Filipe Luís

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Filipe Luís
Filipe Luís
Filipe Luís em 2018.
Informações pessoais
Nome completo Filipe Luís Kasmirski
Data de nasc. 9 de agosto de 1985 (36 anos)
Local de nasc. Jaraguá do Sul (SC), Brasil
Nacionalidade brasileiro
italiano
Altura 1,82 m
canhoto
Informações profissionais
Clube atual Flamengo
Número 16
Posição lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1995–2001
2001–2004
Jaraguá (futsal)
Figueirense
Clubes profissionais
Anos Clubes
2003–2004
2004–2005
2005–2008
2005–2006
2006–2008
2008–2010
2010–2014
2014–2015
2015–2019
2019–
Figueirense
Ajax
Rentistas
Real Madrid Castilla (emp.)
Deportivo La Coruña (emp.)
Deportivo La Coruña
Atlético de Madrid
Chelsea
Atlético de Madrid
Flamengo
Seleção nacional
2004–2005
2009–2019
Brasil Sub-20
Brasil

Filipe Luís Kasmirski, mais conhecido apenas como Filipe Luís (Jaraguá do Sul, 9 de agosto de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente joga no Flamengo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filipe Luís em 2009 pelo La Coruña.

Início no Futsal[editar | editar código-fonte]

Filipe iniciou sua carreira desportista na equipe de Futsal da sua cidade natal[1]. Seu talento logo chamou a atenção, e ele foi convocado para a seleção catarinense sub-15[1]. Chamou a atenção também do Figueirense, que o contratou para suas divisões de base do futebol de campo. Com isso, Filipe jogou Futsal até os 14 anos[1].

Primeiros passos no Futebol de Campo[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Figueirense em 2003, atuou no clube até 2004 quando se transferiu para o Ajax, da Holanda. Sem espaço no clube, seu agente, Juan Figer o colocou no Rentistas - um clube de aluguel do qual Juan Figer era sócio - a fim de valorizar seu passe.[2]

Com contrato com o Rentistas, foi emprestado ao Real Madrid Castilla, e depois para o La Coruña, que o contrataria em definitivo em 2008.[3]

La Coruña[editar | editar código-fonte]

Em 2006 foi contratado pelo Deportivo de La Coruña.

Foi eleito pela UEFA como o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Espanhol (temporada 2008–09). O jogador também tem em seu currículo um recorde importante: atuou consecutivamente nas últimas 66 partidas como titular com a camisa do La Coruña.

No dia 23 de janeiro de 2010, num jogo contra o Athletic Bilbao, sofreu uma grave fratura do perônio com luxação do tornozelo direito após chocar-se com o goleiro adversário, Gorka Iraizoz, na mesma jogada onde fez o primeiro gol da vitória de 3–1 do La Coruña. Ele ficou afastado dos gramados por vários meses, perdendo assim as poucas chances que ainda lhe restavam de ser convocado à Copa do Mundo de 2010.[4]

Atlético de Madrid[editar | editar código-fonte]

Filipe Luís em 2013 pelo Atlético.

No dia 23 de julho de 2010, o La Coruña anunciou a venda do jogador para Atlético de Madrid.[5] Filipe firmou um acordo válido por cinco anos com o novo clube.[6]

Sua estreia oficial ocorreu no dia 26 de setembro, em casa, contra o Zaragoza, onde deu uma assistência para o compatriota Diego Costa marcar o único gol do jogo. Ao final da partida, Filipe recebeu o prêmio Man of the Match.

Em sua primeira temporada, disputou a titularidade com Antonio López. No dia 10 de abril de 2011, ele marcou seu primeiro gol pela equipe na vitória em casa por 3–0 sobre a Real Sociedad.

No dia 17 de janeiro de 2013, ele marcou o segundo na vitória por 2–0 contra o Real Betis pela Copa do Rei. Ele também jogou os 90 minutos na final contra o Real Madrid, que terminou em com um triunfo por 2–1 e o título no Santiago Bernabéu.[7]

Filipe Luís fez sua primeira aparição na Liga dos Campeões da UEFA na edição de 2013–14, ajudando os Colchoneros a garantir o primeiro lugar no Grupo G ao marcar na goleada em casa por 4 a 0 contra o Austria Viena.

Durante a campanha nessa temporada, ele fez parte de uma defesa que sofreu 26 gols em 38 jogos no Campeonato Espanhol, sendo peça fundamental para o Atlético conquistar o título pela primeira vez em 18 anos.[8] Além disso, ele participou de dez jogos na Champions, incluindo a derrota na final por 1–4 para o Real Madrid, em Lisboa.[9] Posteriormente foi eleito para a seleção da Liga Espanhola ao lado do companheiro de equipe Miranda e de Sergio Ramos, do Real Madrid.[10]

Filipe Luís pelo Chelsea.

