Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Floresta (Coronel Fabriciano)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Floresta
—  Bairro do Brasil  —
Vista parcial do bairro Floresta
Vista parcial do bairro Floresta
Mapa do bairro Floresta
Mapa do bairro Floresta
Unidade federativa  Minas Gerais
Zona Setor 6
Distrito Senador Melo Viana
Município Coronel Fabriciano
Criado em 1983
Área
 - Total 0,4 km²
População (2010)
 - Total 2 820
    • Densidade 6 213,04 hab. hab./km²
Domicílios 987
Limites Gávea, José da Silva Brito, Pedra Linda, Residencial Fazendinha, Santa Inês, Santo Antônio, São Geraldo e Surinan
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[1]/

Floresta é um bairro do município brasileiro de Coronel Fabriciano, no interior do estado de Minas Gerais. Localiza-se no distrito Senador Melo Viana, estando situado no Setor 6.[2] De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população no ano de 2010 era de 2 820 habitantes, cujo valor representava 2,7% do total do município e estava distribuído em uma área de 0,4 km².[1]

O bairro foi criado com a construção de um conjunto habitacional através do Instituto de Orientação às Cooperativas Habitacionais (Inocoop), em 1983.[3] Sob influência da expansão populacional observada nas regiões ao redor, no mesmo distrito Senador Melo Viana, tornou-se um dos principais núcleos comerciais fora do Centro de Fabriciano, tendo considerável presença de locadoras, padarias, farmácias, açougues e lojas de confecção.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Vista do bairro Floresta em 1991.

A área ocupada atualmente pelo bairro pertenceu originalmente a Salustiano Costa, servindo mais tarde para a construção do conjunto habitacional através do Instituto de Orientação às Cooperativas Habitacionais (Inocoop). As obras do conjunto foram concluídas em janeiro de 1983, recebendo a denominação oficial provisória de Conjunto Habitacional Dez de Julho. Poucos meses depois, um projeto de lei de autoria do então vereador Helvécio Pinto alterou o nome para Floresta (oficialmente Condomínio Habitacional Bairro Floresta), em referência a uma densa mata que existia a oeste do bairro,[3] e em 18 de dezembro do mesmo ano, tem-se a criação da Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Bairro Floresta (AMCHF).[5][6] A expansão populacional observada nas regiões ao redor, no mesmo distrito Senador Melo Viana, associada ao esgotamento de imóveis na região do Centro de Fabriciano, fez com que o bairro se tornasse um dos principais núcleos comerciais fora da região central da cidade.[4][7]

Geografia e demografia[editar | editar código-fonte]

Ribeirão Caladão entre os bairros Floresta e Santo Antônio.

O bairro Floresta possui área total de 0,4 km², limitando-se com os bairros da Gávea (a norte), Residencial Fazendinha, Santo Antônio (oeste), Surinan (sul), São Geraldo, Santa Inês, José da Silva Brito (leste) e Pedra Linda (a nordeste).[1][3] É banhado pelo Ribeirão Caladão, que corta a zona urbana de Fabriciano, percorrendo um total de 10 km até desaguar no Rio Piracicaba e tendo presença de sujeira e poluição vindas de residências e pequenas indústrias, oficinas ou matadouros. Também há, ao longo de seu curso, assoreamento das margens e erosão.[8][9] O bairro ocasionalmente é afetado por enchentes relacionadas a entupimento de bueiros nas partes mais baixas,[10] enquanto que nas áreas situadas à beira de encostas ocorrem deslizamentos de terra.[11]

Em 2010, a população do bairro foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2 820 habitantes,[1] sendo comparável a cidades mineiras como Rio Doce e Carmésia.[12] Dentre os 63 bairros que Fabriciano se subdivide, o Floresta ocupava a 13ª posição entre os populosos, englobando 2,7% da população municipal e 5,1% da população do distrito Senador Melo Viana, sendo a densidade demográfica de 6 213,04 habitantes por quilômetro quadrado.[1] Do total de habitantes, 1 340 eram homens (47,5% do total) e 1 480 mulheres (52,5%). A razão de sexo era de 90,54 e havia no total 987 domicílios.[1] Apesar do predomínio de residencias, o Floresta representa um dos principais núcleos comerciais fora do Centro de Fabriciano, tendo considerável presença de locadoras, padarias, farmácias, açougues e lojas de confecção.[4][7] A atuação pastoral católica da Comunidade Nossa Senhora Aparecida abrange o bairro da Gávea e o Floresta,[13] estando subordinada à Paróquia São Francisco Xavier, jurisdicionada à Diocese de Itabira-Fabriciano.[14]


Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Fachada da E.E. Dr. Doutor Perlingeiro de Abreu.

