lindzi (4 de dezembro de 2013). «Meet 'Fifty Shades of Grey' costume designer Mark Bridges». Entertainment Weekly (em inglês). Popstyle.ew.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  40. Sperling, Nicole (15 de novembro de 2013). «Cover Story: Fit To Be Tied». Entertainment Weekly (em inglês). ew.com. Consultado em 10 de dezembro de 2013 
  41. «Joe Wright Joins 'Fifty Shades of Grey' Director Derby». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. 9 de maio de 2013. Consultado em 27 de maio de 2013 
  42. Fleming, Mike (13 de maio de 2013). «Toldja! No Go on Joe Wright and '50 Shades of Grey'» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 18 de junho de 2013 
  43. «'50 Shades of Grey' Flirts With Director Joe Wright». Variety (em inglês). PMC. 9 de maio de 2013. Consultado em 19 de junho de 2013 
  44. Sperling, Nicole (19 de junho de 2013). «'Fifty Shades of Grey' announces director: Sam Taylor-Johnson». Los Angeles Times (em inglês). Latimes.com. Consultado em 19 de junho de 2013 
  45. THR Staff (29 de setembro de 2016). «Hollywood Salaries 2016: Who Got Raises (and Who Didn't), From Movie Stars to Showrunners». The Hollywood Reporter. Consultado em 1 de outubro de 2016 
  46. «Robert Pattinson e Kristen Stewart no filme de Cinquenta Tons?». 50 Shades of Grey BR. Consultado em 25 de julho de 2014. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  47. Highfill, Samantha (3 de setembro de 2013). «'Fifty Shades of Grey': Bret Easton Ellis tweets that Robert Pattinson was E. L. James' first choice for Christian». Entertainment Weekly (em inglês). Time. Consultado em 5 de setembro de 2013 
  48. Murray, Michael (23 de abril de 2012). «Ian Somerhalder Talks 'Vampire Diaries' Kiss & 'Fifty Shades of Grey' Casting Rumors [AUDIO» (em inglês). RyanSeacrest.com. Consultado em 18 de junho de 2013 
  49. McKay, Hollie (6 de fevereiro de 2013). «Tie me up, please! Chace Crawford guns for 'Fifty Shades of Grey'» (em inglês). Fox News. Consultado em 5 de setembro de 2013 
  50. «Ian Somerhalder Is Not Angry He Wasn't Cast In 'Fifty Shades Of Grey' (VIDEO)». The Huffington Post (em inglês). Huffingtonpost.com. 23 de setembro de 2013. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  51. Child, Ben (2 de setembro de 2013). «50 Shades film: Charlie Hunnam and Dakota Johnson cast». The Guardian (em inglês). Theguardian.com. Consultado em 5 de setembro de 2013 
  52. a b c Siegel, Tatiana (4 de setembro de 2013). «'Fifty Shades' Casting: Shailene Woodley and Other Surprise Names That Passed». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 9 de setembro de 2013 
  53. Alexander, Susannah (9 de janeiro de 2014). «Keeley Hazell: 'I auditioned twice for Fifty Shades of Grey'». Digital Spy (em inglês). Digitalspy.co.uk. Consultado em 9 de janeiro de 2014 
  54. Corriston, Michele (5 de agosto de 2014). «Lucy Hale on Her Country Career, Fifty Shades of Grey Audition and Pretty Little Liars Plans». People. Consultado em 6 de agosto de 2014 
  55. Whitney, Erin (25 de março de 2015). «'Game Of Thrones' Star Emilia Clarke Turned Down 'Fifty Shades Of Grey'». The Huffington Post. Consultado em 13 de setembro de 2015 
  56. Michel Kardec (6 de maio de 2013). «Stephen Amell não irá fazer o filme 50 Tons de Cinza». Green Arrow. Consultado em 25 de julho de 2014. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2014 
  57. Stewart, Andrew (2 de setembro de 2013). «Dakota Johnson, Charlie Hunnam to Star in 'Fifty Shades of Grey'». Variety (em inglês). Variety.com 
  58. Webber, Stephanie (8 de setembro de 2013). «Charlie Hunnam on Fifty Shades of Grey Co-Star Dakota Johnson: "There's Just a Tangible Chemistry». Us Weekly (em inglês). Usmagazine.com. Consultado em 9 de setembro de 2013 
  59. a b c «Fãs de '50 Tons' criam petição para Matt Bomer e Alexis Bledel serem casal de filme». Folha de S.Paulo. UOL. 4 de setembro de 2009. Consultado em 25 de julho de 2014 
  60. Kroll, Justin (12 de outubro de 2013). «Charlie Hunnam Falls Out of 'Fifty Shades of Grey'». Variety (em inglês). PMC. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  61. Durham, Jessica (21 de outubro de 2013). «Christian Grey Casting Madness: Shirtless Scott Eastwood vs Francois Arnaud in '50 Shades of Grey' Movie? Actor Hints Rumors on Twitter, 2014 Trailer Release Date in Jeopardy?». Fashion & Style (em inglês). Fashionnstyle.com. Consultado em 21 de outubro de 2013. Arquivado do original em 21 de outubro de 2013 
