Flow Podcast

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Flow Podcast
Apresentação
Apresentado por Igor Rodrigues Coelho (Igor 3K)
Idioma português
Atualizações diárias
Produção
Direção Gianluca Eugenio
Produção Gianluca Eugenio
Tema musical composto por Leandro Vieira (primeira versão)[1]
Vintage Culture (versão atual)
Publicação
Lançamento original 2 de outubro de 2018 – presente
Site oficial nv99.com.br/flow

Flow Podcast é um podcast brasileiro fundado por Bruno Monteiro Aiub (Monark) e Igor Rodrigues Coelho[2] (Igor 3K) em 2018. O podcast é dirigido e produzido por Gianluca Santana Eugenio (Gianzão — 29 de março de 1997).[3] O podcast já entrevistou várias pessoas, incluindo políticos, influencers digitais, entre outras celebridades.[4] É considerado um dos mais assistidos do país, com mais de 3 milhões de inscritos no YouTube.[4]

No dia 8 de fevereiro de 2022, Monark deixou de fazer parte do podcast devido à uma declaração que foi considerada por muitos como antissemita.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Antes de criar o podcast, Bruno Monteiro Aiub (Monark17 de agosto de 1990) e Igor Rodrigues Coelho (Igor 3K — 26 de abril de 1985)[6] tinham canais de jogos eletrônicos.[7] Porém, conforme o primeiro, "gameplay nunca deu tanto dinheiro".[8] Em 2014, Igor criou um canal de jogos eletrônicos no qual jogava Grand Theft Auto, mas ele "[acabou] ficando maluco".[9] Monark e Igor estavam "putos com a vida", com ambos concordando que o Flow Podcast é "fruto do ódio" e "da depressão".[10] Para o nome do podcast, Monark inicialmente sugeriu o nome "Cult Flow", mas Igor disse que apenas Flow ficaria melhor.[11]

No início, Monark e Igor bancavam todos os custos do Flow Podcast, mas, a partir de fevereiro ou março de 2020, o programa começou a se pagar. Desde então, ambos viviam apenas do Flow Podcast, ganhando dinheiro a partir de patrocínios, AdSense e Twitch.[12] Planejam, no futuro, fazer episódios especiais na América do Norte.[13] Quando perguntados se eles pensavam em adaptar o Flow para rádio ou televisão, Igor respondeu que "a gente precisa da liberdade, se não tiver liberdade, aí é outro programa."[14]

No início de 2022, Sergio Moro participou de uma entrevista no Flow como parte de sua estratégia política para as eleições.[15] No dia 8 de agosto, o presidente do Brasil Jair Bolsonaro participou do podcast, em que teceu críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a Petrobras.[16] Foi o primeiro candidato na eleição presidencial a ser entrevistado. Segundo os Estúdios Flow, os candidatos Ciro Gomes, Luiz Inácio Lula da Silva e Simone Tebet também receberam convite.[17]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Segundo Monark, o Flow é inspirado no The Joe Rogan Experience, do podcaster Joe Rogan.[18] Ainda de acordo com ele, não há pauta ou conversa prévia ao programa.[19] O UOL e a Exame disseram que o Flow é notável por seu estilo informal, assemelhando-se a uma "conversa de bar".[20][21] O podcast tem um canal de cortes, que contém apenas trechos dos episódios.[12]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Xbox Mil Grau[editar | editar código-fonte]

♔ Monark Twitter
@monark

Como eu ja havia dito antes, eu conversaria ate com o Hitler em pessoa no Flow Podcast. Não existe assunto taboo, não existe pessoa proibida. Eu conversaria com um serial killer, sem problemas, dado as devidas precauções kkkkk

15 de junho de 2020[22]

Entre o fim de maio e início de junho 2020, membros do canal Xbox Mil Grau começaram a ser acusados principalmente de racismo após tweets e falas em livestreams consideradas como tal.[23][24] Apesar disso, o Flow convidou o canal para o podcast, causando controvérsias; Monark afirmou que, após a publicação do episódio, o Flow virou o "inimigo número um" de algumas pessoas.[24] Posteriormente, durante uma participação no The Noite com Danilo Gentili, do SBT, quando perguntados se "[pensariam] duas vezes antes de chamar alguém" devido à polêmica, Monark e Igor afirmaram que não,[25] acrescentando que medo ou polêmica não é um critério para chamar ou não alguém para o podcast.[26]

