Fla-Flu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura informações sobre o jogo "fla-flu", também conhecido como "totó", "pebolim" ou "matraquilhos", veja Futebol de mesa.
Fla-Flu
Clássico das Multidões
Flamengo versus Fluminense
Torcidas de Flamengo e Fluminense
Flamengo 153 vitória(s), 610 gol(s)
Fluminense 131 vitória(s), 556 gol(s)
Empates 138
Total de jogos 422
Total de gols 1 166
editar

Fla-Flu, simplificação de Flamengo versus Fluminense, é o nome utilizado no Brasil para a disputa, principalmente no futebol, entre os times cariocas do Clube de Regatas do Flamengo e do Fluminense Football Club.

Este evento é considerado um dos maiores clássicos do futebol, sendo imortalizado pelo jornalista Mário Filho (torcedor do Flamengo), que deu a ele também o nome de "Clássico das Multidões", e por seu irmão o jornalista e escritor Nelson Rodrigues (torcedor do Fluminense), que é autor de diversas frases sobre o clássico como “O Fla-Flu não tem começo. O Fla-Flu não tem fim". "O Fla-Flu começou quarenta minutos antes do nada". "E aí então as multidões despertaram”.[2]    

Introdução[editar | editar código-fonte]

O Fla-Flu detém o recorde mundial de público de partidas entre clubes: 194.603 espectadores, na final do Campeonato Carioca de 1963, vencido pelo Flamengo após um empate sem gols.[3][4][5] Desde 2012, o Fla-Flu é considerado patrimônio imaterial do Rio de Janeiro, sendo o único clássico de futebol a merecer esta honraria.[6]

É considerado por especialistas em futebol e por grande parte da mídia esportiva como um dos clássicos mais charmosos do mundo.[7][8][9][10][11] Segundo Nelson Rodrigues, o clássico teria sido gerado no ressentimento. Do lado tricolor, pelo fato de seus jogadores desertores terem ido formar o Departamento de Futebol do Flamengo, e do lado rubro-negro, pelo fato de ainda assim o Fluminense ter vencido a primeira partida, circunstâncias que teriam sido fundamentais para gerar a mística do Fla-Flu.[12]    

Localizados no bairro de Laranjeiras, desde a Década de 1910 quando se deram os primeiros confrontos até o início da Década de 1930, os campos de jogo do Flamengo, na Rua Paysandu, e do Fluminense, na Rua Guanabara (atual Pinheiro Machado), ficavam muito próximos um do outro, o que possivelmente colaborou para o crescimento da rivalidade.[13]    

Os irmãos Karamazov[editar | editar código-fonte]

O escritor e jornalista Nelson Rodrigues interpretava a relação da dupla Fla-Flu apontando-os como os Irmãos Karamazov do futebol brasileiro,[14] personagens do famoso romance de Fiódor Dostoiévski que se passava dentro de um contexto de forte rivalidade familiar.[15]

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro Fla-Flu,[16][17] em 7 de julho de 1912, já deu uma noção do que seria a história deste clássico, pois mesmo tendo o Fluminense perdido nove titulares que foram abrir o departamento de futebol de seu rival, ganhou por 3 a 2 (primeiro gol da história do Fla-Flu, de Edward Calvert, do Flu, a um minuto de jogo), marcando-o desde o início, como clássico de grandes imprevisibilidades, de futebol alegre e ofensivo, festa de cores das grandes torcidas, um carnaval fora de época.[18][19]

Em entrevista ao jornal esportivo Lance! em 14 de setembro de 2014, o neto de Alberto Borgerth, pivô da cisão que levou nove ex-jogadores do Fluminense a deixarem o clube e fundarem o Departamento de Futebol do Flamengo, Luiz Brandão, declarou que o avô lhe confessara que "seu coração era Fla-Flu".[20]

Em 22 de outubro de 1916, o Flamengo vencia o Fluminense por 2 a 1 quando o árbitro R. Davies marcou um pênalti contra o Fluminense. Rienner perdeu. Logo depois, marcou outro pênalti contra o Fluminense, Sidney cobrou e Marcos de Mendonça defendeu. O árbitro mandou cobrar outra vez alegando que não havia apitado. Sidney bateu e novamente Marcos de Mendonça defendeu. R. Davies mandou cobrar de novo, agora alegando que jogadores do Flu haviam invadido a área. Foi aí que o escritor Coelho Neto e o delegado Ataliba Correia Dutra pularam a grade e correram para o campo. Os torcedores também invadiram o gramado.[21] O regulamento dizia que o jogo que fosse paralisado por cinco minutos seria suspenso definitivamente. Como a paralisação propositada foi além dos sete minutos, o jogo foi anulado. Foi a primeira anulação de um jogo de Campeonato Carioca. Em 8 de dezembro, no campo do Botafogo, foi realizada uma nova partida e o Flu ganhou por 3 a 1.[21]

O Tricolor se sagraria tricampeão carioca em 1917–18–19, seguido por um bicampeonato do Rubro-Negro, em 1920–21. Após isso, o O Fluminense seria campeão em 1924, mesmo sem vencer nenhum Fla-Flu, empate por 1 a 1 e vitória flamenguista por 4 a 2. O Tricolor somou 25 pontos, três a mais do que o Fla, mas o Flamengo daria o troco no ano seguinte, vencendo o Carioca de 1925, com 31 pontos contra 30 do Flu. Coincidentemente, seria o Rubro-Negro, desta vez, que não venceria clássicos sobre o Fluminense, com vitória tricolor por 3 a 1 e empate por 1 a 1.[22]

O clássico carrega essa fama desde os tempos românticos do futebol carioca e de um modo geral do futebol brasileiro, sendo posteriormente eternizado pelo grande escritor, dramaturgo e poeta brasileiro Nelson Rodrigues, que entre o muito [23] que escreveu sobre o Fla-Flu, afirmou sobre a sua criação: O Fla-Flu surgiu quarenta minutos antes do nada.

Em 1925, a Seleção Carioca precisou ser convocada às pressas para disputar o Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, e pela dificuldade de reunir os jogadores optou-se por convocar apenas jogadores de Flamengo e Fluminense, o que inicialmente causou repúdio popular, com os amantes do futebol referindo-se à aquele time não como Seleção Carioca, mas como "Combinado Fla-Flu".[24] Esta Seleção Carioca acabou campeã, o que mudou o sentimento popular em relação a ela. O jornalista Mário Filho teve então, a capacidade de transformar um nome criado com uma imagem negativa, em nome próprio e marca registrada deste grande clássico conhecida mundialmente, em 1933.[24] O nome próprio, Fla-Flu, foi então dado para o clássico entre Flamengo e Fluminense por Mário Filho em 1933, quando procurava recursos para motivar o comparecimento das torcidas ao campeonato da recém-criada Liga de Futebol.[24]

Segundo narrativa de Mário Filho, o primeiro mosaico do futebol brasileiro pode ter acontecido no Estádio de Laranjeiras em um Fla-Flu na década de 1930, quando a torcida do Fluminense, querendo fazer festa superior a da torcida do Flamengo, distribuiu adereços na área dos sócios do Tricolor, cada qual encontrando em sua cadeira, um saquinho de confete, um pacote de serpentina, um balão de borracha, vazio, verde, branco ou vermelho. Tudo bem organizado, a bancada social dividida, balões vermelhos à direita, balões brancos no centro, balões verdes à esquerda - conta o trecho do livro "O negro no futebol brasileiro". Assim, foi desenhado o mosaico: balões nas cores verde, branco e grená. O sócio do Fluminense enchia o seu balão, pegava o seu saco de confete, o seu pacote de serpentina, ficava esperando os sinais. Um sinal para jogar confete, outro para jogar serpentina, outro para levantar o balão à altura da cabeça. Muito bonito: aparecia uma bandeira imensa do Fluminense de balões de borracha - conta o autor.[25]

Nestes anos iniciais do profissionalismo do futebol e até meados da década de 1940, o Fla-Flu adquiriu grande parte da mística que tem hoje, frutos de dois clubes com grandes craques em seus elencos e muitos títulos conquistados nos gramados, em jogos carregados de importância e apelo popular, que se estenderiam depois pela Era Maracanã.[26]

Neste período glorioso a dupla Fla-Flu terminou o Torneio Rio-São Paulo de 1940 disparada na liderança, com o torneio tendo sido interrompido por abandono dos clubes paulistas sem que a CBD os declarasse campeões posteriormente.[27]

O Fla-Flu da Lagoa, como ficou conhecida a lendária decisão do Campeonato Carioca de 1941, na qual os jogadores do Fluminense ao final da partida eletrizante chutavam as bolas para a Lagoa Rodrigo de Freitas, que antes de ser aterrada, ficava ao lado do Estádio da Gávea, foi motivo de polêmica recente, pois renomados pesquisadores alegaram que não conseguiram achar referências a esses casos nos jornais da época, mas além das muitas testemunhas que garantiram que a pretensa lenda era verdadeira, os fatos constam publicados em O Globo Esportivo, edição 171 de 1941, página 5.[28]

A Charanga do Flamengo foi a primeira torcida organizada do Rio de Janeiro, a terceira mais antiga do Brasil,[29][30] fundada justamente em um Fla-Flu, no empate por 1 a 1 em Laranjeiras no dia 11 de outubro de 1942 que daria posteriormente o título ao Flamengo, nome dado pelo rubro-negro Ary Barroso a banda que passaria a acompanhar os jogos do Flamengo, desde então.[31] O Flamengo só pôde comemorar o título 140 dias depois, por conta do Botafogo ter entrado na Justiça Desportiva para conquistar os pontos de derrota sua para o São Cristóvão, pleito recusado em segunda instância, com o Alvinegro tendo terminado como vice-campeão e o Fluminense em terceiro lugar.[32]

Em 1943, no bicampeonato carioca do Flamengo, o Fluminense ficaria com o vice, dois pontos atrás, e foram fundamentais para o título rubro-negro os pontos conquistados nos confrontos entre eles (vitória do Fla por 2 a 0 e empate em 2 a 2).[33]

Entre 1937, ano da pacificação do futebol do Rio de Janeiro, que entre 1933 e 1936 teve duas ligas – a princípio uma profissional e outra amadora –,[34] quando todos os clubes passariam a fazer parte de uma liga profissional, e o ano de 1944, a dupla Fla-Flu ganhou todos os oito campeonatos disputados – quatro cada um –, sendo interrompida em 1945 pelo Vasco. Em 1946 aconteceu um dos campeonatos cariocas mais emocionantes da História, pois 4 clubes (America, Botafogo, Flamengo e Fluminense) terminaram empatados com 26 pontos, mostrando o equilíbrio que houve entre estes clubes durante o campeonato regular. Na fase decisiva, que ficou conhecida como Supercampeonato, o Fluminense foi o campeão com 11 pontos, contra 8 do Botafogo e 5 do Flamengo, terceiro colocado, com o Tricolor empatando o clássico do turno e vencendo o do returno contra o Flamengo, fundamentais para o resultado final, sem o que, em caso de vitória rubro-negra nos dois jogos, três clubes teriam terminado empatados novamente com oito pontos.[35]

A vitória tricolor por 1 a 0 em 14 de outubro de 1951, na qual foi estimulada uma "Disputa de torcidas", marcou o primeiro Fla-Flu que fez jus ao título de "Clássico das Multidões", pois além dos 109 212 torcedores registrados houve um grande derrame de ingressos falsos, com a imprensa carioca estimando em 40 000 o número de pessoas que teriam estado no Maracanã naquele dia, além dos espectadores registrados, competição que sagraria o Fluminense campeão ao seu final.[36] Sugerida por Mário Filho, esse jogo também marcou a primeira vez na qual houve divisão de torcidas no Maracanã.[37]

O Flamengo iniciaria campanha que redundaria em seu primeiro tricampeonato na Era Maracanã no Campeonato Carioca de 1953, que teve nesse ano o Fluminense como vice-campeão, com os três Fla-Flus tendo grande movimentação de público. No primeiro turno, vitória do Fluminense por 3 a 2 perante 116 266 torcedores (103 132 pagantes), no segundo, vitória rubro-negra por 2 a 1 perante 122 434 expectadores (101 217 pagantes) e no terceiro o Flamengo repetiu o placar do segundo turno perante 96 064 torcedores (84 209 pagantes).[38][39][24]

Em 1956, duas derrotas do Fluminense para o Flamengo, ambas por 1 a 0, seriam determinantes para a definição do título, conquistado pelo Vasco com três pontos a mais que o Tricolor. O até então tricampeão, o Flamengo, terminaria em terceiro e o jogo de maior público entre eles seria a vitória rubro-negra por 1 a 0 em 16 de setembro, acompanhada por 102 245 torcedores (94 557 pagantes).[40][41]

Dida, Castilho e Pinheiro em 1961.

