Cold Hearts

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Filhos das Trevas)
Ir para: navegação, pesquisa
Cold Hearts
Filhos das Trevas (BR)
 Estados Unidos
1999 •  cor •  90 min 
Direção Robert A Masciantonio
Elenco Robert Floyd
Amy Jo Johnson
Marisa Ryan
Christian Campbell
Género terror
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Cold Hearts (br: Filhos das Trevas) é um filme estadunidense de 1999, do gênero terror, dirigido por Robert A Masciantonio e com Robert Floyd, Marisa Ryan e Amy Jo Johnson no elenco.[1] O filme foi baseado na mitologia vampiresca da produção The Lost Boys e contou com efeitos especiais de maquiagem de Tom Savini.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Sem o conhecimento dos cidadãos comuns da pacata cidade de New Jersey alguns dos jovens locais abrigam um segredo terrível ligado a diversas mortes na comunidade. Após à morte da mãe, Viktoria, que sempre foi apaixonada pela lenda das criaturas da noite, sucumbiu à sedução do vampiro Charles e agora teme ser incapaz de amar. Revelando-se como um senhor vampiro do mal, Charles e seus companheiros passam a aterrorizar todos em seu caminho, incluindo sua rival Viktoria e sua amiga Alicia. Viktoria procura a ajuda de um misterioso rapaz, Seth, cujo próprio terrível segredo será revelado numa noite de lua cheia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O diretor Robert A Masciantonio se inspirou no filme "Os Garotos Perdidos" (The Lost Boys) para compor a base da mitologia vampiresca de Cold Hearts. Ele gostaria que na ambientação do filme, vampiros atacassem turistas em clima de retiro de férias em uma pequena cidade da Costa Leste, onde a palavra "vampiro" nunca fosse dita. Ele também se inspirou em alguns conceitos de Dawson Creek e Buffy the Vampire Slayer, sendo um grande fã de Joss Whedon. O objetivo era fazer um filme de vampiros voltado para adolescentes, seus relacionamentos, vícios de drogas e ideais.[2]

Robert deixou a faculdade para a produção do filme em 1997. Porém, só conseguiu reunir o orçamento de cerca de 900 mil dólares um ano depois. As filmagens aconteceram em maio de 1998 em Ocean City, New Jersey, USA. Foram 30 dias de filmagens com uma equipe trazida de Los Angeles composta também por amigos de Robert. Foram alugadas nove casas para a equipe em Ocean City. A produção encontrou problemas devido a uma infestação de mosquitos que aconteceu no local das filmagens. Parte da equipe precisou usar turbantes e protetores de rostos nas duas horas entre o pôr e o nascer do sol por uma boa semana inteira. Segundo Robert, duas pessoas da equipe chegaram a ser hospitalizadas.[3]

Sobre a escolha do elenco, Robert revelou que convidou pessoalmente o ator e locutor Fred Norris durante uma entrevista. Ele queria uma voz conhecida para o filme e Fred Norris já vinha fazendo um trabalho por 10 anos junto com Howard Stern no programa The Howard Stern Show, transmitido pela Sirius XM Radio. Robert revelou que não conhecia o trabalho de Amy Jo Johnson, que na época era apenas conhecida por Power Rangers, série que ele nunca havia assistido. Ele a viu pela primeira vez quando ela apareceu para fazer o teste e ganhou o papel pelo que apresentou em sua audição. Robert disse que se surpreendeu meses depois, quando a viu estrelando a série Felicity.[4]

Robert contratou Tom Savini, conhecendo suas maquiagens em produções como Despertar dos Mortos, Dia dos Mortos e Sexta-Feira 13, para ajudar nos efeitos especiais de maquiagem no filme. Robert enviou o script para Tom e eles trabalharam juntos dois meses antes das filmagens. Tom Savini trouxe a sua própria equipe da Filadélfia.

Para a trilha sonora, Robert escolheu a canção "To the Shock of Miss Louise" de Thomas Newman, também usada do filme The Lost Boys, além de "Close to Me" da banda britânica The Cure e "Asshole" de Denis Leary. O tema do filme instrumental é uma composição original de Robert.[5]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Cold Hearts estreou em 15 de outubro de 1999 nos cinemas norte-americanos, após passar por festivais de cinema e receber o prêmio Grand Prize do Atlantic City Film Festival.[6] Foi lançado em VHS e em DVD pela Synapse Films. No Brasil, foi lançado pela PlayArte nos cinemas e em VHS. Teve exibições na TV aberta pela Rede Bandeirantes.[7]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Em entrevista ao site Cinedelphia em 2011, Robert A Masciantonio disse que Twilight é apenas um remake de grande orçamento de Cold Hearts. Ele chegou a receber uma teoria on-line de alguém dizendo que Stephenie Meyer em uma certa noite, comeu um pacote de Cheetos e assistiu Cold Hearts, só depois disso escreveu o livro.[8]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Filhos das Trevas: Informações». flexcine.com.br. Consultado em 28 de outubro de 2012 
  2. «Entrevista com Robert A Masciantonio». cinedelphia.com. Consultado em 10 de outubro de 2012 
  3. «Entrevista com Robert A Masciantonio». cinedelphia.com. Consultado em 10 de outubro de 2012 
  4. «Entrevista com Robert A Masciantonio». cinedelphia.com. Consultado em 10 de outubro de 2012 
  5. «Filhos das Trevas Soundtrack». IMDB.com. Consultado em 10 de janeiro de 2012 
  6. «Filhos das Trevas Awards». IMDB.com. Consultado em 10 de janeiro de 2012 
  7. «Filhos das Trevas, filme e elenco». cinedica.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2012 
  8. «Entrevista com Robert A Masciantonio». cinedelphia.com. Consultado em 10 de outubro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]