  62. TheWrap, Staff (21 de outubro de 2013). «'Fifty Shades of Grey': Jamie Dornan, Billy Magnussen First to Test for Christian Grey». The Wrap (em inglês). Thewrap.com. Consultado em 21 de outubro de 2013 
  63. Kroll, Justin (23 de outubro de 2013). «Jamie Dornan Will Play Christian Grey in 'Fifty Shades of Grey'». Variety (em inglês). Variety.com. Consultado em 24 de outubro de 2013 
  64. «Jamie Dornan Changed his walking style for 50 shades of grey». The Movie Fifty Shades (em inglês). Themoviefiftyshades.com. 6 de março de 2014. Consultado em 6 de março de 2014. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014 
  65. «50 Shades of Grey: Rita Ora cast as Jamie Dornan's sister». The Daily Telegraphacessodata=3 de dezembro de 2013 (em inglês). Telegraph.co.uk. 3 de dezembro de 2013 
  66. Sullivan, Kevin P. (14 de abril de 2014). «'Fifty Shades Of Grey': Hear The Surprising Story Behind Rita Ora's Part». MTV (em inglês). Mtv.com. Consultado em 16 de abril de 2014 
  67. Toomey, Alyssa (5 de setembro de 2013). «Fifty Shades of Grey Gets a Start Date - Find Out When Filming Begins!» (em inglês). E! News 
  68. Kaufman, Amy (22 de outubro de 2013). «Fifty Shades of Grey' producer: Christian Grey should be 'fresh face». Los Angeles Times (em inglês). Latimes.com 
  69. Heigl, Alex (1 de dezembro de 2013). «'Fifty Shades of Grey' Starts Filming». Revista People (em inglês). People.com. Consultado em 2 de dezembro de 2013 
  70. Crawley, Joanna (2 de dezembro de 2013). «Photos: Jamie Dornan And Dakota Johnson Start Shooting Fifty Shades Of Grey Movie» (em inglês). Entertainmentwise,com. Consultado em 2 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2013 
  71. Christine (9 de dezembro de 2013). «'Fifty Shades of Grey' filming location updates from Vancouver» (em inglês). On Location Vacations. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  72. «Set: 'Fifty Shades of Grey' Turns Bentall 5 Tower into Grey House» (em inglês). Yvrshoots.com. 8 de dezembro de 2013. Consultado em 15 de dezembro de 2013 
  73. «Set: 'Fifty Shades of Grey' Turns University of British Columbia into Washington State University, Vancouver». Yvrshoots (em inglês). Yvrshoots.com. 15 de dezembro de 2013. Consultado em 16 de dezembro de 2013 
  74. Gittins, Susan (24 de janeiro de 2014). «#FiftyShades of Grey filming in the Hotel Vancouver today» (em inglês). TwitPic. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  75. Schumann, Rebecka (24 de janeiro de 2014). «'Fifty Shades Of Grey' Movie Cast Shoots Charlie Tango, Clayton's Hardware Store Scenes [PHOTOS». International Business Times (em inglês). Ibtimes.com. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  76. «Fifty Shades of Grey begins filming in Vancouver's Gastown». Vancouver Sun (em inglês). Vancouversun.com. 2 de dezembro de 2013. Consultado em 2 de dezembro de 2013 
  77. «E L James». Instagram. Consultado em 19 de maio de 2014 
  78. Nessif, Bruna (13 de outubro de 2014). «Jamie Dornan Returns as Christian Grey (With the Silk Tie!) for Fifty Shades of Grey Reshoots» (em inglês). EOnline. Consultado em 14 de outubro de 2014 
  79. «Fifty Shades of Grey's alternative ending revealed». Melty.com. 7 de maio de 2015. Consultado em 11 de maio de 2015. Cópia arquivada em 27 de junho de 2015 
  80. Belloni, Matthew (20 de fevereiro de 2013). «Universal Chairman Wants 'Fifty Shades' for Summer 2014, More 'Bourne' and 'Van Helsing' Reboot (Q&A)». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 18 de junho de 2013 
  81. Exley, Jennifer (8 de janeiro de 2013). «'Fifty Shades of Grey' Screenwriter Plans NC-17 Rating». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com 
  82. «Fifty Shades Of Grey Producer Talks Sex» (em inglês). VH1. 23 de outubro de 2013. Consultado em 29 de outubro de 2013 
  83. «'Fifty Shades' Movie Release Date Announced… But Who's the Cast?». Extra (em inglês). Extratv.com. Consultado em 29 de junho de 2013 
