Fischer America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Fischer nasceu em 1981 como agência de publicidade. Fundada por Eduardo Fischer, é precursora na prática da comunicação integrada no Brasil e em 30 anos de vida criou cases que fizeram história e anteciparam práticas que o mercado só assimilou e nomeou décadas depois - hoje conhecidas como brand content, branded experience, brand entertainment, buzz, marketing viral. É considerada uma das mais criativas na história da publicidade brasileira e assinou cases de marketing históricos como "Experimenta Nova Schin", "Brahma número 1", "Baby Telesp Celular", "Credicard - o mundo quer você", "É Tempo de Brasil", "Expresso Vicunha", entre muitos outros.

A agência pertence ao Grupo Fischer, que atua como fornecedor de soluções estratégicas e integradas de comunicação, reunindo empresas especializadas em diferentes disciplinas - propaganda, eventos/live marketing, promoção, conteúdo, entretenimento e licenciamento, e soluções de premiação corporativa. O grupo foi a primeira multinacional de origem 100% brasileira e capital independente no setor, chegando a estar presente em quatro continentes. Atualmente opera apenas no Brasil e na Argentina.

Principais clientes[editar | editar código-fonte]

JBS

CSN

Flora (marcas Francis, Neutrox, Ox e Hydratta)

Melitta

Sabesp

Vigor

Banco Original

Campanhas famosas[editar | editar código-fonte]

Lançamento e "Febre" Vigor Grego

"Borborigmo" para Luftal

Marisa "A gente se entende"

"Baixinho" para Kaiser

A volta do famoso garoto propaganda originalmente criado pela agência DPZ, Baixinho da Kaiser, criou um grande buzz na mídia ao sugerir que ele teria um romance com a modelo e atriz Karina Bacchi.

"Experimenta" para Nova Schin

A cerveja Schin do grupo Schincariol tinha uma imagem de mercado muito ruim, as pessoas a consideravam barata e voltada para o consumidor de baixa renda. Para quebrar esse preconceito, em setembro de 2003 a Fischer América colocou no ar uma enorme campanha marcada pela palavra "Experimenta". Com esta campanha, a cerveja passava a ser uma das cervejas mais consumidas do Brasil, ao lado de Antartica, Brahma e Skol, as três pertencentes à AmBev, maior rival das cervejarias Schincariol, e Kaiser, do grupo FEMSA.

O comercial mais conhecido da campanha chama-se "Multidão" e mostra um rapaz que se recusa a experimentar a cerveja Nova Schin. A sugestão do garçom é logo engrossada por uma multidão gigante. Entre os figurantes, destaque para a participação das atrizes Alinne Moraes e Fernanda Lima, do apresentador Luciano Huck e do ator Thiago Lacerda.

O desfecho do filme se dá com a multidão chegando ao mais recôndito botequim, onde um fiel bebedor tenta resistir a experimentar a nova bebida: é Zeca Pagodinho – em participação inédita em um comercial de cerveja – que também é convencido a experimentar e aprova o novo sabor da Nova Schin.

Pouco tempo depois, Zeca Pagodinho surpreendeu a todos e apareceu em um comercial da cerveja Brahma, da rival AmBev. Criado pela agência África,o comercial causou polêmica e discussões de ética no mercado de propaganda.

"Brahma número 1"

Considerado um dos maiores cases de comunicação integrada das últimas décadas.

"Baby Telesp Celular"

"É Tempo de Brasil"

Calvin Klein (anos 80) - primeira publicidade comportamental

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.