Floricultura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Campo com cultivo de flores

O termo floricultura designa um ramo da horticultura focado no cultivo de plantas floríferas e ornamentais de forma industrializada, destinadas a jardins e ao comércio.

Cultivo[editar | editar código-fonte]

O cultivo de flores é de competência do Engenheiro Agrônomo (implantação do projeto, manejo de pragas e doenças, correção do solo, etc.), sendo juntamente com o Arquiteto a elaboração de projetos paisagísticos. Resolução n.º 218 de 29/06/1973.

Comércio[editar | editar código-fonte]

As floriculturas vendem diversos tipos de flores, de corte, quando são comercializadas sem raízes e em vaso, quando possuem recipiente com substrato.

Também faz parte da rotina da floricultura a confecção de arranjos e buquês, que são montagens de flores, para presentear alguém. Hoje, a floricultura tomou outros rumos, sendo que atualmente é amplamente utilizado para comercialização de flores e outros tipos de presentes.

Com a chegada da Internet as floriculturas se uniram formando uma grade rede comercial que proporciona aquisição de flores e outros presentes em sua cidade para serem entregues em qualquer lugar do mundo.

Um exemplo clássico de presente tipicamente comprados em floriculturas são as cestas de café da manhã.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

A floricultura teve origem no Japão e veio para o Brasil em 1875 com a chegada. Este negócio alavancou os japoneses e por isso são esta potencia mundial na atualidade.