  84. «'Fifty Shades of Grey' release moved to Valentine's Day 2015». Entertainment Weekly (em inglês). Insidemovies.ew.com. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  85. Barraclough, Leo (22 de dezembro de 2014). «'Fifty Shades of Grey' to Make International Debut at Berlin Film Festival». Variety (em inglês). Variety.com. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  86. Nolan Feenay (9 de fevereiro de 2015). «Fifty Shades of Grey IMAX Screenings Prove That Size Really Does Matter» (em inglês). TIME. Consultado em 10 de fevereiro de 2015 
  87. Dave McNary (9 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Set for 75 Imax Screens» (em inglês). Variety. Consultado em 10 de fevereiro de 2015 
  88. Sperling, Nicole (24 de janeiro de 2014). «Exclusive new 'Fifty Shades' image: A billboard-size Christian Grey». Entertainment Weekly (em inglês). Insidemovies.ew.com. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  89. Fahy, Colette (14 de fevereiro de 2014). «Dakota Johnson seen in her first official Fifty Shades of Grey movie pictures | Mail Online». Mail Online (em inglês). Dailymail.co.uk. Consultado em 19 de maio de 2014 
  90. Fifty Shades Freed [FiftyShades] (18 de junho de 2014). «Happy Birthday Christian Grey #FiftyShades» (Tweet) – via Twitter 
  91. E L James [E_L_James] (9 de julho de 2014). «Hold on to your hats folks. You'll get your first look at the FSoG movie trailer on July 24. I've had a sneak peek and WOW! #WeAimToPlease» (Tweet) – via Twitter 
  92. «Instagram». Instagram. Consultado em 27 de janeiro de 2015 
  93. Fashingbauer Cooper, Gael (24 de julho de 2014). «Watch the full 'Fifty Shades of Grey' trailer: What we couldn't show on TV» (em inglês). Today.com. Consultado em 24 de julho de 2014 
  94. Feeney, Nolan Feeney (24 de julho de 2014). «Fifty Shades of Grey: The Story Behind Beyoncé's "Crazy In Love" Update». Time (em inglês). Time.com. Consultado em 25 de julho de 2014 
  95. Nostro, Lauren (24 de julho de 2014). «Interview: BOOTS Talks About Reworking Beyoncé's "Crazy In Love" and Scoring the "Fifty Shades of Grey" Trailer». Complex (em inglês). Complex.com. Consultado em 25 de julho de 2014 
  96. «Site cria trailer alternativo de '50 Tons de Cinza' com ator que desistiu do papel». Veja. Editora Abril. 25 de julho de 2014. Consultado em 29 de julho de 2014. Arquivado do original em 27 de julho de 2014 
  97. Michael Rich e Tim Kenneally (24 de julho de 2014). «'Fifty Shades of Grey' Alternate Trailer: The Charlie Hunnam Cut (Video)» (em inglês). The Wrap. Consultado em 29 de julho de 2014 
  98. a b Brent Lang (17 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' is a YouTube Phenomenon, Even if Viewers Won't Admit It». Variety. Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  99. a b Lewis, Andrew (28 de julho de 2014). «Trailer Report: 'Fifty Shades' Preview Is Most Viewed Trailer of 2014». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 28 de julho de 2014 
  100. Andy Lewis (17 de dezembro de 2014). «The Most Viewed Trailers of 2014» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 20 de dezembro de 2014 
  101. Jen Yamato (1 de agosto de 2014). «Universal: 'Fifty Shades' Trailer Scores Historic 100M Views In First Week» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 13 de janeiro de 2015 
  102. a b c Anthony D'Alessandro (4 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades Of Grey' Tracking $60M Bow; Strong Ticket Sales In The South & Midwest» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  103. Chiu, Melody (6 de novembro de 2014). «Jamie Dornan Goes Shirtless as Christian Grey in New Fifty Shades of Grey Teaser» (em inglês). People. Consultado em 7 de novembro de 2014 
  104. Arlene Washington (2 de fevereiro de 2015). «New '50 Shades' Trailer Brags: We've Racked Up 250 Million Views So Far» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 2 de fevereiro de 2015 
  105. «Fifty Shades of Grey (2015) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  106. Scott Mendelson (19 de fevereiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades Of Grey' Tops $100M US, $300M Worldwide». Forbes. Consultado em 21 de fevereiro de 2015 
  107. Mike Fleming Jr (23 de março de 2016). «No. 7 'Fifty Shades Of Grey' – 2015 Most Valuable Movie Blockbuster Tournament». Deadline Hollywood. Consultado em 24 de março de 2016 