Em jogo válido ainda pela sexta rodada do Campeonato Carioca de 1961, 87 010 torcedores pagaram pelos ingressos, em partida na qual não se conhece atualmente número de não pagantes, na vitória tricolor por 4 a 3, na qual o Flamengo abriu o placar, o Fluminense virou para 4 a 1 ainda no primeiro tempo e o Flamengo diminuiu para 4 a 3 no segundo, faltando ainda 6 minutos para o final de uma partida muito movimentada.[42][43][24]

No Campeonato Carioca de 1962, também no início do campeonato, na quarta rodada, 113 840 torcedores (105 486 pagantes), assistiram a vitória rubro-negra por 1 a 0, placar que se repetiria no returno e que seria fundamental para a definição da classificação final, pois o Botafogo terminaria campeão com 39 pontos, contra 38 do Flamengo, vice-campeão, e 36 do Fluminense, terceiro colocado.[44][45][24]

Com 194 603 espectadores no Maracanã, o Flamengo sagra-se campeão carioca de 1963 após empate por 0 a 0, no qual o seu goleiro Marcial foi uma das maiores figuras em campo, notadamente ao defender chute de Escurinho no final da partida.[46][47]

O primeiro Fla-Flu válido por uma competição oficial nacional foi o empate por 1 a 1 no Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1967, mas a vitória de 1 a 0 do Fluminense na edição seguinte ficou marcada pelo gol irregular de Wilton, que desviou a bola com a mão do goleiro Marco Aurélio antes de anotar o gol.[48]

Após assistir ao Fla-Flu decisivo do Campeonato Carioca de 1969, o escocês Hugh McIlvanney,[49] correspondente do The Observer, fez o seguinte comentário, publicado no Jornal do Brasil: Enorme, esmagador, capaz de transformar em carnaval um espetáculo de futebol, o Maracanã já é uma lenda. A realidade contudo, é muito maior. A memória que em mim, ficará para sempre do Fla-Flu e, mais, do próprio futebol brasileiro, será desta enorme, pungente, feliz experiência humana.[50]

Uma das parcerias econômicas que mais renderam frutos para o desenvolvimento do futebol foi consumada em um Fla-Flu, em meados da década de 1970, quando João Havelange, então presidente da FIFA, levou o presidente de uma multinacional de refrigerantes ainda reticente para associar a imagem de sua empresa a esse esporte para ver o grande clássico. Ao entrar no estádio, o presidente desta multinacional tremeu ao ver o colorido e ao ouvir o barulho das duas grandes torcidas, momento em que o torcedor do Fluminense, João Havelange, usou o argumento definitivo para a conclusão da parceria: - Presidente, isto é o futebol![51][52]

No dia 30 de janeiro de 1977, um Combinado Fla-Flu, desfalcado dos jogadores que a serviam, empatou em 1 a 1 com a Seleção Brasileira que se preparava para jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 1978.[53] Exceto justamente neste ano de 1977, a dupla Fla-Flu ganhou todos os campeonatos cariocas da década de 1970.

Uma peculiaridade aconteceu em 1983, quando o Fluminense venceu o Flamengo por 1 a 0 com gol do meia Assis no fim do jogo, ficando dependendo de um tropeço do Bangu - com quem o Fluminense no primeiro jogo do triangular empatou por 1 a 1. O Bangu enfrentaria o Fla no último jogo do campeonato. Mesmo já eliminado, o time da Gávea venceu o jogo por 2 a 0, dando o título ao Flu.

Na empate por 1 a 1 válido pelo triangular decisivo do Campeonato Carioca de 1985, o lateral flamenguista Leandro fez aquele que ele considera o gol mais bonito de sua carreira, sendo também este o último Fla-Flu narrado pelo conhecido locutor Jorge Cury, rubro negro confesso, que viria a falecer ainda neste ano.[54][55]

Entre 1969 e 1986, anos de intensa presença de público no Estádio do Maracanã, a dupla Fla-Flu ganhou 16 títulos do Campeonato Carioca (9 do Fluminense e 7 do Flamengo) em 19 disputados e 5 títulos do Campeonato Brasileiro (3 do Flamengo e 2 do Fluminense). O Flamengo foi ainda campeão da Copa Libertadores da América e da Copa Intercontinental nesse mesmo período, considerando os títulos mais importantes dos dois clubes.[56]

No dia 2 de dezembro de 1989, Zico se despediu do Flamengo justamente em um Fla-Flu, disputado na cidade de Juiz de Fora, com o Flamengo vindo a ganhar por 5 a 0 e Zico tendo feito um gol em sua despedida.[57]

A final do Campeonato Carioca de 1995 foi uma partida emocionante, celebrada não apenas pelo lance que definiu o seu desfecho, um gol de barriga, em um jogo cheio de alternativas, mas também pelo duelo dos craques, notadamente Romário e Renato Gaúcho, ícones das duas equipes nesta jornada.[58][59]

O último Fla-Flu a levar mais de 100.000 pessoas ao Maracanã antes das obras de modernização que diminuíram a sua capacidade, foi o empate por 1 a 1 em 4 de abril de 1999, com 106.111 torcedores presentes.[60]

Documentário Fla x Flu - 40 Minutos Antes do Nada, de Renato Terra, que discute a rivalidade centenária.

A revista Placar, a mais tradicional do futebol brasileiro, editada desde 1970 e líder deste segmento de revistas no Brasil, em sua edição de aniversário de 35 anos em 2005 dedicou a revista inteira aos que ela considera os vinte e dois maiores clássicos do futebol brasileiro, tendo apresentado o Fla-Flu como o primeiro deles, com o título Sinônimo de Brasil.[61]

Não fosse a eliminação do Flamengo pelo América do México nas oitavas de final da Copa Libertadores da América de 2008, e caso o Fla tivesse avançado nessa competição, dois Fla-Flus teriam acontecido na semifinal, pois segundo o regulamento, se dois times do mesmo país tivessem passado às semifinais, os confrontos seriam alterados de forma a esses dois times se enfrentarem nessa fase, alterando os cruzamentos pré-determinados.[62]

No ano seguinte, em 2009, foi realizado o primeiro confronto entre Flamengo e Fluminense válido por uma competição internacional oficial.[63] Na Copa Sul-Americana, os times se enfrentaram logo na primeira fase em jogos de ida e volta, com os dois jogos sendo realizados no Maracanã. O primeiro jogo, com mando do Fluminense, terminou 0 a 0,[64] e o segundo confronto também acabou empatado, desta vez em 1 a 1, gols de Roni, para o Fluminense e Dênis Marques, para o Flamengo.[65] Pela regra do gol fora de casa o Fluminense se classificou para a próxima fase e terminou a competição como vice-campeão, perdendo a final para a LDU, do Equador.[66]

O jornal londrino Evening Standard apontou o Fla-Flu com um dos dez maiores clássicos de futebol do mundo, o quinto da lista, que tinha no Superclássico do futebol argentino o outro confronto sul americano da lista.[67]

O iTunes criou a série "Greatest Football Rivalries" (Grandes Rivalidades do Futebol) em 2010 para enaltecer os grandes clássicos mundiais de futebol, sendo o Fla-Flu o único clássico brasileiro e um dos dois do continente americano representado entre os dezesseis que tiveram programas especiais editados pelo reprodutor de vídeos da Apple.[68]

O Fluminense venceu o Flamengo por 1 a 0 com gol de Fred em 8 de julho de 2012, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, no primeiro Fla-Flu realizado após o primeiro centenário do grande clássico, que foi motivo de grandes comemorações e muita divulgação pela imprensa durante a semana que antecedeu ao confronto.[69][70][71][72][73]

A edição da revista programa para o clássico inglês entre Manchester City versus Manchester United, disputado em 8 de abril de 2013, e que abordava outros grandes clássicos do futebol mundial, dedicou grande espaço para o Fla-Flu.[74]

Em extensa reportagem sobre o futebol brasileiro publicada em 12 de abril de 2013, o prestigiado jornal norte-americano The New York Times começou a reportagem destacando o Fla-Flu.[75]

A revista de futebol italiana Guerin Sportivo de junho de 2013 listou os que seriam os 100 clássicos de futebol "mais quentes" do mundo, elegendo o Fla-Flu em quarto lugar, primeiro entre os brasileiros e segundo entre os latino-americanos.[76]

O Diario Clarín, jornal impresso mais vendido na Argentina, publicou detalhada reportagem sobre a história do Fla-Flu em 11 de setembro de 2013, destacando também o jogador argentino Narciso Doval, ídolo das duas torcidas.[77]

O filme Centenário do Fla-Flu: O Documentário, de Pedro Von Krüger e Renato Terra, pela Sentimental Filmes, foi eleito o melhor filme na categoria documentário pelo voto popular, no Festival do Rio 2013, conquistando o Troféu Redentor.[78]

Para convencer os seus sócios a aprovarem o projeto do novo estádio, em março de 2014 o Barcelona apontou a dupla Fla-Flu como rivais no cenário mundial.[79]

O site australiano especializado em futebol The World Game, elegeu o Fla-Flu em nono lugar entre os clássicos de futebol que apontou como as onze maiores rivalidades do mundo em 16 de outubro de 2014.[80]

Em 30 de outubro de 2014 a revista inglesa Sport Magazine apontou o Fla-Flu o sexto maior clássico do futebol mundial.[81]

Assim como acontecera de forma semelhante a favor do Fluminense em 1968, na vitória do Flamengo por 3 a 1 pelo Campeonato Brasileiro de 2015, perante 55.999 torcedores, o zagueiro Wallace ajeitou a bola com a mão na jogada do primeiro gol rubro negro, abrindo caminho para a vitória de seu time.[82]

A revista francesa, France Football, realizou enquete em 15 de janeiro de 2016 para eleger o clássico mais emocionante do mundo, sendo o Fla-Flu um dos quinze clássicos indicados, o único brasileiro e um dos dois latino americanos.[83]

Em abril de 2016, a revista inglesa FourFourTwo classificou o Fla-Flu como o segundo maior clássico de futebol do Brasil e o décimo oitavo maior do mundo.[84]

O jornal inglês The Sun, elegeu o Fla-Flu como o oitavo maior clássico do futebol mundial, o único brasileiro e um dos dois únicos sul americanos da lista que apontava os 10 maiores em 2016.[85]

Considerando-se as estatísticas oficiais do Flamengo, a vitória tricolor por 3 a 2 em 31 de maio de 2015, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, foi a de número 400 da História do Fla-Flu, até então com 143 vitórias do Flamengo, 128 vitórias do Fluminense e 129 empates, 576 gols pró Fla e 529 pró Flu.[86]

A partida válida pelo returno do Campeonato Brasileiro de 2016 foi marcada pela polêmica do gol que daria o empate para o Fluminense, tendo este sido anulado pelo uso da tecnologia eletrônica, com o árbitro tendo sido avisado da suposta irregularidade denunciada por imagens de TV.[87]

Tendo sido apontado como mandante da partida decisiva da Taça Guanabara de 2017, que teria a sua torcida como única a estar presente no estádio,[88] o Fluminense abriu mão do suposto privilégio e lutou para conseguir liberar a presença da torcida do Flamengo na final, tendo até cogitado disputar a partida com portões fechados, para manter a tradição carioca das torcidas mistas presentes nos grandes clássicos,[89] com os ingressos só tendo sido liberados no dia anterior a partida por conta da luta jurídica,[90] notadamente contra a posição do Botafogo, que entrara na justiça para não permitir a presença da torcida do Flamengo no estádio.[91]

Em 2 de maio de 2017, o Diario AS, da Espanha, apontou as partidas de futebol entre rivais que "pegam fogo", apontando o Fla-Flu como único clássico brasileiro e um dos dois únicos sul-americanos entre os dezesseis clássicos de todo o mundo escolhidos.[92][93] Já o jornal britânico The Mirror considerou o clássico como o 19º maior do mundo em publicação que classifica o duelo como "uma explosão de barulho e cor".[94] Nesse mesmo ano, a revista norte americana Sports Illustrated já havia apontado o Fla-Flu como uma das 10 maiores rivalidades futebolísticas do mundo, segundo ela, a oitava, único clássico brasileiro e um dos dois clássicos sul-americanos citados.[95]

Mesmo em tempos nos quais o futebol carioca passou por maus momentos, as torcidas continuaram a se envolver nesse clássico por seu charme e romantismo.

Jogadores históricos[editar | editar código-fonte]

Paulo Cézar Caju, grande jogador nos dois clubes.
Dejan Petković, um dos grandes jogadores que atuou em ambos.

O Fla-Flu é uma das pontes para a imortalização de jogadores como, do lado rubro-negro, Leônidas da Silva, Zico, Leandro, Adílio e Júnior; já pelo lado tricolor, Castilho, Waldo, Rivellino, Assis e Fred.

Outros jogadores importantes já pertenceram a ambos os clubes, como Henry Welfare, Gérson, Doval, Carlos Alberto Torres, Paulo Cézar Caju, Cláudio Adão, Samarone, Nunes, Edinho, Jorginho, Branco, Renato Gaúcho, Romário, Edmundo, Tuta, Roger, Petković, Diego Souza, Thiago Neves, Emerson Sheik, Leo Moura, Ronaldinho Gaúcho e Darío Conca.

Ainda neste clássico, encontraremos referências a grandes jogadores como Edward Calvert, Preguinho, Friedenreich, Russo, Pirillo, Romeu, Domingos da Guia, Píndaro, Orlando Pingo de Ouro, Zizinho, Didi, Pinheiro, Zagallo, Félix, Telê Santana, Dida, Raul, Manfrini, Andrade, Washington, Mozer, Tita, Romerito, Ricardo Gomes, Ézio, Leonardo, Bebeto, Sávio, Marcelinho Carioca, Zinho, Adriano, Thiago Silva, entre muitos outros.