Chelsea[editar | editar código-fonte]

No dia 16 de julho de 2014, o Chelsea anunciou sua transferência ao clube.[11] Ele recebeu a camisa 3, livre desde a saída de Ashley Cole para a Roma. O jogador assinou um contrato de três anos, afirmando na sua chegada: "Essa chegada é um sonho se tornando realidade para mim. Agora tenho a oportunidade de jogar pelo Chelsea e também na Premier League. Estou muito feliz e ansioso para começar e dar o meu melhor para a equipe nas próximas temporadas."[12]

Estreou em um amistoso de pré-temporada contra o Wolfsberger, no dia 23 de julho. Sua estreia oficial foi no dia 30 de agosto, onde entrou no lugar de Eden Hazard e atuou nos últimos sete minutos da vitória por 6–3 contra o Everton.[13]

Filipe Luís em 2018.

Seu único gol pelos Blues foi marcado no dia 16 de dezembro, de falta, na vitória por 3–1 sobre o Derby County pelas quartas-de-final da Copa da Liga Inglesa.[14]

Após não conseguir se afirmar no Chelsea, Filipe Luís admitiu que o espanhol César Azpilicueta teve um rendimento superior e mereceu a titularidade na temporada.[15]

Retorno ao Atlético[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de julho de 2015, o Atlético de Madrid recontratou o brasileiro por 16 milhões de euros.[16] Em 2019, Filipe se despediu do Atlético com 333 partidas jogadas e sete títulos conquistados, rumo ao Flamengo.[17][18]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

2019[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de julho de 2019, após uma longa negociação, Filipe retornou ao Brasil e assinou com o Flamengo até o fim de 2021.[19] Sua contratação foi bancada pelo presidente Rodolfo Landim, que se encantou com a liderança e o profissionalismo do jogador durante a Copa América de 2019. O lateral tinha o perfil que os dirigentes estavam procurando para mudar a equipe de patamar.[20]

Após a rápida adaptação que o levou a titularidade do time rubro-negro, depois da goleada sobre o Grêmio, pela Copa Libertadores, Filipe Luís afirmou que estava vivendo o momento mais especial da sua carreira.[21]

2020[editar | editar código-fonte]

No dia 12 de fevereiro, marcou seu 1° gol pelo Flamengo, na vitória por 3 a 2 sobre o Fluminense, pela Taça Guanabara.[22]

Seu 2° gol pelo clube foi em 9 de setembro, na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, válido pela 9a rodada do Campeonato Brasileiro.

Voltou a marcar em 13 de dezembro de 2020, na vitória por 4 a 1 sobre o Santos, em jogo válido pela 25a rodada do Brasileirão.[23]

2021[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de agosto, Filipe Luis completou 100 jogos com a camisa do Flamengo,[24] sendo a vitória do rubro-negro por 4 a 1 sobre Olimpia no jogo de ida das quartas da Libertadores.[25]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Filipe Luís com a Seleção Brasileira em 2015.

No dia 7 de agosto de 2009, recebeu sua primeira convocação para a Seleção Brasileira principal. Foi chamado pelo técnico Dunga devido ao corte de Marcelo.[26]

Filipe Luís na Copa do Mundo de 2018.

Antes de estrear pelo Brasil, chegou a ser sondado pela Polônia, terra de seu bisavô e origem do seu sobrenome Kasmirski.[27] Filipe também tem origem italiana, terra de sua mãe.[carece de fontes?] Além de ter sido cogitado na Seleção Espanhola e de também ter alguns parentescos austríacos.[carece de fontes?]

Fez sua estreia no dia 14 de outubro de 2009, no empate em 0–0 contra a Venezuela, em partida válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.[28]

Filipe Luís foi convocado por Luiz Felipe Scolari para a Copa das Confederações FIFA de 2013 no Brasil, onde sagrou-se campeão, apesar de não ter entrado em campo durante a competição. Ele foi um dos pré-convocados para a Copa do Mundo FIFA de 2014, porém acabou preterido por Marcelo e Maxwell.

