Firmino Herculano de Morais Âncora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Firmino Herculano de Morais Âncora (Lisboa, 25 de setembro de 1790Rio de Janeiro, 17 de julho de 1862) foi um engenheiro militar das Forças Armadas do Brasil durante a época imperial.

De origem lusitana, filho de José Joaquim Batista Ancora e de Maria Bárbara de Morais, Firmino Herculano veio para o Brasil na época da imigração a Família Real Portuguesa, em 1808. Chegou a ser um dos mais destacados alunos da então denominada Academia Real Militar que deu origem ao atual Instituto Militar de Engenharia (IME). Tornou-se assim um famoso engenheiro da primeira metade do século XIX, conduzindo importantes construções na cidade de Recife, quando atuava como Diretor de Obras Públicas.

Durante a legislatura de 1835-1837, quando ocupava o posto de tenente-coronel, foi deputado da Assembleia de Pernambuco.

Em 1841, chegou a ser solicitado pelo governador de Pernambuco, Francisco do Rego Barros, para que construísse o novo Palácio Provincial, no mesmo local onde se situava a sede do governo de Maurício de Nassau e que, posteriormente, ficou conhecido como Palácio das Princesas, tornando-se um dos principais pontos turísticos da capital pernambucana. Também comandou a Escola Militar da Corte numa época em que houve uma reformulação dos seus cursos e foram introduzidas disciplinas relacionadas à engenharia civil, devido ao Decreto n.° 140, de 1842, ao invés do ensino de caráter exclusivamente militar.

Firmino Herculano foi casado com Francisca Ludovina de Gusmão Lobo, falecida em 1841, sendo pai do marechal-de-campo Aires Antônio de Morais Âncora e de Maria Bárbara de Morais Âncora (1826-1905), a qual consorciou-se com o marechal Francisco Carlos da Luz.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Site da Assembleia Legislativa de Pernambuco: http://www.alepe.pe.gov.br/sistemas/perfil/assembleia/personagens.html

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.