Jogos importantes[editar | editar código-fonte]

Final do Campeonato Carioca de 2017, no setor Sul do Maracanã (parte da torcida do Fluminense).

O Fluminense é o adversário que detém mais vitórias sobre o Flamengo em decisões do Campeonato Carioca, tendo-se sagrado campeão em 8 ocasiões, que são as edições de 1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983, 1984 e 1995. O Flamengo foi campeão estadual sobre o Fluminense nas edições de 1963, 1972, 1991 e 2017.[96]

Além dos casos acima listados, estes dois clubes e mais America e Botafogo terminaram empatados o Campeonato Carioca de 1946, tendo que ser realizada uma fase final entre os quatro clubes em turno e returno, que ficou conhecida como "Supercampeonato", com o Fluminense sendo campeão, o Botafogo vice e o Flamengo terceiro colocado, sendo que dois Fla-Flus foram disputados terminando com os resultados de 1 a 1 e de 4 a 1, com vantagem tricolor.

Flamengo e Fluminense também participaram da fase final do Campeonato Carioca de 1985 juntamente com o Bangu, com o Fluminense sendo campeão e o Bangu vice.

O Fla-Flu decidiu ainda o Torneio Aberto em 1936, com 1 a 1 na primeira partida e vitória do Fla por 1 a 0 na segunda,[97] e os Torneios Início de 1924 e 1954, com vitória tricolor por 1 a 0 nos dois jogos e também em 1965, nos pênaltis.[98]

Além das finais, em ocasiões que não chegaram a disputar diretamente o título, o Flu foi campeão e o Fla vice em 6 ocasiões (1924, 1937, 1938 , 1940, Torneio Extra de 1941 e Torneio Rio-São Paulo de 1960), enquanto o Rubro-negro foi campeão e o Tricolor vice em 9 ocasiões (1915, 1920, 1925, 1927, 1943, 1953, 1979 - Especial e 2011, além do Torneio Relâmpago de 1943).

Os dois clubes detém 66 títulos de campeões estaduais, tendo sido o Fluminense o campeão do século XX no Rio de Janeiro, por ter sido o maior ganhador de títulos estaduais do século passado (28), tendo o Rubro-negro igualado o número de títulos em 2008 e ultrapassado o Tricolor, chegando ao 35º título em 2019. Assim, além de ser o campeão da Era Maracanã, o Fla é o atual campeão do século XXI.

Nas conquistas de seus 5 títulos brasileiros, e também na da Copa União, o Flamengo não jogou contra o Fluminense nas de 1980, 1982 e 1983, por conta do Tricolor ter começado em grupo diferente e não ter chegado aos cruzamentos previstos pela fórmula de disputa.[99]

Já o Fluminense, na conquista de seus 4 títulos brasileiros, só não enfrentou o Flamengo na de 1984, igualmente por conta do Rubro-negro ter começado em grupo diferente e não ter chegado aos cruzamentos previstos pela fórmula de disputa.[99]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Maracanã, palco histórico do Fla-Flu.
Gerais
Estas são as estatísticas, em toda a história do confronto (até 6 de abril de 2019):[100][101]
Flamengo Fluminense
Vitórias 153 (36,25%) 131 (31,04%)
Empates 138 (32,71%)
Partidas 422[a]
Gols marcados 610 (52,31%) 556 (47,69%)
Total de gols 1 166
a. ^ O Fluminense desconsidera dez partidas válidas pelo Torneio Início incluídas nestas estatísticas (entre 1918 e 1965), assim como os pesquisadores, rubro-negro Roberto Assaf e tricolor Clovis Martins, coautores de livro de referência sobre o Fla-Flu.[100]
Campeonato Brasileiro
Estas são as estatísticas, considerando-se o Campeonato Brasileiro Unificado (até 13 de outubro de 2018):[102][103]
Flamengo Fluminense
Vitórias 22 (36,06%) 22 (36,06%)
Empates 17 (27,88%)
Partidas 61
Gols marcados 76 (52,77%) 68 (47,23%)
Total de gols 144
Campeonato Carioca
As estatísticas pelo Campeonato Carioca:[104]
Flamengo Fluminense
Vitórias 90 (36,00%) 77 (30,80%)
Empates 83 (33,20%)
Partidas 250
Gols marcados 374 (52,01%) 345 (47,99%)
Total de gols 719
Torneio Rio-São Paulo
As estatísticas pelo Torneio Rio-São Paulo:[104]
Flamengo Fluminense
Vitórias 8 (36,36%) 8 (36,36)
Empates 6 (27,28%)
Partidas 22
Gols marcados 28 (51,85%) 26 (48,15%)
Total de gols 54
Jogadores que mais disputaram Fla-Flus
1- Jarbas e Júnior, ambos do Fla: 48 partidas.[105]
3- Castilho, do Flu: 45 partidas.[106]
Artilheiros
O maior artilheiro do Fla-Flu é Zico (Fla) com 19 gols em 44 jogos (média de 0,43) e o do Flu é Hércules, com 14 gols em 25 jogos (média de 0,56). Os jogadores que mais marcaram gols em uma única partida são Pirillo (10 de junho de 1945) e Zico (7 de março de 1976) pelo Fla e Simões (6 de janeiro de 1949) pelo Flu, todos com quatro gols.[107]
O maior artilheiro do Fla-Flu em campeonatos brasileiros é Fred, do Fluminense, com 6 gols, enquanto pelo Flamengo é Renato Abreu, com 4 tentos marcados.[108]
Gols históricos
Gol Jogador Clube Data Resultado
Edward Calvert Fluminense 7 de julho de 1912 Fluminense 3–2
100º Nonô Flamengo 14 de julho de 1923 2–2
200º Hércules Fluminense 15 de novembro de 1935 Fluminense 2–1
300º Pedro Amorim Fluminense 23 de novembro de 1941 2–2
400º Rubinho Fluminense 23 de maio de 1948 1–1
500º Dida Flamengo 18 de dezembro de 1955 Flamengo 6–1
600º Osvaldo II Flamengo 23 de outubro de 1966 Flamengo 2–0
700º Luizinho Flamengo 18 de maio de 1975 Flamengo 2–1
800º Bebeto Flamengo 30 de novembro de 1988 Flamengo 2–1
900º Alcindo Fluminense 20 de abril de 1997 Fluminense 3–2
1.000º Edmundo Fluminense 12 de setembro de 2004 Fluminense 2–1[109][b]
^ Não inclui as partidas válidas pelo Torneio Início entre 1918 e 1965.[110]
Goleadas
A maior goleada do clássico Fla-Flu, foi pelo Torneio Municipal em 10 de junho de 1945, com vitória do Fla por 7 a 0. A maior goleada do Flu na história do Fla-Flu, foi na vitória tricolor por 5 a 1 em 24 de março de 1943, em partida válida pelo Torneio Relâmpago. Já a partida com mais gols foi a vitória rubro-negra por 6 a 3 em 3 de agosto de 1913, partida esta válida pelo Campeonato Carioca.[101]
Expulsões
O jogador que mais foi expulso de campo foi o rubro-negro Merica em 3 ocasiões (7 de novembro de 1976, 25 de junho de 1977 e 15 de novembro de 1977), enquanto pelo Flu foi Pintinho em 2 (18 de julho de 1976 e 15 de novembro de 1977).[111]
Séries
A maior série invicta é tricolor, com 13 partidas entre 28 de outubro de 1936 e 11 de setembro de 1938, enquanto as maiores séries do Flamengo são de 11 partidas, em duas ocasiões, entre 27 de outubro de 1912 a 15 de agosto de 1916 e de 18 de outubro de 1964 a 28 de agosto de 1966, lembrando que as estatísticas do Flamengo incluem o Torneio Início.[101]
A maior série de vitórias é rubro-negra, com 7 vitórias entre 27 de outubro de 1912 e 15 de agosto de 1916, enquanto a maior série de vitórias tricolor foi de 4 vitórias entre 28 de outubro de 1936 e 11 de setembro de 1938.[101] Já a maior série de empates aconteceu em 2 ocasiões, a última delas entre 27 de fevereiro de 1985 e 11 de dezembro de 1985.[112]
O ano de 1936 foi aquele em que mais vezes se disputou o Fla-Flu, com 10 partidas entre amistosos e partidas oficiais.[113]
Principais estádios
O Estádio do Maracanã foi o mais utilizado, com 237 partidas, 92 vitórias do Flamengo, 76 do Fluminense e 69 empates, 325 gols a favor do Flamengo e 293 a favor do Fluminense.[114]
No Estádio de Laranjeiras foram 70 partidas, com 23 vitórias do Fluminense, 23 do Flamengo e 24 empates, 118 gols a favor do Flamengo e 111 a favor do Fluminense.[111]
Já no Estádio da Rua Paysandu foram 18 partidas, com 6 vitórias do Fluminense, 4 do Flamengo e 8 empates, 25 gols a favor do Fluminense e 23 a favor do Flamengo.[111]
No Estádio da Gávea, reduto rubro-negro como a Rua Paysandu, aconteceram 13 partidas, com 7 vitórias do Flamengo, 2 vitórias do Fluminense e 4 empates, 30 gols a favor do Flamengo e 20 a favor do Fluminense.[111]
No Estádio de São Januário foram 19 partidas, com 9 vitórias do Fluminense, 7 do Flamengo e 3 empates, com 35 gols a favor do Fluminense e 31 a favor do Flamengo, sendo estes os principais estádios utilizados na História do Fla-Flu.[115]
No Estádio do Engenhão foram 10 partidas, com 3 vitórias do Flamengo, 2 vitórias do Fluminense e 5 empates, 13 gols a favor do Flamengo e 12 gols a favor do Fluminense.[116]
Cidades
Fla 2 a 1 Flu em Brasília, 21 de fevereiro de 2016.
O Fla-Flu já foi disputado em 16 cidades: Rio de Janeiro, Niterói, Volta Redonda, Brasília (DF), Campina Grande (PB), Cariacica (ES), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Juiz de Fora (MG), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), São Paulo (SP) e Corunha (Espanha).[117]
Partidas fora do Estado do Rio de Janeiro
Até hoje, já foram disputadas 22 partidas no Brasil fora do Estado do Rio de Janeiro. Sem contar amistosos, o Fla-Flu foi disputado 16 vezes. A Região Norte é a única região brasileira que nunca recebeu o Fla-Flu.
No histórico destas partidas, o Flamengo leva vantagem sobre o Fluminense: em 22 confrontos, foram 7 vitórias rubro-negras, 11 empates e 4 vitórias tricolores, com 30 gols marcados pelo Fla e 23 pelo Flu.[118][119]
Brasília em seis oportunidades e Juiz de Fora em três, foram as cidades que mais receberam o clássico fora do Estado do Rio de Janeiro.[118] Além destas ocasiões, o Fla-Flu foi disputado também em Corunha, Espanha, tendo terminado em 0 a 0 nesta ocasião.

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Aonde não consta informação sobre os públicos pagante e presente, a referência é apenas aos pagantes.[120]
  1. Flamengo 0–0 Fluminense, 194 603, Campeonato Carioca, 15 de dezembro de 1963 (177 656 pagantes).[121]
  2. Flamengo 2–3 Fluminense, 171 599, Campeonato Carioca, 15 de junho de 1969.[122]
  3. Flamengo 0–0 Fluminense, 155 116, Campeonato Carioca, 16 de maio de 1976.
  4. Flamengo 0–1 Fluminense, 153 520, Campeonato Carioca, 16 de dezembro de 1984.
  5. Flamengo 0–2 Fluminense, 138 599, Campeonato Carioca, 2 de agosto de 1970.
  6. Flamengo 1–1 Fluminense, 138 557, Campeonato Carioca, 22 de abril de 1979.
  7. Flamengo 5–2 Fluminense, 137 002, Campeonato Carioca, 23 de abril de 1972.
  8. Flamengo 2–1 Fluminense, 136 829, Campeonato Carioca, 7 de setembro de 1972.
  9. Flamengo 3–3 Fluminense, 136 606, Campeonato Carioca, 18 de outubro de 1964.
  10. Flamengo 1–0 Fluminense, 124 432, Campeonato Carioca, 23 de setembro de 1979.
  11. Flamengo 2–1 Fluminense, 122 434, Campeonato Carioca, 6 de dezembro de 1953 (100 749 pagantes).
  12. Flamengo 3–0 Fluminense, 122 142, Campeonato Carioca, 29 de agosto de 1982.
  13. Flamengo 2–3 Fluminense, 120 418, Campeonato Carioca, 25 de junho de 1995 (112 285 pagantes).
  14. Flamengo 2–3 Fluminense, 116 266, Campeonato Carioca, 16 de agosto de 1953 (103 132 pagantes).
  15. Flamengo 2–0 Fluminense, 114 277, Campeonato Carioca, 28 de agosto de 1977.
  16. Flamengo 1–0 Fluminense, 113 840, Campeonato Carioca, 29 de julho de 1962 (105 486 pagantes).
  17. Flamengo 0–0 Fluminense, 113 805, Campeonato Carioca, 22 de setembro de 1985.
  18. Flamengo 5–3 Fluminense, 113 602, Amistoso, 20 de janeiro de 1999 (107 500 pagantes).
  19. Flamengo 0–0 Fluminense, 112 415, Campeonato Carioca, 4 de abril de 1971.
  20. Flamengo 2–1 Fluminense, 110 727, Campeonato Carioca, 2 de outubro de 1983.
  21. Flamengo 0–0 Fluminense, 110 000, Campeonato Carioca, 12 de fevereiro de 1995 (98 907 pagantes).
Pelo menos os jogos com públicos presentes desconhecidos nos dias atuais de 1 de maio de 1969 (106 236 pags.), 31 de maio de 1970 (106 515 pags.), 7 de novembro de 1976 (109 919 pags.), 11 de março de 1979 (103 843 pags.), 14 de outubro de 1979 (100 010 pags.), 15 de novembro de 1981 (109 514 pags.) e 22 de setembro de 1984 (99 898 pags.) poderiam constar nesta lista, que relaciona os públicos acima de 110 000 presentes.