  108. a b c Brent Lang (16 de janeiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Is Fastest-Selling R-Rated Title in Fandango History». Variety. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  109. Hilary Lewis (16 de janeiro de 2015). «'Fifty Shades' Is Fastest-Selling R-Rated Movie in Fandango History». The Hollywood Reporter. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  110. Pamela McClintock (11 de fevereiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades' Scores Record Valentine's Day Advance Ticket Sales». The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  111. Lily Harrison (16 de janeiro de 2015). «Fifty Shades of Grey Is Already Fandango's Fastest-Selling R-Rated Movie in History». E! Online. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  112. Pamela McClintock (22 de janeiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades of Grey' Tracking for $45M-Plus Debut». The Hollywood Reporter. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  113. Scott Mendelson (22 de janeiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades Of Grey' Could Nab $45M Debut». Forbes. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  114. Pamela McClintock (30 de janeiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' vs. 'Kingsman': A Box-Office Battle for Date Night». The Hollywood Reporter. Consultado em 31 de janeiro de 2015 
  115. Marc Graser (3 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Marketing: More Sizzle Than Sex». Variety. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  116. Ray Subers (12 de fevereiro de 2015). «Forecast: 'Fifty Shades' to Dominate Valentine's Day Box Office». Box Office Mojo. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  117. Cunningham, Todd (11 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Arousing Overseas Audiences Too». The Wrap. Consultado em 12 de fevereiro de 2015 
  118. Press Association (6 de fevereiro de 2015). «Fifty Shades takes £1.3 million at box office before opening». The Telegraph. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  119. Scott Mendelson (22 de fevereiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades' Drops Record 73% For $23.2M Weekend». Forbes. Consultado em 16 de abril de 2015 
  120. «2015 Domestic Grosses». Box Office Mojo. Consultado em 9 de outubro de 2016 
  121. «Romantic Drama». Box Office Mojo. 29 de março de 2015 
  122. Pamela McClintock (30 de janeiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' vs. 'Kingsman': A Box-Office Battle for Date Night» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  123. a b Anthony D'Alessandro (13 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Posts Second Best R-Rated Preview Opening» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  124. «WIDEST OPENINGS BY MPAA RATING (R)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 12 de fevereiro de 2015 
  125. «WIDEST RELEASES BY MPAA RATING (R)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 12 de fevereiro de 2015 
  126. Pamela McClintock (13 de fevereiro de 2015). «Box Office Dominatrix: 'Fifty Shades' Nabs $30.2M Friday for Record $80M-Plus Debut» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  127. Ray Subers (14 de fevereiro de 2015). «Box Office Dominatrix: 'Fifty Shades' Nabs $30.2M Friday for Record $80M-Plus Debut Friday Report: Moviegoers Submit to 'Fifty Shades of Grey'» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  128. Ray Subers (15 de fevereiro de 2015). «Weekend Report: 'Grey' Makes Green Over Valentine's Day Weekend». Box Office Mojo. Consultado em 3 de março de 2015 
  129. Anthony D'Alessandro (15 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Posting A $81.7M Weekend, $90.7M Four-Day; 'Kingsman' Strong With $35.6M – Sunday Final Update». Deadline Hollywood. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  130. BROOKS BARNES and MICHAEL CIEPLY (15 de fevereiro de 2015). «In a Shift, 'Shades' Dominates Box Office». The New York Times. Consultado em 16 de fevereiro de 2015 
  131. Anthony D'Alessandro (2 de março de 2015). «Will Smith's 'Focus' Lower In Actuals With $18.69M Opening – Box Office Update». Deadline Hollywood. Consultado em 3 de março de 2015 
  132. Subers, Ray (1 de março de 2015). «Weekend Report: 'Focus' Pulls Off Minor Heist at the Box Office». Box Office Mojo. Consultado em 3 de março de 2015 
