Final da Copa Libertadores da América de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Final da Copa Libertadores da América de 2009
Evento Copa Libertadores da América de 2009
Jogo de ida
Data 8 de julho de 2009
Local Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
Melhor em campo Brasil Fábio (Cruzeiro)
Árbitro UruguaiURU Jorge Larrionda
Público 52 000
Jogo de volta
Data 15 de julho de 2009
Local Estádio Mineirão, Belo Horizonte
Melhor em campo Argentina Verón (Estudiantes)
Árbitro ChileCHI Carlos Chandía
Público 65 000

A final da Copa Libertadores da América de 2009 foi a decisão da 50ª edição da Copa Libertadores da América. Foi disputada entre o Estudiantes, da Argentina e Cruzeiro, do Brasil em 8 e 15 de julho de 2009.

Cruzeiro e Estudiantes jogaram suas quarta e quinta final da Copa Libertadores, respectivamente. Cruzeiro disputou a última final em 1997, quando venceu o Sporting Cristal conquistando o seu segundo título. O Estudiantes está retornando após uma ausência de 39 anos. Sua última final foi em 1971, quando perdeu para o Nacional do Uruguai.

No primeiro jogo da final, houve empate por 0 a 0. Na última e decisiva partida, o Estudiantes venceu o Cruzeiro por 2 a 1 na casa dos adversários e se tornou o campeão.[1][2]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A final foi disputada em dois jogos, com mando de campo alternado entre os finalistas. A equipe melhor classificada durante a competição, disputaria o segundo jogo em casa. A equipe que somar mais pontos ao final das duas partidas, seria coroada a campeã da competição. Ao contrário das rodadas anteriores, não foi utilizado a regra do gol fora. Caso as duas equipes estivessem empatadas em pontos após o segundo jogo, a equipe com o melhor saldo de gols vence. Caso o empate persistisse, o jogo seria levado à prorrogação. O tempo extra seria composto de dois tempos de 15 minutos cada. Se o empate ainda persistisse, uma disputa de pênaltis, constituído por um máximo de cinco penalidades por equipe, seguiria de acordo com as Leis do Jogo. Se não houvesse um vencedor depois dos 10 pênaltis, em seguida, uma disputa de pênaltis alternada seguiria.

Caminho às finais[editar | editar código-fonte]

O Cruzeiro conquistou a classificação para a Copa Libertadores de 2009 após classificar-se em 3º lugar no Campeonato Brasileiro de 2008. Isto deu-lhes a terceira vaga do Brasil, tendo direito a classificação direta para a segunda fase. O Estudiantes se qualificou por ter a segunda melhor média nos torneios Apertura 2007 e 2008 e Clausura 2008, qualificando-se para a primeira fase.

Mata-mata[editar | editar código-fonte]

Cruzeiro Estudiantes
Chile Universidad de Chile
F
2–1
Soares 8'
Marquinhos Paraná 52'
Décima-sextas de final
Primeiro jogo
Paraguai Libertad
C
3–0
Fernández 1'
Boselli 64' (pen.), 70'
Chile Universidad de Chile
C
1–0
Kléber 74' Segundo jogo Paraguai Libertad
F
0–0
Brasil São Paulo
C
2–1
Leonardo Silva 45'
Zé Carlos 66'
Quartas de final
Primeiro jogo
Uruguai Defensor Sporting
F
1–0
Desábato 12'
Brasil São Paulo
F
2–0
Henrique 65'
Kléber 81' (pen.)
Segundo jogo Uruguai Defensor Sporting
C
1–0
Benítez 13'
Brasil Grêmio
C
3–1
Wellington Paulista 38'
Wagner 47'
Fabinho 67'
Semifinais
Primeiro jogo
Uruguai Nacional
C
1–0
Galván 14'
Brasil Grêmio
F
2–2
Wellington Paulista 34', 36' Segundo jogo Uruguai Nacional
F
2–1
Boselli 52', 90+1'

Primeiro jogo[editar | editar código-fonte]