Declaração sobre racismo[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2021, o programa perdeu o patrocínio do aplicativo de entregas iFood, após Monark perguntar no Twitter se "ter uma opinião racista é crime".[nota 1] A empresa divulgou nota em que sustentou repudiar "qualquer tipo de preconceito ou ato de discriminação".[28] No mês seguinte, o podcast e o iFood divulgaram uma nota em conjunto afirmando que manteriam parcerias pontuais, mas não o patrocínio.[29]

Defesa da existência de um partido nazista[editar | editar código-fonte]

Em 7 de fevereiro de 2022, durante o episódio que teve participação dos deputados federais Kim Kataguiri (PODE-SP) e Tabata Amaral (PSB-SP), o apresentador Monark defendeu a existência de um partido nazista legalizado no Brasil.[30][31]

A esquerda radical tem muito mais espaço do que a direita radical, na minha opinião. As duas tinham que ter espaço. Eu sou mais louco que todos vocês. Eu acho que o nazista tinha que ter o partido nazista, reconhecido pela lei.
 
Bruno Aiub ("Monark", [32]).

Além da defesa da criação do partido nazista, ele sustentou que as pessoas deveriam ter o direito de ser "antijudias".[33] Tabata rebateu a opinião, afirmando que a liberdade de expressão não deve colocar em risco a vida de outros, e que ideologias como o nazismo coloca grupos inteiros em risco.[32] Kim, por sua vez, afirmou que um partido nazista não deveria ser banido. De acordo com Kim, apesar de considerar o nazismo uma "ideologia nefasta", impedir o debate público sobre ideologias extremistas não impede o crescimento de grupos extremistas.[32]

Repercussões[editar | editar código-fonte]

As declarações do comunicador geraram reação de entidades israelitas, incluindo o Museu do Holocausto de Curitiba, a Confederação Israelita do Brasil (CONIB) e a Federação Israelita de São Paulo (FISESP). O Museu do Holocausto mencionou um comentário passado de Monark, e o convidou para uma visita ao museu para perceber "que o nazismo foi muito além de pessoas exercendo, em suas palavras, o 'direito de serem idiotas'. A CONIB condenou a ideia de um partido nazista no Brasil e a do direito de ser antijudeu. A FISESP repudiou as ideias apresentadas pelo comunicador, afirmando que Monark demonstra um descomprometimento com a democracia e os direitos humanos.[34] A embaixada da Alemanha no Brasil se pronunciou dizendo que defender nazismo não é liberdade de expressão.[35]

Diversos entrevistados solicitaram que episódios em que foram entrevistados por Monark fossem retirados do ar, como Gabriela Prioli, Benjamin Back, MV Bill, Lucas Silveira e Ednaldo Pereira.[36][37][38] Partidos, políticos e ministros do STF repudiaram as falas do comunicador.[39] Empresas que patrocinavam o canal ou já o haviam patrocinado emitiram notas de repúdio às declarações e encerraram contratos com o canal Flow.[40][41][42] Já a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) rescindiu o contrato que possuía com o Flow Sports Club (sub-canal do grupo sobre assuntos esportivos) para realização das transmissões do Campeonato Carioca de 2022.[43] No dia seguinte à live, Monark chegou a se pronunciar dizendo que estava sob efeito de bebida alcoólica e que a fala havia sido distorcida.[44]

No mesmo dia, os Estúdios Flow comunicaram através das suas redes sociais que Monark não fazia mais parte do grupo.[32] Posteriormente, Monark disse que "eu posso ter errado na forma como eu me expressei, mas o que estão fazendo comigo é um linchamento desumano". Ao que o Museu do Holocausto respondeu: "Linchamento desumano é o que fizeram com Moïse Kabagambe (...) Você errou, por isso reiteramos nosso convite! De coração aberto! Venha nos visitar, sem alarde".[45] No dia 11 de fevereiro de 2022, a empresa Monark negou qualquer relação com o youtuber, que tem como apelido o nome da marca.[46]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Flow Podcast esteve frequentemente entre os podcasts de maior audiência no Brasil. O programa estreou na parada de Top Podcasts da Apple Podcasts em 17 de fevereiro de 2019, alcançando o topo da parada em várias ocasiões e em dias consecutivos — a primeira delas em 13 de agosto de 2020.[47]

