Filmes de Guerra, Canções de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Filmes de Guerra, Canções de Amor
Álbum ao vivo de Engenheiros do Hawaii
Lançamento outubro de 1993
Gravação Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro, nos dias 5 e 6 de Julho de 1993
Gênero(s) Rock, MPB, folk e música erudita
Duração 52:22
Idioma(s) Português
Formato(s) LP, CD, VHS e DVD
Gravadora(s) BMG
Produção Mayrton Bahia
Cronologia de Engenheiros do Hawaii
Gessinger, Licks & Maltz
Simples de Coração

Filmes de Guerra, Canções de Amor (também conhecido por seu acrônimo FGCA) é o segundo álbum ao vivo da banda de rock brasileira Engenheiros do Hawaii, lançado em 1993. Foi o sétimo e último álbum da discografia em geral dos Engenheiros a ser gravado pela formação clássica da banda, montada em 1987. Foi também um dos primeiros registros acústicos de uma banda brasileira.[1]

É o segundo disco ao vivo da banda, confirmando a tendência de lançar um disco ao vivo a cada três discos de estúdio, seguindo o exemplo da banda Rush. Gravado na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, em Julho de 1993, o álbum traz canções do grupo em formato acústico, como Crônica, Pra Entender, Alívio Imediato, Muros e Grades e O Exército de Um Homem Só. Algumas das canções, além de terem ganho uma instrumentalização nova, tiveram suas letras diferenciadas e atualizadas. Além das regravações de sucessos antigos, há quatro canções inéditas: Mapas do Acaso, ¿Quanto Vale a Vida?, Às Vezes Nunca e Realidade Virtual (as duas últimas gravadas em estúdio). O disco conta ainda com a participação da Orquestra Sinfônica Brasileira, em algumas canções, com regência do maestro mineiro Wagner Tiso.

Este disco também marca o fim da fase auto-produtiva dos Engenheiros do Hawaii, iniciada em 1990, com as gravações de O Papa É Pop. Dessa vez, a produção ficou a cargo de Mayrton Bahia, que produziu a Legião Urbana até 1994.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções compostas por Humberto Gessinger, exceto onde estiver indicado.

LP e CD[editar | editar código-fonte]

  1. Mapas do Acaso - 6:03
  2. Além dos Outdoors - 3:53
  3. Pra Entender - 3:19
  4. ¿Quanto Vale a Vida? - 5:35
  5. Crônica - 3:34
  6. Pra Ser Sincero (Humberto Gessinger e Augusto Licks) - 3:40
  7. Muros & Grades (Humberto Gessinger e Augusto Licks) - 6:10
  8. Alívio Imediato - 3:24
  9. Ando Só - 3:27
    • Várias Variáveis (1991)
  10. O Exército de Um Homem Só (Humberto Gessinger e Augusto Licks) - 5:46
    • O Papa é Pop (1990)
  11. Às Vezes Nunca - 3:29
  12. Realidade Virtual - 4:02

VHS e DVD[editar | editar código-fonte]

  1. Mapas do Acaso
  2. Além dos Outdoors
  3. Pra Entender
  4. Quanto Vale a Vida?
  5. Parabólica (Humberto Gessinger e Augusto Licks)
  6. Ninguém=Ninguém
  7. Refrão de Bolero
  8. Todo Mundo É Uma Ilha
  9. Crônica
  10. Às Vezes, Nunca
  11. Muros e Grades
  12. Alívio Imediato
  13. Perfeita Simetria
  14. Ando Só
  15. O Exército de Um Homem Só
  16. Realidade Virtual
  17. Até Quando Você Vai Ficar?
  18. Pra Ser Sincero (somente nas edições em fita de vídeo)

Formação[editar | editar código-fonte]

  • Humberto Gessinger: Voz, guitarra semiacústica, piano acústico, acordeon em Pra Ser Sincero, baixo em Às Vezes Nunca e piano digital em Realidade Virtual
  • Augusto Licks: Guitarra semiacústica, harmônica em Quanto Vale a Vida?, violão, guitarra elétrica de 6 cordas em Às Vezes Nunca, guitarra de 12 cordas em Realidade Virtual, slide guitar em Todo Mundo É Uma Ilha (somente no VHS e no DVD) e vocais
  • Carlos Maltz: Bateria e percussão


Referências

  1. «Filmes de Guerra, Canções de Amor». All Music. Consultado em 15 de outubro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]