Em agosto de 2013, segundo dados da Secretaria Estadual de Educação (SEE), o bairro Floresta possuía um total de quatro instituições de ensino, sendo elas: o Instituto Educacional Neves de Freitas (IENEF), mais conhecido por Centro Educacional Turma do Moranguinho, que é privado e fornece a educação infantil e as séries iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano); a Creche Rosa de Sarom, que é privada; a Escola Estadual Doutor Perlingeiro de Abreu, que fornece as séries finais do fundamental (6º ao 9º ano) e o ensino médio, além da educação de jovens e adultos (EJA); e a sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Coronel Fabriciano.[15] A E.E. Dr. Geraldo Perlingeiro de Abreu possuía, em 2011, um total de 1 600 alunos e 26 turmas, atendendo à demanda do Floresta e de bairros vizinhos,[16] e nela há a presença do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).[17]

Casas e prédios na Rua Mogno.

O Floresta conta com uma unidade básica de atendimento, que é administrada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e oferece atendimentos e consultas básicas à população e serviços de enfermagem, além de servir como posto de vacina durante campanhas de vacinação.[18][19] O serviço de abastecimento de água é feito pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), enquanto que o serviço de fornecimento de energia elétrica é de responsabilidade da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), sendo que 100% da população possui acesso à rede elétrica.[20] O núcleo habitacional conta com um Posto Policial Comunitário (PPC), mantido pela Polícia Militar, no entanto são frequentes os registros de assaltos em estabelecimentos comerciais.[21] Através do terminal de integração do transporte coletivo, no Centro de Fabriciano, que foi construído para a baldeação de linhas, é possível pegar dois ônibus do serviço público de linhas diferentes pagando apenas uma passagem,[22] sendo que há linhas que atendem ao bairro diretamente ou aos bairros próximos e que passam pelo Floresta.[23]

Cultura[editar | editar código-fonte]

O Centro Social Urbano do bairro Floresta, situado em área pertencente à Associação de Moradores (AMCHF), é o principal palco de festividades do conjunto habitacional. Destacam-se a organização de eventos em comemoração ao aniversário de Coronel Fabriciano, em janeiro;[24] as festas juninas;[25] as comemorações em homenagem ao dia das crianças[26] e as celebrações de Natal.[27] No local também há a realização da Feira Popular Orgânica, em que vários produtores comercializam alimentos livres de agrotóxicos que foram produzidos na Serra dos Cocais, zona rural fabricianense, além de existirem estandes expondo o artesanato local e, ocasionalmente, ocorrerem espetáculos musicais e culturais.[28][29]