Por décadas

1951/1960: 2.
1961/1970: 5.
1971/1980: 7.
1981/1990: 4.
1991/2000: 3.
Maior público no Campeonato Brasileiro
Flamengo 1–1 Fluminense, 109 919, 7 de novembro de 1976.[60]
Maior público no século XXI
Flamengo 2–0 Fluminense, 82 566, Campeonato Brasileiro, 4 de outubro de 2009 (78 409 pagantes).[120]
Maior público na Arena Maracanã (pós 2013)
Flamengo 2–1 Fluminense, 68 165, Campeonato Carioca, 7 de maio de 2017 (58 399 pagantes).[123]
Maior público fora do Estado do Rio de Janeiro
Flamengo 2–0 Fluminense, 60 000, Mané Garrincha-DF, Campeonato Brasileiro, 7 de junho de 2018 (59 987 pagantes).[124][125]
Maior público no Estádio do Engenhão
Flamengo 0–1 Fluminense, 38 863, Campeonato Brasileiro, 8 de julho de 2012 (32 591 pagantes).[126]
Maiores públicos antes da Era Maracanã (1912–1949)
Públicos pagantes em ordem cronológica, por estádio, não incluindo os sócios, que não pagavam ingressos.[127]
No Estádio das Laranjeiras: Fluminense 3–1 Flamengo, 25 718, Campeonato Carioca, 14 de junho de 1925.
No Estádio da Rua Campos Sales: Flamengo 1–2 Fluminense, 10 000, Campeonato Carioca, 13 de outubro de 1935.
No Estádio de São Januário: Flamengo 2–1 Fluminense, 32 300, Campeonato Carioca, 2 de junho de 1940.
No Estádio da Gávea: Flamengo 2–5 Fluminense, 17 999, Campeonato Carioca, 10 de junho de 1946.
No Estádio de General Severiano: Flamengo 2–1 Fluminense, 17 656, Torneio Municipal, 1 de junho de 1947.

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Legenda:

     Jogos não contabilizados nas estatísticas desse artigo[128]