No dia 17 de novembro de 2015, na Arena Fonte Nova, Filipe Luís marcou seu primeiro gol pela Seleção Brasileira na vitória 3–0 contra o Peru, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2018.[29]

Integrou o elenco que disputou a Copa América Centenário em 2016.[30] Foi convocado pelo técnico Tite para a Copa do Mundo FIFA de 2018 e para a Copa América de 2019.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 20 de outubro de 2021.[31]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Figueirense 2003 5 1 0 17 0 0 22 1 0
2004 17 0 0 0 0 0 17 0 0
Total 22 1 0 0 0 0 0 0 0 17 0 0 39 1 0
Real Madrid Castilla 2005–06 37 0 0 37 0 0
Total 37 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 37 0 0
Deportivo La Coruña 2006–07 19 0 0 7 1 0 26 1 0
2007–08 33 1 3 2 0 0 35 1 3
2008–09 38 2 3 2 0 0 12 1 2 0 0 0 52 3 5
2009–10 21 3 1 3 1 1 24 4 2
Total 111 6 7 14 2 1 12 1 2 0 0 0 137 9 10
Atlético de Madrid 2010–11 27 1 2 6 0 0 3 0 0 36 1 2
2011–12 36 0 3 1 0 0 16 0 0 53 0 3
2012–13 32 1 2 6 2 0 4 0 0 42 3 2
2013–14 32 0 5 5 0 0 10 1 1 2 0 0 49 1 6
Total 127 2 12 18 2 0 33 1 1 2 0 0 180 5 13
Chelsea 2014–15 15 0 0 6 1 0 5 0 1 26 1 1
Total 15 0 0 6 1 0 5 0 1 0 0 0 26 1 1
Atlético de Madrid 2015–16 32 1 4 3 0 0 10 0 0 45 1 4
2016–17 34 3 6 4 0 0 10 0 1 48 3 7
2017–18 20 1 2 0 0 0 8 0 1 28 1 3
2018–19 27 2 2 0 0 0 5 0 1 32 2 3
Total 113 7 14 18 0 0 33 0 3 0 0 0 153 7 17
Flamengo 2019 16 0 0 5 0 0 2 0 0 23 0 0
2020 31 2 3 2 0 0 7 0 0 9 1 2 49 3 5
2021 21 0 2 3 0 0 9 0 0 6 0 2 39 0 4
Total 68 2 4 5 0 0 21 0 0 17 1 2 111 3 9
Total na carreira 492 18 37 50 5 1 104 2 7 36 1 2 684 26 49
Gols pelo Flamengo

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-20

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2004 8 1 0 0,12
2005 8 1 0 0,12
Total 16 2 0 0,12

Principal

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2009 1 0 0 0
2013 3 0 0 0
2014 6 0 1 0
2015 11 1 3 0,09
2016 8 1 1 0,12
2017 2 0 0 0
2018 7 0 0 0
2019 6 0 1 0
Total 44 2 6 0,04

Seleção Brasileira

Ano
Jogos Gols Assist. Média
2004 8 1 0 0,12
2005 8 1 0 0,12
2009 1 0 0 0
2013 3 0 0 0
2014 6 0 1 0
2015 11 1 3 0,09
2016 8 1 1 0,12
2017 2 0 0 0
2018 7 0 0 0
2019 6 0 1 0
Total 60 4 6 0,06

Títulos[editar | editar código-fonte]

