Fila (filha de Antípatro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Fila, veja Fila (desambiguação).
Fila
Nascimento Século IV a.C.
Morte 287 a.C.
Potideia
Progenitores Pai:Antípatro
Cônjuge Demétrio I da Macedónia, Crátero
Filho(s) Antígono II Gônatas, Estratonice, Crátero, Crátero
Irmão(s) Cassandro, Eurídice, Niceia, Iolas
Título rainha
Causa da morte veneno

Fila (Phila) (? — 287 a.C.) foi a filha mais velha de Antípatro,[1] casada com Crátero e, depois da morte deste, com Demétrio Poliórcetes.

Família[editar | editar código-fonte]

O nome do seu avô paterno, o pai de Antípatro, era Iolau.[2]

Era irmã de Cassandro, Iolas,[3] Eurídice, esposa de Ptolemeu I Sóter [4] e Niceia,[5][6] que se casou com Pérdicas[5] e com Lisímaco.[6] Provavelmente também era irmã de Filipe, irmão de Cassandro.[7] Outro possível irmão é Archias, mencionado junto com Iolas como acompanhantes de Niceia, filha de Antípatro, quando esta foi trazida da Macedônia para se casar com Pérdicas.[8]

Casamentos[editar | editar código-fonte]

Crátero era casado com Amástris, filha de Oxatres, irmão de Dario III, mas Crátero se separou de Amástris e casou-se com Fila, enquanto Amástris foi viver com Dionísio, tirano de Heracleia Pôntica.[9]

Demétrio casou-se, por insistência do seu pai Antígono Monoftalmo, com Fila, após esta ficar viúva de Crátero, apesar da dela ser bem mais velha que ele.[10]

Filhos[editar | editar código-fonte]

Fila teve um filho chamado Crátero, com o mesmo nome do pai;[11] Crátero serviu sob o seu meio-irmão Antígono Gónatas [12][13][11] e costuma ser confundido com o autor do texto Synagoge psephismaton.[11]

Fila e Demétrio tiveram dois filhos: Antígono II Gónatas e Estratonice.[14] Estratonice casou-se com Seleuco I Nicátor, teve um filho,[Nota 1] e depois se casou com Antíoco I Sóter, filho de Seleuco.[15]

Morte[editar | editar código-fonte]

Quando Demétrio perdeu seu poder e se refugiou em Cassandreia, Fila, sem esperanças e com raiva da sua fortuna, tomou veneno e morreu.[16]

Notas e referências

Notas

  1. Segundo João Malalas, Seleuco e Estratonice tiveram uma filha, Fila.

Referências

  1. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XVIII, 18.7
  2. (Pseudo-)Luciano de Samósata, Macrobii [em linha]
  3. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Alexandre, 74.2
  4. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.6.8
  5. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XVIII, 23.1
  6. a b Estrabão, Geografia, Livro XII, Capítulo 4, 7
  7. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, "Philippus (15)" Arquivado em 5 de junho de 2011, no Wayback Machine.
  8. Arriano, Eventos após Alexandre, 21, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  9. Memnon de Heracleia, Livros XI e XII, citado por Fócio, Biblioteca de Fócio [em linha]
  10. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 14.2
  11. a b c Donatella Erdas, Cratero Il Macedonie, Testimonianze e frammenti [em linha]
  12. Plutarco, Moralia, Sobre o amor entre irmãos, 15 [em linha]
  13. Juniano Justino, Epítome de Pompeu Trogo, Prólogo do Livro XXVI [em linha]
  14. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 53.4
  15. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 38.2
  16. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 45.1