Filarmônica Santo Antônio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2018).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Filarmônica Santo Antonio década de 50 na Catedral Diocesana na Cidade de propriá

Filarmônica Santo Antonio é uma instituição musical do estado Brasileiro de Sergipe, foi criada no dia 13/06/1938 na cidade de Propriá. Robério Britto dos Santos é o Atual Regente e que esta desde a década de 80.

Gerações Anteriores[editar | editar código-fonte]

Com a abertura da Fábrica de Tecidos que era de propriedade da família Britto em meados de 1918, surge a Lira Industrial, tendo à frente a figura inesquecível do Maestro Lauro Augusto do Carmo Popular Lauro Carmo que foi o Grande mestre das gerações de maestros do Baixo São Francisco do eixo Sergipe Alagoas, Reconhecido Nacionalmente e Certamente o primeiro grande nome que surge como Professor de Música, Regente e Compositor da região, Lauro Carmo Foi Autor de varias Composições como Dobrados, Valsas, Marchas e Musicas Sacra, na Cidade de Pão de Açúcar foi encontrada uma de suas composições, Trata-se do Dobrado N° 155 em Homenagem ao 12 Tênis Clube de Propriá SE, as suas Composições Originais Foram encontradas no Acervo de Antônio melo Barbosa (Tonho do Mestre) na Cidade de Pão de Açúcar.

12 Tênis Clube de Propriá Sergipe

Neste mesmo período funcionava a Filarmônica 24 de Julho, que tinha como regente o maestro Zéo. A cidade de Propriá encontrava-se com duas Filarmônicas. Após o falecimento do maestro Lauro Carmo, em seguida assumem outros maestros Desconhecidos, No final dos anos 30 é extinta a Lira Industrial devido à imigração de músicos para outras cidades e Estados, o mesmo acontece com a Filarmônica 24 de Julho, após a morte do maestro Zéo.

na Catedral diocesana Decada de 80

Historia[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de junho de 1938 foi criada a Associação Musical Filarmônica Santo Antônio pela sociedade propriaense sob a regência do maestro Peixoto, que durante anos representou o Município, Depois de grande período servindo a comunidade de Propriá, em 1964 fecham-se as portas, sendo assim onze anos de ausência musical. Nesse período surge a figura do Maestro Otávio Menezes, fundador da Orquestra Fênix, autor do Hino de Propriá e do Hino do América Futebol Clube.

Em 25 de Dezembro de 1975 na Gestão do prefeito Wolney Leal de Melo, renasce a Banda Municipal Professor Lauro Carmo, tendo como regente o Professor Plínio que esteve à frente da banda por Três anos, devido a sérios problemas de saúde, vindo a ser substituído por Walter Felinto e assim sucedendo-se com o maestro Júlio Francisco, encerrando-se a década de 70 com Antônio Alegrino, nessa época formaram-se grandes músicos, alguns vinham até de outras cidades para aprimorar seus conhecimentos.

Filarmônica Santo Antonio na Formatura do Tiro de Guerra 06 016

Maestro Robério Britto dos Santos[editar | editar código-fonte]

Robério Britto dos Santos Nasceu na Cidade de Itabi no dia 22/02/1959 (59 anos), Filho de Undina Britto dos Santos e José Antônio dos Santos Passaram a residir em Propriá a partir de 1968. Iniciou seus estudos na área de musica em 1975, na escola de Música Professor Lauro do Carmo, como aluno de trombone com o saudoso Professor Antônio Plínio, que na época exercia sua função de Maestro em Japaratuba e Propriá.

A partir de 1976, tornou-se integrante da filarmônica Santo Antônio na bancada de trombones, Nesse mesmo período Passou pela Banda de Baile, os Átomos, em 1977 teve um derrame Cerebral que afetou o seu lado direito, mas com todas as dificuldades seguiu em frente se Superando e se adaptando com a mão esquerda, depois se apaixonou pela tuba ao ver o grande Maestro e Músico da Policia Militar de Sergipe, Sargento Júlio Francisco, uma pessoa muito especial que compartilhou muita experiência musical.

Na Década de 1980 já Comandava a Orquestra Carnavalesca no Tradicional Carnaval da Tavares de Lira e do 12 Tênis clube, Em 1982 Robério se Casou com Luzia Clea Britto dos Santos e obteve o cargo de Maestro da filarmônica Santo Antônio, mesmo com a falta de experiência seguiu adiante com o seu sonho, em 1984 foi ensinar Música na Cidade de Porto da Folha, em 1988 participou da Banda de Totosão Começando os trabalhos como Tecladista, depois formou sua Própria banda com varias formações, lós tropicamos, banda Scorpions, e Banda Luar.