Figueirense
Ajax
Atlético de Madrid
Chelsea
Flamengo
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d globoesporte.globo.com/ Filipe Luís: made in Jaraguá
  2. Matheus Borrone de Freitas (5 de junho de 2018). «Convocados da seleção na Copa: Conheça a história de Filipe Luís». Torcedores.com. Consultado em 22 de março de 2021 
  3. Alberto Piñero (7 de abril de 2018). «Quando o Real Madrid negociou por Filipe Luís». Goal.com. Consultado em 22 de março de 2021 
  4. «Filipe Luis ficará até seis meses afastado do La Coruña». Goal.com. 24 de janeiro de 2010. Consultado em 22 de março de 2021 
  5. «La Coruña anuncia acordo, e Filipe Luis vai para o Atlético de Madri». UOL. 20 de julho de 2010. Consultado em 22 de março de 2021 
  6. «Filipe Luís oficializa transferência para o Atlético de Madrid». Trivela. 23 de julho de 2010. Consultado em 22 de março de 2021 
  7. «Miranda marca, Atlético bate Real, quebra jejum e leva a Copa do Rei». GloboEsporte.com. 17 de maio de 2013. Consultado em 22 de março de 2021 
  8. «Atlético de Madri é campeão espanhol 18 anos depois». VEJA. 17 de maio de 2014. Consultado em 22 de março de 2021 
  9. Cassio Barco (24 de maio de 2014). «"La Décima": de virada, Real goleia Atlético na prorrogação e leva taça». GloboEsporte.com. Consultado em 22 de março de 2021 
  10. «Chelsea Duo Courtois And Filipe Luis Nominated For La Liga Awards #CFC». International Business Times UK (em inglês). 14 de outubro de 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  11. «Luis agreement reached» (em inglês). Sítio oficial Chelsea FC. 16 de julho de 2014 
  12. «Filipe Luis deal completed | Official Site | Chelsea Football Club». ChelseaFC. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  13. «Em jogo de nove gols, Chelsea vence com dois de Diego Costa e lidera». GloboEsporte.com. 30 de agosto de 2014. Consultado em 22 de março de 2021 
  14. «Filipe Luís marca pela 1ª vez, Chelsea vence e está na semi de Copa da Liga». GloboEsporte.com. 16 de dezembro de 2014. Consultado em 22 de março de 2021 
  15. «Filipe Luis: "Mourinho fue justo conmigo"» (em espanhol). El País. 16 de agosto de 2015 
  16. Felipe Lobo (28 de julho de 2015). «Filipe Luís de volta ao Atlético de Madrid é bom negócio para todos, até para o Chelsea». Trivela. Consultado em 22 de março de 2021 
  17. «Filipe Luis se despide del Atlético con 333 partidos disputados» (em espanhol). La Opinión de A Coruña. 21 de julho de 2019. Consultado em 22 de março de 2021 
  18. Felipe Lobo (21 de julho de 2019). «É raro ver a grandeza que Filipe Luís se despede do Atlético de Madrid, como lenda do clube». Trivela. Consultado em 22 de março de 2021 
  19. Rômulo Paranhos (23 de julho de 2019). «Filipe Luís é o novo jogador do Flamengo». Site oficial do Flamengo. Consultado em 22 de março de 2021 
  20. André Rocha (9 de novembro de 2019). «A conversa entre Filipe Luís e o "Mister" que ajustou o Flamengo». UOL. Consultado em 22 de março de 2021 
  21. Kiko Menezes e Ivan Raupp (25 de outubro de 2019). «Filipe Luís comemora fase no Flamengo: "Talvez o momento mais especial da minha carreira"». GloboEsporte.com. Consultado em 22 de março de 2021 
  22. «Filipe Luís marca seu primeiro gol pelo Flamengo: "Estava com muita vontade de fazer"». GloboEsporte.com. 12 de fevereiro de 2020. Consultado em 22 de março de 2021 
  23. «Flamengo 4 x 1 Santos - Campeonato Brasileiro rodada 25 - Tempo Real - Globo Esporte». ge.globo. Consultado em 15 de maio de 2021 
  24. «Filipe Luís completará 100 jogos pelo Flamengo contra o Olimpia: 'Momento mais feliz da carreira'». Lance!. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  25. «Olimpia 1 x 4 Flamengo: Fla atropela no Paraguai e encaminha vaga na semifinal da Libertadores | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  26. Portal UOL Esportes (7 de agosto de 2009). «Marcelo é cortado, e Dunga convoca novato Filipe para a lateral esquerda». Consultado em 7 de agosto de 2009 
  27. "Múltipla escolha", Paulo Passos, Placar número 1328, março de 2009, Editora Abril, pág. 89
  28. Thales Calipo (14 de outubro de 2009). «Na despedida das eliminatórias, Brasil para na retranca e fica no 0 a 0». UOL. Consultado em 22 de março de 2021 
  29. Marcus Alves (17 de novembro de 2015). «Prazer, Douglas Costa: meia brilha, marca, e Brasil atropela o Peru em Salvador». ESPN.com.br. Consultado em 22 de março de 2021 
  30. Alexandre Lozetti (5 de maio de 2016). «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». GloboEsporte.com. Consultado em 26 de julho de 2019 
  31. «Filipe Luís - Perfil de jogador 2021». www.transfermarkt.com.br (em bretão). Consultado em 18 de julho de 2021 
  32. marca.com/ El once ideal de la Liga: siete del Atleti, Cristiano y nadie del Barça
  33. «Filipe Luis» (em espanhol). Marca 
  34. «Flamengo domina, e Athletico tem dois representantes na seleção do Brasileirão 2019; veja os 11». GloboEsporte.com. 9 de dezembro de 2019. Consultado em 22 de março de 2021 
  35. «Flamengo divide Seleção da América em 2019 com o River Plate; Everton é o intruso». GloboEsporte.com. 31 de dezembro de 2019. Consultado em 22 de março de 2021 
  36. «Gabigol, do Flamengo, é eleito craque do Campeonato Carioca; veja seleção». GloboEsporte.com. 20 de julho de 2020. Consultado em 22 de março de 2021 
  37. «Seleção do Carioca tem domínio de Flamengo e Fluminense; Gabigol é eleito o craque e Kayky a revelação». Lance!. Consultado em 23 de maio de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikinotícias Categoria no Wikinotícias