StarIconGold.png Campeão em jogo válido por final de campeonato StarIconSilver.png Vice-campeão em jogo válido por final de campeonato
Data Mandante Placar Visitante Competição Estádio Local V.Fla E V.Flu
1 7 de julho de 1912 Fluminense 3–2 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara[nota 1] Rio de Janeiro 1
2 27 de outubro de 1912 Flamengo 4–0 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 1
3 3 de agosto de 1913 Flamengo 6–3 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano[nota 2] Rio de Janeiro 2
4 9 de novembro de 1913 Fluminense 0–3 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 3
5 11 de junho de 1914 Fluminense 0–2 Flamengo Amistoso Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 4
6 26 de julho de 1914 Fluminense 2–3 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 5
7 15 de novembro de 1914 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro 6
8 9 de maio de 1915 Fluminense 0–5 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 7
9 22 de agosto de 1915 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro 1
10 13 de maio de 1916 Flamengo 4–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 8
11 30 de julho de 1916 Flamengo 2–2 Fluminense Amistoso Rua Paysandu Rio de Janeiro 2
12 15 de agosto de 1916 Fluminense 0–0 Flamengo Amistoso Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 3
13 8 de dezembro de 1916[nota 3] StarIconGold.png Fluminense 3–1 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça CBD/Taça Federação de Remo[nota 4] Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro 2
14 27 de maio de 1917 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua Guanabara Rio de Janeiro 3
15 15 de novembro de 1917 Flamengo 3–3 Fluminense Amistoso Rua Paysandu Rio de Janeiro 4
16 23 de dezembro de 1917 Flamengo 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 5
21 de março de 1918 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Início do Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro
17 23 de junho de 1918 StarIconSilver.png Flamengo 0–3 Fluminense StarIconGold.png Campeonato Carioca/Taça Brazilo Liga Esperantista: 1918[nota 5] Rua Paysandu Rio de Janeiro 4
18 6 de outubro de 1918 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro 6
19 24 de agosto de 1919 Flamengo 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 5
20 21 de dezembro de 1919 StarIconGold.png Fluminense 4–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Colombo Laranjeiras Rio de Janeiro 6
21 23 de maio de 1920 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 9
22 19 de dezembro de 1920 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 7
23 29 de maio de 1921 Fluminense 3–4 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 10
24 7 de agosto de 1921 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 8
26 de março de 1922 Flamengo 1–0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
25 13 de maio de 1922 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 7
26 25 de junho de 1922 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Campo da Rua General Severiano Rio de Janeiro 9
27 13 de maio de 1923 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 10
28 14 de julho de 1923 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 11
27 de abril de 1924 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Torneio Início do Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
29 15 de junho de 1924 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 12
30 20 de setembro de 1924 Fluminense 2–4 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 11
31 14 de junho de 1925 Fluminense 3–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 8
32 8 de novembro de 1925 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 13
33 20 de junho de 1926 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 14
34 19 de setembro de 1926 Fluminense 0–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 12
35 12 de junho de 1927 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 13
36 21 de agosto de 1927 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 15
37 27 de maio de 1928 Flamengo 1–4 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 9
38 23 de setembro de 1928 Fluminense 2–3 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 14
31 de março de 1929 Fluminense 0–0
(2–0 esc.)
Flamengo Torneio Início do Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro
39 9 de junho de 1929 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 10
40 6 de outubro de 1929 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 11
41 1 de junho de 1930 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 12
42 1 de agosto de 1930 Fluminense 2–4 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 15
43 23 de novembro de 1930 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 13
44 27 de setembro de 1931 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 14
45 20 de dezembro de 1931 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 16
46 3 de julho de 1932 Flamengo 4–0 Fluminense Campeonato Carioca Rua Paysandu Rio de Janeiro 17
47 2 de outubro de 1932 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 16
48 1 de junho de 1933 Fluminense 1–2 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 18
10 de junho de 1933 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca de Amadores Laranjeiras Rio de Janeiro
49 10 de junho de 1933 Fluminense 1–3 Flamengo Torneio Rio-São Paulo/Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 19
13 de agosto de 1933 Fluminense 3–1 Flamengo Campeonato Carioca de Amadores Laranjeiras Rio de Janeiro
50 17 de setembro de 1933 Fluminense 2–0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo/Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 15
51 8 de abril de 1934 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 20
52 10 de junho de 1934 Flamengo 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 17
53 13 de junho de 1934 Fluminense 3–2 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 16
54 26 de agosto de 1934 Fluminense 2–0 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 17
55 23 de setembro de 1934 Fluminense 0–2 Flamengo Torneio Extra Laranjeiras Rio de Janeiro 21
56 21 de outubro de 1934 Flamengo 2–1 Fluminense Torneio Extra Laranjeiras Rio de Janeiro 22
57 10 de fevereiro de 1935 Flamengo 2–1 Fluminense Torneio Extra Campos Sales Rio de Janeiro 23
58 23 de junho de 1935 Flamengo 0–0 Fluminense Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro 18
59 21 de julho de 1935 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 19
60 1 de setembro de 1935 Flamengo 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 18
61 13 de outubro de 1935 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Campos Sales Rio de Janeiro 19
62 15 de novembro de 1935 StarIconGold.png Fluminense 2–1 Flamengo StarIconSilver.png Taças Fla-Flu e Arnaldo Guinle[nota 6] Laranjeiras Rio de Janeiro 20
63 21 de maio de 1936 Fluminense 2–2 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 20
64 16 de agosto de 1936 Fluminense 2–2 Flamengo Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro 21
65 13 de setembro de 1936 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro 22
66 20 de setembro de 1936 StarIconSilver.png Fluminense 0–1 Flamengo StarIconGold.png Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro 24
67 11 de outubro de 1936 Flamengo 2–0 Fluminense Campeonato Carioca/Taça Gardano[nota 7] Laranjeiras Rio de Janeiro 25
68 28 de outubro de 1936 StarIconGold.png Fluminense 2–1 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Gardano/Taça Imprensa/Taça Julio de La Mare[nota 8] Laranjeiras Rio de Janeiro 21
69 22 de novembro de 1936 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 23
70 20 de dezembro de 1936 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 24
71 23 de dezembro de 1936 Fluminense 4–1 Flamengo Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 22
72 27 de dezembro de 1936 StarIconGold.png Fluminense 1–1 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 25
73 27 de junho de 1937 Fluminense 4–3 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 23
74 27 de julho de 1937 Fluminense 4–1 Flamengo Torneio Aberto Laranjeiras Rio de Janeiro 24
75 27 de novembro de 1937 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 25
76 26 de janeiro de 1938 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 26
10 de abril de 1938 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Início do Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro
77 8 de maio de 1938 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Municipal Laranjeiras Rio de Janeiro 26
78 10 de julho de 1938 Flamengo 0–3 Fluminense Torneio Municipal Laranjeiras Rio de Janeiro 27
79 11 de setembro de 1938 StarIconSilver.png Flamengo 0–2 Fluminense StarIconGold.png Campeonato Carioca/Taça Gardano/Taça Marcos C. de Mendonça[nota 9] Gávea Rio de Janeiro 28
80 20 de novembro de 1938 Fluminense 2–5 Flamengo Campeonato Carioca/Taça Gardano Laranjeiras Rio de Janeiro 26
14 de maio de 1939 Fluminense 4–1 Flamengo Campeonato Carioca de Amadores Laranjeiras Rio de Janeiro
81 14 de maio de 1939 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 27
5 de agosto de 1939 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca de Amadores São Januário Rio de Janeiro
82 5 de agosto de 1939 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 27
83 4 de novembro de 1939 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 28
84 2 de junho de 1940 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 29
85 3 de agosto de 1940 Fluminense 2–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo/Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 29
86 30 de outubro de 1940 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 30
87 25 de janeiro de 1941 Fluminense 3–2 Flamengo Amistoso Campos Sales Rio de Janeiro 30
88 20 de abril de 1941 Fluminense 1–1 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 28
27 de abril de 1941 Fluminense 1–1
(2–0 esc.)
Flamengo Torneio Início do Campeonato Carioca General Severiano Rio de Janeiro
89 25 de maio de 1941 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 31
90 27 de julho de 1941 Flamengo 4–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 32
91 19 de outubro de 1941 Fluminense 4–2 Flamengo Campeonato Carioca/Torneio Extra Laranjeiras Rio de Janeiro 31
92 23 de novembro de 1941 StarIconSilver.png Flamengo 2–2 Fluminense StarIconGold.png Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 29
93 12 de março de 1942 Flamengo 0–0 Fluminense Torneio Quinela de Ouro[nota 10] Pacaembu São Paulo 30
94 7 de junho de 1942 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 32
95 9 de agosto de 1942 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 33
96 11 de outubro de 1942 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 31
97 15 de novembro de 1942 Fluminense 1–1 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 32
98 24 de março de 1943 Fluminense 5–1 Flamengo Torneio Relâmpago São Januário Rio de Janeiro 33
99 4 de abril de 1943 Fluminense 0–1 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 34
100 8 de maio de 1943 Fluminense 3–1 Flamengo Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 34
101 11 de julho de 1943 Fluminense 0–2 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 35
102 12 de setembro de 1943 Flamengo 2–2 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 33
103 12 de março de 1944 Flamengo 3–1 Fluminense Torneio Relâmpago General Severiano Rio de Janeiro 36
104 17 de junho de 1944 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 35
105 19 de agosto de 1944 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 34
106 22 de outubro de 1944 Flamengo 6–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 37
107 11 de abril de 1945 Fluminense 4–0 Flamengo Torneio Relâmpago São Januário Rio de Janeiro 36
108 10 de junho de 1945 Flamengo 7–0 Fluminense Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 38
109 9 de setembro de 1945 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 39
110 10 de novembro de 1945 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 35
111 17 de março de 1946 Flamengo 2–3 Fluminense Torneio Relâmpago São Januário Rio de Janeiro 37
112 15 de junho de 1946 Fluminense 3–1 Flamengo Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 38
113 1 de setembro de 1946 Fluminense 2–5 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 40
114 10 de novembro de 1946 Flamengo 2–5 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 39
115 16 de novembro de 1946 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 36
116 7 de dezembro de 1946 Fluminense 4–1 Flamengo Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 40
117 1 de junho de 1947 Flamengo 2–1 Fluminense Torneio Municipal General Severiano Rio de Janeiro 41
118 13 de julho de 1947 Flamengo 1–1 Fluminense Amistoso Ilha do Retiro Recife 37
119 21 de setembro de 1947 Fluminense 3–3 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 38
120 6 de dezembro de 1947 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 39
121 23 de maio de 1948 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 40
122 29 de agosto de 1948 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 41
123 21 de novembro de 1948 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 42
124 6 de janeiro de 1949 StarIconSilver.png Flamengo 2–5 Fluminense StarIconGold.png Taça Pref. Acrisio Moreira da Rocha[nota 11] Presidente Vargas Fortaleza 41
125 8 de janeiro de 1949 Flamengo 5–0 Fluminense Amistoso Campo da Graça Salvador 43
126 18 de maio de 1949 Fluminense 0–3 Flamengo Amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro 44
127 5 de junho de 1949 Flamengo 1–1 Fluminense Amistoso Estádio da Montanha Porto Alegre 42
128 11 de setembro de 1949 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Laranjeiras Rio de Janeiro 42
129 4 de dezembro de 1949 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Gávea Rio de Janeiro 43
130 24 de janeiro de 1950 Flamengo 2–1 Fluminense Torneio Rio-São Paulo São Januário Rio de Janeiro 45
131 22 de outubro de 1950 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 43
132 13 de janeiro de 1951 Flamengo 5–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 46
133 26 de maio de 1951 Fluminense 2–1 Flamengo Torneio Municipal São Januário Rio de Janeiro 44
29 de julho de 1951 Flamengo 2–0 Fluminense Torneio Início do Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
134 14 de outubro de 1951 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 45
135 25 de novembro de 1951 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Madalena Copello[nota 12] Maracanã Rio de Janeiro 46
136 19 de março de 1952 Flamengo 2–3 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 47
137 5 de outubro de 1952 Fluminense 0–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 47
138 20 de janeiro de 1953 Flamengo 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 48
139 17 de maio de 1953 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 44
140 16 de agosto de 1953 Fluminense 3–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 48
141 6 de dezembro de 1953 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 49
142 22 de dezembro de 1953 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 50
24 de abril de 1954 Flamengo 3–2 Fluminense Amistoso de Aspirantes Campo Amaral Peixoto São Fidélis
143 23 de junho de 1954 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 49
144 1 de agosto de 1954 StarIconGold.png Flamengo 5–2 Fluminense StarIconSilver.png Torneio Triangular Internacional do Rio de Janeiro Maracanã Rio de Janeiro 51
15 de agosto de 1954 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Torneio Início do Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
145 24 de outubro de 1954 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 45
146 19 de dezembro de 1954 Flamengo 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 50
147 30 de janeiro de 1955 Fluminense 3–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 46
148 14 de abril de 1955 Flamengo 1–3 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 51
6 de junho de 1955 Fluminense 2–0 Flamengo Torneio Pentagonal de Aspirantes Laranjeiras Rio de Janeiro
149 11 de setembro de 1955 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 52
150 18 de dezembro de 1955 Fluminense 1–6 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 52
151 29 de fevereiro de 1956 Fluminense 3–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 53
152 16 de setembro de 1956 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 53
153 9 de dezembro de 1956 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 54
154 1 de maio de 1957 StarIconGold.png Flamengo 4–1 Fluminense StarIconSilver.png Taça Brasília[nota 13] São Januário Rio de Janeiro 55
155 16 de maio de 1957 Flamengo 1–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 54
156 8 de setembro de 1957 Flamengo 1–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 55
157 8 de dezembro de 1957 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 56
158 27 de março de 1958 Fluminense 0–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 56
159 27 de setembro de 1958 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 57
160 3 de novembro de 1958 Fluminense 3–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 57
161 23 de abril de 1959 Flamengo 2–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 58
162 23 de agosto de 1959 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 47
163 22 de novembro de 1959 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 58
164 6 de abril de 1960 Fluminense 1–2 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 59
17 de julho de 1960 Fluminense 0–0
(6–3 pen.)
Flamengo Torneio Início do Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
165 11 de setembro de 1960 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 48
166 20 de novembro de 1960 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 60
167 16 de março de 1961 Flamengo 0–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 59
11 de junho de 1961 Flamengo 1–3 Fluminense Amistoso de Aspirantes Gávea Rio de Janeiro
168 20 de agosto de 1961 Fluminense 4–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 60
169 1 de outubro de 1961 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 49
170 2 de dezembro de 1961 Fluminense 1–4 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 61
171 15 de fevereiro de 1962 Fluminense 0–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 62
172 29 de julho de 1962 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 63
173 28 de outubro de 1962 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 64
174 14 de março de 1963 Flamengo 2–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 65
175 22 de setembro de 1963 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 50
176 15 de dezembro de 1963 StarIconGold.png Flamengo 0–0 Fluminense StarIconSilver.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 51
177 22 de abril de 1964 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 52
11 de junho de 1964 Flamengo 3–1 Fluminense Torneio Quadrangular - Homenagem ao Cinquentenário do Goytacaz (Aspirantes) Godofredo Cruz Campos dos Goytacazes
178 2 de agosto de 1964 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 61
179 18 de outubro de 1964 Flamengo 3–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 53
17 de março de 1965 Flamengo 1–0 Fluminense Amistoso de Aspirantes Maracanã Rio de Janeiro
180 17 de março de 1965 Flamengo 1–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 66
181 28 de abril de 1965 Fluminense 0–0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 54
182 8 de agosto de 1965 Flamengo 0–0 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 55
183 1 de setembro de 1965 Fluminense 2–2 Flamengo Taça Guanabara Laranjeiras Rio de Janeiro 56
7 de setembro de 1965 StarIconGold.png Fluminense 2–2
(4–3 pen.)
Flamengo StarIconSilver.png Torneio Início do Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro
184 24 de outubro de 1965 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 57
185 12 de dezembro de 1965 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 67
12 de março de 1966 Flamengo 1–1 Fluminense Torneio Noel Guimarães de Aspirantes Maracanã Rio de Janeiro
186 20 de março de 1966 Fluminense 1–4 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 68
187 11 de junho de 1966 Flamengo 3–2 Fluminense Amistoso Pedro Ludovico Goiânia 69
188 28 de agosto de 1966 Flamengo 2–2 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 58
189 7 de setembro de 1966 StarIconGold.png Fluminense 3–1 Flamengo StarIconSilver.png Taça Guanabara/Taça Independência[nota 14] Maracanã Rio de Janeiro 62
190 23 de outubro de 1966 Fluminense 0–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 70
191 27 de novembro de 1966 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 59
7 de maio de 1967 Fluminense 1–2 Flamengo Torn. Renato Estelita de Aspirantes Maracanã Rio de Janeiro
192 13 de maio de 1967 Flamengo 1–1 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 60
14 de maio de 1967 Flamengo 1–1 Fluminense Torn. Renato Estelita de Aspirantes Maracanã Rio de Janeiro
193 4 de agosto de 1967 Fluminense 1–2 Flamengo Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 71
194 29 de outubro de 1967 Flamengo 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 72
195 16 de dezembro de 1967 Fluminense 1–4 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 73
196 20 de abril de 1968 Flamengo 4–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 74
197 5 de maio de 1968 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 75
198 11 de agosto de 1968 Flamengo 2–1 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 76
199 13 de outubro de 1968 Fluminense 1–0 Flamengo Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 63
200 1 de maio de 1969 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 61
201 15 de junho de 1969 StarIconGold.png Fluminense 3–2 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Fadel Fadel[nota 15] Maracanã Rio de Janeiro 64
202 27 de julho de 1969 Flamengo 2–1 Fluminense Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 77
203 10 de agosto de 1969 Fluminense 0–0 Flamengo Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 62
204 28 de setembro de 1969 Flamengo 1–4 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 65
205 19 de abril de 1970 Fluminense 0–1 Flamengo Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 78
206 31 de maio de 1970 StarIconGold.png Flamengo 1–1 Fluminense StarIconSilver.png Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 63
207 2 de agosto de 1970 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 66
208 6 de setembro de 1970 StarIconSilver.png Flamengo 0–2 Fluminense StarIconGold.png Campeonato Carioca/Taça Independência[nota 16] Maracanã Rio de Janeiro 67
209 22 de novembro de 1970 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 64
210 4 de abril de 1971 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 65
211 15 de maio de 1971 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 66
212 20 de junho de 1971 Flamengo 0–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 68
213 1 de agosto de 1971 Fluminense 3–1 Flamengo Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 69
214 10 de outubro de 1971 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 70
215 28 de novembro de 1971 Flamengo 0–0 Fluminense Amistoso Batistão Aracaju 67
216 12 de dezembro de 1971 Fluminense 4–1 Flamengo Amistoso Maracanã Rio de Janeiro 71
217 23 de abril de 1972 StarIconGold.png Flamengo 5–2 Fluminense StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Final da Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 79
218 23 de julho de 1972 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Fadel Fadel (Final do 2º Turno) Maracanã Rio de Janeiro 72
219 27 de agosto de 1972 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 68
220 7 de setembro de 1972 StarIconSilver.png Fluminense 1–2 Flamengo StarIconGold.png Campeonato Carioca/Taça Sesquicentenário da Independência do Brasil[nota 17] Maracanã Rio de Janeiro 80
221 29 de outubro de 1972 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 73
222 1 de maio de 1973 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 81
223 15 de julho de 1973 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 69
224 29 de julho de 1973 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 74
225 22 de agosto de 1973 StarIconGold.png Fluminense 4–2 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça O Globo Maracanã Rio de Janeiro 75
226 2 de dezembro de 1973 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 76
227 27 de janeiro de 1974 StarIconSilver.png Flamengo 0–0
(4–5 pen.)
Fluminense (pen.) StarIconGold.png Taça Presidente Médici[nota 18] Pelezão Brasília 70
228 19 de maio de 1974 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 71
229 1 de setembro de 1974 StarIconGold.png Fluminense 2–1 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Colmeia[nota 19] Maracanã Rio de Janeiro 77
230 1 de novembro de 1974 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 72
231 30 de novembro de 1974 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 82
232 23 de fevereiro de 1975 StarIconGold.png Flamengo 0–0
(5–4 pen.)
Fluminense StarIconSilver.png Troféu João Havelange[nota 20] Maracanã Rio de Janeiro 73
233 12 de abril de 1975 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 74
234 18 de maio de 1975 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 83
235 3 de agosto de 1975 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 84
236 2 de novembro de 1975 Flamengo 0–3 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 78
237 7 de março de 1976 StarIconSilver.png Fluminense 1–4 Flamengo StarIconGold.png Taça Nelson Rodrigues[nota 21] Maracanã Rio de Janeiro 85
238 16 de maio de 1976 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 75
239 18 de julho de 1976 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 76
240 1 de agosto de 1976 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 77
241 7 de novembro de 1976 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 79
242 5 de fevereiro de 1977 Flamengo 3–1 Fluminense Amistoso Maracanã Rio de Janeiro 86
243 22 de maio de 1977 Fluminense 0–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 87
244 25 de junho de 1977 StarIconSilver.png Flamengo 1–2 Fluminense StarIconGold.png Taça Prefeito Mello Reis[nota 22] José Procópio Juiz de Fora 80
245 28 de agosto de 1977 Flamengo 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 88
246 15 de novembro de 1977 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 81
247 26 de março de 1978 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 89
248 12 de agosto de 1978 Flamengo 0–0
(3–1 pen.)
Fluminense Troféu Teresa Herrera Riazor La Coruña, Espanha 78
249 15 de outubro de 1978 StarIconGold.pngFlamengo 0–2 Fluminense StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Final da Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 82
250 5 de novembro de 1978 Flamengo 4–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 90
251 10 de dezembro de 1978 Fluminense 1–2 Flamengo Amistoso Maracanã Rio de Janeiro 91
252 11 de março de 1979 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 79
253 22 de abril de 1979 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 80
254 24 de junho de 1979 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 92
255 23 de setembro de 1979 StarIconSilver.png Fluminense 0–1 Flamengo StarIconGold.png Campeonato Carioca/Taça Inocêncio Pereira Leal (Final do 2º turno) Maracanã Rio de Janeiro 93
256 14 de outubro de 1979 Flamengo 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 83
257 13 de julho de 1980 Fluminense 0–2 Flamengo Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 94
258 14 de setembro de 1980 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 81
259 2 de novembro de 1980 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 82
260 28 de junho de 1981 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 84
261 7 de setembro de 1981 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 83
262 15 de novembro de 1981 Flamengo 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 95
263 29 de agosto de 1982 Flamengo 3–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 96
264 31 de outubro de 1982 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 85
265 17 de julho de 1983 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 84
266 2 de outubro de 1983 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 97
267 11 de dezembro de 1983 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 86
268 23 de setembro de 1984 StarIconGold.png Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca/Final da Taça Guanabara Maracanã Rio de Janeiro 98
269 1 de dezembro de 1984 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 87
270 16 de dezembro de 1984 StarIconGold.png Fluminense 1–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 88
271 27 de fevereiro de 1985 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 85
272 7 de abril de 1985 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 86
273 22 de setembro de 1985 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 87
274 17 de novembro de 1985 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 88
275 11 de dezembro de 1985 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 89
276 16 de fevereiro de 1986 Fluminense 1–4 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 99
277 13 de julho de 1986 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 100
278 19 de outubro de 1986 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 90
279 30 de novembro de 1986 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 89
280 5 de abril de 1987 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 91
281 21 de junho de 1987 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Caio Martins Niterói 92
282 27 de julho de 1987 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 101
283 4 de outubro de 1987 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 90
284 27 de março de 1988 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 91
285 22 de maio de 1988 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 93
286 4 de junho de 1988 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 94
287 30 de novembro de 1988 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 102
288 9 de abril de 1989 StarIconGold.png Flamengo 4–0 Fluminense StarIconSilver.png Campeonato Carioca / Troféu Clássico das Multidões[nota 23] Maracanã Rio de Janeiro 103
289 4 de junho de 1989 StarIconSilver.png Fluminense 0–1 Flamengo StarIconGold.png Campeonato Carioca/Troféu Seis Anos da TV Manchete[nota 24] Maracanã Rio de Janeiro 104
290 2 de dezembro de 1989 Fluminense 0–5 Flamengo Campeonato Brasileiro Municipal Juiz de Fora 105
291 4 de fevereiro de 1990 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 95
292 8 de abril de 1990 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 92
293 21 de outubro de 1990 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Brasileiro Municipal Juiz de Fora 106
294 7 de abril de 1991 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 107
295 23 de junho de 1991 Fluminense 1–2 Flamengo Copa Rio Maracanã Rio de Janeiro 108
296 1 de setembro de 1991 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 93
297 10 de novembro de 1991 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 96
298 15 de dezembro de 1991 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 97
299 19 de dezembro de 1991 StarIconSilver.png Fluminense 2–4 Flamengo StarIconGold.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 109
300 19 de abril de 1992 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 98
301 20 de julho de 1992 Flamengo 1–2 Fluminense Copa Rio Luso Brasileiro Rio de Janeiro 94
302 20 de setembro de 1992 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca São Januário Rio de Janeiro 110
303 22 de novembro de 1992 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Ítalo del Cima Rio de Janeiro 95
304 14 de março de 1993 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 96
305 25 de abril de 1993 Flamengo 3–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 111
306 23 de junho de 1993 Fluminense 1–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 99
307 13 de julho de 1993 Fluminense 3–2 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Caio Martins Niterói 97
308 1 de outubro de 1993 Fluminense 1–1 Flamengo Copa Rio Laranjeiras Rio de Janeiro 100
309 13 de março de 1994 Fluminense 4–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 98
310 8 de abril de 1994 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 112
311 8 de maio de 1994 StarIconGold.png Fluminense 2–0 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Taça Ayrton Senna[nota 25] Maracanã Rio de Janeiro 99
312 16 de novembro de 1994 Fluminense 3–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 100
313 12 de fevereiro de 1995 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 101
314 12 de março de 1995 Fluminense 3–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 101
315 30 de abril de 1995 Fluminense 4–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 102
316 25 de junho de 1995 StarIconGold.png Fluminense 3–2 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 103
317 18 de outubro de 1995 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Amigão Campina Grande 102
318 11 de fevereiro de 1996 Fluminense 1–2 Flamengo Taça Cidade Maravilhosa[nota 26] Maracanã Rio de Janeiro 113
319 21 de abril de 1996 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 103
320 16 de junho de 1996 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 114
321 17 de novembro de 1996 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 115
322 16 de março de 1997 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 104
323 20 de abril de 1997 Fluminense 3–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 104
324 17 de maio de 1997 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 105
325 7 de junho de 1997 Flamengo 2–1 Fluminense Torneio Quadrangular de Brasília[nota 27] Mané Garrincha Brasília 116
326 11 de setembro de 1997 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 117
327 31 de janeiro de 1998 Flamengo 0–0 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Mané Garrincha Brasília 105
328 14 de fevereiro de 1998 Flamengo 2–2 Fluminense Torneio Rio-São Paulo Mané Garrincha Brasília 106
329 22 de março de 1998 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 107
13 de maio de 1998[nota 28] Flamengo W.O.
duplo
Fluminense Campeonato Carioca Moça Bonita Rio de Janeiro
330 20 de janeiro de 1999 StarIconGold.png Flamengo 5–3 Fluminense StarIconSilver.png Troféu São Sebastião do Rio de Janeiro[nota 29] Maracanã Rio de Janeiro 118
331 4 de abril de 1999 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 108
332 23 de maio de 1999 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 106
333 20 de janeiro de 2000 StarIconGold.png Flamengo 1–0 Fluminense StarIconSilver.png Troféu São Sebastião do Rio de Janeiro[nota 30] Maracanã Rio de Janeiro 119
334 16 de abril de 2000 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 120
335 7 de maio de 2000 Fluminense 2–3 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 121
336 5 de novembro de 2000 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 109
337 3 de março de 2001 Flamengo 1–1
(5–3 pen.)
Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 110
338 6 de maio de 2001 Flamengo 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 122
339 3 de novembro de 2001 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 107
340 21 de março de 2002 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Rua Bariri Rio de Janeiro 111
341 7 de abril de 2002 Fluminense 2–1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo Maracanã Rio de Janeiro 108
342 5 de maio de 2002 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 123
343 9 de junho de 2002 Flamengo 1–4 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 109
344 4 de setembro de 2002 Flamengo 5–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 124
345 9 de fevereiro de 2003 Flamengo 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 110
346 8 de março de 2003 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 112
347 15 de março de 2003 Fluminense 4–0 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 111
348 13 de abril de 2003 Flamengo 4–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 125
349 17 de agosto de 2003 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 126
350 1 de fevereiro de 2004 Flamengo 4–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 127
351 21 de fevereiro de 2004 Flamengo 3–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 128
352 23 de maio de 2004 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 112
353 12 de setembro de 2004 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 113
354 5 de fevereiro de 2005 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 113
355 3 de abril de 2005 StarIconGold.png Fluminense 4–1 Flamengo StarIconSilver.png Campeonato Carioca/Final da Taça Rio Maracanã Rio de Janeiro 114
356 29 de maio de 2005 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Raulino de Oliveira Volta Redonda 114
357 21 de setembro de 2005 Flamengo 2–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Raulino de Oliveira Volta Redonda 115
358 29 de janeiro de 2006 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 116
359 28 de maio de 2006 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 115
360 4 de outubro de 2006 Flamengo 4–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 129
361 29 de março de 2007 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 116
362 16 de agosto de 2007 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 130
363 7 de outubro de 2007 Flamengo 0–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 117
364 10 de fevereiro de 2008 Flamengo 1–4 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 118
365 1 de junho de 2008 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 131
366 31 de agosto de 2008 Flamengo 2–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 117
367 5 de abril de 2009 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 118
368 12 de abril de 2009 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 132
369 28 de junho de 2009 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 119
370 12 de agosto de 2009 Fluminense 0–0 Flamengo Copa Sul-Americana Maracanã Rio de Janeiro 120
371 26 de agosto de 2009 Flamengo 1–1 Fluminense Copa Sul-Americana Maracanã Rio de Janeiro 121
372 4 de outubro de 2009 Flamengo 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 133
373 31 de janeiro de 2010 Flamengo 5–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 134
374 26 de maio de 2010 Fluminense 2–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 119
375 19 de setembro de 2010 Flamengo 3–3 Fluminense Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 122
376 13 de março de 2011 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro 123
377 24 de abril de 2011 Fluminense 1–1
(4–5 pen.)
Flamengo Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro 124
378 10 de julho de 2011 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 135
379 9 de outubro de 2011 Flamengo 3–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 136
380 11 de março de 2012 Flamengo 2–0 Fluminense Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro 137
381 8 de julho de 2012 Fluminense 1–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 120
382 30 de setembro de 2012 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 121
383 14 de abril de 2013 Flamengo 3–1 Fluminense Campeonato Carioca Raulino de Oliveira Volta Redonda 138
384 11 de agosto de 2013 Fluminense 2–3 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 139
385 3 de novembro de 2013 Flamengo 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 140
386 8 de fevereiro de 2014 Flamengo 0–3 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 122
387 11 de maio de 2014 Fluminense 2–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 123
388 21 de setembro de 2014 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 125
389 5 de abril de 2015 Flamengo 3–0 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 141
390 31 de maio de 2015 Flamengo 2–3 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 124
391 6 de setembro de 2015 Fluminense 1–3 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 142
392 21 de fevereiro de 2016 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Mané Garrincha Brasília 143
393 20 de março de 2016 Flamengo 0–0 Fluminense Campeonato Carioca Pacaembu São Paulo 126
394 26 de junho de 2016 Flamengo 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena das Dunas Natal 125
395 13 de outubro de 2016 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Brasileiro Raulino de Oliveira Volta Redonda 144
396 5 de março de 2017 Fluminense 3–3
(4–2 pen.)
Flamengo Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro 127
397 2 de abril de 2017 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Kléber Andrade Cariacica 128
398 30 de abril de 2017 Fluminense 0–1 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 145
399 7 de maio de 2017 Flamengo 2–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 146
400 18 de junho de 2017 Fluminense 2–2 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 129
401 12 de outubro de 2017 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 130
402 25 de outubro de 2017 Fluminense 0–1 Flamengo Copa Sul-Americana Maracanã Rio de Janeiro 147
403 1 de novembro de 2017 Flamengo 3–3 Fluminense Copa Sul-Americana Maracanã Rio de Janeiro 131
404 24 de fevereiro de 2018 Fluminense 4–0 Flamengo Campeonato Carioca Arena Pantanal Cuiabá 126
405 22 de março de 2018 Fluminense 1–1 Flamengo Campeonato Carioca Engenhão Rio de Janeiro 132
406 7 de junho de 2018 Fluminense 0–2 Flamengo Campeonato Brasileiro Mané Garrincha Brasília 148
407 13 de outubro de 2018 Flamengo 3–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 149
408 14 de fevereiro de 2019 Flamengo 0–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 127
409 24 de março de 2019 Flamengo 3–2 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 150
410 27 de março de 2019 Fluminense 1–2 Flamengo Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 151
411 6 de abril de 2019 Flamengo 1–1 Fluminense Campeonato Carioca Maracanã Rio de Janeiro 133
412 9 de junho de 2019 Fluminense 0–0 Flamengo Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 134