Praça Jardim das Palmeiras, inaugurada em maio de 2000.
Vista parcial do bairro a partir da varanda de uma residência.
Área do Centro Social Urbano, que foi restaurado em 2013.
Ginásio Leôncio Arantes e equipamentos de ginástica no Centro Social Urbano.
Unidade de Saúde do Floresta, inaugurada em 23 de outubro de 2003.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de novembro de 2011). «Sinopse dos dados - Setor: 311940110000065 - Floresta». Cópia arquivada desde o original em 7 de novembro de 2013. Consultado em 7 de novembro de 2013 
  2. Assessoria de Comunicação (3 de julho de 2009). «População/Setores». Prefeitura de Coronel Fabriciano. Cópia arquivada desde o original em 19 de abril de 2013. Consultado em 20 de outubro de 2009 
  3. a b c Leonardo Gomes (2012). «Grande Guia dos Bairros de Coronel Fabriciano». Revista Nosso Vale (nº 15): pag. 13. Consultado em 8 de junho de 2014 
  4. a b c Jornal Vale do Aço (25 de maio de 2007). «Bairros já concentram 30% do comércio de Fabriciano». Cópia arquivada desde o original em 7 de novembro de 2013. Consultado em 7 de novembro de 2013 
  5. Associação de Moradores Conjunto Habitacional Bairro Floresta (AMCHF). «Sobre». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  6. Click Idéias Assessoria Ltda.. Vale do Aço - Perfil histórico, cultural e informativo - Coronel Fabriciano, Ipatinga e Timóteo (em português). 98º ed. João Monlevade - MG: [s.n.], 1998. 206 p.
  7. a b Jornal Diário do Aço (12 de outubro de 2011). «Imóveis registram 100% de valorização em 5 anos». Cópia arquivada desde o original em 24 de novembro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2014 
  8. Assessoria de Comunicação (28 de setembro de 2010). «Contrato para liberação de recursos do Parque Linear é assinado». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 23 de abril de 2012. Consultado em 8 de junho de 2014 
  9. Assessoria de Comunicação (19 de outubro de 2009). «Expedição traça um retrato do Ribeirão Caladão». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  10. Jornal Vale do Aço (22 de janeiro de 2013). «Vale aguenta bem primeiras chuvas e monitora áreas». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  11. Jornal Vale do Aço (6 de fevereiro de 2008). «Chuvas fortes causam transtornos no feriado». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  12. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). «Censo 2010 - Minas Gerais». Cópia arquivada desde o original (PDF) em 9 de fevereiro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2014 
  13. Assessoria de Comunicação (2 de julho de 2010). «Fabriciano promove "Movimento contra a dengue"». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de julho de 2014 
  14. Jornal Diário do Aço (11 de março de 2011). «Melo Viana terá nova paróquia». Cópia arquivada desde o original em 9 de fevereiro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2014 
  15. Secretaria de Educação de Minas Gerais (SEE) (5 de agosto de 2013). «Relação de Estabelecimentos de Ensino (ativos), segundo a SRE, o município, a dependência administrativa e a localização, por etapa, nível e modalidade de ensino». Cópia arquivada desde o original em 2 de setembro de 2013. Consultado em 8 de junho de 2014 
  16. Jornal Vale do Aço (20 de abril de 2011). «Rosângela Reis conquista verbas para a educação». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  17. Jornal Vale do Aço (27 de janeiro de 2013). «Revitalização das escolas estaduais do município». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  18. Assessoria de Comunicação (10 de julho de 2009). «Secretaria de Saúde». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 21 de janeiro de 2012. Consultado em 8 de junho de 2014 
  19. Atlas Escolar Histórico, Geográfico e Cultural de Coronel Fabriciano 2011, pags. 74 e 75
  20. Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Sedetur) (28 de julho de 2009). «Inventário turístico 2009». Prefeitura. Consultado em 8 de junho de 2014 
  21. Jornal Diário do Aço (4 de junho de 2013). «Insegurança e medo no bairro Floresta». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  22. Jornal Vale do Aço (28 de maio de 2008). «Fabriciano inaugura novo terminal de integração». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  23. Autotrans. «Horário e Itinerário». Consultado em 8 de junho de 2014 
  24. Assessoria de Comunicação (18 de janeiro de 2012). «Programação do Aniversário de 63 anos de Fabriciano». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  25. Plox (2 de julho de 2009). «Conselho do Idoso escolhe nova mesa diretora». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de julho de 2014 
  26. Assessoria de Comunicação (7 de outubro de 2011). «10ª Corrida Criançada movimenta feriado em Fabriciano». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 7 de outubro de 2011. Consultado em 8 de junho de 2014 
  27. Assessoria de Comunicação (18 de dezembro de 2013). «Cantata de Natal "Noite Feliz"». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  28. G1 (26 de janeiro de 2014). «Feira de Produtos Orgânicos completa dois anos em Coronel Fabriciano». Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 
  29. Assessoria de Comunicação (16 de abril de 2012). «Fabriciano promove políticas públicas para evitar êxodo rural». Prefeitura. Cópia arquivada desde o original em 8 de junho de 2014. Consultado em 8 de junho de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bairro Floresta