  133. Pamela McClintock (12 de fevereiro de 2015). «Global Box Office: 'Fifty Shades' Heads for $ 235M-Plus World Domination» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  134. Maane Khatchatourian (14 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Heating Up International Box Office With Record 158 Million Debut» (em inglês). Variety. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  135. a b Nancy Tartaglione (14 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Eyes $158M+ Opening Weekend Overseas; Biggest-Ever For An R-Rated Film» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  136. Nancy Tartaglione (12 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Ties Up Universal Records In Overseas Debuts; $100M+ Weekend?» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  137. a b c Nancy Tartaglione (13 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Cumes $28.6M Overseas In Two Days; Whips Opening Records» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  138. Pamela McClintock (12 de fevereiro de 2015). «Box Office: 'Fifty Shades' Breaks Studio Record in France on Opening Day» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  139. a b Dave McNarry (12 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' Heats Up International Box» (em inglês). Variety. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  140. Garry Maddox (13 de fevereiro de 2015). «Fifty Shades of Grey has debut record at Australian box office» (em inglês). The Sydney Morning Herald. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  141. «Fifty Shades of Grey Review» (em inglês). Metacritic. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  142. «Fifty Shades of Grey (2015) - Rotten Tomatoes» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  143. «Cinquenta Tons de Cinza: Críticas AdoroCinema». AdoroCinema. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  144. «Cinquenta Tons de Cinza - Críticas - Omelete». Omelete. Consultado em 4 de setembro de 2016 
  145. Ann Oldenburg (24 de julho de 2014). «Anti-porn group warns against watching 'Fifty Shades of Grey'». USA Today (em inglês). Entertainthis.usatoday.com. Consultado em 24 de julho de 2014 
  146. Patrick Frater (4 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Banned in Malaysia». Variety. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  147. a b «Fifty Shades of Grey movie banned in Malaysia for being 'unnatural'». The Sydney Morning Herald. 5 de fevereiro de 2015. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  148. a b c Richwine, Lisa (14 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades' goes global, but film too hot for some countries». Reuters. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  149. Kozlov, Vladimir (17 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Banned in Russia's North Caucasus (Report)». The Hollywood Reporter. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  150. «'Fifty Shades of Grey' will not be released in UAE cinemas». Emirates 24/7. 17 de fevereiro de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  151. «Fifty Shades of Grey film banned in Papua New Guinea due to sexual content». ABC Online. 19 de fevereiro de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2015 
  152. «"Fifty Shades" banned in Cambodia». Yahoo News. 11 de fevereiro de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2015 
  153. Naman Ramachandran (5 de março de 2015). «India Bans Edited Version of 'Fifty Shades of Grey'». Variety. Consultado em 5 de março de 2015 
  154. Izuzu, Chidumga (19 de fevereiro de 2015). «National Film and Video Censors Board bans movie from cinemas». Pulse.ng. Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  155. «Zimbabwe's censorship board demands that erotic scenes of Fifty Shades of Grey film be edited». U.S. News & World Report. 20 de fevereiro de 2015. Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  156. «Fifty Shades of Grey: In the censored Vietnam version there is no sex at all». The Independent. UK. 9 de março de 2015. Consultado em 9 de março de 2015 
  157. Davenporte, Barbie (5 de junho de 2012). «'Fifty Shades of Grey' Porn Parody Will Be Written/Directed by Mr. Filth. How Romantic.». LA Weekly (em inglês). Blogs.laweekly.com. Consultado em 30 de novembro de 2012 