Títulos[editar | editar código-fonte]

Sobre os títulos dos 4 grandes do futebol carioca, ver Os quatro grandes do Rio de Janeiro.
Tricampeonatos no Campeonato Carioca de Futebol
Flamengo tricampeão em 5 ocasiões: 1942/1943/1944, 1953/1954/1955, 1978/1979/1979 (especial), 1999/2000/2001 e 2007/2008/2009.
Fluminense tricampeão em 4 ocasiões: 1906/1907[nota 31]/1908, 1917/1918/1919, 1936[nota 32]/1937/1938 e 1983/1984/1985.
Tetracampeonatos no Campeonato Carioca de Futebol
Fluminense tetracampeão em uma ocasião: 1906/1907[nota 33]/1908/1909.
Flamengo não foi tetracampeão em nenhuma ocasião.

Decisões e taças[editar | editar código-fonte]

Em decisões estaduais
12 Campeonatos
Flamengo campeão em quatro ocasiões: 1963,1972, 1991 e 2017
Fluminense campeão em oito ocasiões: 1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983, 1984 e 1995.
Em decisões de Taça Guanabara
10 Campeonatos (como competições independentes do Campeonato Carioca apenas em 1966, 1970 e 1971)
Flamengo campeão em seis ocasiões: 1970, 1972, 1978, 1984, 2001 e 2004.
Fluminense campeão em quatro ocasiões: 1966, 1971, 1991 e 2017.
Em decisões de Taça Rio
2 Campeonatos
Flamengo campeão em uma ocasião: 1986.
Fluminense campeão em uma ocasião: 2005.
Em decisões de turnos com outros nomes
1 Campeonato
Flamengo não foi campeão em nenhuma ocasião.
Fluminense campeão em uma ocasião: 1972 (Taça Fadel Fadel).
Em decisões do Torneio Início do Campeonato Carioca
3 Campeonatos[129]
Flamengo não foi campeão em nenhuma ocasião.
Fluminense campeão em três ocasiões: 1924, 1954 e 1965.
Em decisões do Torneio Aberto de futebol do Rio de Janeiro
1 Campeonato.
Flamengo campeão em uma ocasião: 1936.
Fluminense não foi campeão em nenhuma ocasião.
Em decisões de outros Troféus
10 Taças a favor do Flamengo:[130]
Taça Brasília: 1957
Troféu Sesquicentenário da Independência do Brasil: 1972
Taça João Havelange: 1975
Taça Nelson Rodrigues: 1976
Troféu Alencar Pires Barroso: 1979
Troféu Clássico das Multidões: 1989
Troféu Seis Anos da Rede Manchete de Televisão: 1989
Troféu São Sebastião do Rio de Janeiro em duas ocasiões: 1999 e 2000
Troféu 100 Anos da Mangueira: 2008
22 Taças a favor do Fluminense:[131]
Taça Federação de Remo: 1916
Taça CBD: 1916
Taça Brazilo Liga Esperantista: 1918
Taça Colombo: 1919
Taça Arnaldo Guinle: 1935
Taça Fla-Flu: 1935
Taça Julio de Lamare: 1936
Taça Imprensa: 1936
Taça Julio de Moraes: 1936
Taça Gardano: 1938 (disputada em 10 jogos, entre 1936 e 1938)
Taça Marcos de Mendonça: 1938
Taça Prefeito Acrisio Moreira da Rocha: 1949
Taça Madalena Copello: 1951
Taça Independência: 1966
Taça Fadel Fadel: 1969
Taça O Globo: 1973
Taça Presidente Médici: 1974
Taça Prefeito Mello Reis: 1977
Troféu Ayrton Senna: 1994
Troféu Uberaba Refrescos: 1995
Troféu Clovis Filho: Sem registro de data
Taça Gilberto Cardoso: Sem registro de data

Taça Gardano[editar | editar código-fonte]

Taça disputada em dez jogos do Campeonato Carioca pela dupla Fla-Flu, entre 11 de outubro de 1936 e 20 de novembro de 1938, oferecida pela fabricante de chocolates Gardano, constituída de bronze, com 2,10 m de altura e cerca de 120 kg.[132]

Em partidas válidas pela disputa, foram 4 vitórias do Fluminense, 2 do Flamengo e 4 empates.

