Flamengos (Horta)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Flamengo.
Portugal Portugal Flamengos 
  Freguesia  
Flamengos, vista do cimo do Miradouro do Monte Carneiro
Flamengos, vista do cimo do Miradouro do Monte Carneiro
Brasão de armas de Flamengos
Brasão de armas
Localização no concelho de Horta
Localização no concelho de Horta
Flamengos está localizado em: Açores
Flamengos
Localização de Flamengos nos Açores
Coordenadas 38° 33' N 28° 39' O
País Portugal Portugal
Região Flag of the Azores.svg Açores
Concelho HRT.png Horta
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente José Manuel Serpa Amaral
Área
 - Total 14,13 km²
População (2011)
 - Total 1 604
    • Densidade 113,5 hab./km²
Gentílico flamenguense
Código postal 9900-401 Flamengos
Orago Nossa Senhora da Luz
Sítio www.jfflamengos.pt

Flamengos é uma freguesia portuguesa do concelho da Horta, na Ilha do Faial, Região Autónoma dos Açores. Ocupa uma superfície total de 14,13 km² com 1 604 habitantes (2011). Tem uma densidade populacional de 113,5 hab/km². A freguesia conta com 1 128 eleitores inscritos (Autárquicas 2005).

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Flamengos [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 809 2 450 2 039 1 889 1 691 1 617 1 773 2 035 2 069 1 876 1 560 1 447 1 446 1 494 1 604
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 319 253 736 186 21,4% 16,9% 49,3% 12,4%
2011 288 200 912 204 18,0% 12,5% 56,9% 12,7%

História, monumentos e museus[editar | editar código-fonte]

Ponte dos Flamengos, Flamengos.

O povoamento da região geográfica do Vale da Ribeira dos Flamengos foi contemporâneo à fundação da Horta. Deriva a sua designação dos primeiros povoadores - famílias flamengas - que por aqui se fixaram, atraídas pelo fértil e abrigado vale da ribeira, com algumas fontes de água de muito boa qualidade. A primitiva Igreja de N. Sra. da Luz terá sido edificada pouco depois do povoamento do local. Tinha três naves sobre cinco colunas, grande e bem construída, segundo o Padre Gaspar Frutuoso.

A construção da actual Ponte dos Flamengos, iniciada em 1903, só foi concluída em 1908. Esta veio substituir uma antiguissíma ponte pedonal de pedra muito estreita e de pequena altura. O Fontanário das Bicas, na Rua do Capitão, é bebedouro público datado de 1852. Próximo fica um dos locais onde as lavadeiras da freguesia lavavam as roupas nas poças de água da ribeira.

Segundo o Padre e cronista Gaspar Frutuoso (1570-80), a freguesia de N. Sra. da Luz do Vale dos Flamengos, tinha "67 fogos e almas de confissão 236, das quais serão de comunhão 181. (Saudades da Terra, Vol. 6 Cap. 37) Frei Diogo das Chagas, em 1643, relata que já tinha 643 habitantes distribuídos por 173 fogos. ("Espelho Cristalino", pág. 478)

A primitiva igreja foi saqueada e incendiada pelos corsários ingleses em 1597. É reconstruída em 1606, pela acção de Jerónimo de Utra Corte Real, e novamente, em 1736, pela acção do vigário Manuel Brum da Silveira.

Aquando do Sismo de 31 de Agosto de 1926, quase todas as casas da freguesia foram destruídas, incluindo a igreja. Novamente reconstruída, veio a arder completamente em 1938, perdendo-se um importante recheio. Foi novamente reconstruída em 1942, edifício mais moderno e de agradabilíssima traça arquitectónica. Sofreu danos com o sismo de 23 de Novembro de 1973, mas é com o Sismo de 9 de Julho de 1998, que ficou novamente em risco de derrocada.

A Quinta de São Lourenço, antiga propriedade de Tomás de Porra Pereira, Capitão-mor do Faial. Actualmente, é sede dos Serviços Agrários do Faial. É um espaço privilegiado onde se realiza Feiras e Exposições de Artesanato, Folclore e de Actividades Económicas. Nele é criado o Jardim Botânico do Faial em 1986, proporcionando aos visitantes o conhecimento das plantas endémicas e das plantas com propriedades medicinais existentes nas ilhas.

No Largo Jaime de Melo, na Estrada da Caldeira, situa-se a Ermida de São João, onde pode desfrutar de mais um miradouro natural. São João Baptista, é o padroeiro da fidalguia portuguesa e faialense. A partir daqui, pode-se subir à Caldeira do Faial. Daqui, descer ao Parque Florestal do Cabouco Velho, na parte alta da Freguesia do Salão.

Tradições, Festas e Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Merece destaque a Sociedade Filarmónica Nova Artista Flamenguense, fundada em 23 de Janeiro de 1881, foi a primeira banda de música no meio rural. Entre 1899 a 1912, o seu Ensaiador e Director Musical, o Maestro Francisco Xavier Simaria. Além desta, destaca-se ainda a Tuna e Grupo Folclórico Juvenil dos Flamengos, fundado em Outubro de 1978, pelo Prof. António da Luz Rodrigues, que serviu como seu Ensaiador e Director Musical. De dentro do grupo viria a nascer o Grupo de Cantares "Sons do Vale", em 1 de Março de 1999.

São notórias as características agrícolas desta freguesia, onde as casas apresentam características das Beiras e Trás-os-Montes, são casas de 2 pisos, sendo o Rés-do-chão destinado aos animais e o primeiro andar à habitação. Já as chaminés evidenciam características típicas do Sul do Continente português.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]