8 de julho Estudiantes Argentina 0–0 Brasil Cruzeiro Estádio Ciudad de La Plata, La Plata
21:50 UTC−3
Súmula Público: 52 000
Árbitro: UruguaiURU Jorge Larrionda
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Estudiantes
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cruzeiro
ESTUDIANTES:
GL 21 Argentina Mariano Andújar
LD 3 Argentina Christian Cellay
Z 14 Argentina Rolando Schiavi Penalizado com cartão amarelo após 26 minutos 26'
Z 2 Argentina Leandro Desábato Penalizado com cartão amarelo após 66 minutos 66'
LE 16 Argentina Germán Ré
M 22 Argentina Rodrigo Braña
M 8 Argentina Enzo Pérez
M 11 Argentina Juan Sebastián Verón
M 23 Argentina Leandro Benítez Penalizado com cartão amarelo após 14 minutos 14' Substituído após 75 minutos de jogo 75'
A 17 Argentina Mauro Boselli
A 10 Argentina Gastón Fernández Substituído após 82 minutos de jogo 82'
Reservas:
GL 25 Argentina Damián Albil
Z 13 Uruguai Juan Díaz
Z 6 Argentina Federico Fernández
M 5 Argentina Matías Sánchez
M 18 Argentina Maximiliano Núñez Entrou em campo após 75 minutos 75'
A 9 Argentina José Calderón
A 7 Uruguai Juan Salgueiro Entrou em campo após 82 minutos 82'
Treinador:
Argentina Alejandro Sabella
CRUZEIRO:
GL 1 Brasil Fábio
LD 2 Brasil Jonathan
Z 22 Brasil Leonardo Silva
Z 3 Brasil Anderson
LE 20 Brasil Gérson Magrão Penalizado com cartão amarelo após 64 minutos 64' Substituído após 86 minutos de jogo 86'
V 7 Brasil Marquinhos Paraná
V 15 Brasil Henrique
M 8 Brasil Ramires
M 10 Brasil Wágner Penalizado com cartão amarelo após 39 minutos 39'
A 9 Brasil Wellington Paulista Penalizado com cartão amarelo após 84 minutos 84'
A 25 Brasil Kléber Penalizado com cartão amarelo após 41 minutos 41'
Reservas:
GL 12 Brasil Andrey
Z 14 Brasil Jancarlos
M 21 Brasil Fabinho Entrou em campo após 86 minutos 86'
M 17 Brasil Elicarlos
M 16 Brasil Bernardo
A 11 Brasil Thiago Ribeiro
A 18 Brasil Zé Carlos
Treinador:
Brasil Adílson Batista

Melhor jogador:
Brasil Fábio

Árbitros assistentes:
Uruguai Pablo Fandiño
Uruguai Mauricio Espinosa
Quarto árbitro:
Uruguai Martín Vázquez

Segundo jogo[editar | editar código-fonte]

15 de julho Cruzeiro Brasil 1–2 Argentina Estudiantes Estádio Mineirão, Belo Horizonte
21:50 UTC−3
Súmula Público: 65 000
Árbitro: ChileCHI Carlos Chandía
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cruzeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Estudiantes
CRUZEIRO:
GL 1 Brasil Fábio
LD 2 Brasil Jonathan
Z 22 Brasil Leonardo Silva
Z 4 Brasil Thiago Heleno
LE 20 Brasil Gérson Magrão
V 7 Brasil Marquinhos Paraná
V 15 Brasil Henrique
M 8 Brasil Ramires
M 10 Brasil Wagner Substituído após 71 minutos de jogo 71'
A 9 Brasil Wellington Paulista Substituído após 74 minutos de jogo 74'
A 25 Brasil Kléber Penalizado com cartão amarelo após 37 minutos 37'
Reservas:
GL 12 Brasil Andrey
LE 18 Brasil Athirson Entrou em campo após 71 minutos 71'
M 5 Brasil Fabrício
M 21 Brasil Fabinho
M 17 Brasil Elicarlos
M 16 Brasil Bernardo
A 11 Brasil Thiago Ribeiro Entrou em campo após 74 minutos 74'
Treinador:
Brasil Adílson Batista
ESTUDIANTES:
GK 21 Argentina Mariano Andújar
RB 3 Argentina Christian Cellay
DF 14 Argentina Rolando Schiavi
DF 2 Argentina Leandro Desábato
LB 16 Argentina Germán Ré
MF 22 Argentina Rodrigo Braña Penalizado com cartão amarelo após 44 minutos 44' Substituído após 86 minutos de jogo 86'
MF 8 Argentina Enzo Pérez
MF 11 Argentina Juan Sebastián Verón Penalizado com cartão amarelo após 37 minutos 37'
MF 23 Argentina Leandro Benítez Substituído após 79 minutos de jogo 79'
FW 17 Argentina Mauro Boselli
FW 10 Argentina Gastón Fernández Substituído após 90 minutos de jogo 90'
Reservas:
GK 25 Argentina Damián Albil
DF 13 Uruguai Juan Díaz Entrou em campo após 79 minutos 79'
DF 6 Argentina Federico Fernández
MF 5 Argentina Matías Sánchez Entrou em campo após 86 minutos 86'
MF 18 Argentina Maximiliano Núñez
FW 9 Argentina José Luis Calderón Entrou em campo após 90 minutos 90'
FW 7 Uruguai Juan Salgueiro
Treinador:
Argentina Alejandro Sabella

Melhor jogador:
Argentina Juan Sebastián Verón

Árbitro assistentes:

Chile Patricio Basualto
Chile Francisco Mondría
Quarto árbitro:
Chile Pablo Pozo

Referências

  1. «Cruzeiro leva a virada do Estudiantes e deixa escapar título da Libertadores». UOL. 15 de julho de 2009. Consultado em 25 de julho de 2013 
  2. «Estudiantes venció a Cruzeiro 2-1 en Belo Horizonte y se clasificó campeón» (em espanhol). Asociación del Fútbol Argentino. 15 de julho de 2009. Consultado em 25 de julho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]