Fita Azul (futebol)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Fita Azul era um título de honra concedido aos clubes de futebol que, após suas excursões internacionais, retornavam invictos ao Brasil.

Inicialmente, a Fita Azul era concedida pela antiga Confederação Brasileira de Desportos (CBD), entidade antecessora da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que posteriormente acabou desistindo da ideia. O jornal A Gazeta Esportiva, conceituado periódico paulista no ramo esportivo, decidiu continuar com a premiação por algum tempo, mas logo acabou desistindo de conceder tal gratificação.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Década de 1950[editar | editar código-fonte]

São Paulo Portuguesa
(12 jogos: 11 vitórias e 1 empate)
(10 jogos: 7 vitórias e 3 empates)
(15 jogos: 10 vitórias, 4 empates e 1 derrota)
São Paulo Sport Club Corinthians Paulista
(16 jogos: 12 vitórias, 3 empates e 1 derrota)
São Paulo Portuguesa Santista
(15 jogos: 15 vitórias)

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Sul Caxias[1]
(12 jogos: 9 vitórias e 3 empates)
Rio de Janeiro Bangu (Detalhes da Campanha)
(12 jogos: 8 vitórias e 4 empates)
São Paulo São Paulo
(11 jogos: 8 vitórias e 3 empates)

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Paraná Coritiba
(6 jogos: 4 vitórias e 2 empates)
São Paulo Santos
(17 jogos: 15 vitórias e 2 empates)
Pernambuco Santa Cruz (Detalhes da Campanha)
(12 jogos: 10 vitórias e 2 empates )

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.