Na década de 90 Recebeu o Titulo de Cidadão Propriaense na Câmara de vereadores, Nesse mesmo período começou a Participar de festivais de Música com os Mestres e Professores Francisco Alberto, Ademir Araújo, Antônio bevenuto, gladson carvalho e outros, a fim de adquirir mais conhecimento como Regente. Além da vivencia na Pratica musical, estes professores foram diretamente responsável na formação do trabalho Musical do maestro, que sentiu a necessidade de ampliar a difusão Musical para a região do baixo são Francisco e demais regiões levando seu trabalho para outras cidades, criando e fortalecendo algumas filarmônicas como da cidade de Carmópolis, que Recriou a Banda de Música Municipal, Juntamente com o Sargento Valdir da Silva Pinheiro, em 1999 Criou a Orquestra Old times resgatando os Antigos bailes da Cidade. Em 2001 foi convidado pra ensinar na Cidade de Aquidabã fundando a Lira Senhora Santana, o mesmo ano Criou a Banda de Forro Doce de Leite, e assim Levou também o ensino para bandas Marciais e de Fanfarra nas cidades de Telha, Amparo do São Francisco e Neópolis.

Atualmente o Maestro Robério continua prestando serviços à comunidade atuando como professor e maestro na filarmônica Santo Antônio de Propriá, tendo um Papel importante na formação cultural de varias gerações de Músicos. Tem como braço direito seu filho mais velho, o Sargento da banda da Policia Militar, Roberto brito dos Santos musico, arranjador que muito faz em prol da filarmônica junto com os outros filhos que também são músicos e sua esposa, Luzia Cléa Britto que apoia seu trabalho e paixão pela Música incentivando-o desde o inicio de sua Carreira.

Passa a ser Lei[editar | editar código-fonte]

Em 16 de Abril de 1990 seu nome passou para Associação Musical Filarmônica Santo Antônio onde a mesma foi legalizada através da Lei n° 20/90 aprovada pela Câmara de Vereadores, passando a fazer parte do Cadastro Junto a FUNARTE.

Estatuto[editar | editar código-fonte]

Em 10 de abril de 2008 a Filarmônica passa a ter Regimento Interno que por sua vez Altera o nome para Banda de Música Filarmônica Santo Antônio de Propriá e passa a fazer parte da Secretaria Municipal da Cultura e Meio Ambiente, Composta por 48 músicos a Banda de Música também possui uma escola que tem como objetivo maior incentivar e valorizar a cultura musical, desenvolvendo assim um trabalho social com crianças e adolescentes.

Projeto Bandas de música[editar | editar código-fonte]

A contribuição mais importante da Filarmônica para o município é a formação gratuita de crianças e jovens através da música, agregando valores de civismo e disciplina. Por ser um trabalho desenvolvido em grupo, a Banda oferece aos alunos o enriquecimento cultural com o conhecimento prático e teórico de peças musicais Religiosas, clássicas e populares, para melhores condições psicológicas, princípios de socialização que, com a ocupação sadia, contribuem para o afastamento dos fatores de risco social, e a formação de um ser humano mais aprimorado, Com o apoio total da Prefeitura Municipal de Propriá Sergipe.

UBMI[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de junho de 2017 a Filarmônica Santo Antônio, passa a fazer parte do seleto grupo da união de bandas do interior (UBMI) é um grupo de 11 bandas que faz apresentações em Cidades Sede e que tem a função de resgatar os antigos projetos de bandas de música que aconteciam na cidade de Aracaju.

Filarmônica Santo Antonio no Projeto Bandas em Aracaju sergipe


Filarmônica Santo Antonio Encontro de Bandas da UBMI na Cidade de Propriá

Ver também[editar | editar código-fonte]

Facebook Filarmônica Santo Antonio>

Referências

[1]

[2]

[3]

[4]

[5]

[6]

  1. Prefeitura Municipal de Propriá
  2. Jose Antonio dos Santos
  3. Robério Britto dos Santos
  4. Undina Britto dos Santos
  5. Memorial de Propriá
  6. Luzia Cléa Britto dos Santos