  158. Romero, Dennis (29 de novembro de 2012). «Fifty Shades Porn Parody Targeted In Big Hollywood Lawsuit». LA Weekly. Consultado em 30 de novembro de 2012 
  159. Strecker, Erin (29 de novembro de 2012). «Company behind 'Fifty Shades of Grey' porn sued by Universal». Entertainment Weekly (em inglês). Insidemovies.ew.com. Consultado em 30 de novembro de 2012 
  160. «Universal files lawsuit against 'Fifty Shades' porn 'rip-off'». Times Live. 30 de novembro de 2012. Consultado em 30 de novembro de 2012 
  161. Costanza, Justine Ashley (1 de fevereiro de 2013). «'Fifty Shades Of Grey' Porn Lawsuit Heats Up: Is The XXX Adaptation Illegal?» (em inglês). International Business Times. Consultado em 1 de março de 2013 
  162. Gardner, Eriq (4 de março de 2013). «'Fifty Shades' Porn Parody Countersuit Claims Books Are In Public Domain (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 6 de março de 2013 
  163. Romano, Aja (12 de março de 2013). «"Fifty Shades" porn parody lost its lawsuit, but everyone wins». Daily Dot. Consultado em 7 de abril de 2013 
  164. Schumann, Rebecka (6 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Sequels Confirmed; Fans React To 'Fifty Shades Darker' And 'Fifty Shades Freed' Movie Announcement» (em inglês). IBTimes. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  165. ?, Christine (13 de fevereiro de 2015). «'Fifty Shades of Grey 2′ begins filming in Vancouver in June» (em inglês). On Location Vacations. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  166. Rebecca Ford; Kim Masters (22 de abril de 2015). «EL James' Husband Writing 'Fifty Shades of Grey' Sequel (Exclusive)». The Hollywood Reporter. Prometheus Global Media. Consultado em 23 de abril de 2015 
  167. Pamela McClintock, Rebecca Ford (23 de abril de 2015). «CinemaCon: 'Fifty Shades of Grey' Sequel to Hit Theaters in 2017». The Hollywood Reporter. Prometheus Global Media. Consultado em 24 de abril de 2015 
  168. Gregg Kilday (25 de março de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Director Sam Taylor-Johnson Won't Direct Sequel». The Hollywood Reporter. Consultado em 26 de março de 2015 
  169. «James Foley Frontrunner To Direct 'Fifty Shades Of Grey' Sequel For Universal». Deadline Hollywood. 20 de agosto de 2015. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  170. Justin Kroll (12 de novembro de 2015). «'Fifty Shades of Grey' Sequels to Shoot Back-to-Back». Variety. Consultado em 13 de novembro de 2015 
  171. Scott Roxborough (16 de junho de 2015). «SquareOne Takes Marlon Wayans' 'Fifty Shades' Spoof for Germany». The Hollywood Reporter. (Prometheus Global Media). Consultado em 16 de junho de 2015 
  172. Ali Jaafar (14 de agosto de 2015). «'50 Shades Of Black' Starts Shooting; iQiYi To Distribute 'Talking To Hollywood With Betty Zhou'- Global Briefs». Deadline Hollywood. (Penske Media Corporation). Consultado em 14 de agosto de 2015 
  173. «Fifty Shades of Black (2016)». Rotten Tomatoes. Consultado em 14 de março de 2016 
  174. Rothman, Michael (14 de janeiro de 2016). «Oscars 2016: Complete List of Nominees». ABC News. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  175. http://www.ew.com/article/2016/01/17/critics-choice-awards-2016-winners-list
  176. Merry, Stephanie; Yahr, Emily (10 de dezembro de 2015). «Golden Globes nominations 2016: Complete list». The Washington Post. Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  177. http://www.razzies.com/history/2016/2016-noms-press-release.html
  178. Lee, Ashley (7 de dezembro de 2015). «'Furious 7', 'Fifty Shades' Songs Score Multiple Grammy Nominations». The Hollywood Reporter. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  179. Author Jamie Lovett @JamieLovett (8 de março de 2016). «Deadpool, Avengers, And Star Wars Nominated For MTV Movie Awards». Comicbook.com 
  180. «People's Choice Awards 2016 Nominees Announced; 'Avengers: Age of Ultron,' 'Jurassic World,' 'Fifty Shades of Grey' Lead Film Nominations». Realty Today. 5 de novembro de 2015. Consultado em 9 de dezembro de 2015 
  181. «Original Song - Categories - International Press Academy». Satellite Awards. Consultado em 9 de dezembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]