Os dois clubes ganhariam todos os títulos cariocas entre 1936 (em 1936 havia duas ligas) e 1944.

Troféu Fla x Flu: Clássico dos Clássicos[editar | editar código-fonte]

Em 2013, a Adidas, fornecedora de material esportivo alemã de ambos os clubes, criou o Troféu Fla x Flu: Clássico dos Clássicos, também chamado de Troféu Adidas;[133] essa foi a primeira iniciativa elaborada pela empresa alemã para ser realizada em conjunto com Flamengo e Fluminense. A taça foi feita de partes em metal e acrílico, possui 50 cm de altura e pesa 8 kg. A cada novo Fla-Flu uma nova inscrição era registrada nas laterais com as datas e placares das partidas, sendo a taça de posse transitória e ficando sob a guarda do último vencedor do clássico.[134]

Em 30 de dezembro de 2015 o Fluminense rompeu com a Adidas, que era sua fornecedora desde 1996, ao anunciar oficialmente a marca esportiva canadense Dryworld como a sua nova fornecedora de uniformes.[135][136] Como o Flamengo venceu o último clássico antes do rompimento, provavelmente ficará com a taça em seu poder.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

FLA-FLU...e as multidões despertaram (Editora Europa, autoria de Nélson Rodrigues e Mário Filho, organizado por Oscar Maron Filho e Renato Ferreira, 1987).
FLA-FLU, O Jogo do Século (Ed. Letras e Expressões, autoria de Roberto Assaf e Clóvis Martins, 1999).
Perder é do Jogo - As maiores tragédias de Flamengo e Fluminense (Editora Multifoco, autoria de Alisson Matos e Danilo Quintal, 2012).
1995: O Campeão do Centenário (Editora Multifoco, autoria de Paulo-Roberto Andel, 2013).
Clássicos do Futebol Brasileiro (edição dos autores, por José Renato Sátiro Santiago Jr. e Marcelo Unt, 2014).
Onde você estava naquele inesquecível gol de barriga? (Vilarejo Metaeditora, autoria de Paulo-Roberto Andel e André Viana, 2016).
Fla, Flu e Bangu: as cores de cada paixão (Editora Nova Terra, autoria de Carlos Molinari, Paulo Rocha e Sergio Du Bocage 2016).
Fla-Flu: o jogo que nunca termina (Vilarejo Metaeditora, autoria de Paulo-Roberto Andel, 2019).
Revista Placar - Os grandes clássicos (maio/2005).
Revista Trivela - Os maiores clássicos do mundo (outubro/2008).
Revista Tributo Esportivo (Editora Alto Astral) - Grandes clássicos (2009).
Revista Marca 100 anos de Fla-Flu (julho/2012).
Revista Placar - Grandes clássicos (abril/2015).

Cinemateca[editar | editar código-fonte]

DVD: Football Rivalries, Ajax v Feyenoord and Flamengo v Fluminense, por Pitch International LLP (2010).[137][138]
Filme: Centenário do Fla-Flu: O Documentário, por Pedro Von Krüger e Renato Terra, Sentimental Filmes (2012).[139][140][141]
DVD: Fla x Flu - 40 Minutos Antes do Nada, por Renato Terra (2013).[142]
DVD: Fla-Flu em três actos, por Henrique Castelo Branco e Paulo-Roberto Andel, curta (2014).[143]

Notas

  1. Desde 11 de maio de 1919, Estádio de Laranjeiras.
  2. Campo que viria a se tornar um estádio a partir de agosto de 1938.
  3. O jogo do dia 8 de dezembro de 1916 na verdade foi a remarcação do Fla-Flu de 22 de outubro de 1916. Naquele dia, o Flamengo vencia o Fluminense por 2–1, quando o árbitro R. Davies marcou pênalti para o Flamengo. Rienner desperdiçou, mas logo depois R. Davies marcou novo pênalti para o Flamengo. Sidney cobrou, e Marcos de Mendonça defendeu, mas R. Davies mandou voltar. Sidney bateu novamente, Marcos de Mendonça defendeu novamente, mas R. Davies mandou voltar novamente. Revoltada, a torcida tricolor invadiu o campo, e o jogo teve que ser cancelado. No duelo remarcado, o Fluminense venceu por 3–1. É o jogo que entrou para as estatísticas.
  4. Taças amistosas.
  5. Taça amistosa.
  6. Taças amistosas.
  7. Taça amistosa.
  8. Taças amistosas.
  9. Taças amistosas.
  10. Torneio amistoso.
  11. Taça amistosa.
  12. Taça amistosa.
  13. Taça amistosa.
  14. Taça amistosa.
  15. Taça amistosa.
  16. Taça amistosa.
  17. Taça amistosa.
  18. Taça amistosa.
  19. Taça amistosa.
  20. Taça amistosa.
  21. Taça amistosa.
  22. Taça amistosa.
  23. Taça amistosa.
  24. Taça amistosa.
  25. Taça amistosa.
  26. Taça amistosa.
  27. Torneio amistoso.
  28. O jogo do dia 13 de maio de 1998 não ocorreu, porque nenhuma das equipes compareceu. A FFERJ considera o resultado como um "W.O. duplo". O jogo não foi considerado na estatística.
  29. Taça amistosa.
  30. Taça amistosa.
  31. Título compartilhado com o Botafogo.
  32. O Campeonato Carioca de 1936 foi disputado em duas ligas, sendo que em uma delas (a Liga Carioca de Futebol — LCF) o Fluminense foi campeão ao derrotar o Flamengo na final.
  33. Título compartilhado com o Botafogo.

