Finitude

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Na metafísica, finitude é uma característica dos entes que modificam-se ou têm limites.

Alteração como característica dos seres finitos[editar | editar código-fonte]

Isto é, o ser absolutamente infinito.

Limitação como característica dos seres finitos[editar | editar código-fonte]

Na metafísica de Spinoza há a Substância, isto é, o ser absolutamente infinito que tem infinitos atributos. Cada atributo é infinito no seu gênero, isto é, não é limitado pela Substância nem por outros atributos, pois não tem nada em comum com os mesmos. Cada atributo tem infinitos modos. Os modos são finitos ou limitados, pois estão em comunidade com outras coisas do mesmo gênero que eles mesmos. A limitação dos modos é carência de infinitude, ou simplesmente finitude.

Assim, para Spinoza a finitude é uma característica das coisas singulares que pertencem a certo atributo da Substância. E finitude significa ser limitado por outras coisas singulares do mesmo atributo.

A palavra finitude quer dizer "finitos". Todos os seres vivos são seres finitos isto quer dizer que todos morremos, que temos um final.

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.