A entrevista de Sergio Moro no início de 2022 chegou a 82 mil telespectadores simultâneos, perdendo para a audiência de Lula no podcast Podpah (292 mil)[48] e o streamer Casimiro na Twitch (545,6 mil).[49] A entrevista de Jair Bolsonaro no dia 8 de agosto de 2022 atingiu um pico de 573 038 telespectadores, superando a de Lula no Podpah.[50][51]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Atuais
  • Igor Coelho (Igor 3K) (2018–atualmente)
Ex-integrantes
  • Bruno Aiub (Monark) (2018–2022)

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Programa Nota Ref.
2020 The Noite com Danilo Gentili Participação [52]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado Ref.
2020 Prêmio iBest Podcast (Júri Oficial) Flow Podcast Top 10 [53]
Podcast (Júri Popular) Venceu
2021 MTV Millennial Awards Brasil Podcast Nosso de Cada Dia Indicado [54][55]
2021 Prêmio iBest Podcast (Júri Oficial) Top 10 [56]
Podcast (Júri Popular) Top 10

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. O Propmark reproduziu uma captura de tela do advogado Augusto de Arruda Botelho respondendo a Monark no Twitter: "Não, Monark, uma opinião racista pode ser um crime de injúria racial, por exemplo. Posso te dar outros exemplos."[27]