Referências

  1. «Fluminense e Flamengo fazem clássico movimentado, mas ficam no empate no Maracanã; assista ao pós-jogo». GloboEsporte.com. Consultado em 9 de junho de 2019 
  2. ALLIATTI, Alexandre (6 de julho de 2012). «O Fla-Flu como ele é: Mario Filho e Nelson Rodrigues eternizam clássico». Site Globoesporte.com. Consultado em 6 de março de 2018 
  3. Stein, Leandro (8 de fevereiro de 2014). «O jogo que eternizou a grandeza do Fla-Flu: 194 mil no Maracanã em 1963». Site Trivela. Consultado em 2 de abril de 2014 
  4. «Em foco: A mística do Fla-Flu.». Site do jornal O Globo (foto 3/7). Consultado em 5 de abril de 2015 
  5. «Fla-Flu é o clássico de maior público da história do futebol mundial». Site do jornal O DIA. 4 de março de 2017. Consultado em 6 de março de 2018 
  6. «Fla-Flu tem grandes atrativos para acirrar a rivalidade neste Domingo de Páscoa». Site do Jornal LANCE!. 5 de abril de 2015. Consultado em 5 de abril de 2015 
  7. Villanova, Edelson. «Fla Flu - O clássico mais charmoso do mundo». Site Cabangu. Consultado em 13 de maio de 2014. Arquivado do original em 14 de maio de 2014 
  8. Santiago, José Renato Satiro (13 de dezembro de 2014). «Os 10 Maiores Clássicos do Futebol Brasileiro». Blog do Paulinho. Consultado em 26 de dezembro de 2014 
  9. «Bruno espera mais uma boa atuação do Flu no clássico deste domingo». Site oficial do Fluminense. 10 de maio de 2014. Consultado em 13 de maio de 2014 
  10. Marini, Eduardo (5 de março de 2014). «Fla-Flu fará cem anos no dia 7 de julho. Festa será no dia seguinte. Em um belo Fla-Flu, claro». Site R7. Consultado em 13 de maio de 2014 
  11. Perrone, Rica (2 de abril de 2015). «Dia de Fla-Flu». Site Rica Perrone. Consultado em 5 de abril de 2015 
  12. ALLIATTI, Alexandre (6 de julho de 2012). «O Fla-Flu como ele é: Mario Filho e Nelson Rodrigues eternizam clássico». Site Globoesporte.com. Consultado em 6 de março de 2018 
  13. COSTA, Leda (11 de maio de 2012). «Estádio Bastos Padilha: do Fla-Flu da Lagoa ao Flamengo e Corinthians no Futebol Feminino». Site Ludopédio. Consultado em 13 de abril de 2018 
  14. Rodrigues, Nelson. «Os Irmãos Karamazov». Site Sempreflu. Consultado em 29 de julho de 2016 
  15. SHO. «Os irmãos Karamazov; Fedor Dostoievski». Site Resumos e Trabalhos. Consultado em 29 de julho de 2016 [ligação inativa]
  16. «Origens dos clássicos III – O primeiro FLA-FLU.». historiadoesporte.wordpress.com. Consultado em 28 de janeiro de 2015 
  17. «Fluminense 3 x 2 Flamengo, 07/07/1912». Futpédia. 15 de setembro de 2010. Consultado em 11 de maio de 2014 
  18. AMATO, Gian (10 de março de 2012). «Fla-Flu: a história antes do nada». O Globo. Consultado em 11 de maio de 2014 
  19. BARROS, Rodrigo (7 de julho de 2017). «Fla x Flu: O primeiro confronto do clássico das multidões». Site Pó de Arroz. Consultado em 7 de julho de 2017 
  20. NASCIMENTO, DAVID (14 de setembro de 2014). «Há cem anos, Fla levava o primeiro título Carioca sob a liderança de Borgeth». Lance!Net. Consultado em 14 de setembro de 2014 
  21. a b NAPOLEÃO, Antonio Carlos (2003). Fluminense Football Club: História, conquistas e glórias no futebol 1 ed. [S.l.]: Editora MAUAD. 196 páginas. ISBN 85-7478-078-2 
  22. RSSSF Brasil - Rio de Janeiro 1924-1925, página editada em 5 de janeiro de 2019 e disponível em 16 de fevereiro de 2019.
  23. Site Globoesporte O Fla-Flu como ele é: Mario Filho e Nelson Rodrigues eternizam clássico
  24. a b c d e f ASSAF, Roberto; MARTINS, Clovis (1999). Fla-Flu, o jogo do século 2 ed. [S.l.]: Letras e Expressões. 255 páginas 
  25. NEVES, Marcello (11 de fevereiro de 2019). «Balões, papéis e clássico contra Fla: a história do 1º mosaico do Fluminense». Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  26. STEIN, Leandro (24 de novembro de 2014). «Como o profissionalismo ajudou a tornar o Fla-Flu tão grandioso». Consultado em 27 de novembro de 2014 
  27. ARRUDA, Marcelo Leme de (26 de agosto de 2008). «Torneio Rio-São Paulo 1940». Consultado em 28 de novembro de 2014 
  28. O Globo Esportivo, edição 171 de 1941, página 5
  29. PEREIRA, Mauro Cezar. Torcida organizada. In: GRABIA, Gustavo. La Doce: A explosiva história da torcida organizada mais temida do mundo. São Paulo: Panda Books, 2012. 208 pp.
  30. «Vicente Rao, um torcedor inesquecível». www.internacional.com.br. Site oficial do Internacional. 29 de abril de 2010. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  31. MELO, Matheus Chaves (11 de outubro de 2015). «Charanga do Flamengo completa 73 anos, saiba um pouco de sua história». Consultado em 13 de fevereiro de 2019 
  32. FUTEBOL NACIONAL, Site (14 de dezembro de 2016). «Campeonato Carioca 1942». Consultado em 13 de fevereiro de 2019 
  33. «Rio de Janeiro Championship 1943». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  34. DO VALLE, Emmanuel (30 de julho de 2017). «Há 80 anos, clubes cariocas chegaram à paz e unificaram o Estadual do Rio de Janeiro». Consultado em 3 de junho de 2019 
  35. ARRUDA, Marcelo Leme de (12 de agosto de 2008). «Rio de Janeiro Championship 1946» (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2019 
  36. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (27 de setembro de 2012). «Públicos do Fluminense no Campeonato Carioca de 1951». Consultado em 27 de novembro de 2014 
  37. Livro Maracanã meio século de paixão, páginas 141 e 142, por João Máximo (2000).
  38. «Maiores públicos do Fla-Flu». 9 de abril de 2013. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  39. «Rio de Janeiro Championship 1953». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 3 de junho de 2019 
  40. «Rio de Janeiro Championship 1956». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  41. «Maiores públicos do Fla-Flu». 9 de abril de 2013. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  42. «Maiores públicos do Fla-Flu». 9 de abril de 2013. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  43. «Rio de Janeiro Championship 1961». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 3 de junho de 2019 
  44. «Maiores públicos do Fla-Flu». 9 de abril de 2013. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  45. «Rio de Janeiro Championship 1962». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 3 de junho de 2019 
  46. TARDES DO PACAEMBU, Equipe do site (9 de abril de 2013). «Marcial… o goleiro das grandes torcidas». Consultado em 27 de novembro de 2014 
  47. ALLIATTI, Alexandre; LAMAS, Eduardo e MARÁ, Márcio (8 de julho de 2012). «Um milagre, um recorde, um estádio que não cai: o Fla-Flu de 1963». Consultado em 28 de novembro de 2015 
  48. MONTEIRO, Marcelo (20 de setembro de 2009). «Gol de mão? Não tem sido tão raro assim no futebol brasileiro». Consultado em 15 de maio de 2015 
  49. TIMES ON LINE - Hugh McIlvanney.
  50. Livro Maracanã, 50 anos de glória, por RENATO SÉRGIO, Ediouro (2009)
  51. Artigo sobre o livro Maracanã 60anos, pelo organizador Fernando Bueno, Gráfica e Ediora Pallotti 2011, no portal clicrbs
  52. Livro Maracanã 60 anos
  53. FILHO, Paulo Cezar (20 de setembro de 2014). «Perfil: Leandro». Site Flunews. Consultado em 16 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 18 de abril de 2016 
  54. MARÁ, Márcio (8 de julho de 2012). «Meu Fla-Flu Inesquecível: golaço de Leandro na despedida de Jorge Cury». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de julho de 2015 
  55. SILVA, Paulo (26 de março de 2013). «Perfil: Leandro». Site Flamengo em foco. Consultado em 10 de julho de 2015. Arquivado do original em 12 de julho de 2015 
  56. «Best Attendances in Brazil». www.rsssfbrasil.com. 17 de janeiro de 2017. Consultado em 26 de março de 2019 
  57. RODRIGUES, Tulio. «Série – 100 anos de Fla x Flu – Fluminense 0 x 5 Flamengo – 1989 – Despedida de Zico». Ser Flamengo. Consultado em 10 de julho de 2015. Arquivado do original em 11 de julho de 2015 
  58. STEIN, Leandro - Site TRIVELA - Há 20 anos, um clássico eterno: o épico Fla-Flu de 1995 foi muito além do gol de barriga, página editada em 25 de junho de 2015 e disponível em 10 de julho de 2015
  59. RADEMAKER, Cauê e HUBER, Fred (25 de junho de 2015). «Silêncio, fúria e explosão: quarteto conta o gol de barriga do vestiário». GloboEsporte.com. Consultado em 10 de julho de 2015 
  60. a b RSSSF Brasil - Maiores públicos do Fla-Flu, página editada em 3 de janeiro de 2013 e disponível em 17 de dezembro de 2015
  61. Revista Placar coleção de aniversário nº 2, de maio de 2005
  62. FLAPÉDIA, Equipe do site (25 de fevereiro de 2014). «Copa Libertadores da América 2008». Consultado em 23 de setembro de 2016. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  63. eBand (12 de agosto de 2009). «Primeiro Fla-Flu internacional fica no empates sem gols». Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  64. UOL Esporte (12 de agosto de 2009). «Fla aperta, mas Flu se segura e times empatam na estreia na Sul-Americana». Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  65. UOL Esporte (26 de agosto de 2009). «Flu empata com o Fla, elimina rival da Sul-Americana e ameniza a crise». Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  66. UOL Esporte (3 de dezembro de 2009). «Flu vence, mas não faz o suficiente e vê a LDU fazer outra festa no Maracanã». Consultado em 10 de dezembro de 2009 
  67. ROBSON, Will (18 de setembro de 2009). «Football's 10 biggest derbies» (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2016 
  68. ITUNES (1 de junho de 2010). «Football Rivalries, Series 1» (em inglês). iTunes. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  69. Site Globoesporte Fla-Flu será festejado em grande estilo
  70. Rede Globo Centenário do Fla-Flu será comemorado com grande festa dia 8
  71. Em Macaé, centenário do Fla-Flu vira evento com direito a declaração de amor ao clássico
  72. «reportagem da revista VEJA RIO sobre o centenário do Fla-Flu». Consultado em 22 de março de 2013. Arquivado do original em 22 de outubro de 2013 
  73. «Capa da revista VEJA RIO sobre o centenário do Fla-Flu». Consultado em 22 de março de 2013. Arquivado do original em 24 de outubro de 2012 
  74. VELOSO, Luiz Augusto (8 de abril de 2013). «Revista de clássico entre United e City destaca Fla-Flu e Nelson Rodrigues». Lance!. Consultado em 11 de maio de 2014 
  75. Reportagem do The New York Times publicada em 12 de abril de 2013
  76. Caino e Abele. DEL BIANCO, Giovanni - I 100 derby più caldi del Mondo (referência à revista no fim do texto), página editada em 10 de maio de 2013 e disponível em 19 de março de 2019.
  77. http://www.clarin.com/deportes/Fla-Flu-Superclasico-multitudes_0_990501350.html Reportagem do Diario Clarín publicada em 11 de setembro de 2013
  78. Premiação do Festival do Rio 2013 no Portal Brasil, publicado em 11 de outubro de 2013
  79. ESPN Barcelona usa até Fla-Flu para convencer sócios a aprovarem novo estádio publicada em 19 de março de 2014, por Thiago Arantes
  80. THE WORLD GAME - 11 of football's biggest rivalries, página editada em 16 de outubro de 2014 e disponível em 1º de maio de 2015
  81. «SPORT MAGAZINE - A tale of one city, página editada em 30 de outubro de 2014 e disponível em 9 de outubro de 2016». Consultado em 9 de outubro de 2016. Arquivado do original em 10 de outubro de 2016 
  82. SITE R7 - Flamengo vence Fluminense em jogo marcado por mão escandalosa no lance do primeiro gol, página editada em 6 de setembro de 2015 e disponível em 4 de julho de 2016
  83. Revista FRANCE FOOTBALL (15 de janeiro de 2016). «Quel rendez-vous vous fait le plus frissonner ?» (em francês). Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  84. Revista PLACAR (28 de abril de 2016). «FlaFlu entra como 18° maior clássico do mundo em revista.». Consultado em 6 de maio de 2016 
  85. Revista PLACAR nº 1415, de maio de 2016, página 57
  86. CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO, Equipe do site (31 de maio de 2015). «Flamengo enfrenta o Fluminense no Maracanã». Consultado em 1 de junho de 2015 
  87. GLOBOESPORTE, Equipe do site (13 de outubro de 2016). «Com falha tricolor e polêmica, Flamengo vence o Fluminense e encosta no Palmeiras». Consultado em 26 de março de 2017 
  88. RANGEL, Sérgio (Folha de S.Paulo) (2 de março de 2017). «Taça Guanabara terá apenas torcedores do Flu no Engenhão». Consultado em 26 de março de 2017 
  89. BURLÁ, Leo e CASTRO, Vinicius (Site UOL) (3 de março de 2017). «Desembargador acolhe pedido e Fla-Flu terá torcida mista no Engenhão». Consultado em 26 de março de 2017 
  90. WERLANG, Hector; BALTAR, Marcelo e ZARKO, Raphael (Site Globoesporte) (4 de março de 2017). «Torcedores de Fla e Flu correm para garantir ingressos para a decisão». Consultado em 26 de março de 2017 
  91. NETFLA, Equipe do site (3 de março de 2017). «TJD nega pedido do Botafogo por Maracanã e confirma Fla-Flu no Engenhão». Consultado em 26 de março de 2017 
  92. NETFLU, Equipe do site (3 de maio de 2017). «Jornal espanhol elege maiores clássicos do mundo e lista só um brasileiro: o Fla-Flu». Consultado em 3 de maio de 2017 
  93. DIARIO AS, Equipe do site (2 de maio de 2017). «Los 16 derbis históricos más calientes del planeta» (em espanhol). Consultado em 3 de maio de 2017 
  94. «Jornal põe três clássicos brasileiros entre os 50 maiores do mundo; Gre-Nal no top 10». GloboEsporte.com. 13 de outubro de 2017. Consultado em 14 de outubro de 2017 
  95. Sports Ilusttrated (21 de abril de 2017). «Top 10 club rivalries in world soccer» (em inglês). Consultado em 21 de setembro de 2018 
  96. FILHO, Paulo Cezar - A história das finais Fla-Flu.
  97. RSSSF Brasil Torneio Aberto da LCF 1936.
  98. RSSSF Brasil Torneio Início do Campeonato Carioca.
  99. a b DA SILVA, Sidney Barbosa. «Campeões do Campeonato Brasileiro Série A (clicar no ano da conquista)». Site Campeões do Futebol. Consultado em 23 de abril de 2017 
  100. a b «Fla-Flu 381 ou 391? Clubes divergem sobre os números do centenário». GloboEsporte.com. Consultado em 29 de junho de 2012 
  101. a b c d «Fluminense Football Club». Site oficial do Flamengo. 12 de maio de 2014. Consultado em 12 de maio de 2014 
  102. PEREIRA, Thiago (21 de setembro de 2014). «Tabus à prova: retrospecto recente marca os clássicos deste domingo». Site Globoesporte. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  103. FUTPÉDIA, Equipe da (21 de setembro de 2014). «Flamengo x Fluminense - Brasileiro Unificado». Site Futpédia. Consultado em 9 de outubro de 2014 
  104. a b LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em Campeonato - Flamengo - Campeonato Carioca / Torneio Rio-São Paulo». Fluzão.info. Consultado em 18 de novembro de 2014 
  105. globoesporte.globo.com/ Entrevistão: os Fla-Flus de pais e filhos do recordista, o Maestro Junior
  106. FLA-FLU, O Jogo do Século (Ed. Letras e Expressões, autoria de Roberto Assaf e Clóvis Martins, 1999), página 255
  107. Livro FlaxFlu: o jogo do século
  108. LEITÃO, Cassius (1 de junho de 2015). «Com gols no domingo, Fred se isola na artilharia dos Fla-Flus no Brasileirão» 
  109. História de Fluminense versus Flamengo
  110. Livro FlaxFlu: o jogo do século
  111. a b c d Livro FlaxFlu:o jogo do século, 2ª edição, 1999, página 254
  112. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversário - Flamengo». Fluzão.info. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  113. Livro História dos campeonatos cariocas de futebol 1906/2010, pág. 182, por Clovis Martins e Roberto Assaf
  114. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - Flamengo - Maracanã». Fluzão.info. Consultado em 5 de abril de 2015 
  115. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - Flamengo - São Januário». Fluzão.info. Consultado em 11 de outubro de 2014 
  116. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - Flamengo - Engenhão». Fluzão.info. Consultado em 22 de março de 2018 
  117. «Lista de jogos contra o Fluminense». Site oficial do Flamengo. 12 de maio de 2014. Consultado em 26 de junho de 2016 
  118. a b Eduardo de Sousa (20 de março de 2016). «Flamengo leva vantagem sobre o Fluminense nos confrontos fora do Rio». GloboEsporte.com. Consultado em 20 de março de 2016 
  119. Fernando Ahuvia (20 de março de 2016). «Fla-Flu será disputado pela 18º vez fora do Rio de Janeiro». Goal. Consultado em 20 de março de 2016 
  120. a b RSSSF Brasil - Maiores públicos do Fla-Flu, página editada em 3 de janeiro de 2013 e disponível em 12 de dezembro de 2015
  121. Jornalheiros: Recordar é viver - O Fla-Flu de 1963
  122. Fluminense 3 x 2 Flamengo, em 1969
  123. Globoesporte.com - Tempo Real - Flamengo 2 x 1 Fluminense, página editada e disponível em 7 de maio de 2017
  124. Site Estatísticas do Fluminense - Público - Maiores públicos em estádios
  125. «Dourado quebra jejum, Fla bate o Flu, vence mais uma e abre cinco pontos na liderança do Brasileirão». GloboEsporte.com. Consultado em 8 de junho de 2018 
  126. Site Estatísticas do Fluminense - Público - Maiores públicos em estádios
  127. Os maiores públicos do Fluminense item VII - 1
  128. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Flamengo». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  129. RSSSF Brasil Relação dos campeões e vices do Torneio Início
  130. Títulos do Flamengo
  131. Títulos do Fluminense
  132. Site oficial do FLUMINENSE FOOTBALL CLUB - Taça Gardano 1938, página disponível em 5 de julho de 2016
  133. esportes.terra.com.br/ ESPORTES TERRA - Troféu Adidas: vitória em clássico faz Flamengo ficar na frente do Flu
  134. lancenet.com.br/ Flamengo leva o primeiro "Troféu Fla x Flu: Clássico dos Clássicos"
  135. Site Globoesporte.com - Fluminense confirma rescisão com a Adidas e acerto com nova fornecedora, página editada e disponível em 30 de dezembro de 2015
  136. ESPORTESBAND, Equipe da redação, página editada em 30 de dezembro de 2015 e disponível em 4 de julho de 2016[ligação inativa]
  137. Football Rivalries Series 1 Amazon.com
  138. Football Rivalries, Series 1 iTunes
  139. «Página oficial do filme Centenário do Fla-Flu: O Documentário. Consultado em 23 de setembro de 2013. Arquivado do original em 30 de setembro de 2013 
  140. Ficha do Filme Centenário do Fla-Flu: O Documentário.
  141. Reportagem do site Globoesporte sobre a exibição do filme no Festival do Rio
  142. Fla X Flu - 40 Minutos Antes do Nada - DVD
  143. Site PANORAMA TRICOLOR - Cinema: O Fla-Flu em três actos (da Redação), página editada em 1 de julho de 2014 e disponível em 12 de fevereiro de 2017.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]