Referências

  1. Aiub, Bruno; Coelho, Igor (apresentadores); "Leandrão" (entrevistado) (11 de setembro de 2020). «ESPECIAL FLOW PODCAST #200 criador da música do flow» (Podcast). Consultado em 29 de setembro de 2020 – via YouTube 
  2. «Monark é dono da empresa que diz tê-lo demitido». Bloomberg Línea Brasil. 9 de fevereiro de 2022. Consultado em 31 de julho de 2022 
  3. «Monark não é mais sócio do Flow Podcast; apresentador comprará a parte dele». UOL Splash. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 10 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 7 de março de 2022 
  4. a b «Por dentro do Flow, o podcast mais "assistido" do país». GQ. 3 de maio de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  5. «Flow Podcast desliga Monark após fala sobre nazismo e apaga vídeo do canal». G1. 8 de fevereiro de 2022 
  6. «Twitter». 26 de abril de 2015. Consultado em 8 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2022 
  7. The Noite 2020, 5:37—5:47
  8. The Noite 2020, 6:15—6:18
  9. The Noite 2020, 7:28—7:37
  10. The Noite 2020, 7:47—7:58
  11. The Noite 2020, 8:37—8:43
  12. a b The Noite 2020, 18:24—19:07
  13. The Noite 2020, 21:16—21:36
  14. The Noite 2020, 19:09—19:18
  15. Guilherme Peixoto (30 de janeiro de 2022). «Para ser mais conhecido, Sergio Moro intensifica agenda de visitas ao interior». Correio Braziliense. Consultado em 2 de fevereiro de 2022. Cópia arquivada em 2 de fevereiro de 2022 
  16. «Bolsonaro faz críticas ao Supremo e à Petrobras no Flow Podcast». Poder360. Consultado em 8 de agosto de 2022 
  17. Vaquer, Gabriel (8 de agosto de 2022). «Após canseira na Globo, Jair Bolsonaro aceita entrevista ao podcast Flow». Notícias da TV. Consultado em 8 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2022 
  18. The Noite 2020, 9:19—9:23
  19. The Noite 2020, 8:51—9:11
  20. Ricardo Cavallini (16 de dezembro de 2020). «Podcasts encontram o sucesso ao assumir sua vocação de ser conversa de bar». UOL. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  21. Thiago Lavado (19 de abril de 2021). «Flow Podcast: a "conversa de bar" de Igor e Monark que conquistou o Brasil». Exame. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  22. ♔ Monark [@monark] (15 de junho de 2020). «Como eu ja havia dito antes, eu conversaria ate com o Hitler em pessoa no Flow Podcast. Não existe assunto taboo, não existe pessoa proibida. Eu conversaria com um serial killer, sem problemas, dado as devidas precauções kkkkk» (Tweet). Cópia arquivada em 30 de março de 2022 – via Twitter 
  23. «Canal Xbox Mil Grau é obrigado pela Microsoft a mudar de nome após acusações de racismo». G1. 4 de junho de 2020. Consultado em 13 de fevereiro de 2022 
  24. a b The Noite 2020, 12:59—13:22
  25. The Noite 2020, 15:31—15:38
  26. The Noite 2020, 15:59—16:03
  27. «Flow Podcast perde parceria com iFood após posts de Monark». propmark. 29 de outubro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  28. Ane Cristina e Weslley Neto (30 de outubro de 2021). «iFood encerra parceria com 'Flow Podcast' após posts de Monark». Splash. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  29. «NOTA | iFood e Flow: não ao racismo, sim ao diálogo». iFood. 7 de novembro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  30. «Monark, do Flow, se declara a favor da existência de um partido nazista e defende 'direito de ser anti judeu'». Yahoo!. 8 de fevereiro de 2022 
  31. «Monark defende existência de partido nazista dentro da lei; Tabata rebate». UOL. 8 de fevereiro de 2022 
  32. a b c d «Flow Podcast desliga Monark após fala sobre nazismo». G1. 8 de fevereiro de 2022 
  33. Helena Dornelas (8 de fevereiro de 2022). «Monark defende em podcast a criação de partido nazista no Brasil». Correio Braziliense 
  34. «Entidades israelitas condenam fala de Monark sobre partido nazista». UOL. 8 de fevereiro de 2022 
  35. «Caso Monark: Embaixada da Alemanha diz que 'defender nazismo não é liberdade de expressão'». O Globo. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 23 de março de 2022. Cópia arquivada em 23 de março de 2022 
  36. «Prioli quer entrevista dada ao Flow retirada do ar após apologia ao nazismo». Splash. 8 de fevereiro de 2022 
  37. «Contra Monark e fala sobre nazismo, famosos boicotam o 'Flow'; veja lista». Folha de S.Paulo. 9 de fevereiro de 2022 
  38. Paraíba, Jornal da (9 de fevereiro de 2022). «Ednaldo Pereira pede que entrevista no podcast Flow seja retirada do ar, após fala de Monark sobre nazismo». Jornal da Paraiba. Consultado em 1 de março de 2022 
  39. «Monark: veja repercussão de políticos e juristas após fala de influencer sobre nazismo». G1. 8 de fevereiro de 2022 
  40. «Patrocinadores repudiam fala nazista no Flow e encerram vínculo». UOL. 8 de fevereiro de 2022 
  41. Renato Pezzotti (8 de fevereiro de 2022). «Marcas encerram acordos com Flow após fala de Monark sobre partido nazista». UOL 
  42. «Seis marcas já se manifestaram após fala de Monark, do Flow». iG. 8 de fevereiro de 2022 
  43. «Ferj rompe contrato de transmissão com Flow após apresentador defender que lei permita partido nazista». GloboEsporte.com. 8 de fevereiro de 2022 
  44. «Monark pede desculpa após defender criação de partido nazista no país». iG. 8 de fevereiro de 2022 
  45. Natalia Molinari (10 de fevereiro de 2022). «Museu do Holocausto rebate Monark, que se queixou de "linchamento"». Metrópoles. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2022 
  46. «Caso Monark: fabricante de bicicletas divulga nota para negar relação com podcaster». G1. Consultado em 11 de fevereiro de 2022 
  47. «Flow - 'Flow Podcast' - Brazilian iTunes Chart Performance». iTunes Charts. Consultado em 6 de outubro de 2020 
  48. Lucas Vasques (25 de janeiro de 2022). «Entrevista de Lula no PodPah teve mais que o triplo da audiência de Moro no Flow Podcast». Revista Fórum. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  49. Leandro Sarubo (24 de janeiro de 2022). «Live de Casimiro na Twitch goleia audiência de Sergio Moro no Flow Podcast». Teleguiado. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  50. «No Flow, Bolsonaro bate recorde de Lula em acessos simultâneos». Poder360. 8 de agosto de 2022. Consultado em 8 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2022 
  51. Gianluca Eugenio (9 de agosto de 2022). «Twitter». Consultado em 9 de agosto de 2022. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2022 
  52. Warlen Pontes (22 de setembro de 2020). «'The Noite': Danilo Gentili entrevista 'Flow Podcast' e 'Os Barões da Pisadinha'». TV a Bordo. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  53. «Melhores do Brasil 2020: Podcast». Prêmio iBest. Consultado em 29 de setembro de 2020. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2020 
  54. Anny Caroline Guerrera (23 de agosto de 2021). «MTV Miaw 2021: confira a lista completa de indicados da premiação». Capricho. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  55. «MTV Miaw 2021 premia Pabllo Vittar, Juliette e Manu Gavassi; veja lista de vencedores». G1. 24 de setembro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  56. «Conheça os vencedores nas categorias do Prêmio iBest». Prêmio iBest 2021. Consultado em 22 de dezembro de 2021 

Videografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]